sexta-feira, março 31, 2006

7 DIAS


Sábado, 25
O Benfica lá bateu o Braga com um golo "mijado" de Nuno Gomes, de regresso aos golos e às primeiras páginas do dia seguinte. Este Braga de Jesualdo mais uma vez prometeu mas não foi capaz de manter fora de casa a pedalada que revelou na pedreira. Será que se podia pedir mais a uma equipa que em Dezembro perdeu o defesa direito (Abel), um central (Nunes) e um defesa esquerdo (Jorge Luiz) em nome do encaixe financeiro? Eu cá acho que não.

Domingo, 26
O Sporting bateu naturalmente o Penafiel e Nani lá deu mais uma cambalhota. O Penafiel confirmou a descida à Liga de Honra, depois de dois anos na "1ª". António Oliveira fez tudo o que podia fazer? Talvez. Recolocou o Penafiel no mapa enquanto manteve 11 por cento da SAD portista. As escolhas de Verão não foram felizes e Luís Castro muito mais não pôde fazer perante o amadorismo que ainda reina por aquelas bandas.
O FC Porto só precisou, em Coimbra, de um golo para ganhar. A Académica de Vingada nunca se afirmou como ameaça. Os dragões continuam a somar nos jogos ditos fáceis.

2ª feira, 27
O Canadá começa a despachar os nossos "ilegais" mas o que importa é o Benfica-Barça. Rocha é anunciado como a sombra de Ronaldinho e Koeman diz que os jogadores do Barça só têm duas pernas. Pois olhe que não parece, sobretudo quando a bola vai para os pés do dentuças...
O Boavista empata em Leiria e fica reduzido ao desafio de manter o 5º lugar. Já não é mau para quem tanto cortou no orçamento e não tem um único avançado digno desse nome.

3ª feira, 28
0-0 no Benfica-Barça. Os encarnados estiveram no limiar da humilhação, na 1ª parte, e Moretto deixou confundidos os paineleiros do costume: foi herói ou trapalhão? Foi as duas coisas e bem, digo eu. Para discutir ficou o penalty de Thiago Motta que o senhor Bennet não terá marcado. Aqui passo a palavra ao António Pinho Vargas: "Em Portugal dir-se-á que há clara intenção de jogar com a mão. Em Espanha dir-se-á: não é óbvio que haja intenção. E agora? Perante os erros deste tipo como sair do círculo de subjectividade que inflama os olhos?" (in DN)

4ª feira, 29
No rescaldo do grande jogo, mais uma vez temos de comer com a tese de que o Sporting nada seria sem o senhor Freitas e que nada será sem o senhor Franco ou sem o senhor Ribeiro Telles. Não sei por que envolvem Paulo Bento neste circo de feras mas não é amigo quem o faz, tenho eu a certeza.
"A Bola" edita-se pela primeira vez na América do Norte. É um passo interessante e um desafio sobretudo a "A Bola online".

5ª feira, 30
O JN confirma a notícia do BnA: Baía comprou mesmo aquela máquina. É um brinquedo interessante para quem não pode brincar com a bola.

6ª feira, 31
Regressa a Liga, na entrada da recta final. O Sporting será o primeiro a entrar em acção e tem o maior desafio perante um Vitória bom nos 90 minutos mas péssimo nos descontos. Grande jogo em perspectiva. Falta saber de que será capaz o Gil Vicente no Dragão. Se não jogar como o Paços...pode complicar.

ROCHA NA EQUIPA TÉCNICA DO FCP


O FC Porto contratou há momentos o animador Fernando Rocha para integrar a equipa técnica. Rocha hesitou antes de aceitar a proposta que Pinto da Costa lhe fez mas o seu portismo falou mais alto que os compromissos de agenda. Por isso, até ao final da época a presença do descarado humorista é certa nos estágios e nas deslocações da equipa. Rocha não estará presente no momento das palestras mas promete animar a malta nas horas mortas que antecedem os jogos.

PASSIVOS

Benfica, 315 milhões de euros = 63 milhões de contos
Sporting, 277 milhões de euros = 55 milhões de contos
FC Porto, 121 milhões de euros = 24 milhões de contos

TOTAL, 713 MILHÕES DE EUROS = 142 MILHÕES DE CONTOS

* Vai bonita a festa, vai.

quinta-feira, março 30, 2006

APITO DOURADO


Luís Filipe Vieira acaba de perder, no tribunal de instrução criminal de Lisboa, um processo que moveu contra o JN a propósito de uma notícia de «apito dourado». Dizia a notícia que LFV fora apanhado em conversas suspeitas com Valentim Loureiro - que ontem vi na RTP Memória, no programa "Raios e Coriscos", da Manuela Moura Guedes, a cantar o fado do Hilário. Se bem me lembro, Cunha Vaz deu na altura uma conferência de imprensa no tom colérico-ameaçador que lhe é característico dizendo que a notícia era falsa e destacando o facto de ter sido dada a estampa num jornal do Porto... Pois bem, o tribunal entendeu que a notícia é VERDADEIRA. Falta só saber de que conversaram Valentim e Vieira. Terá sido do fado Hilário?

terça-feira, março 28, 2006

SEJA O QUE DEUS QUISER

Uma primeira parte medrosa e merdosa do Benfica, que podia ter comprometido a decisão. Segundo tempo bem diferente, sobretudo a partir do momento que Karagounis entrou em jogo - é muito difícil tirar-lhe a bola dos pés! Ronaldinho bateu no Rocha e o mexilhão não se lixou. Ambiente de festa na Luz, com o Benfica a não vencer o jogo mas também a não sofrer golos e, sobretudo, a perder o respeito ao seu adversário.
Na minha modesta opinião, não ficaram penaltis por marcar porque os jogadores não podem jogar algemados e não se recomenda a amputação dos braços. Boa arbitragem, bom jogo, tudo em aberto para o Nou Camp.

Seja o que Deus quiser. Ou que o Ronaldo não puder.

PS - Péssimo só mesmo os comentários da RTP ao jogo e aos seus casos. Chauvinistas e vulgares. E não é que no fim o Marcelo chamou mestre ao anjo Gabriel?...

RTP N

Há que dizê-lo "com toda a frontalidade": a RTP-N tem excelentes momentos de informação televisiva. É o caso do "Trio de Ataque", apesar dos trivelismos do leão Gabriel, e também do programa "Depois da Hora", conduzido pelo cagaréu Loura (ou será ceboleiro?). O jornal das 24 horas é também um espaço informativo muito razoável, sobretudo porque dedica um bom espaço ao desporto. Tirando o folclore dispensável dos adeptos presentes no "DH", este é um programa que tem o mérito de dissecar as jornadas e o futebol dando voz aos seus protagonistas. Ontem esteve lá Jaime Pacheco, que considerou o Vitória de Guimarães que treinou "um avião sem asas". O Jaimão anda a ouvir muito a Partimpim...e faz bem, que é boa onda. Aí ficamos a saber que o treinador que conseguiu no Boavista o que mais ninguém vai conseguir no próximos cinco milénios é um "adepto invertebrado" do futebol e que "quase todos os jogadores sem excepção" do Vitória blabláblá. Gaffes. O que não perdoa é a provocação: "Os adeptos do Vitória são do melhor que há abaixo da Terra". Por momentos pensei que tinha mudado de canal, para a RTP 1, onde a Fátima Campos Ferreira fez ontem a entrevista mais espatafúrdia dos últimos cinco séculos ao mestre Manoel de Oliveira, o cineastq obviamente e não o ex-treinador e comentador da RR, entrevista que acabou mais ao menos com o autor de Aniki-Bobó (não é um filme pornográfico, pessoal!) a dizer que talvez vá de metro para a morte. Enfim. Podia ser pior. Podia ser a SIC Notícias com o seu jornalismo de cu alapado.

segunda-feira, março 27, 2006

O BOMBARDEIRO


Não tem a subtileza nem a sorte de Nuno Gomes.

Não corre para o golo como Pauleta.

Não mata como Liedson.

Mas é o ponta-de-lança português do futuro. Para os próximos dois mundiais.

Hugo Almeida, o bombardeiro da Figueira.

domingo, março 26, 2006

SURPREENDENTE [no mínimo]

Pelos vistos é o tema do momento e só estou admirado de não aparecido o Sobral para "chatear" com a malta da bola e sobretudo da sua periferia: Helton voltou a destronar Vítor Baía. Reconheço que mais uma vez a "família jornalística" foi surpreendida por esta decisão. Depois de ter defendido aquele penálti, toda a gente pensou que Baía, com Helton disponível de novo, tinha agarrado o lugar. Não agarrou. Adriaanse entendeu mais uma vez que Helton é melhor. Pena foi que o repórter da TVI não lhe tenha perguntado porquê, em vez de estar preocupado com o corte de cabelo de Helton - mas, 'prontos', é isso o que a casa gasta. Eu cá só encontro uma explicação para esta decisão surpreendente:
- Para Adriaanse, Helton é o melhor mas Baía também é bom, por isso enquanto não falhou grosseiramente foi do 99 a baliza. Depois da Reboleira, o holandês entendeu que tinha chegado a hora de Helton. O brasileiro respondeu muito bem, até se lesionar. Voltou Baía e deu aquele frango na Luz, desta vez sem possibilidade de se emendar. Nos jogos seguintes, Baía cumpriu sem deslumbrar e no jogo da taça sofreu um golo de Liedson e defendeu um dos cinco penalties cobrados pelos jogadores do Sporting. Foi uma boa defesa, mas apenas isso. Com Helton de novo bom, Adriaanse deixou de lado a carne (efeito emocional da passagem à final taceira) e ficou só com o osso (o que ele pensa sobre os dois guarda-redes). E como quer ser finalmente campeão, escolheu o melhor. Pensa ele de que.

Que se saiba, e com a excepção do Herculano serralheiro, o Vítor não fez mal a ninguém.

sábado, março 25, 2006

A ignorância é democrática


O desconhecimento das leis do jogo – que são 17, às quais se acrescenta o critério do árbitro – é responsável por muita conversa de café e por muita tinta de impressão. O pretenso penálti de Pepe continua, por isso, a dar que falar e que escrever. Mas não é do penálti que vou falar mas sim do cartão que Pepe não viu. A teoria geral do futebol falado aponta para o vermelho. Errado! Se Olegário tivesse marcado falta, a cor do cartão a mostrar a Pepe só podia ser o amarelo. Há cinco critérios bem claros que definem a amostragem, neste tipo de situação, do cartão vermelho: a distância para a baliza dos intervenientes; a direcção para a baliza; a localização da bola; a localização do guarda-redes; e a posse de bola. Ora, o que se vê, e a olho nu, é que Pepe e Liedon ainda estavam longe da baliza, não estavam propriamente no seu enquadramento e a posse de bola era do jogador portista. Só se lamenta que quem sabe tudo isto e se diz especialista não seja capaz de esclarecer quem por norma vê futebol com lentes coloridas e pouco cristalinas. A miopia, está visto, não é só uma doença ocular.

sexta-feira, março 24, 2006

Ele sabe do que está a falar


Em Portugal, ninguem vai ficar admirado com a decisão da FIFA, agendada para o próximo dia 31 Março, em não incluir nenhum árbitro internacional português na lista dos 30 árbitros principais envolvidos no Mundial 2006.
Estes 30 árbitros serão escolhidos de uma relação de 44 pré-designados, que participam esta semana num seminário em Neu-Isenburg, nos arredores de Frankfurt.Além de se submeterem a exames médicos e provas físicas, serão informados sobre as regras de jogo e as últimas decisões adoptadas pela entidade organizadora do Mundial 2006, para serem aplicadas inicialmente no Mundial.
Não tenho qualquer dúvida que os candidatos são todos muito competentes, porque são os melhores árbitros do mundo.
A FIFA pediu aos árbitros para protegerem os jogadores e castigarem com o cartão vermelho os atletas responsáveis por cotoveladas e entradas temerárias, além de prestarem uma atenção especial às situações de perda de tempo voluntárias e à simulação de faltas. A FIFA reiterou a decisão de que as equipas de árbitros do Mundial 2006 serão constituídas por juízes da mesma nacionalidade ou, no mínimo, pertencentes à mesma Confederação. A deliberação resulta dos problemas de comunicação registados em algumas partidas do Mundial da Coreia e do Japão, face à procedência diversa dos responsáveis da arbitragem. Os árbitros-assistentes participarão igualmente num seminário promovido pela FIFA, já aprazado para 18 a 21 de Abril próximo, no mesmo local do realizado pelos árbitros principais.
No EURO 2004 tivemos árbitro porque fomos o país organizador e agora a FIFA para a Alemanha, não indica nenhum árbitro e deixa-nos de fora.
Longe vai o tempo que em Portugal decidiram, erradamente, terminar com as equipas de arbitragem fixas, nas nossas competições nacionais e nas nossas competições internacionais.
Está aí o resultado ! ...
É chegado o tempo de se fazer algo e proceder-se a mudanças na orgânica da arbitragem, pois este tipo de organização em nada veio a beneficiar a arbitragem portuguesa e por isso falhou.
Se houvesse responsabilidade alguns dirigentes da arbitragem portuguesa, colocariam o seu lugar à disposição.

José Leirós, ex-árbitro, in mardematosinhos.blogs.sapo.pt

quinta-feira, março 23, 2006

Mr. Google trata do assunto, yahoooooooooo!


Chove em Portugal, apesar de já estarmos na Primavera.
Chove e está vento.
É quase um temporal.
Reunida a chefia de redacção, com as mioleiras fervilhar, logo se decide o destaque: o mau tempo.
O adjunto do assistente da direcção sabe bem que muitas vezes a notícia é o óbvio, mas não gosta muito de repetir esta máxima, pois sabe que corre o risco de ser despromovido a assistente adjunto do assistente da direcção é elevado.
Mas nesse dia falou. E, por incrível que pareça, foi ouvido.

Mr. Google não ia tratar do assunto mas podia dar uma ajuda.

Os estagiários foram tirados da cama à pressa e foram para as ruas com objectivos bem definidos: apurar se naquele dia se tinham vendido mais guarda-chuvas, contar os carros na VCI e calcular os trajectos urbanos, perseguir carros de bombeiros e da polícia e entrevistar alguns sem abrigos provavelmente mais desabrigados.

Os repórteres seniores alaparam as peidas nas cadeiras e ligaram o msn. Na net há sempre um sociólogo capaz de explicar a psicologia do clima.

Convocada mais uma reunião para discutir a primeira página, o director fez um pausa e sugeriu:
Mau tempo

Brilhante título. Nem Mr. Google se lembraria de tal.

Os estagiários, estafados, podiam finalmente mergulhar na blogosfera para actualizar as sentenças dos seus professores de jornalismo, nesse dia mais preocupados com o impacto da birra dos "estudantes" francesas no conflito israelita e também a dedicarem o tempo e o génio do costume à ética da comunicação.

Estava ganho o dia. Mais uma vez Mr. Google não ia cobrar nada pelos serviços, ao contrário dos chineses e dos guarda-chuvas.

LOTARIA


Não sei porquê mas está toda a gente a discutir a arbitragem de Benquerença. O jogo não foi do outro mundo mas teve intensidade. O Sporting jogou mais, o FC Porto nunca desistiu, apesar da nulidade da sua principal pedra - Lucho. Moutinho, um dos melhores, acabou por permitir a defesa de Baía na primeira das cinco grandes penalidades. E quanto mais não fosse o preço do bilhete ficou justificado na grande penalidade batida por Ricardo. De pouco valeu. O FC Porto falhou muito durante os 120 minutos do jogo mas não estava para aí virado na lotaria do desempate através de pontapés da marca de 11 metros. Benquerença, o árbitro, esse fez uma arbitragem "à portuguesa", ou seja, na defensiva: marcou o que havia e o que não havia para marcar no centro do terreno, fez de conta que não estava lá nos lances de dúvida perto das balizas. É fraco, já todos sabíamos, mas não se esqueçam que é o único árbitro internacional português de "top class". Segundo a UEFA.

[depois de vistas e revistas as imagens]

5 questões suplementares

1. Vítor Baía deu um passo em frente antes do remate de Moutinho no pénalti decisivo?

2. Raul Meireles cuspiu na cara de Deivid?

3. Soares Franco converteu-se depois de ver o Papa ressuscitado?

4. Quem foi o arguido do "Apito Dourado" que, no Conselho de Arbitragem da FPF, nomeou Benquerença?

5 - Pepe deu mão mas foi fora da área.

quarta-feira, março 22, 2006

STORIA DEL CAFÉ


Augusto Duarte tomava o seu cafézinho calmamente, num concorrido chopping de Braga, na companhia de Rui Casaca, director desportivo do Belenenenses, e de Artur Monteiro, um dos responsáveis pelo futebol do Sporting de Braga. Ninguém está proibido de tomar café (com ou sem leite) mas depois do que aconteceu no Boavista-Belenenses e sabendo-se que Braga e Boavista correm pelo menos, talvez fosse aconselhável marcar estes encontros para locais mais recatados...

segunda-feira, março 20, 2006

JORNADA 28


Num país original e num processo especial, ninguém se espantará com o facto de Teixeira, o procurador-justiceiro de Gondomar, ter processado a fotocopiadora de Valentim Loureiro. Já é mania da perseguição...
Entretanto, o Sporting lá saiu do seu bastião leiriense com os 3 pontos da ordem. Nani vai render muito dinheirinho, só gostava de saber quem vai repartir a comissãozinha. Aquilo no Sporting está complicado. Parece agora que o Dias da Cunha é o culpado de tudo o que de mau acontece ao Sporting, esquecendo-se o povo que o clube, e a SAD em especial, esteve muito tempo preso pelos avais do homem do entreposto. O problema é que agora são sete cães a um osso e eu só me interrogo: o que é que um osso tão róido pode ter de tão interessante?
Com Vieira de regresso à terra e a China salva de mais uma revolução cultural, o Benfica voltou a marcar pontos no campeonato do masoquismo. Mantorras, o próprio, saltou do banco para mostrar a Nuno Gomes como é fácil marcar golos, nem que seja com a biqueira da bota. O problema, está visto, não está na marca do gel. Com 21 pontos para disputar e a 7 do líder, será que o Benfica ainda pode sonhar? Bem, se o FCP perder em Alvalade e se entretanto escorregar... É como aquela história do camião e da nossa avózinha.
O FC Porto de Co Adriaanse está em clara optimização. Aquele meio-campo é fortíssimo: Assunção a aparar os golpes, Meireles a distribuir, Lucho a afirmar-se como o melhor jogador da Liga. O homem que descobre estes craques devia ser de imediato "condecorado" com um Dragão de Platina! O único problema desta equipa, que não é pequeno, é que por norma falha nos grandes momentos. E 4ª feira está aí mais um...
O Sporting de Braga em definitivo na Taça UEFA mas ainda a espreitar o 3º lugar. Pode saber a pouco mas não deixa de ser feito sobretudo se tivermos em conta que em Dezembro salvador vendeu quase toda a defesa.
O Vitória de Setúbal, volto a afirmá-lo, que se ponha fino pois ainda não se safou. De resto, só o Penafiel está condenado, enquanto o outro Vitória não consegue sair da zona de aspiração. Paços e Gil são grandes candidatos à descida: os pacenses porque têm pouco madeira, os barcelenses porque não têm treinador e continuam à mercê das palestras do Fiúza.

Assim vai o mundo...

domingo, março 19, 2006

eu vi um sapo

O Benfica ganhou em Vila do Conde? Mas se o Rio Ave marcou um golo e só sofreu um?... É assim o nosso futebol. O prémio para a inaptidão saiu do pé alto de Pedro Mantorras, o desterrado. Ainda dá para sonhar? Tal como as coisas estão, TUDO É POSSÍVEL

sexta-feira, março 17, 2006

OS MAIORAIS



Ora nem mais. Segundo PC, na próxima 4ª feira vão defrontar-se as 2 melhores equipas portuguesas: FC Porto e Sporting. Agora podem perguntar: o que está a fazer aqui Valentim Loureiro e numa foto tirada no velhinho estádio de Alvalade? Será porque o presidente da Liga agora conta com o apoio do presidente portista ou será porque tem uma costela sportinguista? Não sei...o que sei é que o que ontem era verdade hoje é mentira e já por cá não andar o autor desta frase antológica.

OK PÕE KO


Mulheres com um pau na mão atrás de uma bola sobre um tapete sintético.
Ok.

(não dá jeito para ter em casa)


Mas é uma grande stickada!

quinta-feira, março 16, 2006

CRÓNICA DA CHINA


Do nosso enviado-especial, Mao Tzun Xu

ALGURES NA CHINA - O presidente do Benfica explicou ontem a 7 biliões de chineses aquilo que considerou o "milagre benfiquista". Segundo LFV, "a China só ainda não é o maior país do mundo porque aqui não inaugurei qualquer casa do Benfica".
O Governo chinês de imediato disponibilizou todos os postos de vigia da Grande Muralha, onde o Benfica irá ter as suas delegações naquele imenso país.
LFV visitou depois uma fábrica de brinquedos e deu início à primeira linha de montagem de Águias Vitória de plástico e com luzinhas coloridas, em breve disponíveis na Europa numa loja de chineses perto de si e também nos supermercados "De Borla".
O presidente do Benfica jantou a seguir um pato à Pequim, posto o que se sentiu indisposto. Fonte do Hospital de Deng Pi Pio desmentiu que tenha sido infectado pelo H5n1. Vieira aproveitou a estada na unidade hospitalar para vender 2 kits a dois enfermeiros.
Numa entrevista difundida pelo maior e único canal televisivo chinês - propriedade de Tim Oli Vin -, o líder benfiquista exortou o povo chinês a deixar de comer com pauzinhos, explicando que há muito tempo que na Musgueira já se come de faca e garfo.
Para hoje está prevista uma parada militar na Praça de Tiananmen em honra do grande líder benfiquista. LFV vai demonstrar que só a força do Benfica é capaz de fazer parar os poderosos tanques do exército chinês.

quarta-feira, março 15, 2006

FLOP (mais um)


Exibição sofrível do Benfica perante um Vitória que sabia ao que ia. Um jogo ganha-se com equilíbrios no meio-campo e foi isso que mais uma vez aconteceu. Sem Petit, o Benfica foi volátil. A perder, Koeman voltou a demorar muito a mudar o 'chip'. Mais uma frente que se fecha para o Benfica. Sobra a missão ciclópica de eliminar da 'Champion' a melhor equipa do mundo da actualidade.
PS - Não vale queixarem-se da arbitragem e de uma pretensa mão de Flávio Meireles no lance do golo vitoriano. O fiscal de linha era o famoso 'benfiquista de Valongo'

Telegráficas


Valentim Loureiro prolonga mandato mais um ano na Liga de Clubes, até meados de 2007. Gilberto Madaíl faz o mesmo na FPF. Tudo por causa da Lei de Bases. E nós a pensar que ela já estava em vigor. Fomos claramente enganados pelos senhores Seara e Aguiar.

Quem se queimou, afinal, no diferendo entre a SAD do FC Porto e o líder dos SuperDragões?

Liga fecha exercício 2004/2005 com saldo positivo e decide devolver aos clubes as taxas de inscrição, cerca de 1,5 milhões de euros. Mas muitos clubes nada vão receber pois nada pagaram.

Será que Augusto Duarte vai ser chamado à Liga para explicar porque razão esteve em casa de PC antes de um Beira Mar-FC Porto. Alguém me sabe dizer em que divisão está o Beira-beira?

Secção desportiva do JN melhorou claramente mas o novo grafismo não está a ajudar nem um bocadinho. Quem inventou aquilo devia ser amarrado a um poste num qualquer canal de Marte.

Quem comprou os óculos que o João Paulo Meneses usa no "Clube de Jornalistas". E será que Alfredo Maia se inspirou em alguma figura da história dos Estados Unidos para apresentar aquele visual demodé?

Parabéns ao Amor-e-Ócio. É um blog com grande "swing". Um misto de Tiger Woods e de Caetano.

Quanto vale, de facto, Lucho González? Ou melhor, quanto está disposto o Chelsea ainda de Mourinho a dar por ele?

Não sei porque razão ninguém fala em Derlei quando se fala na selecção portuguesa.

[em actualização]

VARELA



Vitória de Setúbal nas meias-finais da Taça de Portugal graças a um golo de Silvestre Varela, um jogador que, ou eu me engano muito, vai ser um dos grandes craques do futuro próximo.

indecente

É ABSOLUTAMENTE INDECENTE, PARA NÃO DIZER ESCANDALOSO, QUE OS QUARTOS-DE-FINAL DA TAÇA DE PORTUGAL APENAS JUSTIFIQUEM A TRANSMISSÃO EM DIRECTO DO BENFICA-GUIMARÃES. A SPORT-TV PURA E SIMPLESMENTE DEMITE-SE, A TVI ASSOBIA PARA O AR E A SIC FAZ DE CONTA QUE NÃO É NADA COM ELA. O NEGÓCIO DO FUTEBOL EM FORMATO TELEVISIVO É APENAS AQUILO QUE O SEU DONO QUER QUE SEJA.

terça-feira, março 14, 2006

XISTREMAS


Em quatro dias sabáticos muita coisa aconteceu... O Benfica perdeu mais uma batalha naval e a culpa foi novamente do xistrema. Do FCP já aqui se falou. O Sporting de Sá está realmente com pinta. O Boavista sem JVP é outra equipa... O Braga deixou no Restelo a irreverência que seria lutar mais uma vez pelo título até ao fim. É pena. O Nacional do Manel da Furgoneta perdeu o abs enquanto o Leiria de Jesus se prepara para dobrar o que sobrou, e foi pouco, do Setúbal de Norton. Mais atrás, uma luta furiosa, que está a pôr ao rubro a Liga beta. Num teatro de operações onde acontecem 'noites de cristal' e parece que ninguém dá por nada, os árbitros continuam sob fogo cruzado. Mesmo aqueles que foram apanhados em casas de presidentes antes dos jogos da equipa do grande líder. Normal? Sim, bastante normal.

Anormal seria alguém indignar-se com tudo isto.

sábado, março 11, 2006

FÁCIL


Tal como se previa, um triunfo fácil do FCP no Bonfim.

Nem foi preciso forçar o motor.

Este Vitória é uma equipa em saldo. Com favor.

O que, porém, não retira mérito aos azuis e brancos. Fizeram tudo bem, até paciência tiveram para aturar uma equipa sem rei nem roque.

Assim vai a Liga beta.

sexta-feira, março 10, 2006

200.000

Depois de ter sido refundado, no final de Abril de 2005, BnA atinge no início de Março a marca das 200 mi visitas. Ninguém corre por recordes mas é sobretudo gratificante para quem está aqui deste lado.
Obrigado.

UPS!


LIEDSON e MOUTINHO

AS GRANDES SURPRESAS
DE SCOLARI NA CONVOCATÓRIA
DE PORTUGAL
PARA O
MUNDIAL 2006

e deu mesmo Barça


Conforme já aqui tinha sido previsto - às vezes acertamos... -, deu mesmo Barça. Num rigoroso exclusivo e mesmo tendo em conta que quem lê o BnA não paga por mês 15 euros de assinatura, um painel de especialista analisa o resultado do sorteio da "Champions"

«Sempre gostei de culés», João Padeiro, 67, engraxador
«O que custa é a primeira mão», Hermógenes Serrão, pintor
«O Barça tem duas partes distintas», Gabriel o pensador
«Já tive uma namorada holandesa», Zezé Camarinha
«O meu pai é o Deco», Emplastro/Animal
«Mais depressa sou ministro que o Benfica ganha ao Barça», Tino Covilhã, vulgo Tino de Rans
«Olhe que não, olhe que não...», Cavaco Silva, citando Álvaro Cunhal
«Já vi charamanecos com menos dentes», Tone Fanata, pescador
«Eu cá acho que o Ronaldinho não vai poder entrar na Luz pois não é delegado ao jogo», José Dragão, micador
«Acho que vamos entrar pelo cano...», Saturnino Silva, picheleiro
«Ahahahahahahaahahaahahaahahaahahaaha», Nuno

Entretanto, o famoso clube de adeptos do Barça com sede na Rua das Trinas, em Lisboa, está reunido em assembleia geral para determinar em que restaurante do Porto Olímpico vão jantar antes do jogo da 2ª mão

quinta-feira, março 09, 2006

ESPELHO MEU, HAVERÁ ALGUÉM MAIS RÁPIDO QUE EU?



Custa, em Portugal, 525 mil euros. É mesmo aquela máquina, um resultado do casamento da Mercedes com a McLaren.

Nem todos têm unhas para conduzir esta "bomba". Ou luvas.

Atinge 99 Km/hora só no arranque.

Só um jogador português, a jogar na santa terrinha, tem o prazer de gozar este superdesportivo de luxo.

MOURINHO


Eliminado da Liga dos Campeões pelo actual 'Dream Team', José Mourinho só se pode lamentar do facto de não ter podido jogar 180 minutos, mais uns tantos minutos, sempre com 11 contra 11. Acredito que mesmo que assim fosse ia ser eliminado. Este Barcelona está um anel acima do Chelsea, pode ser uma diferença curta e que se faz sobretudo através das individualidades, mas que valeu. Tudo o que aconteceu antes e no meio dos jogos foi "show-off" pois, como diz a canção, futebol sem guerra não tem graça. O que Mourinho já fez por si, por Portugal, pelos portugueses e pelo nosso futebol está feito. E é muito.

Acredito que será capaz de voltar a surpreender-nos no futuro.

EUFORIA


A "onda vermelha" aí está. Simão, que não estava a jogar a ponta de um corno, agora é o herói. Koeman, que estava à beira do coma, agora é o maior. E Luís Filipe Vieira confirma-se como vidente pois o Benfica "vai ser campeão europeu". Não se esqueçam que o Benfica só passou aos quartos-de-final. E que nem sempre os postes jogam na nossa equipa. No rescaldo do surpreendente 2-0 no estádio onde ninguém caminha sozinho, tivemos o prazer de ouvir o homem que escreve os discursos do presidente debitar banalidades, facto apenas me reconciliou com a minha filha, pois verifiquei que, de facto, a melhor programação é a do canal "Panda". Outra curiosidade da saga encarnada: FC Porto, Sporting, Belenenses, Nacional da Madeira, Marítimo e Boavista não responderam ao convite do Benfica. Faltou aqui o Vitória de Guimarães para se completar o grupo dos clubes que não apoiaram Valentim Loureiro na sua reeleição como presidente da Liga, exceptuando, claro, o Boavista. Como tudo está diferente hoje!

quarta-feira, março 08, 2006

E AGORA VENHA O...BARÇA


Primeiro, sofrimento e alguma sorte.
Depois, atitude, golos e força.

A força de uma equipa sem limites
na Liga dos Campeões.

A força do Benfica e a voz dos seus adeptos
em Anfield Road.

Gigantesco.

CONTROL+ALT+DEL

A OPA


O País vivia sob a obsessão da Ota. Já passou. Agora, temos aí a Opa da Sonae sobre a PT. A PT é um dos últimos impérios portugueses - uma grande empresa com o beneplácito público que gera anualmente milhões de euros de lucro e renitente em ceder os 'direitos adquiridos' a quem quer operar no mercado. Embora Belmiro de Azevedo seja o único grande empresário reconhecido pela polícia criminal como exemplo, o país parece escandalizado com a ousadia e o descaramento de Belmiro. Parece que está a dar é cortar sobreiros e "chupar" 8 mil ou 9 mil contos por mês mais umas tantas alcavalas, que ficam sempre muito bem junto aos títulos de viscondes. Obviamente, a "classe operária", agora também chamada "accionistas minoritários", está de acordo com esta estratégia. É certo e sabido que com Belmiro na PT muito pó iria ser tirado das prateleiras...
Reparo também que a EDP teve um lucro superior a 1.000 milhões de euros. É quase pornográfico. O monopolista da luz e do gás está, claramente, a cobrar-nos muito acima do preço justo e ainda se gaba de ter reduzido 2000 postos de trabalho num tempo em que urge recuperar a capacidade empregadora.
É este o país que temos. Vale que temos finalmente um "primeiro" com "eles" bem grandes. Assim Deus o conserve muitos anos.

http://cromodoscromos.blogspot.com/


http://cromodoscromos.blogspot.com/
Imprescindível uma visita não apenas a figuras como esta mas sobretudo ao que se diz de relíquias do futebol como, no caso, TONINHO METRALHA

Perguntar não ofende


Quem é a figura pública que denunciou um famoso árbitro e um ainda mais famoso ex-árbitro assistente e que motivou a reunião entre Luís Guilherme Pinto da Costa?
Quem foi o presidente de um órgão desportivo que escreveu uma resposta com 11 mil caracteres como resposta a uma notícia de cinco linhas de um jornal de crimonologia e astrologia?
Quem levou Ronaldo Koeman a não comparecer mais nas conferências de imprensa semanais?
Quem é, de facto, a noiva de Cristiano Ronaldo?
Será verdade que o Barça fez uma proposta por Diego?
Loureiro vai suceder a Loureiro na presidência da Liga? Hermínio por Valentim ou Valentim por Valentim?
O problema de Carlos Martins resolve-se com um par de palmilhas?
Porque será que nem todos os grandes jogadores, como Pedro Barbosa, dão bons comentadores?
O que sobra para José Mourinho depois de perder a possibilidade de ganhar a Liga dos Campeões?
Ronaldinho é deste mundo?

O FENÓMENO


O fenómeno afinal tem explicação.

O seu padrinho é o mais famoso 007.

O melhor actor do mundo, o melhor artista do futebol.

Há imagens que dispensam bem as palavras. Como esta.

segunda-feira, março 06, 2006

O SOLAS


António Sousa é um treinador com provas dadas. Nunca teve uma oportunidade a sério, daquelas que caem no colo de qualquer arrivista, mas como não fala muito de periodização táctica e é de poucas palavras mesmo quando fala...foi sacrificado após a copiosa derrota do Rio Ave em Braga. O Rio Ave é uma equipa de boas-festas e estava a fazer um excelente campeonato pois tem plantel para estar apenas a lutar com o Penafiel pelo último lugar. Mas está visto que a paciência dos caxineiros e do chefe índio "Três Pelos" é também um bem consumível.

O "Solas" merece muito mais e melhor.

Jornada 25


Na jornada que marcou a estreia do prodigioso Anderson, o Benfica conseguiu mais uma vitória caguinha, típica de um...campeão com estrelinha. Nuno Gomes continua na doca seca mas desta vez valeu o pequeno Micolli na jornada que assinalou também o regresso do "bom bandido" McCarthy aos golos. Acontece no melhor momento para o FC Porto, que continua líder, apesar de tudo. O Sporting de Bento teve um autocarro à frente da baliza do Gil mas o "efeito Koke" funcionou. Os leões têm a equipa mais solta da Liga, os melhores jogadores e tudo indica que vão continuar candidatos até receberem o FC Porto, lá mais para diante. Os dragões não viram qualquer autocarro entrar no seu estádio e agradeceram o "fair-play" do Nacional da Machado, noutras ocasiões tão empertigado, desta vez mansinho...ou será que foi o FCP que não deu chances? Não sei, não sei... O zero do Boavista-Braga foi frustrante. As duas equipas perderam terreno para o trio da frente mas a Liga dos Campeões ainda está à vista. Tudo é possível, enquanto o Nacional parece em queda definitiva. Lá para o fundo, é o salve-se quem puder. Nem o Setúbal garantiu ainda permanência, que a manutenção é o que faz aos aviões e aos automóveis. Contas muitas complicadas, com apenas 4 pontos a separarem o 17º (Rio Ave) do 9º (Marítimo). Ah, claro, parece que o Paulo Costa "roubou" alguém mas fui ler os jornais - estive out este fim de semana - e o melhor que encontrei foi um cartão vermelho que deveria ter sido mostrado a Paulo Machado, no início do jogo da Reboleira, devido a uma entrada sobre o pacífico Petit. Não sei porquê mas lembrei-me logo do Léo e do McCarthy...

quinta-feira, março 02, 2006

DO AUDIOVISUAL

No tempos do "gurus" do audiovisual - quase todos escondidos nas suas teses de doutoramento e na sua incompetência para darem a voz ao microfone e o corpo ao manifesto -, permitam-me uma incursão em terreno que não é o meu.
[da rádio]
Começando pela rádio, onde apenas se sente uma lufada de ar fresto: a Antena 1. É a única estação de rádio que, NO DESPORTO, está em todas. Para além de ter o melhor repórter da cena (Teófilo Fernando), tem um registo sóbrio nas notícias e exuberante nos relatos - o meio termo seria perfeito. Há por ali uns meninos com ares de vedeta mas também muita humildade e classe, como o demonstra todas as semanas o José Carlos Soares, um registo único, seja no relato (onde irá voltar), seja na reportagem. A Renascença continua certinha e certeira nas suas 'Bolas Brancas' mas perdeu gás ao abdicar das tardes desportivas. São opções editoriais e comerciais que se percebem mas que devem ser discutidas. A RR acabará por voltar ao antigo registo, estou certo, a não ser que se queira transformar, como outras, em estações gira-discos ou de pseudo notícias em directo. Quanto à TSF, é uma desilusão completa. Tirando o Carlos Vaz Marques, é uma rédio em declínio acentuado, com o desporto a sofrer na pele esta decadência. Sem Perestrelo, resta Fernando Correia. Conduto tem muita sarna para se coçar e a direcção se calhar está-se nas tintas para isso pois a "coisa" resolve-se com um fórum de manhã, outro à tarde e a inaudível Bancada Central à noite, antes de se ligar o piloto automático. Se era para fazer uma coisa assim, era dispensável o trabalho de uma tese ou de um manual de estilo... As outras rádios não existem no desporto, categoria para onde está prestes a entrar a TSF, para acompanhar a saudosa "Comercial".
[da televisão]
A RTP desistiu da informação desportiva como formato, vendendo o "Domingo Desportivo" à TVI, que o transformou num produto híbrido e quase impróprio para consumo. Não tenho contra o rapaz, mas o Sousa Martins apresenta o programa de que nem me lembro o nome como se nos estivesse a vender fogareiros na feira de Espinho e, mais grave, sem ter jeito para o ofício. Com o inevitável Coroado no painel, nem o Querido Manha consegue escapar à falta de ritmo e ao disparate completo do alinhamento do programa. Salvam-se os comentários, sempre sóbrios e directos, do Luís Sobral, e os relatos do Valdemar Duarte, a melhor voz portuguesa da rádio e da televisão. Na TVI continua, presumo, o "Contra-Ataque", mas já nada tem a ver com o formato original. Não passa de um tapa buraco.
Quanto à SIC, entregou à sua irmão dita de notícias o desporto programado, depois do sucesso ESTRONDOSO que foi o "Donas da Bola". Conseguiu produzir um programa ícone - 'Tempo Extra ' - e mantém um fórum que embora previsível por vezes ainda empolga, com Ferreira, Aguiar e Seara e uns pózinhos de reportagem pelo meio (o que só fica bem). Mas sabe a pouco. O programa diário de desporto, às 12.30, é jornalismo micro-ondas. De que serviu dar banho aos repórteres ou levarem-nos ao tapete no spot promocional? Sem investimento em pessoas e meios é difícil obrigar os portugueses, todos os dias, a picarem a Sic Notícias às 12.30.
A RTP tem uns joguinho e de vez em quando faz uma reportagem, como exemplo de tal foi o bom trabalho de Paulo Catarro sobre Pedro Pauleta. Ficou a RTP-n com um Trio que ataca pouco e mal - alguém será capaz de dizer ao Gabriel que não pode tocar bem sete instrumentos? - e tem na 'Liga dos Últimos' o exemplo do que deve ser um programa desportivo. Está de parabéns o Fernando Tavares, o produtor e um dos melhores e mais criativos jornalistas de rádio que conheci. A "Liga dos Últimos" é não só um programa 'kitch', é jornalismo puro e duro, sendo, porém, dispensável o habitual espaço dedicado aos tiques e maneirismos do Álvaro Costa. Mérito ainda para a RTP-N pelo esforço que revela no espaço desportivo que dá no jornal entre a meia-noite e a uma da manhã, quando a SIC Notícias já ligou o piloto automático.
A televisão especializada, a Sport-TV, tem como bandeira o famoso e aclamado "Repórter TV" mas como o tem devia ser obrigada a fazer mais e melhor nesta história. Não há gente nem meios? Eu percebo. Mas fala o consumidor... Com tantos jogos para transmitir, o mais difícil, compreendo, é pelo meio manter uma lógica de programação, mas podiam tentar, ò meus? O que importa é que temos um canal, ou dois, dedicado ao desporto e este tem audiências e futuro. É um progresso num meio nivelado um pouco por baixo, sobretudo quando se descobrem "talentos" na CNN.

BANALIDADES

Vivendo eu na expectativa semanal - diria mais, diária, horária... - de tentar percepcionar a quem será dirigida a próxima epístola do Simões, deparei na capa do esférico com mais uma poderosa foto-notícia de André Alves, o melhor boneco do 'frango' que só um jornal (o do costume) chamou como tal de Vítor Baía na Luz. Para espanto meu a mesma foto, com a mesma assinatura, fazia a primeira página do DN. O velho Chefe lá deu mais uma volta no seu túmulo... Na minha rua há um curioso clube de fãs: são os fanáticos, não as fanáticas, das crónicas do Lima, essa luminária do jornalismo português que todas as semanas nos serve banalidades em formato estupidificante. É um exercício difícil e elaborado, que justifica bem uma avença generosa.
[atenção que ainda há resquíscios de Carnaval, não levem a mal]
Reparem como é curioso o nosso jornalismo desportivo: o desalinhado "Record" noticiou que Pinto da Costa foi à Liga denunciar um árbitro de 1ª categoria. É uma notícia como todas as outras mas ninguém investigou. Compreende-se: há muito tempo que o jornalismo de investigação foi pendurado na parede, ao jeito de relíquia, em algumas redacções, onde pululam eternas promessas, banalóides excitados, lambe-botas e cretinos e, claro, muita bufaria. Estes últimos nem são os mais perigosos pois são facilmente identificáveis pela forma como perseguem os chefes e se dobram quando estes falam, muitas vezes para dizer grandes patetices.
[atenção, são resquíscios do Carnaval mas não justifica só dizer mal]
No meio disto tudo, até custa a perceber como conseguem sobreviver e medrar no esterco jornalistas do calibre do Carlos Vara, que é só para dar um exemplo de excelência, não desfazendo o facto de este personagem ter participado na série infantil "Os Teletubbies". O Vara usa o espaço que lhe dão para juntar imaginação com informação. Pode parecer simples mas é difícil de atingir. Outros usam o espaço para sua auto recreação, justificando cada vez mais a existência do "Soduku". Não vou dizer quem são os outros porque também eu não tinha jeito para o futebol e não foi isso que quis ser director de um jornal desportivo.
[adiante]
Eis-nos chegado à secção dos desmentidos. É uma secção perigosa pois muitas vezes está armadilhada. Está bem que fazer um desmentido a pedido sempre nos permite marcar pontos nos canais sádicos, mas o pior é quando o desmentido não se confirma. O que mais me chateia é que já se fazem desmentidos por tudo e por nada. Estamos já na zona não da concorrência mas do excesso de zelo. Um terreno fedorento e movediço, como os pântanos da Flórida.
[e 'prontos']
Em semana sabática foi o que se pôde arranjar. À falta de pior...

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...