quinta-feira, junho 30, 2005

NO REINO DO LEÃO


Está por contar a "verdadeira" história da saída de Pedro Barbosa do Sporting mas uma coisa é certa: José Peseiro não o quis no plantel e parece que já fez saber, publicamente, porquê. Quanto à proposta que o Sporting lhe terá feito para continuar no clube, uma andorinha disse-me que era de...500 contos, para integrar o quadro de técnicos da formação. Proposta que Barbosa, que ganhava quase 20 mil contos por mês, considerou um insulto. Aguardam-se desenvolvimentos.
Sem dúvida hilariante o momento vivido na última assembleia geral portista. Um sócio saiu em defesa de Carlos Freitas, a quem, a determinada altura, considerou "um grande sportinguista". A plateia soltou uma gargalhada que embaraçou o "defensor".

TAPA


Os argentinos chamam "tapa" à primeira página. Esta é, pois, a tapa de hoje do jornal desportivo "Olé". E "olé" digo eu, enquanto lhes tiro o chapéu. Não estamos habituados a estes golpes de asa, desculpem.

TRAMADOS


O "moço" não quer mesmo nada com o FCP. Se for caso disso, até admite começar a treinar. Ou a reinar. O que fazer com o Benni?, eis uma boa questão com a qual a administração da SAD azul e branca bem se pode entreter. Não aceitaram a proposta do Rovers (sempre dava três milhões) e agora se calhar vão ter de vender o sul-africano pelo preço da uva mijona. E como Rob Moore não precisa da comissão para comer...

in LEIRIA


Luís Filipe Vieira, Dias da Cunha, António Salvador e Vítor Magalhães são alguns dos presidentes que disseram "sim" ao convite dos nossos nove árbitros internacionais para estarem presentes num encontro, em Leiria, a propósito precisamente de...arbitragem. O FC Porto não vai estar presente por oposição ao "Manifesto" e não só. Chumbita Nunes obviamente solidário com os azuis e brancos... João Loureiro também não vai mas devia pois o aliado da Invicta é instável. Bartolomeu podia jogar em casa mas esta é uma conversa que não lhe interessa. Os nossos internacionais não querem o sorteio. Ninguém de bom senso devia querer o sorteio. Não se sorteiam homens, muito menos competências. Dar este passo, depois de algumas patacoadas públicas de Duarte Gomes e Pedro Proença, é apenas um sinal de decência e um lance construtivo. Os nossos árbitros querem uma boa arbitragem e sabem que por ora precisam do apoio dos dirigentes, que são quem, no fundo, ainda os comanda. LFV e Dias da Cunha são hoje a locomotiva de um processo. Algumas carruagens já estão atreladas enquanto outros rezam para que o comboio descarrile. A reunião de Leiria, hoje à noite, promete.
Entretanto, vai haver grande caldeirada com as classificações dos árbitros da 2ª categoria. O Conselho de Arbitragem quer descer os sete árbitros do "Apito Dourado" mas não há legislação para isso. Só ao fim de dois anos sem notas é que tal pode acontecer e já há dois pareceres que desaconselham esta opção. Mas parece que esse vai ser mesmo o caminho. Pois é preciso salvar três árbitros do círculo portuense...

quarta-feira, junho 29, 2005

ROGER


"A fala é pausada, mansa, equilibrada. Os erros de português comuns à profissão de jogador de futebol praticamente não existem. Roger Galera Flores, 26 anos, é um ótimo papo. Quando dá entrevistas, reflete, responde, argumenta, retruca — não se limita a proferir chavões monocórdicos enquanto pensa no que fará depois que os microfones o deixarem em paz. Dá gosto entrevistá-lo, como dá gosto vê-lo em campo. É um dos melhores meias do futebol brasileiro. Técnico, inteligente, dono de um chute potente. Um jogador, enfim, cada vez mais raro de se encontrar. Fora do gramado, se dispõe a falar, se deixa fotografar, atende ao que foi combinado — parece saber exatamente as obrigações que tem de cumprir por ser um atleta famoso. "Eu tenho alma de artista" , teria dito certo dia nas Laranjeiras, casa do Fluminense."
in "Placard".
A propósito: o que se passou com este miúdo para não vencer numa equipa de marretas como era o Benfica onde jogou? Terá sido culpa do Bibi, que um dia o chamou a meio de um treino?

DIAS DA CUNHA


À falta de "Donos da Bola" - ai que saudades ai, ai... -, "Trio de Ataque", da RTP N, vai animando os nossos serões. Um bom painel, finalmente com um portista inteligente, um moderador confiante e que domina os assuntos e convidados interessantes. Desta vez foi Dias da Cunha. Podem chamar-lhe xoné. Eu gosto dele. O presidente do Sporting tem a coragem de dizer, de forma não muito subtil mas sem o dizer claramente, o que ninguém nunca disse sobre o futebol português. Ele fala-nos das comissões que rolam para bolsos diversos, dos cordelinhos que movem a arbitragem e, sobretudo, quando fala de moral e de ética sente-se que não quer apenas ficar bem na fotografia. Dias da Cunha tem nível. Os sportinguistas só podem estar orgulhosos de ter um homem assim no comando da SAD e do clube. Quem diria que o "Cooptado" se iria tornar num presidente tão animado e combativo. Nem parece o mais velho da SuperLiga...

terça-feira, junho 28, 2005

É VIDA


Sim, eu sei, o mais difícil é...ir.
O Verão acontece mas aqui chegados não conseguimos recuar. Aliás, é precisamente quando atingimos o ponto de não retorno que temos consciência de que na nossa caixa já não entra a marcha-atrás.
Seguimos em piloto automático pensando numa tarde de Maio e num súbito pé de vento. Ou na água fria de uma praia dunar, numa Primavera do século passado.
É isso, nem pouco mais ou menos: já não é mau continuar a rolar na nossa quase simbólica carcaça.
Talvez um dia acordemos de manhã com o Mundo em silêncio porque deixou de rodar no seu eixo.
Aí, pode acontecer.

PELA MADEIRA DENTRO


Já ouviu falar em Benaglio, Genalvo, Salino, Luizinho, Geufer, Rómulo, Alex, Minhoca, Fahel, Kanu, Komac, Valney, Olberdam, Balu, Ytalo e Sergipiano? Se não ouviu, informe-se pois está a pagar com os seus impostos estes grandes craques neste defeso contratados por Nacional da Madeira e Marítimo. Vale que vêm todos de grandes clubes brasileiros: o Criciúma, o Ipatinga (só à sua conta, contribuiu com 4!) e o Corinthians Alagoano (outros 4!). Esta Madeira é uma pérola. Dá para tudo., para não dizer outra coisa...

segunda-feira, junho 27, 2005

DÉFICE


Vivemos num país em défice. Não só orçamental. Os nossos aeródromos são atravessados por estradas, prédios caem em plena baixa do Porto, clubes com 36 jogadores nos quadro continuam a contratar, morre um poeta e logo uma centena de patetas pergunta porque não houve luto nacional (como se os poetas almejassem essa "glória"), Jorge Sampaio condecora Leonor Pinhão no 10 de Junho, a TSF deixa de ter noticiários desportivos porque alguém lhes disse que chegou o "defeso", a "silly season" chegou finalmente ao Marco de Canaveses, a acusação do "Apito Dourado" marina, algures em Lisboa o sorriso pepsodente de Albarran continua a brilhar apesar de tudo (caramba, o homem lançou a Bárbara e a Sofia, só por isso merecia ser condecorado pelo PR), o campeão do mundo contrata um jogador com dois "k" e o campeão nacional o craque Kyra não sei quê do poderíssimo Samarra (?), o Sporting vende ao desbarato o seu melhor jogador (Enakarhire), o enxofre russo continua a render e ninguém quer saber porquê, o julgamento do caso Casa Pia parece que ainda está a decorrer embora o Pedro Namora esteja de partida para o Brasil, a SIC notícias diz que é de notícias mas há duas horas que caiu um prédio no Porto e ainda não há imagens, só faltam 4 dias para me por a caminho de Tavira (e é isso que me anima) e continuam a sair livros de futebol como pãezinhos quentes. Por falar neles, hoje comprei um - «Segredos de Balneário», de Rui Pacheco, com prefácio de José Mourinho. É um livro sobre as palestras dos treinadores de futebol antes do jogo e tem alguns depoimentos interessantes. Não está lá o famoso "vamos a eles como tarzões" de Fernando Cabrita mas está isto, por exemplo: "Nunca dou explicações aos meus jogadores pois compreendi que não era possível explicar-lhes as minhas escolhas", Fabio Capello. Pela amostra, vale apenas, custa 12 euros e é uma edição da "Prime Books".

REI NADO

O nosso melhor jogador passou pelo Mediterrâneo como um furacão. Apreciável, sem dúvida, a sua opção pelo café com leite... Com direito a fotógrafo privativo - mordomias da Gestifute, que há pouco tempo contratou, a O JOGO, Jorge Monteiro, um dos melhores na arte -, Ronaldo mostrou bíceps, trícepes e o que não mostrou pôs a legião de fãs a salivar. Imagino teenagers de Singapura a Vacouver "gozando" as imagens do novo sex-symbol. Quem diria? O menino que ajudava o pai a arrumar os balneários do campo de Santo António, ali onde o Funchal termina e começa a serra. O Sporting levou-o cedo para a academia e também o vendeu cedo - e não é que se foram logo lembrar de convidar o Manchester United para um jogo de exibição do melhor Ronaldo da actualidade? Sim, porque, apesar dos mergulhos em águas quentes, e não só, este é o melhor dos Ronaldo em actividade. O I já está a desacelerar, o Gaúcho brinca muito mas é na areia. O nosso Cristiano se ninguém o travar vai ser o GRANDE FENÓMENO. E não estou a falar de saltos para a piscina.
PS - Diz o "Mirror" de hoje que o Barça está disposto a dar 20 milhões de libras pelo Fenómeno. Parece-me pouco.

domingo, junho 26, 2005

APITO DOURADO


Praticamente garantido: acusação do 'Apito Dourado' apenas se reporta aos casos dos jogos do Gondomar. A parte de PC/Paixão/Duarte segue para uma comarca do Porto, que passará a ter mais um ano para deduzir ou não acusação. Quanto ao caso de Gondomar, BnA promete revelações importantes. Ponham-se à escuta.

Veiga mas não parte


Diz o "Expresso" que Fisco penhorou o ordenado de 18 mil euros de José Veiga no Benfica para abater uma dívida de 1,2 milhões de euros ao povo português. E se o "Expresso" diz é porque é verdade. O jornal é vendido num saco plástico - a patente é do seu director, já sabemos... - mas acerta muitas e com isto quero dizer que também falha algumas. Voltando ao Veiga, é só fazer as contas para se ficar a saber que a dívida ficará saldada em quase oito anos. Não sei se Veiga estará no Benfica daqui a oito dias, quanto mais daqui a oito anos. O que sei é que quem deve tanto ao Fisco foi porque conseguiu gerar muita receita (que não declarou). E se não tem bens para a penhora é porque vivemos, de facto, num país de bananas.
Quanto ao Benfica, será verdade que João Vale e Azevedo ganhou o processo no qual reclamava cerca de 1,5 milhões de contos ao Benfica e que o Benfica lhe deu uma série de jogadores para escolher ter percentagens nos respectivos passes? E que Azevedo se aconselhou com Mourinho para saber se valia a pena e o Big José disse que não, que só valia a pena ter percentagem no passe de um menino? Isso gostava eu de saber...

sábado, junho 25, 2005

marteladas


S.João de...Gaia. Martelinhos, alhos porros, candidatos às autárquicas, manjericos, fogo-de-artíficio e uma surpresa: afinal eles não estão zangados. Luís Filipe Arezes e Jorge Nunes confraternizam alegremente, num bar com vista para o rio Douro e o rio que é rui (e ruim, embora agora só na perspectiva de Arezes). BnA, usando a mais recente tecnologia da PJ para escutas em camiões de mudanças, ouviu os primeiros momentos do reencontro. E aqui os reproduz.
LFA - Afinal sempre apareceu...
JN - Mas eu lá ia fazer-lhe uma desfeita destas, grande amigo!
LFA - Pensei que estava chateado.
JN - E estou. Mas li no "24 Horas" que não ia estar cá e resolvi desmenti-los, não é que eles se importem muito...
LFA - ?????
JN - Sei que você é imprevisível, mas, carago, não, caralho, essa história de apoiar o Rui Rim não lembrava ao diabo!
LFA - Eu sou assim.
JN - Mas não devia. Da próxima vez que ganhar a Taça Amizade não a vou mostrar lá na varanda da sua junta de freguesia.
LFA - Não me faça isso, que nunca mais o deixo treinar no nosso pelado de Alheira...
JN - Vem agora com ameaças para cima de mim, seu lagarto...
LFA - Lagarto mas azul e branco. Mimético.
JN - Mi quê?
LFA - ...mético.
JN - Deixe-se disso amigo, vamos é curtir. Este ano não pude trazer o mister, como o ano passado, mas não tenho dúvidas que o melhor fogo vai ser o seu, até tem música do Van Gal...
LFA - Do Vangelis.
JN - Deixe lá, vou beber mais um sumo de laranja.
LFA - Peça dois para brindarmos ao SLB.
JN - O c...
LFA - Desculpe, presidente, mas foi uma martelada mais forte que levei.
JN - Ah...
LFA - Veja lá, então, se me arranja um lugar no camarote.
JN - Para si, sempre, camarote, perdão, camarada!
LFA - Um dia ainda vou ser presidente da Câmara.
JN - de Alheira?
LFA - Não, de Massarelos.
(e ouviu-se uma gargalhada do outro lado do rio)

Scolari - 20 valores


Está no MaisFutebol. Uma entrevista a sério. Finalmente. Também muito bom o arranjo gráfico do site que ninguém dispensa e que muitos se esquecem de citar.

MAIS UMA MORTE

No dia em que mais um futebolista profissional tombou no relvado - ainda para mais num jogo de amigos -, temo-nos de preparar para mais uma série de interrogações: como é possível? porque aconteceu? quantas vezes mais vai acontecer? O desporto tem riscos e o corpo humano é pouco fiável, pode ser uma resposta. Mas está visto que no mundo de hoje ninguém se contenta com respostas simples.

DISCIPLINA

PC já enfatizou o tema: disciplina. A escolha de Adriaanse terá mesmo muito a ver o estilo disciplinador do holandês. Tudo bem. Um plantel, formado por miúdos com menos de 30 anos, longe das suas terras, com muito dinheiro nos bolso, tem de ser gerido com o chicote numa mão e um chocolate na outra. Mas havia ou não havia indisciplina no FC Porto? Jorge Costa diz que não, que o problema não foi esse. E Jorge Costa é o capitão do barco. O camisola 2. O mito.

quinta-feira, junho 23, 2005

SEM COMENTÁRIOS

De Carlos Barbosa de Oliveira, no site do Clube de Jornalistas:
«O jogo Portugal-Eslováquia terminara há quase uma hora e a RTP continuava a fazer o “rescaldo” da vitória lusa, entrevistando tudo quanto passava junto de um repórter. As habituais perguntas banais, repetidas e entediantes, apenas entrecortadas por breves análises ao jogo (uma espécie de muleta, quando não há ninguém para entrevistar).
Já há muito nos habituámos a essas “pérolas” jornalísticas que são os “flashinterview”, já estranhamos quando o repórter não resume as intervenções de Scolari nas conferências de imprensa, como se estivesse a traduzir as suas palavras, e já somos indiferentes à hilariante “isenção” dos comentários ao longo dos jogos da Liga.
Julgávamos, ingenuamente, que nada mais nos iria surpreender. Puro engano... o “momento da noite” estava reservado para próximo do final deste “prolongamento” dos jogos que a RTP vem explorando até à exaustão. Carlos Daniel interrompe a conversa com Gabriel Alves e devolve a emissão para o centro nevrálgico do estádio da Luz, por onde continuam a passar inúmeras personalidades.
O entrevistado é desta vez o primeiro-ministro de Timor, Mari Alkatiri. O repórter desportivo, ainda inebriado com a vitória portuguesa, atira a primeira pergunta:“ Timor não tem e provavelmente nunca terá um estádio como este. Como se sentiu aqui?”.
Confesso que, rodeado de pessoas estupefactas com a pergunta, não consegui memorizar a resposta, mas retenho ainda agora na retina o ar contido e algum enfado de Mari Alkatiri. A entrevista continuou com outras questões desprovidas de interesse, onde “o miúdo do país vizinho de Timor” veio á baila. Mas a entrevista não terminaria sem que o repórter, rendido à grandiosidade do estádio da Luz, voltasse à carga:“ Para quando um estádio como este, ou pelo menos um estádio com condições dignas para Timor?Mari Alkatiri manteve a compostura e apenas respondeu:“Timor tem outras prioridades, talvez um dia.”
O repórter deu por terminada a entrevista com a satisfação estampada no rosto. Muitos portugueses como eu, respiraram aliviados e fizeram “zapping”. O repórter voltará um destes dias com mais perguntas “inteligentes”.»

COMPLEXO SCOLARI

PC vive atormentado por tudo o que faz Scolari: os jogadores que convoca, as palavras que diz, o dinheiro que recebe ao fim do mês. Curiosamente, Scolari não vive atormentado por PC, nem pelos jogadores que contrata, nem pelas entrevistas que dá nem pelo dinheiro que recebe ao fim do mês como presidente do conselho de administração da FC Porto - Futebol, SAD. Não sei quem vai ganhar esta guerra: se o general, se o sargento. Na tropa costumava-se dizer que quem mandava era o sargento apesar do aparato do general na parada.

CLASSIFICAÇÕES DOS ÁRBITROS

O melhor árbitro do ano, Pedro Proença, pelo menos não tem que comprar o kit pois é sócio do glorioso há muitos anos e com presenças regulares nas assembleias gerais, ao que consta. Eu até gosto do homem do gel. É um bocado convencido mas tem qualidade técnica e é sobretudo uma pessoa desassombrada, faz abanar o sistema. Diz o que tem a dizer, não manda dizer e muito menos se esconde. São atributos apenas a relevar. Mas, claro, Proença não é perfeito e esta não foi, nem de longe nem de perto, a sua melhor época. Acabou em primeiro, juntando as classificações da Liga e da FPF, à frente de Paulo Costa e de Lucílio Baptista. Olegário Benquerença foi, justamente, 13º. João Henriques, de Coimbra, desceu na estreia, como tem sido regra de alguns debutantes. Com ele foi também o bracarense Hernâni Duarte, irmão do Augusto e filho do Azevedo, este último a somar a sua segunda despromoção (quiçá não voltará a tentar). Sobem dois árbitros de Lisboa e um de Braga. Lisboa sai como grande vencedora do plenário que juntou Carlos Esteves, Francisco Costa e Luís Guilherme, sem esquecer o homem de Vila Real... Podia ter sido pior. E este é um assunto sempre subjectivo. Desta vez, porém, com duas particularidades: o melhor é o arguido que se tornou "acusador"; e nas primeiras posições estão árbitros que não se vão opor ao sorteio.

MANUEL FERNANDES

Podem anotar: é jogador do Chelsea.

CERâMICA MAS NÃO DAS CALDAS

É de Setúbal mas agora trabalha em Valadares. Nas cerâmicas. Há quem o tenha visto em Campo Maior, numa noite memorável. E também a jantar num restaurante da Foz mas não a do Sousa, a do Douro. Costuma atacar mulheres-polícias exibindo um bacamarte. E está apaixonado pela arbitragem.

MANUEL BARBOSA

Manuel Barbosa, o empresário que foi pioneiro da «arte» em Portugal, disse anteontem que se afastou das lides porque hoje o que interessa sobretudo é movimentar os produtos no mercado (e as respectivas comissões e sub-comissões, nas off-shores do costume...). MB deu muito dinheiro a ganhar ao Benfica. Mas, sobretudo, deu-lhe jogadores de elevada craveira, que foram sinónimo de títulos: Ricardo, Aldair, Mozer, Valdo... Barbosa estará hoje ultrapassado por Mendes e companhia. Mas tem uma história que não pode ser apagada. Podem chamar-lhe faroleiro mas a verdade é esta: nos jogadores que "pegou" foi praticamente cada tiro, cada melro. E o mesmo não se pode de dizer de outros...

JUCA ou RUI RODRIGUES

Confesso que não conheço bem o currículo do treinador do Marítimo e até me irrita alguma sobranceria sua nas conferências de imprensa que segui. Mas há nele uma rebeldia que me atrai, o seu discurso foge da lógica da periodização táctica ou da propaganda técnica. Com um moreno só possível na Madeira e uns fiozinhos pindéricos para segurarem as lunetas, este Juca não é o Cernadas Pereira nem o Magalhães que é Júlio mas pode vir a ser um caso sério na SuperLiga Galp sem chumbo. E, sim, gosto de treinadores com nomes assim: Juca, Nelo, Ferreirinha, Chaló, Manuel José, Carlos Manuel, Zé Mourinho. Quando vêm com nome e apelido completos desconfio. E com nome, sobrenome e apelido, pior ainda...
PS - Por falar nisto, eis a lista dos treinadores "à bica" para as primeiras dez jornadas: Vítor Pontes, Álvaro Magalhães e Vítor Oliveira.

FUNDO DE...DESEMPREGO

Rui Jorge, sem clube.
Pedro Barbosa, à procura de clube.
Capucho, desempregado.
Chainho "despedido" do Marítimo.
Estes homens vão ser notícia!

PC e Mc

McIntosh, perdão, PC ou McCarthy. O caso está preto. O sul-africano é um outsider no balneário, liga o Mp3 e chau Laura, vamos é curtir um som, que o caminho para Vigo é sempre a direito. Não vá um homem perder-se na rotunda da Boavista. O braço-de-ferro promete e para retaliar eis já o primeiro ataque do striker: vai com os Bifanas-Bifanas aos Estados Unidos, em Julho, para a taça Coca-Cola light. Portanto, adeus estágio, adeus Co que se lê Cu Adriaanse. A proposta do Blackburn está em cima da mesa: 6 milhões, é pegar ou largar. Na SAD portista já há gente arrependida da teimosia do presidente. Mas o homem assim e também por isso coleccionou tantos títulos como mais nenhum jamais será capaz de somar. Fosse ele empresário de McCarthy e o "Bandido" já estava a jogar na selecção da Lua... Aposto que isto vai acabar assim: McCarthy sai, dá um abraço a PC, Moore ganhou o seu, a malta do fundo também ganha alguns para os copos no bar do China e à 2ª jornada Sokota já tem 5 golos e ninguém se lembra do Benni. Ou não?

ESCANDALEIRA

Classificações dos árbitros vão dar que falar. Lisboa saiu-se bem do 'Apito Dourado' e não só controlou o topo como fez subir dois. Quem se tramou foi Coimbra e o Rogger Rabbit.

quarta-feira, junho 22, 2005

CANAL BENFICA

Canal Benfica para quê? LFV tem o tempo de antena que quer. Ontem na RTP-N, hoje no prime time da TVI, anteontem no "Jornal da Noite" da SIC com direito a 'promo' do kit. Falando a sério, alguém acredita que qualquer um dos grandes nacionais será capaz de "fazer" um canal que não fidelize apenas os fanáticos? Vejam-se os respectivos sites e os restantes conteúdos: banalidades, apenas; ou boçalidades; quando não propaganda. Sabem o que os portugueses fazem com a propaganda que lhes entra pela caixa do correio?

Vieira vai lá...

Hilariante. Luís Filipe Vieira confirmou um contrato do Benfica com Diego. Mas disse que o craque não vem para a equipa principal - vai para a B ou será emprestado. Já estou a ver o fim desta novela: Anderson vem para a B mas vai acontecer qualquer coisa e será chamado à equipa principal. E assim se limpa a barra...

Há que confessar: LFV começa a dominar o meio audiovisual. É certo que não teve competidores à altura - um trio de ataque manifestamente à defesa, não fosse o presidente do Benfica ter um dos seus típicos ataques de raiva - mas no geral controlou bem o tempo e o modo da entrevista. Vieira não tem a memória de elefante de Pinto da Costa mas dá para ver que domina bem os "dossiers" do Benfica. Só não percebi muito bem como é que o estádio já está pago mas há que dar ao Benfica o mérito de ter feito não apenas um estádio mas também um pavilhão para as modalidades - a concorrência sabe-se o que fez nesse campo...

Pronto, Roca não sai do Sporting. É um bom jogador mas precisa de perder alguns quilos. Vamos ver como regresso lá do "Sítio Rochemback", para se juntar a Custódio, Moutinho, Carlos Martins e Sá Pinto.

Afinal, quem comprou os tais 70 por cento dos direitos desportivos de Anderson: o FC Porto, a Gestifute ou a Global Soccer. Quando os fundos entram em campo, é sempre difícil ir ao fundo da questão.

terça-feira, junho 21, 2005

PARABÉNS MALTA!

Eu era o sócio 777 do Clube Nacional de Imprensa Desportiva (CNID). Mas deixei de pagar as quotas. O CNID não tem qualquer utilidade para mim e muito menos para a classe. Não justifica o meu contributo mas respeito os seus princípios e sobretudo os seus fundadores - o clube foi criado numa altura em que o sindicato dos jornalistas não reconhecia os jornalistas desportivos como tal. Como seria de calcular, o CNID sobrevive bem sem a minha contribuição. E todos os anos continua a dar prémios. Uns merecidos, outros nem tanto. Mas um deles, este ano atribuído, eu tenho de aplaudir, pois contemplou a equipa de jornalistas que faz o site MaisFutebol. Não apenas isco fácil para jornalistas preguiçosos e mal informados mas também um excelente site sobre futebol - com notícias, reportagens e, mais importante, escrito em português.

GOLPES BAIXOS

No dia em que a direcção da Liga reuniu no Estádio da Luz (!), o Porto acordou já com um cheirinho a manjericos. A festa aí está. Há um ano, PC levou um tal Luigi até ao cais de Gaia, onde levou as primeiras marteladas. Era só um aviso. Um ano e três treinadores depois, temos aí toda a expectativa concentrada no "chicote" de Co Adriaanse. Sabe-se que o holandês dá treinos duríssimos na pré-época. Veremos se os mesmos meninos que há um ano, em Zeist, se queixavam de dores musculares sempre que a ordem era correr voltam a ter a mesma atitude... Os holandeses não têm a fama dos italianos mas não são parvos! Aliás, podem ser tudo menos isso, como o comprova a história. Reparem: um país abaixo do nível do mar, preso por um dick, perdão, dique que colocou bandeiras do Suriname à Indonésia; um país que inventou os "reality shows"; o país do Van Gogh; um país que é 156º produtor de laranjas do mundo mas cuja selecção é conhecida por "laranja mecânica" (por acaso um filme masoquista, passe a informação para as novas e ignorantes gerações); um país que fala uma língua roubada do alemão; um país que exibe as putas em montras e vende charros em cafés (aqui, nada a opôr, antes pelo contrário todavia porém e contudo); um país conhecido por países baixos mas que gosta sempre de bater a bola alta; um país que tem uma banheira que é um estádio.... A Holanda das bicicletas, das tulipas e dos moinhos de vento. Desculpem mas não sei mais e não quero recorrer à enciclopédia. Valeu?
P.S. - Carlos Freitas no FCP, eis o boato que anda aí a correr nas boites mais "in". Bom filho...

CÃO PENSIONISTA

Chegou o Verão, às 6.54. Já tínhamos notado...mas obrigado, é sempre uma informação. O mesmo digo da melhor notícia de hoje do CM, que nos diz que o cérebro das mulheres pára quando dizem "estou nas nuvens" e atingem o orgasmo. Mas notícia, notícia...não, não vou falar de possíveis contratações...notícia, notícia é uma que li no "DN" de há 100 anos - sem dúvida a melhor sexão, perdão, seccão daquele diário - sobre um cão que mordeu uma miúda. Já se sabe que notícia seria só o contrário, mesmo há um século: a miúda a morder no cão. Mas a curiosidade desta nota é outra: o cão, informa-se, era pensionista. Tinha uma pensão de alimentos de 500 reis. Já está explicada a bancarrota da nossa segurança social!

NA CALADA DA NOITE

Não há novidades do apito dourado. Ou será que elas estão aí a saltar? Confirmado: Marinho Neves está mesmo a escrever 'Golpe de Estádio II - o ataque do clone'. Por confirmar: a compra do pacote media Lusomundo por Joaquim Oliveira, sobre a qual vinha um artigo muito interessante no 'Público' de ontem. Mais um brasileiro no FCP? É preciso manter o "quórum"... Sigilo benfiquista a cair pela base, como era de calcular. Será que tentaram mesmo convencer Oliveira a ser presidente da Liga? Quanto à famosa greve dos árbitros, talvez no dia de Reis... Sim, sem dúvida: Sílvio Vieira, da RR, é a grande revelação da rádio portuguesa no desporto. Vitória esmagadora de Artur Filipe no Beira-Mar: 50 por cento dos votos conseguidos por Inácio, os restantes "angariados" por Mano Nunes. Quem era aquele senhor que estava ao lado de Laurentino Dias em Díli? Quem substitui Júlio Mouco na Comissão de Arbitragem da Liga? Será que o homem de Leiria já está a caminho da Rua da Constituição? Scolari recebe prémio de Luís Filipe Meneses, no Olival (mas não no exclusivista centro de estágio que custou três milhões de contos ao erário público): com esta perdeu qualquer chance de voltar ao camarote presidencial do Dragão. Brilhante entrevista de Rui Rio à RR e ao "Público" principalmente quando falou do túnel da rua de Ceuta/Soares dos Reis: uma 'bregonha' e ippar puta que vos pariu.

segunda-feira, junho 20, 2005

FIGO

Será o FCP a saída?

TOMA LÁ QUE JÁ ESTÁ

Tiago Monteiro foi ao pódio. Só partiram seis carros e o rapaz defendeu bem a posição de saída. O indiano só o cheirou... No final, Schumi e Rubinho nem quiseram festejar. Mas o nosso Tiago agarrou na "Moet" e fez a festa, não deixando de dar um trago. Os portugueses têm esta faceta incrível: misturam o épico com o anedótico mesmo quando se fala de refugiados. A verdade é que estamos no topo do mundo - ou quase. Ele é o Gueterres a dormir nos campos de refugiados da Etiópia, ele é Durão a falar francês e inglês enquanto come spagueti , ele é o Cristiano Ronaldo numa rapidinha em Dili, ele é Luís Filipe Vieira em Cabo Verde, ele é Dias da Cunha com um chapeúzinho de uma empresa de produtos farmacêuticos, ele é o Avelino Ferreira Torres a abrir falência numa câmara e a concorrer a outra, ele é a Fátima Felgueiras foragida a poder vir à terra para se candidatar a uma câmara que ela pôs sob investigação, ele é Jorge Sampaio a fazer de conta que a Cova da Moura não é um barril de pólvora, ele é o Rui Rio a dar cabo do trânsito na Circunvalação por causa de uma corrida de carros antigos, ele é Pinto da Costa a contratar mais um brasileiro, ele é o Salgueiros sem poder inscrever jogadores e a arriscar-se a ir parar ao amador, ele é o Diego que vem ou não vem para o Benfica, ele é o Liedson que afinal sempre era sportinguista desde pequenino, ele é a Sport-tv que nos cobra três milinhos a interromper a final do USA Open em golfe para dar a segunda parte do S.Paulo-Botafogo, ele é o Trapalhoni a triplicar o ordenado no Estugarda provando que a idade da reforma é um invenção do Bagão Félix, ele é o BnA a debitar patetices...

domingo, junho 19, 2005

LFV e as bicicletas

LFV tem um problema diriamos "freudiano": ser um Pinto da Costa decente. Manifestamente, é muita areia para o seu camião. Pinto da Costa é único, não vale a pena usar as suas armas - é estar condenado ao insucesso ou, como é o caso, ao ridículo. Para mais, LFV não lê jornais e os recados que lhe chegam não são correctos. PC não disse que se fosse campeão ia à Covilhã de bicicleta. Disse que iria voltar à Covilhã campeão mas de carro. Apesar do IP5 ainda em obras, o tempo que se gasta é o mesmo que se consome num Porto-Lisboa e, como disse PC, é sempre mais agradável ver a placa "Covilhã"... Quando falar de bicicletas, da próxima vez, talvez seja melhor LFV recordar que foi com elas que o Benfica do Vale-expulso-como-um-cão ganhou a Volta a Portugal. Que tem etapas decisivas na serra da Estrela.
PS - Acabo de saber que LFV será o convidado do "Trio de Ataque", terça-feira à noite, na RTP-n. Quero ver o que lhe vai perguntar o apresentador da Praça da Alegria e o promissor Rui Moreira...

Bebés

Hoje fui ver o Leixões-FC Porto, jogo decisivo para as duas equipas, a contar para a fase final do Campeonato Nacional de juvenis. O FC Porto ganhou com um "chouriço" (autogolo) mas o Leixões fez tudo para ganhar: o 3, o 7 e o 10 prometem nos bebés. Estavam a ver o jogo cerca de dois mil espectadores, enchendo a única bancada do complexo Óscar Marques. O Leixões é assim: um clube com adeptos e com adeptos que não se limitam a acompanhar a equipa senior. Dirigido pelo ex-árbitro José Leirós, o departamento de formação do Leixões não precisa de resultados - que estão aí - para provar o valor do seu trabalho. O futebol juvenil é isto: um clube que não aparece nas primeiras páginas dos jornais, e muitas vezes nas interiores (vá-se lá saber porquê), empenhado e fazer da formação a sua principal arma. Os bebés estão vivos e de saúde. Não vão ser campeões nacionais de juvenis (Sporting e FC Porto decidem tudo na última jornada, com os leões "só" a precisarem de vencer em casa o Leixões e de manter o goal-average positivo) mas têm futuro. Muito futuro.

NETADAS

Experimentem ir ao google, escrevam as palavras "brasileiro estúpido" e dêem enter em "I'm feeling lucky". A net é hilariante, quando quer. Conhecem, por exemplo, o Jorge Nuno Young Chicken?

DEFESO ao ataque

O programa "Defeso", já no ar na Sport-tv, sobre a meia-noite, tem a pretensão de cobrir as férias dos craques da bola. Esta "cobrição" nem sempre é fácil mas para o apresentador do programa, Carlos Manuel, também conhecido por Carlão, não há obstáculos. Só ele seria capaz de, em directo e ao vivo, colocar João Pinto no lugar da Marisa Cruz, a levar massagens de jactos de água, e Marisa Cruz na posição de...comentadora de futebol. "Passei a conhecer alguma coisa de futebol desde que conheço o João", disse a beldade que um dia a "MaxMen" pôs a saltar à corda, provocando outro tipo de (sobre)saltos no pessoal da testosterona. No seu estilo informal, Carlos Manuel deu-nos a conhecer também a quinta de Hugo Leal. A quinta e não o quintal, bem estendido. Uma autêntica herdade, em Santo Estevão, onde só faltavam o Tino, a Rute Marques e o Batanete que se baba todo por ela. Pela Rute, bem entendido. A quinta até tem uma igreja mandada construir para o casamento religioso de Hugo Leal, esse promissor craque há pelo menos cinco temporadas.

sábado, junho 18, 2005

CIRCO, PRECISA-SE

LFV no Luxemburgo e em Cabo Verde para cavalgar a onda Benfica. Mais kit em carteira. Afinal, ainda não chegaram aos 30 mil as vendas dos ditos cujos. Faltam 270 mil... Está visto que o Benfica não vai conseguir lá. LFV colocou a fasquia demasiado alto. Erro de cálculo ou talvez não. Vale que o Benfica é grande e até o BES lhe tem algum respeitinho. O BES que, de mão dada com a BCP, e com a Sonae à espreita, controla este país que está em crise mas deu quatro dias de folguedo aos alfacinhas. E o Sócrates que não desce nas sondagens, prometendo muito anos de poder. As gajas gostam do homem, diz-se. Obviamente, já se suspira pelo regresso do futebol. Estamos fartos de boatos e dos néscios que nos governam. Queremos circo.

OBRIGADO CD

O Batman pegou no seu bat-sapato social e no seu bat-blazer onde foi ele?A um Bat-zado. Dois litros de leite atravessaram a rua e foram atropelados. Um morreu, o outro não, porquê? Porque um deles era Longa Vida. Porque é que o elefante não pega fogo? Porque ele ja é cinza. O que é que a galinha foi fazer na igreja? Assistir à Missa do Galo. Como é que as enzimas se reproduzem? Fica uma enzima da outra... Por que a Coca-Cola e a Fanta se dão muito bem? Porque se a Fanta quebra, a Coca-Cola! Por que as plantinhas não falam? Porque elas são mudas. Por que o galo canta de olhos fechados? Porque ele já sabe a letra da música de cor. Porque é que o Batman colocou o batmóvel no seguro.Porque ele tem medo que robin.Como é que o Batman faz para que abram a bat-caverna? Ele bat-palma. Como se faz uma omeleta de chocolate ? Com ovos de Páscoa!Por que na Argentina as vacas vivem olhando pró céu? Porque tem "Boi nos Ares"!Para que servem óculos verdes? Para verde perto...Para que servem óculos vermelhos? Para vermelhor...Por que a mulher do Hulk se divorciou dele ?Porque ela queria um homem mais maduro... Por que o jacaré tirou o jacarezinho da escola? Porque ele ia réptil de ano. Já conheces a piada do fotógrafo? Ainda não foi revelada. Como se fala top-less em chinês? Xem-chu-tian. Sabes qual a diferença entre uma lagoa e uma padaria?Na lagoa há sapinho, e na padaria, assa pão. O que é que um cromossoma fala pró outro?Cromossomos bonitos!

sexta-feira, junho 17, 2005

SÓ PARA ACABAR O DIA

William, ponta-de-lança brasileiro, parece que é reforço para o Boavista. Que não seja outro Jacaré, é o que desejam os adeptos dos axadrezados...No Vitória da cidade do fundador, Jaime Pacheco só tem um avançado: Targino. É pouco, muito pouco. Mais uma boa contratação do Belenenses de Carlos Carvalhal: Pinheiro. Há ali madeira. Franco já disse que está farto da Coreia. Estão à espera de quê, meus senhores? Francamente...É pá, nem sei dizer o nome do ucraniano que vem para o Benfica. Nem o nome do jogador nem o nome do glorioso clube que representava. Alguém que me explique isto devagarinho. Miguel, pois, pois, já diz que o Benfica está a pedir muito pela mercadoria. Isto não vai acabar bem. Pierluigi Collina despede-se da arbitragem frustrado pois não apitou o jogo que mais desejava: Cova da Moura "versus" Cerco do Porto. Algo me diz que esta história de Benfica e Sporting estarem interessado no Anderson foi só uma forma de embelezar a contratação portista. Jorge Mendes parece que vai mesmo ganhar a José Veiga no braço de ferro a que podemos chamar Diego e o duelo desta vez não está a acontecer na sala de desembarque do aeroporto de Pedras Rubras. Apito Dourado só terá acusação em Janeiro, diz-se nos mentideros. Penafiel e Beira Mar são apenas dois dos clubes que são contra o sorteio dos árbitros. Para além destes e do Benfica, há mais, ao contrário do que se faz constar.

AFINAL HAVIA OUTRO

A velha raposa não dorme. O room service do Hotel da Lapa era excelente e a águia Vitória quase lhe vinha comer à mão. Mas, afinal, havia outro: o Estugarda. Será dificil Trap encontrar um melhor hotel mas provavelmente vai comandar um clube ao pé de casa. Na Europa a sério há boas auto-estradas...

Pelé e Joel


Como todos sabem, o Salgueiros corre riscos de extinção: desceu à III Divisão, não tem estádio e os credores continuam todos os dias a bater à porta. O Benfica aproveitou bem a debilidade daquele clube que durante muito tempo foi conhecido como 'O Benfica do Norte' e roubou-lhe dois jogadores: Joel e Pelé. Apresentados com esta pompa no site do clube pelo ex-presidente do Sindicato dos Jogadores. Uma questão ainda se coloca: em que momento o Benfica negociou estes jogadores? E outra: por acaso sabia que um deles, Pelé, já estava negociado com o Boavista, clube que iria compensar o Salgueiros? E o que foram fazer os dois jogadores à Suíça quando ainda não tinham contrato assinado?

GOLPE NA LIGA

Valentim acaba de anunciar que põe o seu lugar à disposição. Vai haver eleições antecipadas na Liga. Valentim sai sem ser empurrado e vai ter todo o tempo do mundo para se dedicar à sua candidatura independente a Gondomar. Quem será o seu sucessor? Aposto nestes nomes: António Oliveira, Carlos Padrão e...João Loureiro. E tenho uma certeza: o secretário-geral vai continuar a ser Emanuel Medeiros. Quanto ao presidente da comissão de arbitragem da Liga, Luís Guilherme continua a ser o mais forte candidato, pois tem o apoio dos árbitros, de Norte a Sul, e é ponto assente que esta história do sorteio foi só uma maneira de provocar alguma confusão para que o major tivesse um ponto de fuga. Não haverá sorteio para ninguém.
PS - Interessante, no mínimo, o posicionamento aleagamente 'soft' de PC neste processo

CHALANIX


Fernando Chalana vai ser o adjunto do 'Ronaldo'. É uma excelente opção. O nosso Chalanix já mostrou no Benfica que também é treinador, ao transformar Miguel no melhor defesa direito da Europa. Quem viu uma reportagem da Sport-Tv com o Oriental, quando a equipa da Azinhaga dos Alfinetes foi à Luz, ficou esclarecido quanto às qualidades do Fernando no comando de homens e na condução de jogos. Chalana vive e respira futebol. Não foi muito feliz no final da sua carreira, andou por aí em bolandas, mas o Benfica deu-lhe uma oportunidade. Chalana já "fez" José Gomes treinador, já fez muitos craques jogadores da bola e vai agora, certamente, ser uma excelente muleta para Koeman. O Benfica marca pontos com esta aposta.

quinta-feira, junho 16, 2005

BREVIAVIÁRIO

Há coisas que não entendo. Por exemplo, esta que li n'OJOGO: que o Sporting contratou Hugo Alcântara mas que vai usá-lo como moeda de troca com Zé Castro, da Académica. O central brasileiro do Vitória de Setúbal já mostrou ser um portento. Mete qualquer Beto no chinelo. A propósito, será que mais uma vez o moço não vai ser vendido? Nem o Villareal lhe pega? É triste...LFV lá veio dizer que já tem jogadores contratados mas ele é quem escolhe o timing. Este presidente do Benfica continua a gozar com o pagode. Mas nem por isso as vendas do jornal "O Benfica" disparam. Quanto aos kits, continuamos à espera de notícias, sabemos apenas que há uma semana iam nos 20 mil.
Leio também que Jorge Baidek quis desviar Anderson para o Inter de Milão mas que Mendes ganhou porque só cobrou uma comissão de 5 por cento enquanto Baidek queria 7. O leilão segue dentro de momentos...
Então e Joáo Alves? É FC Porto ou Benfica? Ou Chelsea? Ou será que vai nascer mais um condomínio fechado?
Pois, um impasse quase geral e o Boavista já a contratar. Não conhecem os craques? Vão ver o que Brito vai fazer deles.
Fangueiro está sem clube. Num futebol com faltas de extremos a sério, é no mínimo espantoso.
Um passarinho disse-me que José Gomes pode não ser o próximo treinador da U. Leiria.
Rogério Gonçalves no Leixões. Com duas subidas frescas, é de esperar o melhor. Mas é bom "ca gente" não ande tanto na boca do pretendente.
Ponham os olhos neste mister: chama-se Jorge Gonçalves e esta época vai pegar no Leça. Tem cabelo louro e pele morena e parece o nosso patrão da Endemol. Mas vai longe, embora esteja a começar bem por baixo...
Confirma-se a história: o primeiro SMS que José Mourinho recebeu, quando jantava no restaurante "Camelo" com Abramovich, foi de Pinto da Costa.

GRANDE TINO

Confesso que não seguia esta versão da 'Quinta das Barbaridades' mas passei a ser um espectador mais ou menos frequente a partir do momento que o Tino de Rans entrou no programa. Já o conhecia do Estádio das Antas, onde costumava aparecer nas folgas do seu trabalho de calceteiro no Parque de S. Roque, ali ao lado. O Tino não teve apenas 15 minutos de fama no congresso do PS de Viseu. Apesar de escorraçado pelo partido, apesar de ser um homem do povo, o Tino pagou o preço dos invejosos. Os políticos profissionais tiveram medo do Tino. Porque o Tino é imparável se lhe derem tempo de antena. O Tino de Rans podia ser primeiro-ministro: fala com a sabedoria do povo na ponta da língua, não responde a lobbies e tem piada. Eu sou pelo Tino. Sou pelo desatino, melhor dizendo.

O Zé

Por SMS talvez, ou por MSN, código postal, correio verde ou azul, Fedex, DHL, pombo-correio, bezidróglio, por estafeta…
A mensagem, não importa como, chegou.
«Zé, é amanhã»
Ele percebeu tudo. Só podia. Tinha a vida guardada num caderno de 25 linhas escrito a lápis. Com as fotos coladas a UHU.
Todas as t-shirts que usava tinham algo para dizer: “Vou ali e já volto”, “Sigam-me”, “Tenho Sido”, “25,4 centímetros”, “Pilossauro durex”, “Fui violado pelo Bibi”…
Só calçava sapatilhas Nike com 7 centímetros de sola. E tinha dois fatos “Hugo Boss”.
Sim, era amanhã. O Zé dormiu depressa.
Apresentou-se cedo ao mister. As coxas depiladas e os bíceps bem definidos.
Começou o treino, sob um céu azul marinho.
Uma hora depois, sob o duche frio, Zé assobiava. Tinha cumprido a missão.
Não passou nos testes mas era o mais bonito do balneário. E o mais abonado.
A vida segue na discoteca mais próxima e na praia que se segue. Bora-bora.

quarta-feira, junho 15, 2005

PAX ROMANA


Ontem, no salão nobre da Câmara de Matosinhos, o arquitecto António Méneres disse aquilo que eu já suspeitava ser verdade, citando a conversa entre o general romano que bateu os lusitanos e Júlio César. Que terá sido mais ou menos assim.
Imperador - Diz-me lá, porque foi assim tão difícil bater esses lusitanos? São altos, fortes, têm poderosas armas de guerra?General - Não, meu imperador, são pequeninos, morenos e só têm pedras e paus.
Imperador - Mas então?...
General - Meu imperador, é um povo que não se governa nem que se deixa governar!

É FERA, É!

Não é novidade para ninguém. O único clube português com fundo de maneio vai conseguir contratar o mais recente prodígio brasileiro: Anderson. O craque chega amanhã a Pedras Rubras. Parece não existirem dúvidas quanto ao seu destino. Apesar da sua juventude e embora jogue na II divisão brasileira, não restam dúvidas que é um craque. Mais um para o superplantel portista 2005/2006, a juntar a Lucho González, a Diego e a Ibson. É um bom começo mas ainda estamos longe do fim. Pinto da Costa ainda vai empolgar muito mais os adeptos feridos por uma época quase miserável.

terça-feira, junho 14, 2005

DIGNIDADE


Desculpem mas não resisto. Estou a ouvir Rui Caçador na SIC-Notícias e estou a beliscar-me. Nem dá para acreditar. Rui Caçador, treinador da selecção portuguesa no Torneio de Toulon, assume o ónus da derrota na final da Taça de Portugal, defende os seus jogadores e expõe as suas ideias. Foi um momento raro de grande dignidade. Só ao alcance de pessoas com a dimensão humana e profissional do professor Rui Caçador - um dos grandes responsáveis pelo desabrochar de talentos no nosso futebol.

BLINDADO v-2


Tardam as vendas do Benfica e as compras nicles de pikles. Diga-se o que se disser, a blindagem benfiquista resiste (vide o que aconteceu com Koeman, dúvida até ao último momento). Pode-se não gostar do estilo e dos homens mas a verdade é que com o Duplo V o Benfica consegue movimentar-se no mercado em pézinhos de lã, pondo os cabelos em pé aos recoveiros das redacções, habituados a ter a papinha toda feita. É assim que também se marcam pontos, não é só com o Cunha Leal na Liga... Falando de possíveis contratações, todos os dias vamos ter uma ou duas para comentar. Sobre Zendan o que se pode dizer? É um jogador, um bocado barata tonta, mas sem dúvida com qualidade técnica. O blindado v-2 está em marcha - cuidado lagartagem!

segunda-feira, junho 13, 2005

CAJUDIC


O homem que já usava sobretudo antes de José Mourinho sempre conseguiu um lugar na SuperLiga e pode dizer-se que ganhou a batalha naval. Com o nosso futebol a assemelhar-se a um laranjal e enxameado de clones de Mourinho, aquele que também um dia disse que se chamasse Cajudic já estaria a treinar um grande tem, assim, mais uma oportunidade para mostrar o seu génio. Sim, porque este é um treinador fora-de-série e do sério. É certo que um dia desceu o Belenenses mas isso também Artur Jorge conseguiu. Temporadas muito boas no Marítimo e no Sporting de Braga (onde pôs Feher a marcar golos) creditavam-no para voos mais altos mas um dia cometeu o pecado de falar ao telemóvel enquanto eliminava o FC Porto da Taça de Portugal, em pleno Estádio das Antas. Os portistas têm de lhe estar agradecidos pois abriu a porta a Octávio Machado e por essa porta entrou José Mourinho e o respectivo sobretudo. Cajuda é um algarvio já com pronúncia do Norte que prova que a velha máxima da tropa está errada. Alentejanos e algarvios não dão só bons corneteiros.

Xistemas

O sistema de Adriaanse é o 3x4x3. O mesmo que Couceiro usou em Milão. Del Neri não o fazia por muito menos: 4x2x4. Quando o sistema chega à frente do treinador não será caso para desconfiar?

ANDERSON


É o menino de quem se fala. Anderson, 17 anos, do Grémio tal como Ronaldinho Gaúcho. O mesmo tom de pele, o mesmo penteado, só a dentadura é que não... Ao que consta, Jorge Mendes está no terreno, pronto para servir de ponte para um "grande" do nosso futebol. O Grémio vende 70 por cento dos direitos desportivos por cinco milhões mas a parada parece que subiu para sete. Lembram-se de um jogador que chegou em Janeiro a Portugal e não sabia para que clube ia? Chamava-se Ibson...

domingo, junho 12, 2005

SABOR A AZEDO

Há um certo sabor a "flop" no rescaldo da reconquista do título onze anos depois. Muitos foram os que acreditaram que o país ia mudar. Até mudou, ou seja, piorou. Sem que ninguém sinta o que quer que seja e tenha algo a ver com o assunto, aqueles que governam este país deram ordens para que fosse apertado o garrote. Para que o povo continuasse sereno anunciaram o (pseudo) corte de pensões vitalícias a "servidores da nação" e determinaram o "abate" de umas tantas casas abarracadas na Ria Formosa. Nem os economistas percebem muito bem como o PIB se move mas o mesmo se passa com os treinadores de futebol e os dirigentes desportivos: o sucesso tanto curva para a direita como para a esquerda, quando não recua... É certo que temos a Lei de Moprphy, que nos diz que se algo tiver que correr mal vai mesmo correr mal, mas quer-me parece que foi apenas uma boa ideia para vender uns tantos livrinhos naquela secção híbrida da FNAC entre o humor e a sexualidade, onde também podemos encontrar a fábula "Quem comeu o meu queijo?", que não é um livro pornográfico mas apenas mais um guia para vencedores da sociedade tecno. Eu sei quem comeu o meu quejo e sei o que correu mal mas não digo. Tenho uma fama para defender.

BOAS LEITURAS

Estão aí as férias e, apesar de estarmos cada vez mais cercados pelas obras de Paulo Coelho - que nos atacam em estações do correio e áreas de serviço - ,vamos ter finalmente algum tempo para algumas leituras. Obviamente, os jornais desportivos sempre em primeiro, embora tenham poucas notícias, poucas histórias e muita antecipação científica (que também é de louvar, sobretudo quando bem feita). Um dos livros que recomendo é este, o "Cão Vermelho", juro que nada tem a ver com aquilo que estão já a pensar... Outras sugestões: "O Toque de Midas", da nossa Colleen; "Minhas Viagens com Charlie", do grande Steinbeck (e outra história canina); e "Cão como nós", de Manuel Alegre (e assim fico tricãopeão). Mas há muitos mais. Evitem apenas edições de autores com apelidos de Marmelo, Peixoto ou Direitinho.

PODEM REPETIR?


Ok, nós percebemos onde queriam chegar. Mas um alienígena que hoje aterrou no meu quintal ficou um bocado baralhado. Aqueles senhores que surgem encostados ombro com ombro por acaso vão acasalar? Bem, são holandeses, são liberais, mas não têm culpa que a cretinice não pague imposto em certos bairros de Portugal...

O BOAVISTA


As pessoas que conheço que não vivem a paixão do futebol gostam do Boavista. Porque entendem que é um "outsider" e porque também apreciam o seu bairrismo. Para não falar nas "camisolas esquisitas". Mas as pessoas que conheço e que vivem a paixão do futebol não gostam do Boavista. Antes do mais, porque os seus corações não batem pelo clube do Bessa. As outras razões são diversas: pensamento por oposição, recalcamentos, mau profissionalismo, inveja, estupidez... O catálogo é extenso e fico por aqui. O Boavista pecou sobretudo ao conseguir vencer um campeonato. Já tinha ganho algumas taças mas nunca ninguém deu muita importância à "fruteira". O Boavista só começou a assustar quando se tornou campeão e quando foi capaz de, praticamente sem apoios, avançar com o primeiro estádio da 'zona euro', uma ousadia que ainda hoje lhe está a custar caro. O Boavista ganhava mas era a equipa dos caceteiros. O Boavista ganhava mas era a equipa do sistema. O Boavista ganhava mas era porque os outros estavam fracos. O Boavista só raramente ganhava porque merecia.
Hoje, uma maioria esmagadora está feliz - o Boavista já não ganha e estiola com problemas financeiros. Desconfio que metade da tribo do futebol anseia pelo dia em que abrirá falência. Não digo que não, digo só o que penso e o que desejo: que o Boavista volte a ser campeão, que continue a somar anos de história e que cresça, como até aqui, sem destruir a sua base social, ou seja, sem alienar modalidades amadoras para apostar tudo na SAD do futebol. Gosto do Boavista bairrista, do seu estádio à inglesa, dos seus adeptos também fanáticos, dos gritos da dona Fernanda, do traje de luces do Manuel do Laço, dos equipamentos e das pessoas que o dirigem. Não o escondo. Digo, repito, o que penso. Não tenho pedras no sapato nem pedras na mão e o sangue já não me corre nas guelras, como noutros tempos. Fico aqui no meu cantinho a ver o que isto dá, à espera de um novo dia para poder ir até à rotunda com a minha bandeira festejar um título de uma equipa que não é minha mas que em momentos desses devia ser de toda a gente.

sábado, junho 11, 2005

ASSIM VAI A SUPERLIGA


Vinte mil kit vendidos numa semana de "campanha intensiva", com a colaboração dos media que normalmente Vieira hostiliza, é manifestamente pouco. Faltam 280 mil para a meta definida. Será que vão vender kit em Vilar Formoso, a partir de Julho, quando os nossos emigrantes começam a chegar em massa e com massas?

Está visto que Co Adriaanse não é um homem politicamente correcto. De regresso a casa, disse mais ou menos isto: não conheço os jogadores que já cá estavam e os que entretanto foram contratados. Seria uma mensagem subliminar para a SAD, que continua a mostrar pouco empenho em contratar os 3 holandeses que Adriaanse indicou?

No Sporting, mais uma cabeça rolou, o tempo passou e Dias da Cunha continua cantando e rindo. Os amigos de Freitas enrolaram a manta e ficam na expectativa. Apesar de ser o único clube grande que nada vendeu em 2004/2005, o Sporting teve o bom senso de manter a estrutura de comando e fazer a excisão de alguns tumores.

O Belenenses lidera o campeonato das contratações: Djurjevic, Silas, Romeu e Meyong são mesmo reforços. Mas Carvalhal tem de saltar mais alto, pois os velhos do Restelo já a subiram...

Luís Filipe, Davide e Sidney são excelentes reforços para o Sporting de Braga, que promete mais um bom campeonato.

Problemas em Guimarães. Pacheco está a ver a vida andar para trás. Só Neca é reforço consistente.

No Bessa não há dinheiro nem para o padeiro. Cissé e Manuel José podem ser importantes, tal como a injecção de capital por parte de um investidor inglês.

Na Madeira, como sempre, não falta dinheiro para contratações. Ricardo Fernandes, ex-Moreirense, e Miguelito, ex-Rio Ave, são mais valias para o Nacional. Continuo sem perceber porque razão Miguelito ainda não chegou a um grande, anda toda a gente a nanar.

No Vitória de Setúbal está tudo muito atrasado. Cuidado.

Mas em Penafiel não. Apesar do cruzeiro que fez no mar interior, Oliveira acelerou, prepara-se para remodelar a direcção e já assegurou dois bons guarda-redes, Sérgio Lomba e Zé Rui. Mas "isto" não vai ficar por aqui.

Em Barcelos está a trabalhar-se bem, sob a batuta de Ulisses. Ou seja, como deve ser.

Na Académica pouco vai mudar. O que é uma boa notícia.

Nas equipas que subiram, o Paços vai na frente, o Estrela está no terreno e a Naval a atrasar-se pois ainda não tem treinador. Cajuda é o candidato nº 1 embora arranque amanhã para a Polónia.

sexta-feira, junho 10, 2005

AFINAL HAVIA OUTRO


Esta é a cláusula-chave do contrato celebrado entre o Sporting, Simão Sabrosa e o Barcelona. A grande questão jurídica é: foi o Sporting devidamente informado de que tinha direito de preferência e se foi exerceu-o ou não? O juiz decide...
Na cláusula 7ª do mesmo Contrato, a autora, o Barcelona e o jogador (A) fizeram consignar, e acordaram, o seguinte:
“Ao Sporting é conferido o direito de preferência numa futura transferência do jogador (A) do F. C. Barcelona para qualquer outro clube ou sociedade desportiva.
Para esse efeito, o F. C. Barcelona obriga-se a comunicar ao Sporting e ao jogador (A) os termos e condições da oferta recebida. No caso da oferta não ser igualada no prazo de sete dias pelo Sporting, mediante a comunicação nesse sentido ao Barcelona, considerar-se-á que o Sporting renunciou ao seu direito de preferência.
O jogador (A), na eventualidade de não ser respeitado o direito de preferência do Sporting, aceita e obriga-se a indemnizar o Sporting na quantidade de USD 3.000.000,00. Tanto o jogador como o Sporting eximem o F. C. Barcelona de toda a responsabilidade respeitante ao pagamento da indemnização”.

KO É KÚ


"Koeman [Koe, «vaca» + man, «homem», em holandês] pronuncia-se /Kúman/ (e não "Kóman", nem "Kóiman" ou "Kôiman", como indistintamente se ouve no audiovisual português", in Ciberdúvidas.
Afinal, este Ko também se diz Kú. O homem-vaca. Se o Jorge ainda estivesse por cá, bem podia gritar "eu tenho uma vaca leiteira!"

BATISTA

«Isto é bom de mais para experimentar». Este bem podia ser o título da REPORTAGEM de Luís Miguel Loureiro e Dores Queirós que estou a ver na RTP-N, o melhor trabalho que vi sobre a toxicodependência. José Batista, para já sobrevivente. Esta reportagem devia ser repetida e em horário nobre. Nua e crua, mostra o lado mais escuro do horror. Aconteceu no Porto, no bairro S. João de Deus. João de Deus era também o herói de César Monteiro, ele próprio, tão magro como a heroína. Vejam, ainda está a passar na RTP-N...

quinta-feira, junho 09, 2005

AGUADEIRO

"O esforço de Carlos Alberto Parreira para mostrar não temer beber água argentina fará o técnico da seleção virar alvo de piada em rede nacional no país vizinho.
O programa humorístico de TV "Caiga quien Caiga" (Caia quem Caia), do Canal 13, exibe hoje, às 23h, uma pegadinha que realizou com o treinador do Brasil.
Anteontem, Gonzalo Rodriguez, um dos apresentadores do programa, levou um garrafão de água que ofereceu a Parreira em nome do "bom relacionamento entre Argentina e Brasil".
Parreira bebeu a água sem titubear. Um dia antes, com o mesmo garrafão, os humoristas foram à concentração da seleção argentina. Lá, pediram, em tom de brincadeira, para os jogadores locais cuspirem no recipiente. Um dos que fizeram isso foi o atacante corintiano Carlos Tevez. O zagueiro Gabriel Heinze, do inglês Manchester United, fez o mesmo.
Com uma edição nos padrões do brasileiro "Pânico", o programa argentino vai juntar as imagens dos cuspes com as de Parreira bebendo a água, que também foi oferecida, mas recusada, pelo lateral e capitão Cafu. Antes de beber a água, Parreira disse que seria bom fazer isso na frente de tantas "testemunhas". Após um rápido gole, disse, rindo bastante, que a água não estava boa.
in "Tribuna do Paraná"

PALERMA?



Este homem perdeu a ligação aérea e foi despedido com uma mochilinha às costas. Luigi Del Neri, lembram-se? É hoje o treinador do Palermo. Não admira. Esteve pouco tempo pelas Antas mas tirou um curso intensivo.
* Palermo é aquela cidade de que falou José Mourinho quando quis falar do Porto?

REGABOFE


O FC Porto está com uma política original de comunicação e definiu dois órgãos de comunicação social prioritários: os jornais "O Comércio do Porto" e "O Jogo". Pinto da Costa, acredito, terá tido a primeira e última palavra na definição desta estratégia que até coloca o centenário jornal diário portuense de informação geral e regional alguns pontos à frente do jornal desportivo que Alfredo Barbosa "conotou" com o emblema do dragão, salvando-o da derrota. Com azia em relação à TVI - por causa do Apito Dourado -, com a relação com a SIC arrefecida e com a RTP como sempre a fazer de conta que não...conta para este totobola, Pinto da Costa também deixou de dar a A BOLA algumas abébias que no seu entendimento irritavam sobretudo o concorrente RECORD (o que não se confirma), como aconteceu no dia da chegada de Víctor Fernández. Faltou-me falar da Sport-tv mas também está visto que esta estação não caiu nas boas graças do Papa, sobretudo depois da goleada do Nacional da Madeira, quando o flash-interview sobreaqueceu... Hoje, Sandro assinou e ao que consta só dois jornais tiveram acesso à cerimónia. É o que se pode chamar, no mínimo, selecção mínina da informação. Sim, eu sei, a SAD portista é uma empresa, mas convém não esquecer que 40 por cento do capital é público, ou seja, do clube FC Porto. E 11 por cento de António Oliveira, o que dá 51 por cento... O que mais se estranha no meio disto tudo é que os jornais, rádios e televisões com acesso à actualidade dos dragões nem sequer estrebucham com estes exclusivos - nada, ficam apenas à espera que o tempo melhore. Com o CNID e o Sindicato dos Jornalistas a assobiarem para o ar, nada de novo no quartel de Abrantes. PC faz o que quer. Uns não protestam, os outros não precisam e os que têm nem isso aproveitam.
Enfim.

NUTÍCIA DO ANUS


Está no "Notícias na Hora", de o O JOGO
"Os responsáveis de Berlim esperam que durante o Mundial’2006 cheguem à cidade cerca de 40.000 prostitutas, do país e do estrangeiro, para oferecerem os seus serviços à clientela entusiasmada pelos jogos, informou hoje o jornal “Berliner Kurier”. “Naturalmente, o Mundial oferece a oportunidade encher as caixas. Os negócios vão correr bem”, declarou Katharina Cetin, de uma associação de apoio às prostitutas. Certas cidades começaram já a preparar-se para o evento, que vai decorrer de 9 de Junho a 9 de Julho de 2006. Colónia e Dortmund terão cabanas que estarão à disposição das prostitutas e dos seus clientes e na primeira cidade existirão também as “boxes da prostituição” equipadas com casa-de-banho e duches."

www.nucleosportinguista.com

Um site de consulta obrigatória!!!!!!

UM DIA EM CHEIO


Palavras prudentes de Ronaldo Koeman na sua apresentação. O holandês conheceu a "Vitória" (a águia residente na Luz e no Aqua Show de Quarteira) e posou entre Veiga e Vieira, dois "vês". Vieira ainda conseguiu insultar um jornalista da RTP e assim Koeman ficou a conhecer o que a casa gasta. Como sempre, só o "Record" noticiou o caso, numa breve. Vieira chamou "ordinário" a Alexandre Albuquerque, um dos bons jornalistas da RTP. Não há muito tempo Pinto da Costa chamou a um repórter da RTP estúpido (ou coisa parecida). O que se pode fazer? Chá em pequenino não é para toda a gente...


Koeman tem já alguma vantagem em relação ao Co que se lê Cu adriaanse: fala portulhano, já foi campeão como treinador, foi um grande jogador, tem uma casa no Algarve, o seu nome não tem duas vogais seguidas e substituiu o Co que se lê Cu quando este foi despedido do Ajax. Como se isto não bastasse, é conhecido nas Maldivas e em Brejos de Cima.


E não é que Areias fica no FC Porto? Pelo menos à condição... O homem ainda vai dar craque. Pelo menos pretendentes não lhe faltavam.


Selecção portuguesa tecnicamente apurada para o Mundial 2006. Scolari disse há pouco tempo que 70 a 75 por cento dos portugueses gostam do seu trabalho. Foi modesto.


Mais uma vez a novela McCarthy no defeso. O FC Porto estranhamente quer empandeirar o seu melhor marcador mas parece que não mexeu uma palha nesse sentido. Vale que Big Benny tem um GRANDE empresário.


Pedro Barbosa não quis renovar e ao sair disse que o faz por não concordar com a política desportiva do clube leonino. Assim só confirma que era de facto um elemento afecto à ala Freitas-Bettencourt-Ribeiro Teles. E que fazia alguma sombra a Peseiro. O choradinho aí está nas páginas dos jornais mas mais uma vez Dias da Cunha levou a sua. Grão a grão...

D.PASTELÃO



Pedro Barbosa abandona o Sporting. Se não pendurar as botas, é um jogador com mercado. Quem sabe não volta a casa...
Barbosa é um sobredotado. Terá passado demasiado tempo no Vitória de Guimarães e na selecção teve muitas vezes o caminho tapado. Para mim é o jogador da geração agora em fim de carreira que melhor tratou a bola e, por consequência, os adeptos. Barbosa não nos permite antecipar jogadas, nem a nós, espectadores, nem aos adversário, muito menos a estes...
Barbosa é um fantasista, nasceu com o dom. Chamavam-lhe "Pastelão" por ser pesado e demorar a entrar em aceleração máxima. O futebol não é para quem corre muito mas sim para quem muito corre com a bola. Com "ela" nos pés, Barbosa era um poeta.
Barbosa foi também mais um dos "furos" de Pimenta Machado - o último foi Tiago Targino. E Quinito foi o treinador que realmente o potenciou, porque acreditou na personalidade do homem e na sua capacidade futebolística. Artur Jorge também o lançou na equipa principal e foi com ele que Pedro marcou aquele golo no Olímpico de Berlim que quase nos levou ao Mundial. Para que conste.
Eu, adepto do futebol, não quero que Pedro Barbosa fique por aqui. Quero mais um bocadinho. Sou guloso, 'prontos'...

OKey KO


Não sei se repararam mas o hóquei em patins do Sporting acabou. Moniz Pereira, o arauto da guerra das modalidades contra o futebol, lavou as suas mãos, disse que o que aconteceu nada tem a ver com o Sporting. Bem, os homens usavam as camisolas com o emblema do Sporting e estavam inscritos como tal na federação mas se Moniz diz que a pereira dá maçãs, nós acreditamos, pois ele pôs o Fernando Mamede a bater recordes do mundo e o Carlos Lopes a correr a maratona em ritmo de meia maratona. Esta "desgraça" mais não é que a consequência do advento das SAD, que mataram algumas modalidades de imediato e outras devagarinho. O FCP, por exemplo, tem a natação a nadar em quatro piscinas, o andebol a morar na Póvoa, o hóquei em Gondomar e o basquetebol em Matosinhos, para não falar nas camadas jovens. O futebol profissional ganhou o seu espaço e, como um vírus, avança em passo de corrida. Ou seja, mais cinco anos e não foi só o ok do Sporting que ficou ko.

quarta-feira, junho 08, 2005

TAMOS KITES



Para além de descontos de 10 por cento na Telepizza e no menu grande Big Mac, o cartão do adepto do kit Benfica - promovido esta noite graciosamente pela SIC, em noticiário de horário nobre (porque raio se chama nobre a este horário) - vai também proporcionar uma série de benesses que BnA anuncia em primeira mão, ou seja, antes de José Veiga as comunicar a Luís Filipe Vieira:
- Entradas gratuitas na Feira Popular
- 1 viagem de cacilheiro entre o Terreiro do Paço e a Afurada
- 1 pena da águia "Vitória"
- 1 volta ao estádio da Luz e entrada gratuita no Colombo
- 1 cartão vermelho com o emblema do Benfica
- um kilt (juntando dez kites)
- Uma colecção de todas as entrevistas de LFV e respectivo DVD (com cenas inéditas)
- Um pirata e uma ginjinha em qualquer bar de Honolulu
- bilhete de volta para a estação espacial Skylab
- Um fim de semana no Luxemburgo com estadia na oficina de pintura de José Veiga
- O jornal Metro e o jornal Destak
- Todos os filmes de Artur Semedo e João Botelho (bem, isto não é propriamente um bónus)
- Acesso ao site sexoamadoremportugal.pt
- Dois votos para votar contra Vale e Azevedo caso este por engano seja readmitido como sócio
- Um SLB que faz pisca-pisca para a árvore de Natal
- Uma viagem na linha do Douro e outra na linha do Tua
- Uma viagem no autocarro dos Superdragões

terça-feira, junho 07, 2005

VALE TUDO



Perante interlocutores domesticados, Luís Filipe Vieira revelou o segredo do 3º segredo de Fátima, ou seja, disse que era segredo. Vieira diz ter desde domingo treinador mas só revela o seu nome quando achar que é a altura certa. Várias hipóteses se colocam:
- Vieira mente, ainda não tem treinador.
- Vieira já escolheu treinador mas este ainda não escolheu o Benfica.
- Vieira tem treinador e está a gozar com o pagode.
- Vieira não sabe, pois Veiga não lhe disse.

EIS O HOMEM


Parece que é este ruço. Mais um holandês. Querem ver que o "association" nasceu em Roterdão ou quem manda nesta merda toda é o Cruyff? Ou será mais uma cabala da Endemol? Terá a Heineken alguma coisa a ver com isto? E a orelha do Van Ghog? Com dois holandeses à frente dos maiores clubes portugueses, será que é possível finalmente fumar erva nos cafés? E montras com gajas do Suriname, será que também as vamos poder ver em Braga?

segunda-feira, junho 06, 2005

"CP" - um jornal regional


Parece que um texto meu sobre o "furo" de "O Comércio do Porto" quando Co que se lê Cu Adriaanse aterrou no Porto causou algum alvoroço na redacção do centenário jornal portuense. Tudo porque este escriba teve o cuidado e revelou os créditos de alguma informação que acrescentou enquanto outros fizeram o mesmo relativamente à informação mas aos créditos disseram chau. O costume. Os meus companheiros do "CP" ficaram em brasa porque eu disse que o "CP" é um jornal regional. Entenderam isto como um insulto. Mas é um mau entendimento. O "CP", na minha perspectiva, e tal já foi dito por alguns dos seus mais recentes directores, apostou na informação do que está próximo dos seus leitores. Faz muito bem. De jornais ditos nacionais que deixaram de ser nossos e hoje são sobretudo das multinacionais já estamos fartos. Fico, por isso, na minha: prefiro o "CP" interurbano ao "CP" de longo curso. E, caramba, desde quando é insulto chamar regionalista a um tripeiro?

QUEM PODE FODE OU QUEM FODE PODE?



Esteve 30 anos no poder. O poder vicia. Entra rapidamente na circulação sanguínea, entranha-se nas hormonas e harmoniza as entranhas, quando reparamos já ele nos deu a volta e, mesmo passando pelos rins e pelo fígado, não é purgado, mantém-se vivo, actuante, penetrante, avassalador quando passa pelo cérebro e nele atinge aquelas regiões obscuras e complexas que definem o nosso eu. O poder por norma transforma presidentes de clubes e primeiros-ministros em ditadores. Por exemplo, só a febre do poder explica que José Sócrates defina como objectivo mandar avançar os buldozer e os caterpillers contra as casas de 1.500 cidadãos que as fizeram com o fruto do seu trabalho nas ilhotas da Ria Formosa (Algarve) e não seguras com governantes deste calibre, que põem os melros e as cegonhas à frente da vida das pessoas. Deixem estar o que está construído, custou a fazer e a ganhar, o parque da ria Formosa é imenso, dá para todos, para as pessoas, para os sapos e para os ecologistas. Mas adiante que o problema é crónico e tanto aparece num estádio de futebol como num sapal ou numa corveta da marinha. Portugal precisa de alma, com estes artistas não vai lá. Bem melhor está o futebol. Com poder e poderosos mas previsível e analgésico. Só aqui na época do defeso é permitida a pescaria. E ninguém sabe nem quer saber o que é um cordão dunar.

PETER PÃO QUEIJO QUEIJO



Simplício, simplista como sempre, simplesmente simplificou a simplicidade do suplício que superou o superior suprimento e a síntese simples igual ao princípio que foi o começo do início da partida. E tudo o vento levou é não apenas o título de um filme mas também a inspiração para muitos títulos da nosso futebolância: E tudo Bento levou (quando jogava o Manuel Galrinho), E tudo Toninho marcou, E Tudo Toninho sonhou. O jogo, diz-se, tem normalmente duas partes distintas: a primeira e a segunda. E as equipas dos fundos da tabela competem com as oficinas de automóveis pois lutam pela manutenção. A permanência também não soa bem, sua se calhar melhor… Bem, certo é que no segundo poste costuma estar sempre alguém, quanto mais não seja o Gabriel Alves. Agora já fazem dicionários de futebol, eu compreendo, o futebol tem dinâmica não apenas na ponta da bota, também revoluciona a língua. Estão a ver como a pastilha está a fazer efeito? Desta vez não divago devagar no divã que a diva me deu e onde deus disse adeus às deusas. Sim, eu sei que nunca ganhamos o festival da canção e que os nossos jornalistas são chatos. Teve sorte o Ferreira Fernandes ao aprender a ler nos magazines brasileiros, ainda hoje os melhores, veja-se sobretudo na Veja como isto é ou devia ser. Os estragos podiam ser piores. Temos o FF, temos o MST, temos o Mário Mesquita, temos o Pedro Mexia, temos o Rui Cardoso Martins, temos o Ricardo Pereira, temos o João Pereira Coutinho, o Alberto Gonçalves e o João Querido Manha. Provavelmente também o José Mourinho, sou obrigado a confessar. Não é muito mas chega para nos consolar. Os bons jornalistas correm o risco de castração ou então vendem-se à burguesia. Já dizem que o melhor canal do cabo é o Memória, neste momento estou a ouvir Portugal golear, em 1994, o Liecheinstein, a televisão emite uma cor esquisita e os comentadores são os que hoje ainda ouvimos a comentar, mas tudo parece que se passou há milhares de anos, aí vão sete, marcou o Paulo Alves, a noite promete e o Humberto Coelho diz que Portugal está a jogar para marcar, já suspeitava, não pensem que não gosto do Humberto, gosto, foi o melhor central de sempre do nosso futebol e pôs a nossa equipa a jogar lindo no Europeu que Bélgica e Holanda dividiram. Sim, estou quase curado, quase curvado, quase cunhado, quase tramado… A noite adentra-me e gosto de sentir o seu calor e o seu bafo. É como cheirar a terra depois de uma chuvada de Verão, ou um bom sabão no nosso sotão numa noite de talvez sim, talvez não, antes porém contudo todavia e, obviamente, o pelo contrário.


ESCRETE



Esta semana, numa entrevista aos seus conterrâneos, Filipão comparava o campo de recrutamento da selecção do Brasil com os recursos de Portugal. O Brasil pode não ser a pátria do futebol, pode não ter o melhor campeonato do mundo(é que não tem mesmo!) e eventualmente pode não ganhar o campeonato do mundo. Mas o país criado iniciado pelos portugueses e pelos índios tupiniquins continua a ter os melhores jogador do planeta. É o caso desta cara sempre sorridente que um dia o seu irmão Assis quis pôr a treinar nos juniores do Estrela da Amadora, aquando da sua passagem pelo Sporting. Já então Assis dizia que Ronaldinho ia ser um grande craque. Ei-lo em todo o seu esplendor na vitória por 4-1 sobre o Para quê, Paraguai, esse time amistaçado que tem um campo de recrutamento ainda mais pequeno que o nosso mas que se farta de "carimbar" mundiais. Não sei o que é mais lamentável: se o facto de vivermos na Europa, se o facto de continuarmos a viver na Europa depois de termos estado na América do Sul, sobretudo no Brasil. Quero acreditar que vai valer a pena ficar por cá. No dia em que tal deixar de acontecer, fecho a conta no banco, ponho a sacola às costas e desapareço numa praia ou no sertão do Brasil. Com um bocado de jeito ainda irei a tempo de ser pai de craque ou, o que não será pior, de descobrir que o pecado mora do lado de lá do equador.

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...