quinta-feira, agosto 31, 2006

exclusivo BnA

[BnA interceptou uma conversa telefónica entre Sepp Blatter, presidente da FUFA, perdão, da FIFA, e António Fiúza, presidente do Maria da Fonte, perdão do Gil Vicente)

SB - Herr Fiúza?
AF - O próprio e em pessoa.
SB - Sepp Blatter...
AF - Meu amigo, este ano já fechámos as exportações de peúgas...
SB - ...O presidente da FIFA.
AF - Ò amigo, está a brincar comigo?
SB - Sou eu mesmo. Em pessoa.
AF - Ahhhh...
SB - Deve imaginar por que lhe estou a ligar.
AF - Não me diga que foi o Cebola que lhe pediu...
SB - Quem?
AF - Então foi o desembargador...
SB - Meu caro presidente, estou a ligar-lhe porque temos que acabar com este 'caso Matateu'
AF - Apanhei-o, apanhei-o, afinal também pertence ao conluio...
SB - Ao quê?
AF - À cabala!
SB - Desculpe, mas quis dizer Mateus, como o vosso famoso vinho.
AF - Mas que vinho, essa zurrapa de exportação, que cheira pior que as minhas peúgas depois de usadas pelo sr. Madaíl?
SB - Herr Fiúza, não nos desviemos do cerne da questão.
AF - Disse muito bem, se não lhe pegarmos pelos cornos, vai de cernelha...
SB - Herr Fiúza, respeitamos muito o Gil Vicente...
AF - Vadre retro Satanás, samicas de merdilheiro...
SB - Ha?
AF - Sim, sim, Gil Vicente, o nosso grande dramaturgo, esse corria o diabo a pontapé. E fique a saber que só quando cantou pela terceira vez o nosso famoso galo cantou vitória.
SB - Herr Fiúza, a cabidela pode ficar para outra altura. O que lhe quero dizer, preto no branco...
AF - Seu racista! Vindo de um suíço germanófilo não estava à espera de outra coisa, agora está a chamar preto ao nosso Mateus?
SB - Herr Fiúza, 'biquaite'. Ou você se cala de vez ou o seu Gil Vicente vai jogar no campeonato do Burkina-Faso.
AF - Já joga lá!
SB - Herr Fiúza...
AF - Esteja caladinho. Aqui em Barcelos mandamos nós. E a Maria da Fonte deixou descendentes...
SB - Herr Fiuza...
AF - Ligue é para o Cabral Ferreira e para o Cunha Leal. Ou então para o 2º secretário do Gil Vicente.
(e caiu a chamada)

Mercado

Pronto, está fechado o mercado, com reabertura marcada para Janeiro de 2007. O Benfica não conseguiu despachar Karyka e Karagounis, Sanchez Osório não conseguiu vender por um euro o "Indy" a Luciano Patrão, o Sporting contratou mais um brasileiro graficamente exótico (depois de Deivid, Alecsandro), o FC Porto foi ao Uruguai descobrir uma alternativa para "Speedy" Bosingwa e ninguém contratou um dos melhores centrais dos últimos anos do futebol luso: Van der Gaag, livre como um passarinho, tal como o seu "mister" Artur Jorge. Ou será que me enganei? Ah, claro, o Boavista contratou o "Cristino Ronaldo de Marrocos"...e Simão continua a curar a ansiedade resultante de um fim de semana prolongado em Vale do Lobo. Os clubes portugueses, já se sabe, não podem entrar nos grandes mercados e mais uma vez tiveram de ir às compras ao Bolhão. É o que se pode arranjar, com a autorização do BES, do BPN e da Caixa. Como disse hoje n'"A Bola" Lazlo Boloni, o futebol português "ainda está longe do topo" e por aí vai continuar mais algum tempo, vivendo dos rendimentos do FC Porto de Mourinho e do Boavista de Jaime Pacheco. Querem mais de um país que já nem lidera nas rolhas de cortiça? Sejam comedidos...

MORTO COM DEFEITO

São tão raros os livros sobre jornalismo e jornalistas de autores portugueses - para além de uma recente edição de José António Saraiva e de uma mais antiga de Altino Tojal que lhe valeu o despedimento do JN... - que esta é uma oportunidade que não se pode perder. Depois do "Segredo de Ana Caio", Vítor Pinto Basto, jornalista do JN, apresenta-nos "Morto com Defeito". Ainda não li mas recomendo. O Vítor tem uma escrita fina e não gosta de fazer rodriguinhos para mostrar que é bom - como os Peixotos da moda, ou já nem tanto... - e para além disso tem estórias para contar. Fica a recomendação e um abraço para o líder dos "Patas Negras de Salamanca", a mais perigosa organização terrorista depois da "Grande Loja do Queijo Limiano".

FUCILE

Vem do Uruguai, do Liverpool de Montevideo, o lateral direito que falta ao 4x3x3 de Jesualdo Ferreira. Jorge Fucile (de vermelho na imagem) tem 22 anos e os dirigentes do seu clube garantem que já está a caminho do aeroporto Francisco Sá Carneiro.

E ainda dizem que os nossos clubes não têm poder de contratação.

O homem é do Liverpool!

quarta-feira, agosto 30, 2006

Mãos ao ar!


(só para tirar um bocadinho de pressão a esta coisa...)

O cliente BnA para além de descontos de 0,0001 na compra de um kit do benfica e de 0.0007 por cento em packs "Durex" só precisa de repetir o título acima para ter
uma agradável surpresa.

Força.

Cabidela ou assado no forno?


Ao contrário do que acontece no resto do país, as labaredas do 'Caso Mateus' estão longe de estarem circunscritas. A FPF mandou hoje os seus advogados, entre os quais o sr. Relógio, cromo repetido destas lides, encostar o Gil mais um bocadinho à parede, garantindo que nunca autorizou o clube de Barcelos a recorrer aos tribunais. Não é essa a versão gilista e ao que parece há dois faxes que podem servir de comprovativo, mas essa é matéria para o MP investigar, não se sabe é quando, pois o MP, ao contrário das brigadas do CSI ou da malta do "24", demora sempre um bocadinho a ligar a turbina. Falta o CJ da FPF pronunciar-se sobre o recurso do Leixões, um recurso que, já deu para perceber, está a assustar muita gente mas que, como já foi aqui referido pela clientela do BnA, tem base de sustentação. Os ânimos estão acesos nos diversos campos: Gil-Belenenses, Valentim-Cunha Leal, Liga-Federação, Futebol Português-FIFA, Estado de Direito-Ditadura. Talvez tudo fique mais claro na próxima 6ª feira, quando o CJ da FPF se pronunciar sobre o recurso pendente que esteve na origem dos jogos que não se disputaram na 1ª jornada da Liga beta e da Liga dita de Honra. Um caso, esse, não terá tão cedo o seu ocaso enquanto o "poder central" continua a fazer de conta que nada tem a ver com este assunto, preocupado que está em mandar tropas para o Líbano e em derrubar barracos numa azinhaga qualquer dos arrabaldes da capital. Tá certo. Não se pode pedir muito a quem tem tão pouco para dar.
PS 1 - Muitas vozes se têm insurgido contra o silêncio de Hermínio Loureiro. Mas porquê? O futuro presidente da Liga ainda não tomou posse, nada tem a ver com esta trapalhada e só por maldade se pode dizer que não tem vontade de entrar em funções enquanto tudo não estiver resolvido. Acredito que não fosse a providência pateta de Rui Alves, que tem como testemunha Cunha Leal, e já teríamos todos o prazer de ver a equipa de Hermínio Loureiro a varrer os cacos desta casa desgovernada que é a Liga mas também a Federação Portuguesa de Futebol. Esperemos por melhores dias enquanto muitas empresas que têm investido forte no futebol começam a rever esta estratégia...
PS 2 - Cabral Ferreira, presidente do Belenenses, acaba de apresentar (23h45) na SIC Notícias uma nova versão do regulamento de competições da Liga a que podemos dar o título de "omissão dactilográfica". Segundo CF, alguém se esqueceu de sob o ponto específico do mesmo regulamento relativo a descidas e subidas de referir a nota respeitante a punições a clubes através de processos disciplinares, como consta de regulamentos anteriores. Vamos lá ver então quantas versões há do actual Regulamento de Competições da Liga...

VAI NESSA!


E agora só um momento para refrescarmos este ambiente pútrido que se vive na cloaca máxima do desporto português para lembrar que no próximo fim de semana, em Lausana, começando no Lago Léman, Vanessa Fernandes pode tornar-se campeão do mundo de triatlo. A filha do velho Lau reflecte tanta simpatia como Rosa Mota no seu apogeu de menina-moça e tem vindo a evoluir de prova para prova. A nadar, a andar de bicicleta e a correr esta menina é a nossa alegria. Pena é que a imprensa da dita especialidade e as televisões não invistam um bocadinho no acompanhamento desta GRANDE ATLETA.

Quanto mais não seja, lembre-se que é do Benfica!

terça-feira, agosto 29, 2006

a saga continua

Assim vai o nosso futebol, pronto, segundo Valentim, para dar origem a mais um 'caso Bosman', eu chamar-lhe-ia Maria da Fonte II". Vivemos num Estado dito de direito onde até é permitido que aqueles que destilam vaidade por todos os poros apareçam na TV a acusar de vaidade alguns dirigentes do nosso futebol, reclamando a sua substituição provavelmente por tecnocratas que nem sabem como é que a bola pincha. Enfim, a treta do costume... Valentim mostrou-se em forma na conferência de imprensa que deu hoje durante quase uma hora, com direito a directo da SIC Notícias. O major tocou alguns pontos interessantes, sobretudo quando colocou o "anjo Leal" no centro deste triste episódio. Assim ficamos todos a saber que Cunha Leal foi o primeiro a reconhecer o artíficio gilista de recorrer aos tribunais mas que nada fez, ignorando, inclusive, um aviso do departamento jurídico da FPF. Lamentável, no mínimo. Antes de Bosman, os clubes podiam fazer gato sapato de algo que dá pelo nome de Direito Comunitário. É o que pode estar a fazer a FIFA quando não permite que os clubes recorram aos tribunais devido a simples actos administativos, como reconhecidamente é o registo de um contrato. Está certo? Na perspectiva do Belenenses, está. Do Belenenses e de todos aqueles que o querem ver continuar na I Liga, nem que seja a martelo, inventando ridículos processos mesmo para quem poucas culpas tem neste cartório. A questão que se põe hoje não é, para mim"deve o Gil desistir desta guerra?" mas sim "não seria melhor o Belenenses meter a viola no saco e procurar ganhar no campo o que perdeu no mesmo local?" E alguém me sabe dizer, por acaso, onde pára Laurentino Dias? Ou quem é que foi testemunha de Rui Alves na providência cautelar que impede a tomada de posse da NOVA LIGA?

De que cor é a Mafia?


Num inquérito do Record na net que vale o que vale, à pergunta "quem deve ficar na I Liga - Leixões, Belenenses ou Gil?", o Leixões venceu claramente. O que só prova uma coisa: é de todos o clube com mais adeptos! A outra coisa poderá ser provada em breve em sede própria, ou seja, no Conselho de Justiça da FPF, que irá apreciar o recurso que o Leixões apresentou apenas quando o devia apresentar, ao contrário do que tem sido dito e criticado. O Leixões só podia entrar em cena depois de confirmada a despromoção administrativa do Gil Vicente. Se não o fizesse, invocando uma omissão do Regulamento de Competições da Liga, seria parvo. E atenção: reafirmo a minha qualidade de sócio e adepto do Leixões, ao contrário de uns tantos opinadores da nossa praça que falam de cátedra e se esquecem de referir que são sócios do Belenenses, alguns deles até honorários... Tal como previa, tudo isto se resume a uma guerra Norte-Sul. Há muita gente com saudades do tempo em que Sporting, Benfica e Belenenses nomeavam à vez o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, tendo uma influência esmagadora sobre toda a restante estrutura do futebol. Até que um dia um tal Adriano Pinto começou a dar "xitos" nas assembleias gerais da FPF, para a seguir Valentim Loureiro, Pinto da Costa e Pimenta Machado conseguirem finalmente pôr a Liga de Clubes Profissionais de Futebol a funcionar. E é isto que hoje ainda dói a muita gentinha para quem o mundo se resume ao Bairro Alto e a umas imperiais na "Luminosa".

segunda-feira, agosto 28, 2006

Mas o que é isto?


Quem
são
aqueles
jogadores
por
cima
do Carlos Freitas?

Leal Cunha

Como o país, felizmente, não está dependente da qualidade do bife com natas ou da pressão da cerveja do bar "Snob", figuras como a de Cunha Leal têm a importância que têm. Ou seja, nenhuma. Colocado pelo Benfica como director executivo da Liga, o antigo chefe do departamento de futebol do Benfica não sugeriu uma só reforma e teve um comportamente inacreditável quando Valentim Loureiro esteve suspenso, fazendo de conta que o major já tinha passado à história. Quando Valentim voltou à Liga - o que é criticável também -, o mesmo Cunha Leal fez de conta que nada se passava e não tomou a única posição possível: demitir-se. Não, ficou por ali, a ganhar 8 ou 9 mil euros por mês, mais despesas de representação. Vir agora pedir a demissão do major não é grotesco - é absolutamente escandaloso. Valentim pode ter muitos defeitos mas tem tanta culpa neste 'caosMateus' como eu tenho em relação ao 9/11. E não sei se repararam mas com esta treta toda só há, do Vouga para cima, 6 clubes na Liga principal, num total de 16 e contando que o Belenenses consegue fazer valer a sua tese.

Pois é, pois é...

domingo, agosto 27, 2006

FIÚZA, o temerário


Não consigo deixar de ter alguma simpatia pelo presidente do Gil Vicente. António Fiúza, conhecido industrial de peúgas, continua a ser o homem do momento, agora que, conforme nos anunciou na SIC Notícias, o 'caso Mateus' passou "as fronteiras do Mundo", sendo, sem dúvida, o assunto mais falado nas ruas e nos bares de Marte, para não falar na sensação que está a fazer em Plutão. O presidente do Gil pode gaguejar um bocadinho e não perceber as perguntas que lhe fazem mas tem revelado uma determinação impressionante. A sua "teoria da cabala" é algo que atinge o núcleo duro do nosso futebol e só por isso é importante haver alguém capaz de não se render aos poderes instituídos. Acreditem que deve ser verdade: muita coisa já deve ter sido oferecida ao Gil para desistir deste processo! Um processo vergonhoso e que chegou onde chegou por culpa de todos: do Gil que tentou inscrever Mateus a martelo; da Federação que perdeu o fax no qual autorizava o Gil a recorrer aos tribunais (com o inefável Amândio de Carvalho mais uma vez na berlinda...); do Belenenses que perdeu no campo o que agora quer ganhar na secretaria; da comissão disciplinar da Liga e do presidente da mesa da AG da Liga; do conselho de justiça da FPF, que afastou quem pediu escusa e depois se arrependeu e aceitou que quem se demitiu voltasse a ser admitido. Enfim, uma grande trapalhada, aproveitada, e bem, pelo Leixões para reclamar o seu mérito desportivo: um 3.º lugar que lhe daria, uma ano atrás, subida directa, só que os iluminados deste país lembraram-se mais uma vez que os campeonatos profissionais tinham equipas a mais - e com isto tiraram 18 receitas aos clubes e deixaram uns tantos jogadores e treinadores no desemprego, coisas de somenos, porém... Entretanto, temos por aí os opinadores de aviário do costume a sobreporem as suas próprias serôdias opiniões à notícia pura e dura, que assim até dá mais jeito, não é preciso pensar tanto, bastam as banalidades habituais...

pré-falência


Sintomático. No mesmo dia em que salvou o Sporting de uma má estreia na Liga beta, Deivid foi vendido a um clube turco. Vai assim o nosso futebol, mesmo no seu nível superior. Os nossos clubes são obrigados a vender activos "no activo" porque estão, de facto, no limiar da insolvência. E os adeptos nem sequer estrebucham... Como seria noutros tempos se um clube como o Sporting vendesse um dos seus matadores no início do campeonato e quando ele mais revelava as suas qualidades, ao contrário de um tal Bueno que anda por ali a fazer com que muitos até já tenham saudades de um tal Pinilla...

sábado, agosto 26, 2006

A sanita dos dragões*

Não sei quem foi o decorador do WC do poderoso novo autocarro dos dragões - nem quero saber, aliás -, o que sei é que será aqui que os campeões nacionais vão obrar sobretudo quando estiverem a caminho de Lisboa.

O pormenor das risquinhas é no mínimo duvidoso.

Quanto ao aviso para não molharem com xixi a artística tampa, é completamente inútil. Os tugas, e não só, sabem muito bem como marcar um território...

* mais uma gentileza de www.simoeslopes.come

FCP-FCP B


Uma arbitragem "fácil" de Duarte Gomes numa vitória portista facilitada por uma boa primeira parte. Depois, o Leiria acordou e até chegou a assustar mas só um bocadinho. Acabou por ser a vitória do sistema de Adriaanse, com o marcador a ser aberto com o forte contributo da última aposta do holandês: Tarik cruzou mortalmente para o mergulho de Adriano, o II. O campeão nacional, com Lucho ainda a meio-gás mas já presente, prometeu mais do que fez. O jogo prenunciou um campeonato desequilibrado nos confrontos directos entre os 3 grandes e as equipas que estão fora da 'zona euro'. Dizer que o Leiria é o FC Porto B é uma pequena maldade mas a verdade é que o que ontem vi foi uma equipa a correr atrás da vitória e a outra sem argumentos para se atravessar no caminho do inimigo. É por essas e por outras que ganha força a tese de que 16 clubes na I Divisão ainda é pouco para a competitividade que se exige ao Campeonato Português. Ou melhor, se calhar estamos é todos a pedir muito...
PS 1 - Vale que quanto mais não seja vamos poder ver como evoluem garotos do calibre de Anderson e Paulo Machado (na imagem)
PS 2 - Vimos todos um Jesualdo mais interventivo que o normal e sem o cigarrito da ordem. E coma uma gravata muito parecida com aquela que um dia Pinto da Costa ofereceu a José Couceiro...

sexta-feira, agosto 25, 2006

Onde é que já ouvimos isto?


Settanta minuti filati e senza interruzioni di conferenza stampa, per difendersi, ma anche per attaccare. Luciano Moggi sceglie un albergo di Siena per ringhiare contro i suoi censori, cercando di smontare tutti i capi d’accusa che lo hanno condannato. Parte con la ricostruzione di quello che lui stesso chiama "un processo sommario".
"Designazioni, griglie degli arbitri, schede telefoniche: ci vogliono le prove per accusare le persone e qui le prove non ci sono, ci sono solo ipotesi. Non è stato fatto niente di illecito". Moggi parla a raffica, quasi senza fiato, e respinge tutte le accuse, anche quelle su De Santis. "Non era un arbitro amico della Juventus, è stato detto che era parte di un sistema. Ma nessuno ha detto, ad esempio, che prima di Milan-Juventus del 2005, arbitrò Fiorentina-Milan, i rossoneri vinsero e non ebbero problemi di squalificati, mentre noi giocammo a San Siro senza Ibraimovich".
"Il mio compito – ha proseguito Big Luciano - era solo quello di proteggere la Juventus e c’era più di un avversario, a cominciare dal signor Franco Carraro". L’ex presidente federale è uno dei grandi accusati da Moggi. "E’ lui il primo a tirare le fila di un sistema che è marcio. Ha chiesto la conciliazione, spero che gli diano un premio". Sulle schede internazionali Moggi parla della necessità di volersi tutelare. "E' giusto che una persona tuteli il proprio lavoro e quello che ha detto poi Mancini mi fa pensare, evidentemente sapeva tutto quando ha detto che io avrei risposto in opportuna sede. Poi ho letto che anche Facchetti diceva ai suoi giocatori di stare tranquilli, che dopo un anno sarebbero successe cose incredibili. Sono cose che mi hanno fatto riflettere”. Sulle griglie degli arbitri, Moggi afferma che "c’è un sorteggio, io ho parlato di arbitri migliori perché più capaci. Non capisco come Palazzi possa pensare che la Juventus giocava due campionati, uno sul campo e uno con i dirigenti. Qui c’è una grande differenza fra la realtà e una forzata interpretazione. Moggi faceva gli interessi della Juventus: le società di calcio sono diventate delle aziende e devono essere gestite da persone capaci. Vorrei ricordare che la Juve nell’ultimo anno ha vinto legittimamente lo scudetto di serie A, della primavera, delle beretti e degli allievi. Di più non potevamo fare".

CALCIOCAOS (o original)

Calciocaos? É aqui mesmo... Um verdadeiro imbróglio jurídico empata os nossos principais campeonatos. Ele é a nova Liga que não pode tomar posse, ele é o Gil Vicente que diz ter recorrido para os tribunais com autorização da FPF, ele é um jogador amador que não pode ser inscrito como profissional, ele é o Belenenses a apanhar boleia do Vitória, ele é o Gil a ser suspenso das competições pela FPF porque a FIFA mandou, ele é o Leixões a reclamar mérito desportivo para ocupar a vaga do Gil Vicente, ele é o Moreirense também a poder permanecer na Liga de Honra se o Gil for excluído, ele é o campeonato a começar manco, etc,. Só me espanta que seja a Betandwin a patrocinar o principal campeonato e não o Skip. Porque preto mais preto, sujo mais sujo...NÃO HÁ MESMO.

Isto foi escrito no princípio de Agosto...

«O Belenenses, ao contrário do foguetório que já se ouve, ainda não subiu no elevador da justiça. A Comissão Disciplinar apenas determinou a descida do Gil Vicente. Vamos lá ler os regulamentos com atenção. O que o artigo 87.º do Regulamento de Competições, relativo a subidas e descidas, com o patrocínio da 'Otis', diz é que no caso de um clube não reunir os requisitos legais e regulamentares estabelecidos para a competição será relegado para o escalão inferior e substituído pelo primeiro dos despromovidos ou, na ausência destes, pela equipa melhor classificada no escalão inferior que não subiu. Ora, que eu saiba os requisitos legais e regulamentares são ter as contas em dia, poder inscrever jogadores e ter as quotas da Liga em dia. Outra coisa bem diferente é uma sanção disciplinar, como é o caso. Aí, o actual RD é omisso. Por acaso o anterior RA não era e dizia que no caso de sanção disciplinar era uma equipa do escalão inferior a primeira a ser beneficada. "Se um clube da Primeira Liga foi punido, por sanção disciplinar, com a pena de baixa de divisão, a vaga será preenchida nos termos do artigo anterior". Que rezava assim: "...as vagas serão preenchidas pelos clubes da II Liga melhor classificados". O texto foi alterado, dando primazia às equipas da I Liga despromovidas. Mas no novo RD falta o artigo que o anterior tinha. E agora, quem descalça a bota?

Será mesmo o Belenenses a beneficiar da descida do Gil?

Vamos ter calma e esperar. "

Pois é...às vezes o BnA acerta

Rola, bola!


E será mesmo que a Liga beta começa hoje com o FC Porto-U.Leiria, com Domingos Paciência a estrear-se como treinador de primeira como adversário do "seu" FC Porto?
Era bom que começasse pois já estamos todos um bocado fartos de conversas sobre o 3x4x3 ou sobre os cigarros que Jesualdo Ferreira fuma no banco...

Jornalismo expedito

De jornalismo já se disse quase tudo. Mas há sempre surpresas. Ontem, no JN, Manuel Tavares, director de O JOGO, hoje nas bancas com mais um update do 'Siza Vieira' do nosso grafismo (Henrique Cayate), apresenta a nova revista dominical do seu jornal como "o eixo de uma informação mais expedita". Por tal entendendo gajas na capa, fofocas, uma provável página de astrologia, sudokus nível chimpazés e ratos chinos, altos e baixos, as inevitáveis páginas de "indústria automóvel" e etc,. , no fundo o verdadeiro eixo de publicações deste estilo, de que é flagrante exemplo aquela revista que ao sábado nos trás um panfleto chamado '24 Horas'. Jornalismo expedito?! Quase podíamos dizer o mesmo do sempre recordado programa "Donos da Bola", cujo final representou um suspiro de alívio de muita gente deste mundo e deste país que se ouviu em Plutão, deslocando-o da sua órbita solar...

quinta-feira, agosto 24, 2006

O MORALISTA

Depois de um dia bem passado com a malta jovem na «Bracalândia», regresso à realidade e o tema é LFV. O presidente do Benfica entrou ontem na Redacção do "24 Horas" - ainda bem que a rapaziada já se habituou a estas coisas... - a ameaçar o director desta publicação de "engolir" o processo relativo à transferência de Mantorras para o Benfica, que custou a módica quantia de 5 milhões de euros. Antes do mais, uma lembrança: Vieira não é o primeiro presidente de clube que invade uma redacção! Segundo a reportagem do "24", assinada por um jornalista que conheço bem e que sei ter boas fontes, perdeu-se o rasto a 1 milhão de euros, que não terão chegado a entrar nos cofres do Alverca. Vieira garante que não, que está tudo limpinho, que tudo isto não passa de uma cabala para abafar o processo "Apito Dourado". Uma verdadeira teoria da conspiração que conduz à vitimização do costume e à ameaça já velha de deixar o Benfica, depois de no Benfica ter conquistado um dos 32 títulos nacionais conseguidos pelo Glorioso. Não tenho dados sobre o processo, sei apenas que já tem as calças rotas de tanto correr diversos departamentos... Mas sei, por exemplo, que ainda bem recentemente LFV perdeu um processo contra um jornalista que durante a fase quente do "Apito Dourado" referiu que LFV tinha tido conversas suspeitas com, pasme-se, Valentim Loureiro. O processo foi arquivado. Será que também faz parte da "box" que alguém deixou à porta da casa assaltada do presidente do Benfica? Enfim, um verdadeiro romance, no qual nem lágrimas faltam.
PS 1- Pergunta inocente: alguém me sabe explicar como é que um clube, como o Alverca, encaixa 1 milhão de contos e vem depois de escantilhão?
PS 2 - É no mínimo preocupante para o negócio futebol surgir o presidente da SAD com mais clube a afirmas que há resultados martelados, ou seja, mais que insinuando que esta é a Liga da Mentira. Não é nada que não se passe nos outros sectores mas o certo é que, tirando aqueles que vão dentro, nunca vimos nenhum capitalista afirmar que as cotações das empresas são manipuladas na Bolsa de Valores. Só mesmo no mercado de Angeiras é admissível ouvir uma peixeira aconselhar-nos a não comprar as sardinhas da vizinha, embora os seus carapaus não sejam propriamente os mais frescos e viçosos do dia...

quarta-feira, agosto 23, 2006

PROVIDÊNCIAS CAUTELARES


Não fossem as instâncias judiciais desportivas duvidosas e relapasas que bastassem e aí temos o nosso futebol nas mãos dos tribunais ditos comuns, com duas providências cautelares. A primeira, do engenheiro Rui Alves, a emperrar a posse dos novos órgãos da Liga de Clubes. A segunda, do Gil, a pôr em causa pelo menos a 1.ª jornada da Liga beta. Se da primeira não se esperam surpresas dos tribunais "a sério", da segunda talvez ainda muito se possa contar...que os foguetes só se atiram quando não há o risco de apanharmos com as canas na cabeça.
PS 1- Duas grandes contratações consumadas. A de Miguel Pedro do Aves para a Académica. E a da Miguelito do Nacional para o Benfica. Um foi apenas o melhor jogador da Liga de Honra na época passada, o outro é o melhor esquerdino do futebol luso.
PS 2 - No caso concreto da transferência de Miguelito, é mais um bom negócio para o Nacional de Rui Alves - que com Miguelito e Adriano encaixa 1,5 milhões de euros e promete outro tanto com Paulo Assunção - e também a surpreendente verificação de que nem só Jorge Mendes e António Araújo fazem negócios em Portugal.

terça-feira, agosto 22, 2006

Hélder Conduto


O jogo entre o Sporting e o Inter de Milão se para outra coisa não serviu para além da homenagem do sapo ao Figo, mostrou que há em Portugal quem saiba vestir a pele de relatador de jogos de futebol na TV. Hélder Conduto deu, na RTP1, uma lição completa: de preparação para o jogo, de ritmo e de argúcia, sem causar qualquer espécie de ruído. Muito próximo da nota 20. Parabéns pela excelência! Sem histerismos, sem redundâncias, sem trocadilhos fáceis... Informação pura e dura sobre a imagem e o momento. Demasiado bom para um meio tão maltratado pela indigência e pela falta de trabalho de casa.

Em frente

Como se diz em futebolês, foi sem espinhas. Benfica na fase regular da «Champions», para gáudio de 6 milhões, no mínimo, de tugas. Os outros metem a viola no saco... Foi um triunfo muito fácil frente ao um adversário ainda mais fraco? Talvez. Mas o que importava mesmo era seguir em frente e estar no campeonato dos campeonatos. Com Rui Costa a jogar com o coração, os pés e a cabeça e Nuno Gomes definitivamente como avançado da equipa de todos nós, o Benfica aparece no momento da verdade. Que é o que conta. Taças e troféus conquistados em torneios de Verão já lá tem o Glorioso muitos no seu museu...

ACABOU?

[em actualização]
O Conselho de Justiça decidiu, está decidido: "sobe" o Belenenses, "desce" o Gil Vicente. Falta saber os fundamentos da decisão que o resto da história já todos conhecem: o Gil utilizou Mateus com autorização da Liga, após um recurso aos tribunais relativo à sua inscrição, e vai pagar caro por isso. Curiosamente, este mesmo CJ da FPF ilibou o homem que autorizou o Gil a utilizar Mateus, o conhecido benfiquista Leal Cunha, perdão, Cunha Leal.

Bonito.

ps 1- Será mesmo que tudo acaba aqui? Será que a lei é clara quanto ao clube que é favorecido no caso de uma despromoção provocada por um processo deste tipo?
ps 2 - É preciso alguma coragem para ler e tentar perceber o acórdão do CJ - disponível no site da FPF - mas não deixa de ser curioso o facto de toda a argumentação do Gil ser desmontada ponto por ponto (e são muitos os pontos e as vírgulas). Mais curioso ainda, o Gil desce com base num artigo que prevê como eventual consequência do recurso aos tribunais das decisões das instâncias desportivas a despromoção.
ps 3 - O acórdão é, por outro lado, a solução mais fácil. Aceita-se a tese inicial e, ok, já podemos todos voltar para a Praia dos Tomates?
p4 - Reparem na atitude do Leixões. Não tenta aproveitar um processo administrativo para ganhar na secretaria o que não conseguiu ganhar, ou o que conseguiu perder, dentro do campo. Os "pescadores" no fundo têm uma moral superior à dos betinhos do Restelo... É no que dá ser criado a comer sardinhas e pastéis de natinha.
ps5 - Tal como se previa, os tribunais comuns já começaram a ajavardar o "Caso Mateus". O tribunal administrativo de Lisboa diz por um lado que a configuração da Liga beta deve ficar tal como estava antes da decisão do conselho de justiça da FPF e depois vem afirmar que indefere as questões apresentadas pelos gilistas.

segunda-feira, agosto 21, 2006

BICAMPEÃO



Mais um campeonato para Henrique Calisto na V-League do Vietname. Um feito para quem apanhou o DongTam Longam - equipa que aparece de verde na imagem mas que tem como primeiro equipamento o vermelho e branco do Leixões e usa como réplica o emblema do Boavista - na II divisão e ao fim de 5 anos garantiu dois títulos nacionais e uma taça. A segunda dobradinha está à vista para um treinador que o BnA nunca esqueceu e que continua a considerar como um dos CATEDRÁTICOS do nosso futebol e também do "thao".

FIGOLÂNDIA

Bonita homenagem do Sporting a Luís Figo, só faltou mesmo o Veiga na fotografia. Bem, está lá o sapo. O que é capaz de ser a mesma coisa.
Quanto ao jogo, deu para perceber que estiveram frente a frente equipas de galáxias diferentes. A do Sporting da paróquia que conhecemos. A do Inter de uma galáxia muito distante...

TIRO NO PORTA-AVIÕES

Zeljko Petrovic é o novo (40 anos) treinador do Boavista. Um montegrino que foi internacional e que fez quase toda a sua carreira na Holanda, depois de passar pelo Sevilha, para terminá-la no Japão. Uma promessa como treinador, como ficou provado na sua passagem pelo PSV, que lhe valeu o cargo de seleccionador holandês de "esperanças". Enquanto a equipa viajava para Palermo, João Loureiro ia até à Holanda garantir a contratação de um treinador da nova vaga que põe fim ao monopólio de treinadores tugas na Liga beta. Um belo tiro do presidente boavisteiro e da sua "entourage", para fechar a boca de quem já andava a cuspir para o ar. O Boavista, apesar das dificuldades resultantes da euforia europeia que se seguiu ao título nacional e também do escandaloso desfavorecimento no processo do Euro 2004, mantém intactas as suas ambições, prometendo um campeonato tão colorido como a imagem acima. E conseguindo sair disto tudo sem beliscar o seu FORTE relacionamento com o vizinho da Invicta, uma empatia que continua a ser difícil de digerir para quem se arvora em defensor da paz e da concórdia mas que mais não pretende que dividir para reinar.

Pois é. Mas no Dragão e no Bessa mora gente que anda há muito tempo nisto...

Venha ele!

'Prontos', eis-nos finalmente na semana que corre para a primeira jornada da Liga beta. Já não era sem tempo! O povão já anda um tanto ou quanto enjoado de jogos de preparação ou de torneios com nomes de rios ou de agências de viagem. Chegou a hora de a bola rolar a sério, com pontos em disputa. Não temos um campeonato que nos envergonhe - é, pelo menos, tão rico competitivamente como o inglês, apesar de claramente mais pobre em termos orçamentais - e só é pena que a hegemonia dos 3 grandes continue a ser a grande, que a excepção Boavista campeão não foi mais que um momento de distracção do FCP... Esta época é o Sp. Braga que se assume como 4º grande, como a equipa capaz não apenas de morder os calcanhares aos habituais concorrentes ao título. Vamos lá ver até onde se aguenta. Jesualdo e Cajuda conseguiram levar a coisa quase até ao fim do Inverno... Há que contar depois com o Boavista, apesar do movimento fracturante de Jesualdo para o FC Porto, e, na minha modesta opinião, com a Académica de Manuel Machado e com o Nacional da Madeira de Carlos Brito, se bem que esta última equipa possa vir a pagar, mais tarde ou mais cedo, o facto de Rui Alves ser neste momento o "patinho feio" da nossa oligarquia. Com 2 equipas apenas a descer, a pressão vai descer para a clientela e este facto pode ajudar também equipas teoricamente pouco apetrechadas para a competição, como parece ser o caso do V. Setúbal que vimos na Supertaça Isabel Damasceno. Acredito ainda numa boa campanha do Aves de Neca e aposto algum também no Gil de Paulo Alves.

Vamos ver no que isto dá.

domingo, agosto 20, 2006

Machado que corta



O único treinador capaz de treinar descalço sobre o relvado continua a brindar-nos com variações semânticas extraordinárias. Hoje, ou ontem, no Record, Manuel Machado disse muitas coisas interessantes mas só destaco algumas.

"Estou na situação do pintor que não sabe ainda muito bem se vai pintar em cal, em madeira ou a óleo"
"Gosto que as minhas equipas funcionem com duas vertentes: com a fórmula da água e a filosofia do judo. Com a fórmula da água porque a água ganha a forma dos espaços onde é contida. O judo é uma forma inteligente de utilizar a força do adversário para através de pequenos golpes derrubá-lo."

"Num ano em que há 52 fins de semana, reduzirem a competição para 22 sem qualquer tipo de actividade desportiva, vai contra tudo o que se faz na Europa mais desenvolvida"
"Não prevejo grandes diferenças nesta Liga. Da maneira como estão as coisas, em que toda a água corre para o mar, os clubes com maior suporte financeiro e maior cobertura mediática continuarão a dominar"

sábado, agosto 19, 2006

SUPERCOLA 15

Com Jesualdo na bancada - onde Valentim acompanhava...Pinto da Costa -, o FC Porto mostrou os seus miúdos (Vieirinha e, sobretudo, Anderson) e despachou o Vitória sadino com 3 secos. Sistema à parte, o FC Porto dominou o jogo, sobre um relvado sofrível apenas, e teve pela frente um Vitória anémico, com 3 homens na frente aos quais não chegava a bola. Começar uma época a vencer é sempre um tónico e o campeão nacional, tal como o seu presidente, está aí pronto para as curvas e também para as auto-estradas europeias. Foi a 15ª Supertaça em 28 edições, ou seja, maioria absoluta numa competição que tem o nome de um grande homem do jornalismo e do futebol - Cândido de Oliveira. Cuja evocação muitas vezes, como de novo aconteceu, é esquecida, sobretudo por quem tem mais obrigação de fazê-lo... Mas, enfim, presumo que seja mais importante o Queen Mary 2.

DongTam quase bicampeão


Já está há tantos anos (5) no Vietname que por vezes até se esquecem dele. À frente do DongTam Long Am, clube dos arrebaldes de Ho-Chi-Min, ex-Saigão, Henrique Calisto pode nem precisar de ganhar para amanhã sagrar-se pela segunda vez consecutiva campeão da V-League. É apenas mais uma proeza de um "professor" que se iniciou no comando do Boavista, que fez grande trabalho no Salgueiros e que deixou saudades em Coimbra. Henrique Calisto, meu conterrâneo e amigo, merece mais um destaque e o desejo de boa sorte para o importante jogo com o 3.º classificado, amanhã, quando Portugal estiver a acordar. Não conheço ninguém que saiba tanto de futebol e que seja capaz de explicá-lo tão bem, sem precisar de recorrer aos clichés da "periodização táctica", que, no fundo, não passam de adaptações das velhas máximas do futebol. A propósito, alguém me sabe explicar a diferença entre ataque rápido e contra-ataque?

sexta-feira, agosto 18, 2006

OMNIPRESIDENTE

"Como podem ver, ainda estou aqui para curvas e se o motorista se despedir podem contar comigo também para conduzir o autocarro. Eu até de mecânica percebo, mas não ando aqui para encher pneus, disso não entendo nada, é mais com o meu ex-futuro-amigo Luís Filipe, o tal que me deu um mocho de prata sobre o livro da sabedoria. Adriaanse? Mas quem é esse gajo? As relações com o Boavista? Ora, como é que podiam ser más, lá vai mais uma transferência bancária para o Bessa... E olhem que o major também é homem para fazer isto que estou a fazer...e muito mais, aliás. Como já devem ter calculado, eu sou um motorista que não pára nos sinais vermelhos...ehehehehehe...esta foi de fina ironia, Leonor! Eu neste clube faço tudo, até já fui seccionista do Reinaldo no boxe. Não me peçam só para tocar a trompete do Lourenço, como sabem gosto muito de dar música mas só clássica. Ou clássico...egegegegeheghehehe...E agora, com licença, vou meter a 22ª...egegegegegegege, ups, isto está com problemas de caixa, não é para admirar, agora meteram-se com os vermelhos...ehehehehe...cá vai, vamos embora, pessoal, toca a entrar, que a carreira não vai parar em Fátima para apanhar o Mourinho, nem para meter gasolina, que já atestei o depósito com SUPER! Anda lá, João Pinto, tu também entras, vem provar a qualidade dos estofos, que és um expert da matéria!"

LIVRO DE ACTAS


Nesta época do ano, por ora não tão estival como o desejado, surgem os balanços relativos aos campeonatos já disputados. Fazendo uso da tabela publicada pela revista de A BOLA, verifico que o FC Porto está só 77 pontos de alcançar o Benfica (3075 pontos) no topo do campeonato dos campeonatos. Não está para breve a ultrapassagem mas já se anuncia... Quanto ao Sporting, permanece bem mais distante - a 285 pontos do líder Benfica. O Belenenses está firme na posição de "4º grande", com 2145 pontos, e segue-se à distância o V. Guimarães, com 1970 pontos. O Boavista, que é 6ª, esta época pode aproximar-se de quem está à sua frente, mas não muito, pois só soma 1709 pontos (não esquecer que só chegou à primeira no início da década de 70). V. Setúbal 1638), Sp, Braga (1563), Académica (1229) e Marítimo (974) fecham o 'top ten', com o aliciante de os maritismistas esta época irem passar ao clube dos 4 dígitos. Noas 20 primeiros há 3 mortos-vivos (o Farense, em 11.º, o Salgueiros, em 13.º e a Cuf, em 14.º e um clube, o Atlético (17.º), que há muitos anos não cheira o principal escalão. Realce para o 21.º, fruto de de 22 presenças na 1ª divisão, do GRANDE LEIXÕES. Um total de 68 clubes já lá chegaram, entre eles o Casa Pia (1 presença), o Seixal (23), o caldas (4) e a Sanjoanense (4). Com goal-average positivo, só 5 clubes: Benfica (+3075 golos), Sporting (+2591 golos), FC Porto (+2551 golos) , Belenenses (+711 golos) e Unidos FC (+6 golos, fruto de 3 presenças).

Regista-se.

quinta-feira, agosto 17, 2006

Verão

Diz o meu amigo Zé Manel Simões Lopes, o verdadeiro, que ainda há gente que vive pior que nós e manda-me esta imagem.

Eu não iria tão longe...

A BOLA


Com a passagem a accionista único - após a venda das quotas da dr. Margarida, como é conhecida na 'Queimada'-, A BOLA põe-se a jeito do "mercado de capitais". Há muito tempo que se fala na possibilidade de Luís Figo, ou do BPN, comprar o diário desportivo que ensinou muita gente a ler e também a perceber não apenas futebol. Pelo que já li, a dr. Margarida saiu por não se identificar com o actual projecto, o que, a confirmar-se, é apenas a verificação de uma situação que já deu origem à saída de muitos jornalistas que foram durante muitos anos traves-mestras do jornal. Renovar gerações não é fácil sobretudo quando a geração que sai tem nomes como os de Carlos Pinhão, Carlos Miranda, Joaquim Rita, Rui Santos, João Freitas, Rebelo Carvalheiro, Alfredo Farinha, Jorge Schitzer, Manuel António, Álvaro Braga, Justino Lopes, Leonor Pinhão e João Alves da Costa, entre outros e já são muitos os que citei. A BOLA não resolveu bem este problema (que era difícil), se bem que conte hoje nos seus quadros com alguns dos melhores jornalistas da área do desporto da actualidade, como são os casos de Rogério Azevedo, António Simões, Carlos Rias, Martins Morim, Paulo Montes, João Esteves, Carlos Pereira Santos, Vítor Queirós, José Manuel Freitas e Carlos Vara, entre outros, que não são tantos como os anteriores mas foi o que se pode arranjar. Estive 6 anos n'A BOLA, cumpri um sonho de juventude e fui muito bem tratado - saí de lá realizado, embora descontente com a forma como alguns colegas meus, que muito deram ao jornal, foram tratados (mas tal é algo que acontece em todos os jornais, ou empresas). A BOLA tem um potencial incrível mas dormiu muito tempo à sombra da bananeira, o que se reflecte no produto final. O jornal tanto tem excelente edições como logo a seguir descamba na banalização (o que também acontece noutros quadrantes). É esse potencial que torna o jornal bastante apetecível para quem gosta de desporto e também de transformar papel de jornal em papel moeda. Não acredito que o actual dono aguente muito tempo a pressão do mercado. Falta só saber para que lado A BOLA vai cair...ou melhor, subir.

INTER VENCE LIBERTADORES


1975 - Campeão Brasileiro
1976 - Campeão Brasileiro
1979 - Campeão Brasileiro - Invicto
1980 - Vice-campeão da América
1987 - Vice-campeão brasileiro
1988 - Vice-campeão brasileiro
1992 - Campeão da Copa do Brasil
2006 - Campeão da América
37 vezes campeão Gaúcho
S.C Internacional - Segue tua senda de vitórias, colorados das glórias, orgulho do Brasil!

ps - Parabéns André, foi INTEiRamente merecido!

quarta-feira, agosto 16, 2006

FLOP

Queixou-se o presidente do Estrela da miserável assistência ao jogo de apresentação da sua equipa, frente ao Benfica. Ora bolas! Então o jogo não foi no Restelo? O pessoal até aos pastéis ainda pode dar-se ao trabalho de marchar, mas subir aquela rampa e passar pelo porta a "Casa Pia" é que é mais difícil. Só mesmo o pessoal da TV Record.
PS1 - Que conste, o bingo do Belenenses também fica no centro de Lisboa.
PS2 - O Estrela da Amadora é um daqueles clubes virtuais que estão a mais mesmo da Liga de Honra.

LÁGRIMAS


Pelo que li hoje, Luís Guilherme foi despedido do lugar de presidente da Comissão de Arbitragem da Liga com uma salva de palmas dos árbitros, no final do estágio de Tomar, terra do Rio Nabão. Consta que houve lágrimas nos olhos. Provavelmente de crocodilo, digo eu...
O que se pode dizer do consulado de Guilherme? Sobretudo, escapou ileso ao "Apito Dourado", ao contrário dos seus adjunto Graça e Mouco. Prometeu medidas mas acabou por se adaptar ao sistema, ao ponto de ser o preferido de muitos clubes para continuar no cargo. Com os jornalistas manteve sempre um bom relacionamento, ao contrário do seu antecessor, José Luís Tavares. Numa escala de 0 a 20, Guilherme teve 13, o que pode ser considerado uma boa nota, tendo em conta o contexto e as pressões a que esteve sujeito. Não deixa obra mas pelo menos não sai manchado (a não ser devido ao que presumo ser um problema epidérmico)

Dúvida metodológica

O QUE FARIA O FARIA SE SE CHAMASSE FONSECA E QUISESSE SER CONHECIDO POR KINKIN?

Ups! 2

PEDRO PROENÇA NA SUPERTAÇA. POR MOMENTOS PENSEI QUE A NOVA COMISSÃO DE ARBITRAGEM DA LIGA JÁ TINHA ENTRADO EM FUNÇÕES... ATENÇÃO QUE É PEDRO MAS NÃO O HENRIQUES.

ESPECULAÇÃO JORNALÍSTICA



Ok, embora fosse "especulação jornalística" Jesualdo Ferreira lá vai ser treinador do FC Porto. Não consigo encaixar muito bem que 'O Professor' salte do comboio-Boavista com este em andamento, logo para um rival. Sim, repito, para que não haja dúvidas: um rival. Até entendo que a pressão sobre Jesualdo tenha sido intensa, da Póvoa à Caldeira de Cima, mas desde logo estranhei as hesitações do treinador, que ainda dirigiu a equipa e orientou um treino depois deste 31. O Boavista tudo fez para que Jesualdo continuasse e era impossível ir mais longe. Jesualdo queria sair, tinha de ser, ponto final. A vida continua para o Boavista. E para Jesualdo. Mas confesso-me desiludido com um treinador que respeito e que aprendi a respeitar. Como dizia o outro, não havia necessidade.
PS 1 - As agressões a 3 jornalistas nas imediações do Bessa são antes de tudo um caso de polícia. Quem não se sente não é filho de boa gente...mas bem piores são as agressões que todos os dias sofremos à nossa liberdade de pensamento. Penso eu de que.
PS 2 - O próximo treinador do Boavista? Toni.

terça-feira, agosto 15, 2006

ò capitão, ò meu capitão...

...E LÁ ARRUMOU O CUSTÓDIO MAIS UM NO TREINO DO SPORTING. POR ACASO FOI O PAREDES.

THE SPECIAL


No seu estilo entre o diletante e o arrogante, José Mourinho disse hoje à TVI que a sua equipa ainda tem "muitos problemas" na defesa para resolver. O que não dirá o treinador do Pedras Rubras?
Talvez uma coisa do género, "o Terry e o Ricardo Carvalho davam um certo jeito na minha defesa mas acho que se o Ribeiro resolver o problema da unha encravada que tem ainda somos gajos para ganhar ao Azurara".

...e coisas altamente recomendáveis

- Vinho 'Sangre del Toro" (disponível na cadeia "Froiz").
- A Volta a Portugal.
- O helicóptero da Volta a Portugal.
- Obikê?
- Gelados de máquina.
- Panachés em caneca de alumínio gelada (como no 'Mar à vista').
- Ostras de Cacela, arroz de lingueirão e enguias fritas.
- Ria Formosa extra-resorts.
- 'Jameson', ao cair da noite.
- Charutos 'Trinidad'.
- A leitura do Gramna (para matar saudades de "O Diário")
- Piscina das Marés de Leça.
- Caracóis.
- Caracoletas.
- Um passeio no Douro ou um copo sobre o mesmo.
- As férias de Rui Rio.
- Ler jornais ao contrário.
- La Amore.
- As histórias do menino Nicolau.
- Tripas e bolacha americana com ovos moles.
- Caldeirada de enguias no "A Praia do Tubarão".
- Levantamentos de ranchos em hóteis holandeses.
- O site da Gestifute.
- La Bohémia.

Coisas a evitar este Verão

- O sorriso plasmado de Ricardo Pereira, herói não sei de quê, nos jornais e nas revistas.
- Os briefings de António Costa.
- Soduku e palavras cruzadas.
- Homenagens ao Labrecas Sem Luvas.
- As imediações do Estádio do Bessa.
- Aglomerados urbanos em ambientes pseudo rurais tipo 'Sudoeste'.
- Magnum de café
- Panachés em copos quente
- Os nadadores-salvadores do 24 Horas
- O Noddy.
- Correr no calçadão (não vá aparecer o Socas).
- Jogos-treino.
- Repórteres em directo algures no Líbano, entre a loja dos 300 dos senhor Ahamad e a loja de perfumes da Dona Falah.
- Maridos enganados.
- Um saco plástico com um jornal lá dentro.
- Editoriais do ESFÉRICO.
- Centros comerciais.
- Carros com matrículas amarelas.
- Variações do «Código Da Vinci».
- Poesia (de aplicação anual).
- Tangas e 'Tang' na vodka laranja.
- A voz-off do Malato.
- Concertos de mortos-vivos, vulgo 'Rolling Stones'
- Ostras na chapa.

segunda-feira, agosto 14, 2006

BÁRBAROS

Hoje, à saída do Bessa, 3 jovens jornalistas foram cobardemente agredidos por um grupo de 10 "valentes". Só uma palavra: lamentável.
PS -...e, que conste, não foi o guarda Abel

UPS!


ATENÇÃO. ANTÓNIO LOPES, UM LOBO DO BRASILEIRÃO, ACABA DE PEDIR A DEMISSÃO DO GOIÁS.

4º GRANDE

NÃO SABIA QUE O BRAGA TINHA UMA EQUIPA DE BILHAR ÀS 3 TABELAS. FIQUEI A SABER AGORA AO VER A RTP-N DURANTE O BRAGA-BÉTIS. 3 SECOS AOS "LOPERAS" E MAIS UMAS TANTAS AMEAÇAS, APESAR DO ÁRBITRO AMIGO. ATÉ ONDE VAI ESTE BRAGUINHA? VAMOS ESPERAR PELA BOLA A SÉRIO...

3 grandes

É claramente o Sporting que arranca na frente. Contratações e tempo e horas e cirúrgicas, ausência de casos clínicos, empolgamento, boa Imprensa, Filipe Soares Franco a banhos, posição reforçadíssima na Liga.
O Benfica lá vai sobrevivendo na Liga dos Campeões enquanto prossegue o romance Simão, uma coisa inacreditável, sobretudo a partir do momento que Simão foi a Valência tentar resolver o imbróglio. Micolli e Mantorras de molho, Fonseca ainda sem aparecer...resta o calcanhar de Rui Costa. Já é alguma coisa.

No FC Porto, uma grande confusão, para não lhe chamar rebaldaria. Quanto mais não seja, resolveu-se o "problema" Adriaanse: dirigentes e jogadores já estavam pelos cabelos com o holandês. O problema agora dá pelo nome de...Jesualdo Ferreira. Uma bonita caldeirada na qual Pinto da Costa não se quer meter, para não pôr em causa o excelente relacionamento que tem com os outros.
PS - Como para além dos 3 grandes há vida, uma nota para o Sporting de Braga. Bons trunfos, boa planificação, liderança forte. Cuidado com eles!

COLORADO


esta semana


sou

do

Internacional

de

Porto Alegre

domingo, agosto 13, 2006

Pois...


COMO DIZ UM AMIGO MEU, "ISTO TUDO É UMA GRANDE CALDEIRADA"


Up date 1: Neste jantar "de amigos" alguém acredita que João Loureiro tenha falado com Jesualdo Ferreira sobre o assédio do dragão? Claro que não, diante uma excelente caldeirada de enguias, uma das especialidades do restaurante "A Praia do Tubarão", quem se ia lembrar de uma coisas dessas? Nem o Spielberg...

UP 2: Sobe a pressão sobre e de Jesualdo para aceitar o convite do FCP. Mas Loureiro não cede. Ele conhece bem ons tubarões que estão do outro lado. A propósito, como será caldeira de tubarão?

sábado, agosto 12, 2006

"A Pátria Somos Nós"



Breves notas após uma leitura "compulsiva" do livro de Afonso Melo, assessor (ou ex?) da equipa de todos nós:
1. O livro vale o que custa pois comecei e não parei.
2. Mais que as memórias da Alemanha, o tema principal é o ressentimento do autor em relação a jornalistas e comentadores e ao jornalismo em geral.
3. Estilo livre, prolixo, quase libertino às vezes.
4. Se calhar com um pouco de narcisismo a mais. Mas enfim...
5. Fica água na boca. Estava à espera de mais pormenores sobre os bastidores.
6. O Chauvinismo não pode ser criticado com xau...vinismo.
7. Já começo a estar um bocado farto das citações do Nelson Rodrigues...
8. Será que no jardim do Éden foi tudo uma maravilha?
9. O saudosismo é uma doença sobretudo quando nos abstemos do combate.
10. O 'campeão dos arguidos' ainda mexe.

sexta-feira, agosto 11, 2006

vermes rastejantes

Nada tenho contra a livre opinião - aliás, este blog, por muitas defeito que possa ter, é a prova disso - mas enoja-me a forma fácil e baixa como se criticam pessoas que estão no futebol com ideais e programas. É o caso flagrante de Hermínio Loureiro. Antes do mais, ser político não é pecado, embora desde Viera de Castro - muito bem retratado por Pulido Valente na sua "Paixão" - abundem espécimes perfeitamente asquerosas e repugnantes que vivem do lamaçal da política. O novo presidente da Liga é um homem do desporto e que tem a perfeita consciência de quem se movimenta nele, como, porquê e para quê. Está longe de ser um pau mandado ou de ter querido a Liga apenas como tacho. O mais surpreendente é que quem muito o critica e violenta, sob a capa do anonimato, tenha muitos rabos de palha, não se importando de servir de capacho a políticos realmente corruptos. Este é realmente o país dos xicos espertos, onde o melhor barómetro para atestar o carácter de cada um é o tom com que os próprios usam para criticar os outros.

VIEIRADAS


Só faltou mesmo o Octávio a porteiro, para seleccionar o ambiente. Anteontem à tarde, no verdadeiro bar da Liga, quase andaram cadeiras pelo ar quando Luís Filipe Vieira investiu contra Carlos Pereira, que bebia a sua água fresquinha na companhia de Valentim Loureiro, João Bartolomeu, António Fiúza e Rogério de Brito (o homem do Sporting). Vieira já estava no carro, pronto para ir de encontro a um leitão da Mealhada, quando soube que Carlos Pereira tinha dito que estava desiludido com a sua postura e do Benfica. Saiu disparado e provocou uma cena que, segundo alguns dos presentes, "esteve muito feia". Valeu a intervenção de alguns dos presentes. À saída, Vieira classificou-os todos como "uma cambada de cobardes" e, então sim, pôde colocar-se a caminho da "Meta". Nada como um leitão estaladiço para fazer esquecer o "xito" que o Benfica levou nas listas formadas para a nova Liga, onde apenas "tem" o presidente do conselho fiscal, por acaso auditor das contas do Benfica e das empresas de Vieira. O presidente do Benfica teve uma tarde para esquecer, irritado com tudo e com todos. Até com Adriano Afonso, um benfiquista genuíno, com vários serviços prestados.
Pois é, convém não esquecer que a sede da Liga é no Porto. Só há 6 clubes além Mondego na I Liga mas não vai ser fácil mexer neste queijo...
PS - Bonito, bonito também foi quando Rui Alves chamou "Pinóquio" a Carlos Pereira, afirmando que nem num filme de Walt Disney o seu inimigo de estimação teria lugar. Tudo dito obviamente com aquele castiço sotaque madééirenseee.

JESUALDO


Grande agitação no eixo Bessa-Dragão. Despachado Adriaanse, o FC Porto escolheu entre Pekerman e Jesualdo. Bateu no professor. A questão agora é...será que o Boavista vai alinhar? Até ver, a "entourage" boavisteira mostra-se surpreendida não só com a eventual abordagem mas principalmente com o facto de ninguém do outro lado ter telefonado a avisar. Amigos, amigos, negócios à parte? Parece que sim. A pressão agora está toda em Jesualdo Ferreira, um treinador com muio calo. Terá o FC Porto de abrir, e bem, os cordões à bolsa? É que não estou a ver Jesualdo a rescindir unilateralmente, não é homem para esse tipo de jogadas. Enfim, uma bonito caldinho que aqui se arranjou e que por ora pôs em polvorosa os adeptos do Boavista. Podem ser poucos mas são bravos...

quarta-feira, agosto 09, 2006

OUTRO QUE SE FOI


De um homem que dá o seu nome a uma sala de imprensa, como acontece no novo estádio do AZ, os jornalistas não podem dizer mal. Pelo menos os holandeses, que sempre contaram com toda a disponibilidade do senhor Jacobus. Depois de uma época na qual lhe foi permitido afirmar todo o seu poder - pontapeando para longe Jorge Costa e Hélder Postiga e colocando depois Vítor Baía como partnair de Helton -, o holandês despede-se de Portugal com um título e uma Taça de Portugal. Não é mau. O problema de Co Adriaanse é que pensou que podia ser ele a determinar as linhas de orientação de um clube há 24 anos dirigido apenas por um homem: Pinto da Costa. O presidente já se estava a "passar" com as brincadeiras do seu treinador a propósito do avançado que nunca mais chegava. E aquela ideia de contratar um adjunto vocacionado para as camadas jovens também não deve ter ajudado... A adrenalina dos SuperDragões, que andava aos saltos, pode voltar aos seus níveis normais. O homem já se foi. E este não tem de passar pela secretaria para levantar um cheque...

terça-feira, agosto 08, 2006

ÁUSTRIA DE VIENA - BENFICA


Afinal...não foi tão mau como os habituais arautos da banaliade previam. O Benfica lá se safou em Viena, com a repetição do famoso calcanhar, obviamente de alguém com apelido Gomes e adepto do FC Porto desde pequenino. Não perder e marcar em Viena acaba por ser bom para o incipiente Benfica de Fernando Santos. Convém não esquecer que a procissão ainda vai no adro e que, afinal, os encarnados até têm algum trunfos. Nuno Gomes, por exemplo. E Rui Costa... Santos pode não ter um treinador brilhante mas conhece os princípios e os fins do jogo da bola. Que fique com o benefício da dúvida, agora que está a bater à porta da fase regular da Liga dos Campeões. Aí, sim, e se lá chegar, a música será outra. Mas também é possível que nessa altura a orquestra já esteja afinada e que Ricardo Rocha tenha tido uma ruptura muscular.

MAÇÃ PODRE

Se o ridículo matasse, o engenheiro Rui Alves e aqueles que patrocinam a sua causa anedótica já estavam mortos e enterrados há muito tempo. Mas não é assim. De que se queixa desta vez o Mister Grua? No essencial, de não ter tido lugar na direcção da Liga que quer presidir a toda a força, como se o futebol português já estivesse a saque. Depois, como não conseguiu os seus intentos, vem tentar impugnar as eleições da Liga, sob o argumento completamente pífio de que não devia ter sido a secretária-geral da Liga a receber a candidatura de Hermínio Loureiro. Ora, a senhora Andreia Neves, que está muito longe de frequentar os antros onde pode ser muitas vezes encontrado o senhor Alves, estava mandatada pelo presidente da assembleia geral da Liga para o efeito. Tão simples como isto. Tudo o resto não passa de folclore. Pena é que muitos continuem a funcionar a roda livre e assim patrocinem uma causa que nos envergonha a todas. É por causa de espécimes destes que muita gente já não acredita no nosso futebol.
E depois comparar Hermínio Loureiro a Rui Alves é quase o mesmo que comparar a maçã com o respectivo bicho.
PS - É curioso LFV criticar HL por este não ter ideias nem programas como se esta fosse de facto a preocupação dos clubes quando se fala na Liga. Quem foi que disse há uns tempos que o que era importante era o Benfica estar bem representado na Liga, nomeadamente por CL? É para rir?

segunda-feira, agosto 07, 2006

TIREM-ME DESTE FILME

FOI-SE


JÁ MORREU MAS AINDA NINGUÉM INFORMOU
O LUÍS REPRESAS

JÁ GANHA


Não digam agora que o rapaz não tem jeito para a bola...

GOLPES BAIXOS

Num país com um fraquíssimo poder de encaixe, Afonso Melo abriu a caixa de Pandora com a publicação do seu diário de bordo "A Pátria Fomos Nós'. Está visto que mesmo quem comenta não é capaz de perceber que ninguém está acima da crítica.

Do que conheço do Afonso - um jornalista de mão cheia -, não acredito que seja pau mandado da sua própria sombra.

É lamentável, repito, que este seja um país de virgens ofendidas!

Assumam-se, caralho!
* É um facto que AM - de quem, aliás, a FPF hoje já se distanciou, anunciando que não autorizou o que quer que fosse e que o contrato com o seu assessor de imprensa terminou no dia 31 de Julho - se excedeu, sobretudo quando transformou RUI SANTOS no traidor da pátria. É no que dá misturar questões pessoais com notas pessoais. Até porque RS é, até prova em contrário, um dos poucos, se não o único, comentador de futebol que nada deve nem a Deus nem ao diabo.

sábado, agosto 05, 2006

CO 2



Se para outra coisa não serviu o Torneio de Amesterdão LG, pelo menos deu para confirmar que Co Adriaanse é um homem de firmes convicções e que não manda cartas por ninguém. Preto no branco, ou azul e branco, o treinador portista disse duas coisas muito importantes:

- O talento dos seus jogadores não se equipara ao dos jogadores do Manchester United e do Inter de Milão

- Sem o "tal" avançado, o máximo que lhe podem pedir é que revalide o título.

Duvido muito que um treinador português, com a excepção de Mourinho, pudesse ir tão longe.

NOVELA

Mr. PING - Ainda estamos a pensar em Hesselink.
Mr. PONG - Hesselink é assunto encerrado.
Mr. PING - Quero um avançado, nem que o encontre na rua.
Mr. PONG - Na rua? Onde? Onde?

Do jeito que as coisas estão, alguém vai levar capote.

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...