sábado, fevereiro 28, 2009

CLÁSSICO DA TRETA

Vendo bem este FC Porto-Sporting, até o congresso do PS e o Festival da Canção foram espectáculos televisivos. Fraquinho. Um jogo tipicamente da Liga dos Últimos, entre equipas que jogam para o 1.º lugar da Liga Sagres Zero. Tirando aquela bola ao poste de Liedson, nicles de emoção. Tudo previsível, tudo muito arrastado, tudo muito mau... Jogadores cansados, sem ideias, quezilentos... Treinadores amarrados às suas soluções. Um árbitro a apitar à defesa. Assim vai o nosso futebol.

RESPIRAR FUTEBOL (já a seguir)


José Neto e o seu ISMAI continuam a fazer pelo futebol o futebol não faz por eles.


UPS!

Quem resolve o mistério? Afinal, o Sp. Braga é ou não o vencedor da Taça Intertoto?

A Taça Intertoto foi criada para preencher um vazio competitivo no Verão, sob o impulso das associação de apostas desportivas (totobola) europeia. O objectivo principal foi que já está enunciado, proporcionando-se aos clubes que ficaram de fora das competições europeias a possibilidades de a elas terem acesso através desta competição. Trata-se de uma taça naturalmente menor e entra apenas no universo das competições europeias porque...existia, ou exista, já que acaba esta época. O vencedor da Taça Intertoto é um vencedor oficial ou semi-oficial?, é a questão que se coloca. Não interessa muito. Vamos esperar para ver a UEFA declarar o Sp. Braga foi vencedor da última edição da Taça Intertoto com a certeza de que o clube bracarense conseguiu, sem saber, escrever história, após uma campanha de 12 jogos que ninguém, e aí sim, pode pôr em causa.
Parabéns, portanto, Sp. Braga!

Dá que pensar...


Dá que pensar. Será que estamos mesmo no século XXI?

"O Zenit St. Petesburgo, time russo e atual campeão da Copa Uefa, quer promover uma ação inusitada e sexista. O conselho de torcedores do clube definiu nesta sexta-feira que não serão mais vendidos pacotes de ingressos para mulheres irem ao estádio Petrovsky, onde o clube manda seus jogos.A justificativa do conselho de torcedores é que as mulheres atrapalham a maneira com que torcem os homens. Eles alegam que não é possível 'pular e rezar' quando pessoas bem afeiçoadas do sexo oposto estão por perto. Assim a decisão de afastar as moças se restringiria às mais novas e bonitas. O Zenit vem lutando nos últimos anos contra o rótulo de "racista". Em seu site oficial, está inscrito que o time visa "combater a discriminação e o racismo".
No ano passado, quando eliminou o Olympique de Marselha, da França, na Copa Uefa, quase foi expulso da competição por ofensas racistas de seus torcedores aos jogadores do time francês.
Pouco tempo depois, quando o clube já havia conquistado a vaga para a final do torneio intercontinental, o técnico holandês Dick Advocaat disse que não era possível contratar negros para o time, pois a torcida reagiria de maneira muito negativa. "Eu gostaria de contratar qualquer um, mas os torcedores não gostam de negros. Honestamente, não entendo por que eles prestam tanta atenção na cor da pele. No nosso time, é impossível ter um jogador negro", disse Advocaat na ocasião para o site Scotsman.com. Ídolo recente do time tiraria mulheres do volante - Andrei Arshavin, contratado no último mês pelo Arsenal, da Inglaterra, afirmou no começo de fevereiro que proibiria mulheres de dirigir. Isso porque, quando criança, foi atropelado por um veículo guiado por uma moça. "Se tivesse poder para fazer, proibiria as mulheres de dirigir e cancelaria as carteiras delas. Faria isso sem pensar duas vezes", disse o ex-camisa 10 do Zenit para o Marca."
Fonte: Superesportes.com.br

sexta-feira, fevereiro 27, 2009

quinta-feira, fevereiro 26, 2009

SPORTS MARKETING


O marketing para desporto mudou. As novas regras do jogo são ditadas pela trilogia fan, show e sponsor. A conferência contará com a presença de especialistas nacionais e internacionais nesta área e serão apresentados alguns estudos efectuados sobre o marketing para desporto, as novas tendências, visando a reflexão, o aprofundar de conhecimentos e a troca de experiências.Organizada pelo Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM) de Matosinhos, a Conferência Internacional de Marketing para Desporto – Sports Marketing 09 – terá lugar no dia 25 de Março de 2009, no Porto, no Edifício da Alfândega do Porto e pretende ser um evento de referência no desenvolvimento, reflexão e debate no âmbito do marketing para desporto. Conheça o programa da Conferência em www.ipam.pt/sm09

UM OSCAR PARA MOTA

"Se estivesse de fora, não teria dúvidas em dizer: que grande campeonato está a fazer o Leixões!" As palavras são de José Mota, o treinador leixonense, que até considerou ser merecedor de um Oscar para melhor treinador da Liga, reagindo a um repto lançado pelo Fardilha, do Porto Canal, depois de uma "fuga" a propósito de uma pergunta para o novo TVI sobre a estatueta entregue a Kate Winslet. Nada há de pior que a falsa modéstia e mais uma vez José Mota mostrou ser um homem genuíno e nada ressabiado, ao contrário de outros que andam por aí encharcados em perfumes e com toques de vedeta. Se não for possível entregar-lhe um Oscar, proponho que lhe seja pelo menos entregue uma réplica do mais precioso troféu conquistado pelo Leixões, a tal Taça de Portugal ganha no Estádio Nacional das Antas, em 1961.

quarta-feira, fevereiro 25, 2009

JESUS MAS NÃO DEUS

Jorge Jesus é claramente o treinador do momento. Sobretudo devido ao percurso do Sp. Braga na Taça UEFA, Amanhã, com 3 golos à maior, tem tudo para continuar esse bom caminho. Confesso que me custa a perceber como tantos destacam JJ como o treinador que merece todas as oportunidades e se esquecem de outro treinador português que vai à sua frente no campeonato com uma equipa que não custa um quarto do plantel arsenalista. Falo obviamente de José Mota. O tal que levou o Paços à Europa, que subiu várias vezes esta equipa e que transformou o Leixões em notícia mundial.

GOLEONADA

Falta de classe.
Más escolhas.
Erros crassos.

Como diz um amigo meu, muitas vezes o mais importante é sabermos quando devemos ficar em casa!


PIM(B)A!


Pimenta Machado foi hoje absolvido de 4 crimes de peculato pelo Tribunal da Relação de Guimarães e do famoso megaprocesso sobrou apenas o crime de falsificação de documento (acta). O tribunal superior deu como provado que o antigo presidente do Vitória não enriqueceu à custa das transferências que foram investigadas e entende que este explicou cabalmente o que aconteceu. Com isto, a actual direcção do Vitória mete também a viola no saco e só tem de pagar o que falta gastar no processo que moveu ao homem que deu ao clube um estádio e um complexo desportivo, para além de algumas alegrias. Também Maria José Morgado sofre mais um golpe no flanco pois, se estão bem lembrados, esta foi a sua primeira incursão no mundo do futebol. Com tudo isto, Pimenta Machado abre caminho para o seu regresso à casa que ajudou a construir sem hipotecar o seu futuro.

CRISTINA, NÃO VAIS LEVAR A MAL...

...mas a beleza é fundamental. Reparem neste friso de sete adeptos do Leixões atentos ao treino da sua equipa. Ups, não? Bem, quem não teria desviado o olhar. Quanto a Cristina Aguiar passa os níveis de testosterona sobem como o Down Jones em tempo de "bull market". Se clicarem na foto vão apenas confirmar que no mundo do jornalismo desportivo nem tudo são desgraças.

terça-feira, fevereiro 24, 2009

FÁCIL...

...embora Helton tenha complicado o que acabou por ser fácil. O 2-2 penaliza o...FC Porto. O tricampeão nacional fez mais uma demonstração de classe - é, claramente, a melhor equipa portuguesa e merece estar onde está. É certo: ainda não passou aos "quartos" mas não estou a ver este Atlético de Madrid a dar a volta ao texto do Dragão, sobretudo se tiver em conta os conselhos de Kike Flores. Também para ver que o denominado melhor árbitro inglês erra tanto ou mais que os nossos apitadores. Ainda querem árbitros estrangeiros no nosso campeonato?

PS - Foi da minha vista ou o Nuno esteve a aquecer no início da 2.ªparte? Bem, foi da minha (má)vista...

CARNE VALE

A minha filha perguntou-me se foram os brasileiros que inventaram o Carnaval. Podem não ter sido, mas reinventaram-no bem. Mais uma vez também se viu que por cá a folia foi grande, com o Sol a ajudar, nesta pequena antecipação de Primavera, após um Inverno a sério. Já anda qualquer coisa no ar...e Março promete aquecer também as notícias do Apito Dourado, com o julgamento de PC em Vila Nova de Gaia. Sei que isto nada tem a ver com a imagem que acompanha esta breve prosa ou se calhar tem. Não sei. Ainda estou a ressacar da vodka de ontem...

segunda-feira, fevereiro 23, 2009

E o Oscar foi para...


O primeiro Oscar foi para a actriz espanhola Penelope Cruz, que recebeu a estatueta dourada para Melhor Actriz Secundária, pela sua interpretação em «Vicky Cristina Barcelona», de Woody Allen.











Quem Quer Ser Bilionário?, foi o indiscutível vencedor da noite dos Óscares de Hollywood. Em dez nomeações, levou oito Óscares para casa. O filme de Danny Boyle que aproximou Bollywood de Hollywood venceu os Óscares de melhor filme, realização, canção original, banda sonora, montagem, fotografia, mistura de som e argumento adaptado.



O Óscar para Melhor Actor foi parar às mãos de Sean Penn, na personagem que protagonizou no filme "Milk".



Kate Winslet recebeu o Óscar de Melhor Actriz pelo seu trabalho no filme «O Leitor».



O Estranho Caso de Benjamin Button, que estava nomeado para 13 Óscares, arrecadou apenas três: efeitos especiais, direcção artística e melhor caracterização, sendo o grande derrotado da noite.



O Óscar de Melhor Argumento Original foi entregue a Dustin Lance Black, guionista de «Milk»,


«Wall-E» venceu o Óscar para Melhor Filme de Animação

domingo, fevereiro 22, 2009

O DÉRBI EM DEZ PONTOS

1. O grande vencedor do dérbi da 2.ª circular foi, obviamente, o FC Porto. Se vencer o Sporting na próxima jornada, tem tudo para ser tetra campeão. Não esquecer que o Leixões joga na Luz.
2. Os erros de David Luiz não explicam a derrota mas demonstram que isto ao mais alto nível não vai lá com adaptações (ver o que se passou com o FCP de Robson há uns anos em Camp Nou).
3. Olegário Benquerença fez, genericamente, um bom trabalho. Ficou um penálti por marcar para o Sporting mas temos de dar barato que o árbitro não viu o lance em super slow motion.
4. Liedson está confirmadíssimo como um matador por excelência talhado para os grandes jogos.
5. Moreira continua a mostrar que não é guarda-redes para o Benfica. Meninos, acordem: o Beto só custa um milhão de euros!
6. Quique Flores maltratou o banco de suplentes.
7. No Norte quem tinha power box da TV Cabo viu o jogo aos tremeliques e passou o tempo a mexer no cabo e a desligar a aparelhagem porque ninguém disse nada quanto aos problemas técnicos que se verificavam.
8. Sendo o Benfica a melhor equipa portuguesa nas bolas paredes, não se percebe como não forçou este tipo de lances.
9. Cardozo não merece ser suplente de Suazo.
10. Reyes não teve culpa pois não pediu para ser capa de jornal na semana do dérbi.

sexta-feira, fevereiro 20, 2009

A TRIBO DO FUTEBOL NO Hi5 (6)

Há muitos anos que não temos oportunidade de ver este tipo de imagens: jogadores em cuecas a festejarem. Podem reviver o passado com Flávio Meireles e a sua tribo vitoriana com aquele carnaval que por vezes se festeja em Abril ou Maio. Mais fotos no Hi5 oficioso do capitão vitoriano. Aqui: http://www.hi5.com/friend/p248328809--Flávio_Meireles--html

É CARNAVAL...

Ninguém percebeu o embargo à sátira dos foliões de Torres Vedras ao "Magalhães". Olhem bem. Gajas nuas ainda vá que não vá, agora escolher o Scolari para rei do Carnaval já é exagero.

BENFICA MAL NA FOTOGRAFIA


'A última vez que estive dentro de uma mulher foi quando visitei a estátua da Liberdade'

Woody Allen


Obviamente não dá para acreditar no Woody. O homem vive em Manhattan, conhece grosas de boas actrizes e de actrizes boas, apaixona-se por filhas adoptivas e não é julgado em Gondomar, toca clarinete no Casino do Estoril e é judeu. Este pensamento, que me chegou hoje no turbilhão tekno, não sei se por e-mail se através do twitter, se por SMS ou via rodapé televisivo, não vem a propósito apenas de sexo, embora ele seja, segundo outra célebre frase, a coisa mais importante do mundo, sendo que é sempre difícil lembrarmo-nos da segunda. Da segunda coisa, claro.
Esta frase adapta-se perfeitamente à última tentativa do Benfica para afastar o FC Porto da Champions. O Benfica, note-se, é aquela equipa que para ganhar duas Taças dos Campeões Europeus teve de perder cinco. O FC Porto não precisou de perder nenhuma para ganhar duas. Pode parecer um pormenor mas um país pobreta como o nosso deve aprender a valorizar este tipo de proezas. Esta certeza cirúrgica do FC Porto merece ser apreciada.
Mas não. O que importa realmente é afastar a única equipa portuguesa de facto produtiva nas competições europeias desse clube selecto. E porquê? Porque se suspeitou que o FC Porto pagou uma noite de farra a uma equipa de arbitragem num processo que foi arquivado e porque ainda se está para saber, em sede de julgamento, o que foi fazer o árbitro Augusto Duarte a casa de Pinto da Costa dois dias antes de um Beira-Mar-FC Porto que a equipa portista nem sequer ganhou.
O Benfica não abraça esta causa por amor à justiça e à verdade desportiva. Faz isto porque é invejoso e reconhece que dificilmente conseguirá chegar onde o seu adversário está se não for correndo por fora.
Imaginem a Corticeira Amorim a fazer queixa da Sonae, reclamando o bloqueio das suas exportações, porque suspeitou que nos hipermercados de Belmiro de Azevedo a secção da fruta está cheia de bicho. Lembram-se daquele colega de escola que um dia se aproximou da professora para lhe dizer que nos viu, durante o recreio, a mexer nas maminhas da Catarina? Sim, é o mesmo que hoje é administrador de banco que não consegue devolver o dinheiro dos seus depositantes...
Os portugueses são assim. Aliaram-se a Al-Mansur para destruir Compostela e ganhar um saque de guerra, aliaram-se aos castelhanos, deram vivas a França quando as tropas de Napoleão cá estiveram e muitos deles ainda hoje lamentam o facto de não pertencerem a uma província de Espanha. Ou seja, não somos de confiança quando toca a defender o que é nosso.
Por isso, o que o Benfica está a fazer não espanta ninguém.
O Benfica está apenas a confirmar que tem feito o seu caminho na sombra da glória do FC Porto. Até pode ser que ganhe esta batalha. Mas aí será para verificar que, afinal, dentro da estátua da liberdade o melhor que se consegue é um saco de pipocas ou um postal ilustrado. Os grandes vencedores não precisam de estátuas para ter prazer - este é para eles tão natural como a sede de triunfos. Como disse também um dia Drew Care: 'O sexo sem amor é sem dúvida uma experiência vazia , mas como experiência vazia é das melhores'. A questão também é essa. É que, para além de tudo, o Benfica é aquela portuguesa cujos adeptos se contentam com uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma. Quem escreveu isto tinha por apelido Lisboa.


DE CABEÇO DO VIDE PARA O BOLHÃO

Foto JNonlineAfinal, ela ainda mexe. A polícia foi hoje buscar Carolina Salgado a Cabeço de Vide, onde vive com o namorado, para a trazer até ao tribunal do Bolhão, onde foi ouvida num processo movido por Joaquim Pinheiro, segundo Pinto da Costa o JP daquela conversa da fruta para dormir com António Araújo. Deu para perceber que desta vez Carol não teve tempo para ir ao cabelereiro. Quanto à sua advogado, bem, bem...não precisa.

PORTAL DO TEMP(L)O

Hoje, no Palácio Vila Flor, na cidade-berço, com o castelo de Mumadona Dias à vista atrás do Paço dos Duques de Bragança (em obras), surpreendi duas das principais figuras do nosso futebol a entrar no portal do tempo. Não sei quem empurra quem, apenas registei o enlace, a cumplicidade e a empatia entre Gilberto Madail e Lourenço Pinto. Aveiro e Porto foram durante muitos anos o eixo do nosso sistema desportivo. Disse foram? Se calhar disse. Tanto Madail como Pinto parecem prontos para outras batalhas. A verdade é que sendo figuras do passado continuam a projectar as suas sombras sobre a luz do presente. Uma luz filtrada, é certo. E com caixa baixa.

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Ò SANTANA


Confesso que esta estória me passou ao lado mas vai sempre a tempo porque é deliciosa. Jogo: Santana-Arouca. Aos 70 minutos de jogo, o Arouca vencia por 3-0 o clube madeirense no seu terreno. Perdeu 4-3 Nos últimos minutos, dois jogadores expulsos e duas grandes penalidades para a casa, com mais dois golos no longuissimo tempo de descontos. Contou o presidente do Arouco a "O Jogo" que viu o árbitro chegar na companhia de duas meninas. O árbitro, quando ouvido, disse que não eram mais que duas amigas que são professoras na Madeira. O que fez o Ministério Público? Fez avançar o processo por dimfação que o clube madeirense colocou ao jornal e aos jornalistas que contaram a estória e não mexeu uma palha para saber se havia ali ou não razão para um crime de outra natureza. Pois é, também na justiça há dois pesos e duas medidas...

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

NO TWITTER

Braga-Standard em directo no twitter. Adiciona Eugénio Queirós

AINDA O SALÃO IR-Ò-PITO


Experimentei a câmara do meu novo telemóvel, um surpreendente E51 da Nokkia, no salão Ir-ao-Pito de Gondomar. Providencialmente, fiz estas fotos com a lenta protegida pelo autocolante que vem de fábrica. Chama-se a isto fazer fotografia com protecção. Para memória futura, sob a visão diáfana do plástico protector, cá ficam algumas dessas imagens, para deleite da nossa clientela, sempre ávida deste tipo de performances. As armas e os varões assinalados.

E a nota de Pedro Proença foi 2.4

O observador do árbitro no jogo no Estádio do Dragão - FC Porto - SL Benfica pontuou Pedro Proença com 2.4

O árbitro lisboeta viu a sua nota baixar de 3.4 para 2.4 porque não assinalou uma grande penalidade favorável ao F.C. Porto - rasteira a Lucho e por não ter exibido o cartão amarelo a Sidney quando rasteirou o adversário.

Os árbitros assistentes foram pontuados com 3.1 e 3.3 respectivamente.

Como curiosidade, a nota máxima que pode ser atribuída a um árbitro, quando falha uma grande penalidade, com influência no resultado é 2.5 ou 2.4

Elmano Santos no jogo do Benfica com o Belenenses, teve a pior nota da época – 2.1 - pois, o observador considerou, que ficou por assinalar uma grande penalidade e por exibir um cartão vermelho para expulsão de um jogador, penalizando assim o árbitro madeirense.

Recordo ainda que, Pedro Henriques e Paulo Batista nos jogos que arbitraram na capital do país, foram pontuados com 2.3

terça-feira, fevereiro 17, 2009

INCONGRUÊNCIAS

Começo a não perceber o critério de Vítor Pereira.
Até aqui, árbitro que errava ia para a jarra que um dia Fernando Marques inventou, no tempo do sorteio com bola fria e bola quente.
Eis que Proença volta com uma jornada de interregno. Curto foi o castigo para o árbitro que, segundo o observador do FC Porto-Benfica, errou ao não marcar um penálti para o FC Porto e ficou com o benefício da dúvida no penálti que assinalou.
Isto ou é falta de critério ou é estatuto ou é descontrolo.
Não sei o que é.
O que sei é que assim só se lança a confusão.
De novo.

CÁ ESTÁ UM EXERCÍCIO DIFÍCIL

Com a chancela da "Esfera dos Livros":
Neste livro, encontra conselhos fundamentais para gerir melhor o seu tempo, reforçar a sua confiança e auto-estima, exercícios para aumentar as aptidões que lhe permitem enfrentar situações menos agradáveis no trabalho e estratégias para se valorizar profissionalmente e aprofundar a sua inteligência emocional.
- Esteja atento aos «ladrões de tempo», como por exemplo o e-mail, que o desviam do seu trabalho;
- Aprenda a dizer não;
- Cultive uma atitude aberta à aprendizagem, optimista e esperançosa no trabalho;
- Uma boa relação com os seus colegas e chefes baseia-se numa boa comunicação;
- Analise com calma e ponderação as dificuldades com que se defronta;
- Defina claramente os seus sonhos e ambições.

DANICA PARA A BRINCADEIRA

« um contributo de João Seixas
Danica Patrick ten 26 anos, posa para revistas masculinas e corre nas Indy Series. Até aqui tudo estranho. Muito estranho é que esta piloto americana está em vias de se tornar a primeira mulher a conduzir um Fórmula 1, depois de também já ter sido a primeira a vencer uma prova nas Indyseries. Ken Anderson, director técnico da USF1, equipa americana que será apresentada no próximo dia 24 e competirá em 2010, garantiu-o, divulgando também o nome do colega de equipa: Scott Speed. "Ela é óptima. Ele traz muita Imprensa", explicou, ele que vai gerir um conjunto inexperiente, com 50 milhões de euros de orçamento.

TAÇA COCA-COLA


A blogosfera nacional tem um novo inquilino! Trata-se do blogue da sétima edição da Taça Coca-Cola, um torneio de futebol de 11 dirigido a todos os jovens (raparigas e rapazes) entre os 13 e os 15 anos. Nele serão actualizadas todas as informações acerca das etapas e dos vencedores das mesmas.“Mostra o teu Futebol” é o desafio que a Coca-Cola lança junto dos jovens portugueses na edição deste ano, na qual a organização espera reunir mais de 15 mil participantes em torno do sonho de jogar uma final de campeões, a disputar em Junho.A competição arrancou no passado dia 7 na Madeira, e irá percorrer doze capitais de distrito ao longo dos próximos quatro meses. Tem como padrinho Yannick Djaló, avançado sportinguista, que tem vingado no futebol profissional pela determinação, ambição e genuinidade do seu futebol.A Taça Coca-Cola vive dos mais de 60 mil participantes em Portugal e mais de 1 milhão na Europa. Números que fazem do torneio um êxito incontornável na promoção do futebol e da vida activa.Esta iniciativa da Coca-Cola conta com o apoio do Instituto do Desporto de Portugal, do Instituto Português da Juventude e do Instituto da Droga e da Toxicodependência.



segunda-feira, fevereiro 16, 2009

O DETALHE


Independentemente do FC Porto de ter estado à beira do desastre, lá somou mais 3 (preciosos) pontos. Vai ficar a ver de cadeirinha o clássico de Alvalade, na certeza de quem alguém perderá pontos. Farías afinal não veio para Portugal apenas para esticar o cabelo no Paço da Boa Nova - também está cá para fazer uns golitos. Tal como aconteceu há quase dois anos, em Paços de Ferreira, quando Adriano fez um golo milagroso, mais uma vez o FCP se prepara para ganhar um campeonato com golos das cartas que normalmente não contam no baralho. É apenas mais um detalhe que ajuda a definir um clube talhado, nos últimos anos, para ser campeão.
PS - Quanto ao trabalho de Elmano Santos, não houve surpresas tendo em conta que o árbitro madeirense carregava às costas o péssimo 2.1 que levou no Belenenses-Benfica...

MOURINHO

Podemos continuar a elogiar a metodologia de treino de Mourinho, a sua sagacidade táctica, a sua espertice saloia, o seu "poligotismo", a sua capacidade para ficar bem com qualquer fato ou sobretudo...mas uma coisa continua a ser evidente: os jogadores amam-no. Mais um golo, mais uma vitória, mais um galáctico a correr para "Mou". Porque será?

PONHAM AQUI OS OLHINHOS


sábado, fevereiro 14, 2009

LEIXÕES CONTINUA A IR DE MOTA


"Foi uma lição táctica". Nem mais. No final do jogo de Braga, José Mota disse tudo. Sem pintar o cabelo ou armar ao pingarelho, o treinador do Leixões lá vai somando pontos sem que os histéricos relatadores reclamem a sua presença num grande só porque ganhou a um grande, como mais uma vez aconteceu. Ah, atenção, Mota não dá entrevistas a mascar chiclete mas parece que foi assim tão fácil vencer um Sp. Braga que pouco fez para contrariar o azar. Vamos lá ver como é que amanhã os jornais tratam este clube de peixeiras que teima em manter-se na linha da frente.

A TRIBO DO FUTEBOL NO hi5 (5)

CHAMACO - Fotógrafo gaúcho há muitos anos radicado em Portugal. Boa gente. Excelente profissional. Trabalhei com ele, no início dos anos 90, na saudosa "Gazeta dos Desportos". Era dele a responsabilidade de fazer sempre um boneco para a primeira página do jornal de segunda-feira. Chamaco fazia a diferença não apenas com o seu material. Não era um tempo fácil para ele pois era "o brasileiro" e raros eram os elementos da tribo da fotografia lisboeta que lhe passava cartão, com a excepção, por exemplo, do grande Nuno Ferrari, que sempre foi um caso à parte )os grandes são assim: humildes e humanos). Chamaco continua em actividade, agora a tentar, como diz, dar a volta por cima. Merece-o. Podem vê-lo aqui:
http://www.hi5.com/friend/p161904333--Antonio_Chamaco--html

FASCÍNIO PELO ABISMO


Como dá para apreciar nas sempre palpitantes caixas de comentário de BnA, ninguém está preocupado com o facto de, segundo o último estudo, só 61% dos portugueses estarem interessados ou muito interessados em futebol. O que o povo quer glosar é o facto de ao Benfica serem dados "apenas" 2,2 milhões de adeptos num total próximo dos 5 milhões. Se for assim, confesso, não me parece uma má marca para um clube que nos últimos 20 anos ganhou, salvo erro, três campeonatos (desmintam-me se estiver enganado). O que me deixa perplexo é não surgir ninguém preocupado com a má performance da empatia dos portugueses com o fenómeno futebol. Pelos números revelados percebe-se que os portugueses se estão a afastar do futebol. É certo, depois da morte da Amélia isto nunca mais foi o mesmo... O nosso futebol está a ser claramente vítima da erosão provocada pelas permanentes polémicas, por um clima de guerrilha e por uma anemia de craques nacionais. Este é que é o problema. E não o penálti do Lisandro, a Maria José Morgado, o fora-de-jogo mal tirado, o Ricardo Costa ou a careca do Hermínio Loureiro. Mais uma vez os portugueses provam que são atraídos pelo abismo. Espero que não sigam o conselho um dia dado por João Pinto * (o camisola 2) quando disse: "Estávamos à beira do abismo mas demos um passo em frente".

* Parece que a frase não é da sua autoria

sexta-feira, fevereiro 13, 2009

MOMENTO DE GLÓRIA

Foto LUÍS VIEIRA Pois bem, meus amigos, isto é Nirvana.
Tive a honra de inaugurar o salão erótico de Gondomar. Valentim Loureiro faltou mas eu estava lá. Cá estou eu a acompanhar a Grande Cicciolina, musa dos meus sonhos juvenis e estrela do "Traineira", onde, convenhamos, era quase tão famosa como o Enorme John Holmes, com quem, aliás, contracenou. Com um bocadinho de esforço, talvez possa dizer que também contracenei com ela.

quinta-feira, fevereiro 12, 2009

SAL(g)AL(h)ADA DE FRUTA

Pinto da Costa foi escutado desde Outubro de 2003 até Maio de 2004. Como disse o juiz de instrução Artur Ribeiro, que não mandou para julgamento o "caso da fruta" que agora caiu definitivamente de podre com uma decisão final do Tribunal da Relação do Porto, "foi quase uma época futebolística e o resultado foram dois casos". Por acaso não foi tão pouco. Para além do processo relativo ao jogo FC Porto-Estrela da Amadora e Beira-Mar-FC Porto (que será julgado em breve), o presidente portista foi arguido noutros processos. Um desses caiu no final do ano passado no Tribunal de Gondomar, também na fase de instrução, e dizia respeito à sua presumida influência no desfecho do jogo Nacional da Madeira-Benfica, também da época de 2003/2004, se bem estão lenbrados aquela que terminou com o FC Porto a sagrar-se campeão europeu em Gelsenkirchen, ou seja, em pleno esplendor da era José Mourinho.
Considerou também o juiz de instrução que fechou o processo da fruta que Carolina Salgado não falou verdade quando disse ter assistido a uma conversa telefónica entre o então seu companheiro e o empresário António Araújo, a tal conversa, que quase todos conhecem, da "fruta para dormir". A convicção do juiz é a de que no momento daquela conversa Carolina não estava com Pinto da Costa, como resulta das escutas telefónicas. Ou seja, por muito irónico que possa parecer foram as escutas que "salvaram" o presidente portista neste processo de que resultou já, na Comissão Disciplinar da Liga, uma condenação por tentativa de corrupção, tendo como consequência a subtração de 3 pontos aos portistas na épcoa de 2007/2008 e a suspensão do líder e criador dos dragões.
Carolina Salgado nunca foi neste processo uma boa testemunha. Antes de tudo porque quando se assumiu como "garganta funda" fê-lo num ambiente de revánche, poucas semanas antes de lançar o seu livro. É certo: a senhora viveu seis anos com Pinto da Costa, sabe o que a casa gasta.
Se ouvirmos, por exemplo, a conversa entre Pinto da Costa e António Araújo sobre a "fruta para dormir" e o "chocolatinho para logo à noite" percebemos todos que não estavam a falar de fruticultura, de insónias ou de problemas de colesterol. Mas não chega para se provar que, de facto, a equipa de arbitragem foi comprada com um jantar e com uma noite de farra. Era preciso muito mais que um dos árbitros assistentes - Manuel Quadrado – a confessar em fase de inquérito que alguns dias depois do sucedido caiu em si e pensou que poderia ter caído numa situação que envolvia o FC Porto...
Vamos admitir que este caso é todo ele uma falácia. Que os árbitros não jantaram no mesmo restaurante que Pinto da Costa. Que Reinaldo Teles não os conduziu ao hotel. Que as meninas brasileiras foram uma oferta de um amigo de Paixão e que Araújo apenas tratou do assunto. Que quando Pinto da Costa e Araújo falavam de "fruta para dormir" e referiram a sigla JP estavam a falar de Joaquim Pinheiro, dirigente do FC Porto e irmão de Reinaldo Teles.
Tudo isto parece demasiado burlesco. Mas, confirma-se, a justiça em Portugal gosta é disso mesmo: de ópera bufa. Não se apanham tubarões com anzol mas, caramba, o problema das insónias está definitivamente resolvido: coma fruta!

também em http://www.record.pt/noticia.aspx?id=c0e65f70-9134-4ff3-b490-1d3c860497b7&idCanal=00001089-0000-0000-0000-000000001089

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Arbitragem em positiva discussão


Os antigos árbitros internacionais Jorge Coroado e José Leirós, em declarações à agência Lusa, são de opinião que a arbitragem portuguesa sofre um problema estrutural, que só poderá ser resolvido com mudanças na Comissão de Arbitragem (CA) da Liga.
«Não está bem definido o papel das pessoas, não há ligação entre presidente e árbitros. Há um afastamento, há uma atitude de altivez perante os árbitros», afirma Leirós, enquanto Jorge Coroado considera que «não é admissível que quem tem a acção disciplinar sobre os outros agentes desportivos tenha igualmente sobre os árbitros».
«Obviamente que o Vítor Pereira tem que sair e ser encontrada outra pessoa. Porque ele falhou», afirma Leirós, enquanto Coroado não fala em nomes, mas acha que a actual estrutura dirigente do sector «não defende os interesses da arbitragem», mas antes os «interesses pessoais

Entretanto, também na Lusa, o presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, diz que se tem assistido a «erros grosseiros» dos árbitros, atribuindo-os a falta de concentração, mas também à pressão exercida sobre os juízes.
«São muitos erros. Alguns não são admissíveis. O que mais me choca muitas vezes são os foras-de-jogo», afirma Carlos Esteves em entrevista à Lusa.
«A comunicação social e os clubes fazem muita pressão sobre os árbitros, o que pode fazer com que entrem para os jogos nervosos», prossegue, falando também em «falta de concentração dos árbitros».
Carlos Esteves não concorda de resto com algumas das opções que tem feito a actual Comissão de Arbitragem da Liga, nomeadamente a não nomeação dos árbitros após uma jornada em que tiveram exibições menos conseguidas. «Se um árbitro fez uma má arbitragem temos de lhe dar confiança dizendo: «Nós apostamos em ti». Se eu o paro, o homem desmoraliza. Devia ser-lhe dado um jogo logo a seguir, para ele não se sentir desmotivado», defende.
O dirigente considera positiva a existência de um órgão único que dirija a arbitragem, prevista na nova Lei de Bases do Desporto.
«Vai ser bom haver um conselho único, a situação de dois conselhos não é salutar para a arbitragem. A arbitragem deve estar toda concentrada no seio da FPF, que é a casa mãe do futebol. A Liga é um sócio ordinário da federação, não se justifica que a tenha», afirma.
Por outro lado, Carlos Esteves lembra que há cada vez menos jovens a seguir a arbitragem, sobretudo devido a «questões fiscais, que obrigam os jovens árbitros a declarar prémios»: «Já temos problemas a nível distrital, já há muitos conselhos em que muitos jogos não têm árbitros oficiais. É um problema complicado. Já houve conversas com o Governo para que autorize que a nível distrital esses prémios não sejam declarados.»

NOTÍCIA DO DIA


Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, acaba de assinar a petição "Pela Verdade Desportiva".
Onde acrescenta o comentário: "As novas tecnologias iriam trazer maior credibilidade ao futebol português. Os árbitros seriam os maiores beneficiados com a introdução das novas tecnologias!"

A TRIBO DO FUTEBOL NO Ih5(3)


PEDRO PROENÇA - "Este usuário restringiu o acesso ao seu perfil. Isto significa que você não pode ver seu perfil a menos que seja um amigo. Se conhece essa pessoa, use os links à esquerda sob a foto do perfil para enviar uma solicitação de amizade ou uma mensagem para ela. " O árbitro lieboeta Pedro Proença, administrador de massas falidas, é um daqueles utentes do Hi5 que reserva o direito de admissão. Fica pelo menos o consolo de o podermos apreciar, na página de rosto, sem aquele gel que também é uma das suas marcas distintivas. Podem sempre mandar-lhe um pedido de amizade, creio que poderá ser correspondido sobretudo se for feito por alguém parecido com a solitária amiga de Carlos Azenha no Hi5.

terça-feira, fevereiro 10, 2009

PELA "BOARD" FORA


Oh, não.

O Internacional Board vai reunir e não tem em agenda a introdução das novas tecnologias na análise dos lances, tipo vídeo-árbitro.

Os velhinhos da Escócia, da Inglaterra, do País de Gales e da Irlanda, mais os quatro caquéticos da FIFA, vão apenas estudar a possibilidade de os intervalos passarem a ter mais 5 minutos, de haver mais uma substituição nos prolongamentos e de os cartões amarelos serem substituídos por uma suspensão temporária do jogo.

Parecendo que não, não é pouco.

Acontece, porém, que são necessários 75% dos votos para que uma proposta seja aprovada.

TRIBO DO FUTEBOL NO hi5 (2)

CARLOS AZENHA - Uma página minimalista, com um perfil curtíssimo e apenas uma amiga de biquini com página de acesso reservado. O ex-treinador adjunto de Jesualdo Ferreira é agora comentador televisivo e está mais uma vez a marcar pontos. Ainda ninguém percebeu muito bem por que razão saiu do FC Porto e também como é que continua sem clube para treinar. Neste interim, Carlos Azenha pode aproveitar para animar mais um bocadinho a sua página no Hi5 e também para fruir a sua casa inteligente onde até a Meo quis fazer um anúncio futurista. Este homem ainda nos reserva muitas surpresas. Estejam atentos e não se iludam com a foto tipo-passe que ilustra a sua página pessoal no maior ponto de encontro mundial da Internet.

segunda-feira, fevereiro 09, 2009

VAI UM GOLO?


Mantorras assinou pela Sagres. Vai promover a cerveja em Angola, onde a "Cuca" foi durante muitos anos a loura dominante. Depois de andar a pagar rodadas de cerveja a adolescentes, Alberto da Ponte aposta no ponta-de-lança do Benfica que desafia todas as leis da física e da anatomia e de vez em quando marca um golo. Consta que a grande rival da Sagres vai contra-atacar e que vai contratar o Bock. Quanto mais não seja, marca muitos mais golos que o Mantorras.

SONHO DE UMA NOITE DE INVERNO


Esta noite sonhei que estava a entrevistar Pinto da Costa. Eis o relato desse sonho.


- Presidente, costuma ler jornais?
- Confesso que a leitura diária dos jornais me reconforta. É interessante perceber que a inveja continua a comprometer a seriedade e a cegueira a subverter os princípios da profissão. Será sempre assim no caso do FC Porto.
- Andam por aí muitos invejosos, não é?
- É um excelente reflexo da nossa competência e não costuma justificar mais que um encolher de ombros. Esta segunda-feira, todavia, detive-me na primeira página da O Jogo. Fogo nela!
- Mas, presidente, fogo n'O Jogo, mas aquilo já está tudo a arder...
- «Erro confirma líder». A manchete é suportada pela unanimidade do Tribunal de Árbitros, mas esquece que, aos 18 minutos, Reyes rasteirou Lucho González, como confirmam as opiniões dos três ex-juízes. Apesar de concordar com a decisão de Pedro Proença, António Rola diz que Lucho sofreu de facto um toque, mas deixa no ar a lógica da lei da vantagem. Não há lei da vantagem numa grande penalidade, caro Rola!
- Desculpe, disse O Jogo?
- Sim, O Jogo fechou os olhos a duas evidências: uma grande penalidade e uma entrada violenta de Sidnei sobre Lucho González, que se enquadrava num cartão vermelho. Tudo isto ainda na primeira parte, com um empate sem golos. Não acham que mudaria por completo o clássico? Talvez o lance aludido na capa de hoje não merecesse sequer referência nas páginas interiores…
- Considera O Jogo um jornal isento?
- Mas que importa isso? Para quem não é isento, de facto, não conta para nada… De relevar, isso sim, apenas o tom da ocorrência.
- O FC Porto é uma vítima do anti-sistema?
- Será sempre assim, já o disse. O fogo do Labaredas, porém, não pode ser reprimido. É que no preciso momento em que lia os jornais, passei os olhos pelo resumo da RTP. A mesma lógica, desta vez com uma agravante: nem uma referência ou imagem do penálti sobre Lucho González. Perfeito para agradar a quem manda!
- O fogo do dragão e do Labaredas incomodam muito gente...
- O F.C. Porto, de facto, serve-lhes para tudo. Menos para serem felizes.

TRIBO DO FUTEBOL NO hi5 (1)

BnA inicia aqui, e de forma exuberante, uma rubrica dedicada às fotos publicadas no famoso Hi5 por figuras relacionadas com o mundo na bola.

BETO - O melhor guarda-redes português continua agarrado ao pau quando se fala de selecção nacional. Do mal, o menos: sempre terá mais tempo para fazer férias em destinos tropicais, como parece ser do seu gosto numa consulta à sua página no Hi5, onde aparecem muitos amigos com o mesmo corte de cabelo tipo "força gravitacional revertida". Formado nas escolas do Sporting, sendo por isso mesmo "um mouro", Beto transformou-se num símbolo do popular Leixões e não pode visitar o mercado sem evitar sair de lá cheio de escamas e babado pelas beiças das peixeiras. Bem precisava Beto de alguém que lhe vendesse o peixe junto do professor K. mas, pelos vistos, este está mais preocupado em alimentar a vaca, chamando para a selecção um tal Daniel Fernandes. Nesse entretanto, Beto lá vai continuando a mostrar que merece não só um lugar à sombra. O dia chegará.

RIDÍCULO


O branqueamento da derrota, sem espinhas, do Sporting não é mais que o estertor de um candidato ao título que nunca passou disso mesmo. Sem Liedson e com Patrício, este Sporting liderado pelo próximo treinador do FC Porto nem sequer merece a condescendência e os esforço dos seus apaniguados. É certo, ainda falta jogar com FC Porto e Benfica mas será que alguém ainda acredita?

PS - Quanto à arbitragem de Jorge Sousa, foi simplesmente perfeita!

domingo, fevereiro 08, 2009

O PENÁLTI DE PROENÇA (e não só)


Muito se vai escrever sobre o penálti assinalado por Pedro Proença.
Faço notar que Pedro Proença é o tal que, como foi ventilado e nunca desmentido, é sócio do Benfica, tem lugar cativo na Luz e até vai às assembleias gerais do clube.
Independentemente de tudo o que possam dizer, acho o PP um excelente árbitro e um homem esclarecido (como poucos neste mundo do futebol). É evidente que errou. Mas quantos de nós não teriam errado. Obviamente, na repetição do lance todos vimos que não foi penálti...
Quanto ao jogo, do pouco que vi, pois estava de regresso de Guimarães, pareceu-me que o Benfica mostrou a sua raça e que o FC Porto defendeu bem o título. Está tudo em aberto, a 14 jornadas do fim do campeonato, e até o Sp. Braga, depois deste grande jogo em Alvalade, está em retoma no que concerne à luta pelo título.
Numa pequena sondagem por amigos meus portistas (hellas!) que viram o jogo todo, reparo que estão um bocado envergonhados por sentirem que o Benfica podia ter dado um banho ao FCP. E alguns deles estranhamente até nem gostaram de ter empatado com um penálti daqueles. Não sei se repararam no gesto de Lucho depois de marcar o penálti, passando a mão pela cara. Não sei se quis dizer que o Moreira foi um anjinho ou se foi o árbitro que estava ceguinho quando apontou para a marca dos 11 metros.
Quanto ao "outro" penálti, de Reyes sobre Lucho, sinceramente: há um toque do benfiquista em Lucho mas não é suficiente para o derrubar, logo, não há falta. O futebol é um jogo de contacto também, não queiram fazer dele uma mariquice tipo basquetebol!
Concluída a jornada, temos aí não apenas o Nacional da Madeira e o Sp. Braga - duas das três melhores equipas do campeonato - ainda com possibilidade de lutar pelo título e o Leixões - a outra equipa das três referidas - ainda melhor, tendo pela frente três jogos que vão definir se é candidato ou não: Sp. Braga (fora), Belenensese(casa), Benfica (fora) e FC Porto (casa). Se conseguir resistir a esta sério, parece que vamos ter de novo o nome do Leixões num cantinho das primeiras páginas dos jornais desportivos...
Lá por baixo, grande granel. Carlos Brito conseguiu a sua primeira (e importante) vitória com um golo de um ex-jogador do Varzim que fez ponte em Braga e a agonia do V. Setúbal continua.

Pedro Proença dignificou arbitragem?



Pedro Proença falou antes do jogo no Dragão.

Em entrevista à Sport TV, afirmou que queria aproveitar para dignificar a arbitragem portuguesa neste jogo.

Lembrou que há coisas mais graves e mais sérias na vida do que um jogo de futebol.

Amanhã no Jornal de Noticias podem ler a análise aos casos do jogo.

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...