domingo, setembro 30, 2007

AINDA LOBO ANTUNES


Ainda a propósito de Lobo Antunes, de que sou fã apenas nas crónicas, aqui deixo também uns excertos futebolísticos da sua entrevista hoje ao DN:

"Agora ja não vejo jogos de futebol, desde que deixou de ser um desporto..."

"Agora é uma indústria, são sociedades anónimas, deixou de ser um desporto. Os treinadores dizem que é preciso paciência, o que é o contrário do desporto e todo o lado lúdico que me interessava deixou de existir, sendo substituído por uma eficácia de marcar golos e de ganhar por interesses económicos"

"Tenho muita pena, mas já não páro para ver um jogo do Benfica..."

QUANDO LOBO ANTUNES QUIS TER MÃOS DE FERRO

Frederico Barrigana morreu ontem. Aqui o vemos ao lado de Artur Jorge, João Nunes Coelho, Carlos Daniel e Francisco Pinheiro na apresentação do imprescindível - apenas a precisar de um upgrade - "A Paixão do Povo". O guarda-redes que ficou conhecido por "Mãos de Ferro", depois de uma memorável exibição pela selecção portuguesa em terras francesas, nunca foi campeão pelo FC Porto, onde jogou 14 épocas, antes de sair para o Salgueiros, onde subiu de divisão. Era um daqueles guarda-redes "malucos" não apenas dentro do campo e que deixou obviamente a sua marca na história do futebol português. António Lobo Antunes até lhe dedicou uma crónica, que não resisto a reproduzir:
"De há quarenta anos para cá, com entusiasmo, fervor e admiração, vi jogar quase todos os grandes guarda-redes portugueses, do inesquecível Azevedo, "Hércules do Barreiro", a José Pereira, o "Pássaro Azul". Vi o gigantesco Ernesto, do Atlético, o terror dos extremos, vi Abraão, do Olhanense, vi Cesário, do Sporting de Braga, na tarde de glória, no pelado do Benfica, em que defendeu todos os remates de Palmeiro, Arsénio, Águas e Rogério, vi Capela, da Académica, e Sebastião, o loiro Nero do Estoril Praia, célebres pelos seus voos acrobáticos, vi o fantástico Aníbal, de poupa trabalhada a brilhantina, vi o caprichoso Carlos Gomes pontapear fotógrafos antes de se transferir para Espanha e de ameaçar o presidente do clube, quando não lhe pagavam, com a irónica frase 'no hay dinero no hay portero', acompanhei o Vital, do Lusitano de Évora, que sulcava a relva com o calcanhar pensativo da bota, para marcar o centro da baliza. E todavia, para meu desgosto e frustração, nunca assistiu a nenhum jogo do meu ídolo Frederico Barrigana, o 'Mãos de Ferro', keeper do FC Porto. No intuito de compensar tal desdita, recortava, embevecido, do jornal, os instantâneos que o mostravam a saltar com um avançado, apertando-lhe contra as partes o joelho dissuasor (porquê partes se não inteiras?), a fim de esfriar os impetos assassinos do adversário; admirava-lhe a calvície e o boné que a cobria numa exactidão de cápsula; coleccionava-lhe as entrevistas e escutava, boquiaberto, na telefonia do meu pai, de dedos em concha na orelha, os relatos de Artur Agostinho, que, aos domingos, às 3 da tarde, narrava em tom épico, as proezas do grande Frederico Barrigana num estádio a rebentar de público. Aos 12 anos, se eu não desejasse, com tanta paixão, tornar-me escritor, quereria ter sido o "Mãos de Ferro". Mas, claro, possuía o sentido das limitações suficiente para compreender que não se pode querer ser o grande Frederico Barrigana: é-se, por dom divino, perfeito como ele só, desde o início."

ISTO ASSIM NÃO TEM GRAÇA NENHUMA



Ok, estão decorridas apenas 6 jornadas de um total de 30. Há ainda muita areia para comer no caminho, mas...

...Mas o FC Porto com 7 pontos de vantagem sobre o Sporting e 8 sobre o Benfica, já, está mais próximo de aumentar esse avanço que de perder algum lastro. Não é um drama pois há muitos anos que temos vindo a ser entretidos com o chamado campeonato da 2.ª circular. Que também dá milhões.

Mais a mais, há sempre o aliciante de sabermos se Miguel Veloso vai ficar com a Bruna Duarte ou com a Diana Chaves. Isto se entretanto não aparecer no romance a Floribella...

Quanto à questão dos penáltis que vai ser tema da semana, o dérbi lisboeta, vistas as imagens, também ficou empatado. Há uma para o Sporting que Pedro Henriques não assinala e outra para o Benfica, já no fim do jogo, que fica por marcar. É o estilo do Pedro Henriques: deixar jogar. Não se queixem agora depois de tantos elogios ao major. Queria ver como reagiam os paineleiros se tudo tivesse acontecido com Paulo Costa ou Paulo Paraty...

Vale que vem aí mais uma ronda europeia. Na primeira, só uma equipa empatou, todas as outras perderam. Pois, o FC Porto, mas quem havia de ser?

O Benfica não permitiu que a equipa de reportagem do PortoCanal entrasse no seu estádio, alegando que o câmara-man não tinha carteira profissional, embora estivesse credenciado pela Liga. O PortoCanal fez agora um ano de vida e é visto sobretudo no Grande Porto mas pelos vistos já faz comichão a quem está habituado a ter os media na mão. Acabou por ser uma boa prenda para a estação da Senhora da Hora - é sinal de que já faz mossa...

LICHA DE LUCHO

O homem da barbicha tipo besta continua a facturar e o FCP também. 6 jogos, 6 vitórias, trigo limpo, farinha Amparo. Sete pontos de avanço sobre o losango, 8 sobre os camachitos. É o campeonato da 2.ª circular já em pleno esplendor - mas por favor não se esqueçam do Marítimo nem de quem vem logo atrás (Guimarães e Braga)... A questão agora é saber com quantos pontos de avanço vai chegar o FCP ao Natal, para poder vender descansadinho o ciganito e talvez a muleta de Licha. Aposto em 12 para os leões e sensivelmente 20 para as águias... Mas se calhar estou a exagerar, como às vezes acontece.

sábado, setembro 29, 2007

Hoje tive saudades de Jardel

IRMÃOS UNIDOS



Com umas copaças de tintol à mistura, A BOLA juntou à mesma mesa os Filipes. Uma lição de fair-play, diz o jornal da Travessa da Queimada, o único diário português que não permite que as suas tiragens e as suas vendas sejam auditadas, vá-se lá saber porquê... O folhetim pelos vistos continua na edição de segunda-feira mas aqui fica desde já a confirmação de que os dois grandes de Lisboa estão cada vez mais unidos na tentativa, se calhar vã, de derrotar o campeão que alguns já anteciparam... PC está atento. Como sempre.

HUGO OU FARÍAS

O FC Porto vendeu Hugo Almeida ao WB por 4 milhões de euros e gastou outro tanto na contratação do ponta-de-lança argentino Ernesto Farías. Quem foi o burro nesta história?

sexta-feira, setembro 28, 2007

GERETS

Eric Gerets é um tipo que conhece bem o FC Porto, que defrontou com a camisola do Standard de Liége, salvo erro, no tempo em que a equipa belga era fera na Europa, com Tahamata a fazer furor na frente de ataque e a partir a perna a Freitas depois de duas fírulas. O Standard de Liége foi a minha segunda reportagem europeia. Fui a um sorteio em Zurique, saíram os belgas ao FC Porto e já depois de despachar a mala para Lisboa recebi ordens para seguir para a Bélgica. Aterrei em Bruxelas e nevava. Ia de camisinha. Lá fui de comboio até Liége para aí ficar a saber que o Standard jogava em Antuérpia. Ala. Era ainda o tempo em que se mandava o serviço por telex... Lá fiz o jogo e no final tentei fazer reportagem. É então que sou convidado a entrar no balneário, como todos os outros jornalistas. Tempo livre para entrevistas. Lá falei com os craques e com o velho Raymond Goethals, que mais tarde viria a reencontrar em Guimarães e num célebre jantar no "Líder", onde o mister nos deu uma lição de táctica enquanto atirava as pontas de cigarro para trás das costas... Vem isto a propósito da forma como Gerets envelheceu. Aparentemente bem. E com um look bem descontraído. Ou não seja agora treinador do Olimpique de Marselha, aquele clube que foi presidido por um artista que agora ganha a vida a fazer teatro. Agora e sempre, bem entendido.

GAJAS




Está a decorrer o Mundial feminino. O Brasil de Marta e a Alemanha comandada pela charmosa Silvia Neid, o Mourinho na versão feminina, decidem o título no domingo. O meu amigo Emídio diz que tem sido um Mundial interessante mas é suspeito...

VÍTOR PEREIRA


Não será hoje nem amanhã que a Liga vai assumir que Vítor Pereira foi uma espécie de erro de casting. Tudo bem, acontece. Aquele que foi o mais consagrado árbitro português dos últimos 20 anos, e que tive oportunidade de ver despedir-se numa final da Taça UEFA disputada em Roterdão, fala quando não deve falar e está calado quando devia estar a falar. Acredito que será ele a fazer a sua gestão de imagem - pormenor de que tanto cuida... - e quanto a isso batatinhas. Hoje, no DN, mais uma vez VP dá um tiro no pé ao afirmar que não vai ficar muito tempo na arbitragem na condição de dirigente. Se ele o diz... Mas diz tambem que o facto de ter sido actor durante dez anos o ajudou muito na arbitragem. Ok, regista-se. O que sei é que os nossos árbitros já têm muitas saudades de Luís Guilherme. Apesar de tudo, atirava-se para o chão, não tinha sede de protagonismo e não se atrevia a inventar leis do jogo. Parece pouco mas não era mau atendendo ao que se vai vendo...

A OESTE NADA DE NOVO


Segundo a CMVM, a Compta, o FC Porto, a Lisgráfica e a Tertir apenas cumprem 31% das recomendações da comissão reguladora do mercado - 4. O Sporting surge também no lote das empresas que cumprem menos de 50 por cento das recomendações, como seja a divulgação dos salários dos seus administradores. É curioso como o futebol também aqui consegue revelar a sua faceta de área de negócios especial...

quinta-feira, setembro 27, 2007

FIM DE UM PIONEIRO

O "Tal & Qual" sai amanhã a última vez para as bancas. A notícia não é uma surpresa pois o título agora da Global Notícias de Joaquim Oliveira estava moribundo quando foi comprado e assim continuou. O TQ foi um jornal que revolucionou a nossa imprensa dos anos 80, quando dirigido por José Rocha Vieira, jornalista que conheci aquando da fundação do "23 Horas" e que se já admirava mais fiquei a ainda a apreciar. Rocha Vieira fazia uma vez por semana com uma pequena redacção o que as grandes redacções não conseguiam fazer num ano: jornalismo vivo, agressivo e interessante. Os anos passaram, Rocha Vieira passou também o título e chega agora a hora de pôr um ponto final num jornal de que durante muitos anos fui leitor, ou não escrevessem ali nomes como os de Joaquim Letria, Ferreira Fernandes, Manuel Catarino, Jorge Morais e tantos outros nomes míticos da nossa imprensa. Se já tínhamos saudades do velho TQ, com mais saudades vamos agora ficar, quando se prova que os grandes grupos não sabem mesmo fazer pequenos-grandes jornais. Mais uma lição para aprender.

LOBBOS

Com um "score" de 171 pontos negativos, 5 dentes partidos, 2 dedos torcidos e 345 contusões os Lobos voltaram ao covil lusitano. Não restam dúvidas: ninguém canta como eles "A Portuguesa". Eu diria até que aquilo não é cantar - é uivar! Quanto à performance desportiva, está quase tudo dito: ainda temos de comer muita broa para conseguirmos ganhar a Tonga.

ALGUMAS NOTAS [actualizado]

É coisa rara um árbitro admitir que errou. Rara e até perversa. O que só por si já é merecedor de um destaque positivo. O madeirense radicado em Lisboa Duarte Gomes, ao que presumo funcionário do BES, advogado, não nega as "evidências" mas apressa-se a referir, no comunicado que deixou no agora renovado site da Liga, que estas "resultam do visionamento das imagens televisivas". A sério?! Mais, diz Gomes que a decisão "foi tomada pela equipa de arbitragem", o que coloca o ónus sobre o árbitro auxiliar José Lima, que no campo parece ter jurado a pés juntos que era penálti. É vulgar já os nossos árbitros principais sacudirem assim a água do capote. Acredito, porém, conhecendo como julgo conhecer Duarte Gomes, que o árbitro não conseguia viver com a culpa sobretudo depois de ter apreciado a reacção civilizada do treinador Daúto Faquirá (que continua a marcar pontos). A culpa integral também não é deles mas de quem nos últimos anos tem conferido aos árbitros auxiliares demasiado poder - longe vai o tempo em que só eram soberanos nos lançamentos de linha lateral, dando umas dicas nos foras-de-jogo... “Esconder-me atrás de erros não faz parte da minha forma de viver esta actividade e por isso quero, sem rodeios, apresentar as minhas desculpas, em nome da equipa de arbitragem, aos clubes envolvidos no jogo e sublinhar também a atitude de respeito revelada por todos os dirigentes e equipas técnicas para com a nossa equipa, apesar do erro cometido”, refere ainda Duarte Gomes, o árbitro que vem de uma época de paragem e que não foi classificado precisamente por isso na última temporada. Bem, vamos admitir que Gomes ainda está à procura da forma. Mas uma coisa é certa: na argumentação já lá chegou! Quanto ao pedido de desculpas, era desnecessário e abre um precedente perigoso. Porque razão não pediram desculpa os jogadores que ontem falharam grandes penalidades?
Também no site da Liga, o organismo que organiza um campeonato patrocinado por uma casa de apostas, uma competição sponsorizada por uma marca de cervejas e outro por uma marca de águas minerais regista o facto de a transmissão televisiva, na RTP 1, do V. Guimarães-Sporting ter sido o programa mais visto de ontem, com um share superior à Ilha dos Amores. Podia também referir a Liga que o futebol em canal aberto costuma ser assim, ou seja, um espectáculo com grande retorno para todos, ao contrário do que acontece em canal fechado, apenas com retorno para alguns. Mas, claro, a Liga não pode ser politicamente incorrecta. De qualquer das formas, o share registado é notável sobretudo para a RTP, com aquela história dos penalties a proporcionar um excelente link entre os telejornais e as telenovelas.
Foi dado pouco destaque à palestra que Joaquim Evangelista deu no auditório do Estádio do Bessa aos jogadores do Boavista, para depois almoçar com João Loureiro. O presidente do Sindicato dos Jogadores enterrou o machado de guerra com o Boavista e o Boavista mostrou grande fair-play. É assim que as coisas se resolvem, com vontade de ambas as partes e a recusa de guerras panfletárias. Mas tal, obviamente, não pode fazer esquecer os graves problemas de planeamento e tesouraria que afectam os nossos clubes e que se reflectem na vida dos profissionais de futebol. De qualquer maneira, parabéns a Evangelista e ao Boavista pela abertura revelada na abertura de mais uma ronda do presidente do sindicato dos jogadores - leitor atento deste blog - pelos clubes portugueses.

quarta-feira, setembro 26, 2007

TAÇA COM LIGAS


Bem, houve Carlsberg Cup sem álcool. Houve milagre em Fátima e também na Reboleira, graças a S. Duarte Gomes. Na terra do fundador, o festival do desempate através da marca de grande penalidade foi mais animado ainda. A Taça da Liga correu o risco de ficar sem os 3 grandes de uma só assentada...o que seria desastroso para a primeira edição da competição imaginada por Hermínio Loureiro, que foi a Fátima fazer de pé frio para o campeão nacional. As segundas linhas de FC Porto e Benfica mostraram porque o são. O Sporting não facilitou tanto mas também sofreu para passar. Consta que houve escandaleira no Mar. Consta.

PS - O vencedor do troféu ganha uma grade de cervejas

BOLETIM DE SAÚDE

Hoje passa-se nada. O que é bestial.

terça-feira, setembro 25, 2007

NÃO SE PODE TER TUDO

O José Mourinho está em blackout. Pena não ser também o José Marinho. Não que tenha nada contra o homem. Quando tá calado sou completamente a favor, até. Entretanto, ficamos à espera de saber quem é que agarra o "Special de corrida". Voto num clube espanhol.
PS - O regresso de Mourinho a Portugal já provocou uma vítima: Pedro Santana Lopes. Convenhamos, não é propriamente uma novidade...


CADEIRÕES


Esta cadeira onde se senta o treinador do Cottbuser faz-me lembrar o cadeirão que um dia vi colocar em Alvalade para receber o Papa Pinto da Costa. O cadeirão acabou por desaparecer e PC sentou-se no banco. Ficou a intenção de entronizar aquele que continua a ser, no futebol português, a grande eminência parda enquanto os outros são iminentemente parvos.

Insólitos

Aqui podem ver um golo em que a culpa é realmente do relvado...e outras coisas divertidas

ADEUS VERÃO


Entrou de pantufas, foi empurrado pelo anticiclone do Açores, batido pela nortada e deixou equipas de reportagem e de bombeiros na doca seca. Nem Portugal ardeu, nem o Verão foi o que prometeu.

Agora que se despede, fica a sensação de que mais uma vez nos está a enganar.

Desta vez estás perdoado.

O XAVI


É conhecia a frase "o repórter estava lá". O Joaquim Xavier nem sempre está lá mas acaba por estar em toda a parte. Veterano destas andanças, escreve no "Correio da Manhã" é todos os anos ganha o prémio simpatia. Bem sei que é aquele prémio que as misses não gostam de ganhar mas o jornalismo desportivo também continua longe de ser uma passarela. O que interessa é que o Xavi é muito boa onda (ou não faça também uma perninha na rádio). Amigo cá da casa e cliente, aqui lhe presto uma pequena homenagem, em honra de uma velha amizade. Pessoas como o Xavi já não se fabricam.

COMO É BOA A VIDA EM LISBOA

segunda-feira, setembro 24, 2007

PIOR ERA IMPOSSÍVEL

Acabo de assistir ao Boavista-Académica, numa noite quase de lua cheia, ainda com um cheirinho de Verão. Bancadas despidas, como é natural numa segunda-feira à noite e em fim de mês, e um espectáculo paupérrimo no relvado, com momentos que seriam anedóticos se muitos dos cerca de 2000 presentes não tivessem pago o seu bilhete. O Boavista continua sem ganhar em casa e sem marcar, a Académica parece que ficou contente com o pontinho que somou. Se continuarem assim, as duas equipas vão ter muitas dificuldades para saírem da boca do aspirador, a não ser que se confirme em breve que o próximo campeonato voltará a ter 18 equipas...

firme e hirto

Scolari vai ao Cazaquistão...

Nação valente

BORIS, O CZAR ESCORRAÇADO

Boris Berezovsky era apenas o homem que mandava na Rússia quando Yeltsin era a figura do regime. Também foi o grande parceiro de Roman Abramovich nos anos loucos que se seguiram à perestroika. Os dois fizeram fortunas com petróleo, alumínio, estações de televisão, jornais, automóveis e outros negócios. Berezovsky acabou por ter de fugir da Rússia quando Putin subiu ao poder enquanto Abramovich caiu nas boas graças do novo chefe do governo, ao ponto de ser visto no Kremlin a entrevistar candidatos a ministros e secretários de Estado, o que ele nega, obviamente. Berezovsky para se entreter, quando preferiu o exílio à prisão, investiu 30 milhões de dolares no Corinthians, através da MSI, e ameaçou revolucionar o futebol brasileiro. O filme acabou mal e Boris foi alvo de um mandado de captura da Polícia Federal Brasileira, continuando, porém, a viver faustosamente entre Londres e o Sul de França. Um dia destes lembra-se e aparece por cá a comprar ao desbarato um dos nossos emblemas...

Um verdadeiro cromo dos tempos que correm.

PS - Já disponível nas nossas livrarias, a biografia de Roman Abramovich detalha também bem o percurso desta ave rara. Vale a pena! Sobretudo a parte em que as crianças siberianas que Roman levou a apanhar banhos de sol resolveram mandar bifes pelo correio para os seus familiares...

LÁ COMO CÁ


Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians, disse em conversa com Renato Duprat (interlocutor do fundo MSI), gravada pela Polícia Federal, que o título do Campeonato Brasileiro de 2005 deveria ter sido do Internacional.

Dualib - Mas como é que ganhou ano passado [a gravação foi feita em 2006]? Ganhou, mas olha, se não tivesse aquela merda da anulação de 11 jogos, nos estaríamos fora, porque o campeão de fato e de direito é o Internacional.
Duprat - É...
Dualib - Porque os últimos cinco jogos, nós tínhamos 14 pontos na frente, e chegamos com um ponto só, roubado.

JOSÉ MOTA

O que faz um homem só, de boné na cabeça, atrás de uma mesa? Bem, é José Mota, treinador do Paços, a falar para uma audiência de sete jornalistas, antes do jogo com o FC Porto. Mota faz parte da mobília pacense e continua a fazer um trabalho fantástico. Foi duas vezes campeão da II Divisão, só desceu uma vez e na última época quase conseguiu roubar o título ao FC Porto, logrando ainda a estreia do Paços nas competições europeias. Não sei quanto ganha Mota, só sei que anda longe dos 200 mil euros mais alcavalas de Luiz Felipe Scolari... Não sei também quantos mais anos José Mota vai ficar em Paços mas acredito que serão muitos. Não pelo facto de morar paredes-meias com o estádio mas sim porque é um treinador de grande competência e que conhece muito bem os cantos da sua segunda casa. Para além do mais, respeita bastante o roupeiro do clube.

PAÇO DE GIGANTE




Com a Mata Real sempre animada, sobretudo quando as cheerleaders entraram em campo, o FC Porto mais uma vez mostrou que está com uma passada fora do alcance de qualquer concorrência. 5 jogos, 5 vitórias, os putos da 1.º ano podem começar a decorar a tabuada dos 3. 5 pontos de avanço sobre o Sporting mais o jogo ganho no Dragão, 6 sobre o Benfica, com o dérbi lisboeta provavelmente a cavar ainda mais o fosso. Hermínio Loureiro deve estar preocupado. Não por ser sportinguistas mas porque, neste ritmo, o campeonato irá perder depressa todo o seu salero, ficando resumido ao campeonato da 2.ª circular. Arbitragem com alguma soberba de Olegário Benquerença na Mata Real, com erros inadmíssiveis de avaliação por querer acompanhar os lances demasiado perto, por norma em prejuízo da equipa de José Mota, também bastante penalizada em termos disciplinares.
PS - Entretanto, as incríveis casas de banho da bancada nascente foram remodeladas...

domingo, setembro 23, 2007

FC Porto - a mais excitante equipa portuguesa

UM SILÊNCIO ENSURDECEDOR


"A Polícia Judiciária (PJ) queria prosseguir a investigação do designado caso Mantorras, em que eram visados o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e os empresários Jorge Manuel Mendes e Paulo Barbosa, mas o Ministério Público de Lisboa optou por arquivar o caso sem atender a uma proposta de quebra de sigilo bancário de duas contas sedeadas em paraísos fiscais. Em causa estava a averiguação da identidade dos verdadeiros beneficiários de cerca de 750 mil euros provenientes da venda, ao Alverca, de 50% do passe do futebolista que ainda eram propriedade da empresa de Jorge Manuel Mendes.
Esta foi uma das divergências implícitas entre a PJ e o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) do MP de Lisboa, liderado pela procuradora Maria José Morgado. Outra foi a circunstância de, no despacho final do processo, datado de 6 de Setembro, o MP apenas ter apreciado o eventual crime de participação económica em negócio enquanto a PJ catalogou a investigação em redor também do ilícito de peculato e eventual fraude fiscal. De acordo com informações recolhidas pelo JN, a PJ estava a averiguar todos os fluxos financeiros decorrentes dos direitos sobre o passe do jogador angolano - sobre o qual, recorde-se, houve a suspeita de que Vieira se teria apropriado de parte das verbas, por ter sido dono de 60% do passe e ter tido intervenção no negócio enquanto líder do Alverca e gestor do Benfica - e deparou-se com uma declaração falsa por parte de Jorge Manuel Mendes, que seria descoberta após o levantamento do sigilo bancário de uma conta das ilhas Caimão da "off-shore" "Almond". Por 50% do passe de Mantorras, este empresário recebeu 1,6 milhões de euros e desse dinheiro transferiu 750 mil euros para a referida Almond. De seguida, fez constar na contabilidade da PGD, a sua empresa portuguesa localizada em Coimbra, que essa verba seria para pagar a um empresário do Paraguai de nome Francisco Ocampo, com vista à aquisição de parte dos direitos de dois jogadores paraguaios. Acontece que, depois destas declarações de Mendes no processo, o sigilo bancário da conta da Almond nas ilhas Caimão foi levantado e a PJ descobriu que os titulares da conta eram o próprio empresário e a mulher e não qualquer emissário do Paraguai. Confrontado pela PJ com esta descoberta da investigação, Jorge Manuel Mendes remeteu-se ao silêncio. No mesmo procedimento de quebra de sigilo, os investigadores detectaram que os 750 mil euros foram desdobrados em duas tranches de 324 mil euros que seriam transferidas para contas de duas outras sociedades de paraísos fiscais a Minshall Management Inc. e a Hervey Management Ltd. As contas destas duas entidades estavam sedeadas em Caimão e na Zona Franca da Madeira. Razão pela qual a PJ sugeriu nova quebra de sigilo, a fim de conhecer os verdadeiros beneficiários do dinheiro e eventualmente confirmar se seriam Jorge Manuel Mendes e um sócio, que entretanto foi viver para o Brasil e nunca foi encontrado pela investigação. Só que o MP acabou por ignorar esta proposta e optou por arquivar o caso. Conforme o JN ontem noticiou, um dos principais argumentos foi o facto de não terem sido encontrados sinais de fluxos financeiros indiciadores de que Vieira possa ter ganho dinheiro ilicitamente com os negócios de Mantorras. Isto apesar de DIAP de Lisboa ter classificado como sem qualquer credibilidade a versão de Vieira no que toca à data de um contrato de cedência, ao Alverca, de 60% dos direitos sobre o passe de Mantorras de que era detentor em nome pessoal."

Nuno Miguel Maia, JN

Praticamente, só o JN e alguns blogues falaram dos DETALHES deste surpreendente arquivamento, pelo DIAP de Lisboa, do chamado caso Mantorras.

E agora algo completamente diferente

sábado, setembro 22, 2007

Top 5 dos golos mais improváveis

SERÁ DO ANTICICLONE?


Reconheço que ainda não consegui curar a depressão de umas férias bem passadas, sobretudo ali algures em Algoso, no rio Angueira. E não a vou curar tão depressa se continuar a ver telejornais... Reparem: no último, vi uma deputado dos Verdes-por-fora-e-vermelhor-por-dentro reclamar a retiradas das placas de amianto das escolas, uma deficiente lisboeta sugerir a retirada da calçada portuguesa porque dificulta a mobilidade das cadeirinhas, o Paulinho das Feiras a falar de megabites, o Sócrates de surf, o Louçã todo excitado só porque o Sócrates não conhecia três directores-gerais, o bastonário da ordem dos advogados a justificar o que não tem justificação com o maior dos desplantes, um tipo de Audi A4 a reclamar da subida do preço do gasóleo e o Mourinho a dizer que está feliz por sair do Chelsea e que quer o melhor para o clube que acaba de lhe dar uma pipa de massa, para além de considerar abjecto que alguém pensa que quer voltar a treinar em Portugal. Ok, a "silly season" deixou de ser sazonal. Mudei de canal e vi a "Dália Negra" e confesso que não percebi nada. Se calhar estou a ficar estúpido. Prometo que amanhã vou ver o programa do Fernando Rocha...
PS - Entretanto, o Vitória do tio Manel upa, upa. Claro!

sexta-feira, setembro 21, 2007

GENTINHA


Há gente que cansa. Gente que fala mal dos jornais e dos jornalistas mas que perde tempo com eles. Gente que frequenta blogues que detesta mas a eles se dedica com invulgar fanatismo. Gente que considera o clubismo uma forma de estar na vida mas que não sabe estar na vida apenas com o sentido de a desfrutar. Gente que sabe ler mas que não sabe interpretar. Gente que pensa que o humor é uma arma de agressão e não apenas uma boa maneira que nos resta de passar o tempo breve da nossa existência neste planeta perdido no cosmos. Gente que inveja os outros porque na realidade como gente não se sabe dimensionar. Gente mesquinha. Torpe e trôpega. Gente vulgar, miserável, triste. Gente que por não ser gente nem sequer reagente provoca até alguma piedade. Mas o que seria de nós, afinal, sem essas amostras antropológicas?

À vossa!

AH LEÃO!


Quem é, quem é o dirigente do Sporting que esteve envolvido na recente inauguração de um peep show alfacinha e que também faz uma perninha nos salões eróticos portugueses?

Não é pecado, mesmo para quem mora ao lado.

SKIP

Não dá para entender. Há quem conclua que José Mourinho não se demitiu nem foi demitido - apenas se chegou a um acordo entre as duas partes. Mais ridículo só mesmo o penteado estilo relvado Alvalade XXI do Diogo Feio, novo líder parlamentar do CDS-PP.

PS - Já para não falar daqueles que disseram que o futebol inglês será sempre dividido entre o antes e o depois de José Mourinho... O site da Gestifute não teria ido tão longe!

PS 2 - Neste caso ficamos também a saber que o silêncio se pode comprar. Em se tratando de Abramovich...

quinta-feira, setembro 20, 2007

J.J.


Chamam-lhe "cavalo branco" e muitos são os que o criticam por dar muitas calinadas. Mas a verdades é que Jorge Jesus continua a armar boas equipas. Hoje, na Arena de Munique, o Belenenses honrou o futebol português graças à organização que apresentou face ao poderoso Bayern, num estádio cheio. Jesus pode não ter latim e pode andar a pregar no deserto mas não há dúvidas que, à sua escala, lá vai continuando a fazer milagres...

MOURINHO OUTLET

Nem de propósito. Ando a ler a biografia de Abramovich e no meio da leitura...pum, lá vai Mourinho! Confesso que foi algo que não surpreendeu, agora que estou bem mais por dentro da personalidade do magnata russo que manda no Chelsea e não só. Roman, apesar do simpático sorriso, não é homem para, depois de ter subido na vida a pulso e com grande dose de risco, muitos graças ao velho amigo Yeltsin, é verdade, permitir que um seu empregado se arme durante tanto tempo em símbolo do clube que é a sua menina dos olhos. Não. Roman começou a vender patinhos de borracha e teve de lamber muitas botas até conseguir pôr a mão no petróleo que era do povo e que agora é de quem o tem, embora esteja tentado a considerar que o Jerónimo de Sousa nada tem a dizer sobre este assunto agora que as contribuições russas já não são aquilo que eram para o PCP. Chegados à Atalaia, a distância até Tróia é curta, pois é aí que Mourinho está a construir a sua bela mansão, ao lado dos administradores da Sonae que se salvaram da implosão das torres dos morcegos, e é aí também que pode passar os próximos tempos a congeminar com o Luís Lourenço mais uma ode à sua personalidade ímpar. Que o é, sem dúvida. Mas calma. Mourinho também tem os seus problemas...e um deles foi deixar-se ficar nas mãos de Abramovich, quando percebeu que o russo estava a afiar a faca. Pois, eu sei, o homem tinha contrato até 2010 e as telhas e os pátios da casa de Tróia... Nestes 3 anos em Stamford Bridge, Mourinho ganhou 2 campeonatos ingleses, perdeu um para o Manchester e perdeu 3 Ligas dos Campeões. O Chelsea gastou incomensuravelmente mais em contratações que qualquer outro clube inglês e entretanto o Liverpool foi campeão europeu... Como diz um amigo meu, "ainda está para provar quem é que ganhou a Taça UEFA e a Liga dos Campeões no FC Porto - se o Mourinho, se o Pintinho", mas essa é outra história. Não exageremos. Mourinho é um grande treinador, um bom entretainer e um habilidoso comunicador. A questão agora é: para onde vai? Bem, o Benfica mudou há pouco de treinador, no FC Porto Jesualdo parece consolidado e da selecção ninguém tira Scolari enquanto andar por lá o ex-governador civil de Aveiro. Portanto, Mourinho vai esperar. O seu sonho de treinar em Itália pode concretizar-se a qualquer momento. E, se nada pintar, há sempre o LA Galaxy...

PS - É certo que esta história atinge o super EGO do 'The Special One' but 25 milhões de libras é muita, muita fruta! E por muito menos o accionista maioritário permite que o seu seja feito em frangalhos por alguns badamerdas que por aqui andam...

Ps 2 - Cinco vias para Mourinho: 1. Braga; 2. Selecção Nacional; 3. FC Porto; 4. Barcelona; 5. Inter de Milão

Ps 3 - Será que com isto a subida de Queiroz a técnico principal do MUN foi posta em causa?

FANTOCHADA


Simplesmente confrangedora a comunicação a meias de Scolari e Madaíl na sede da FPF a propósito dos 4 jogos de castigo ao seleccionador nacional. O seleccionador, ficou visto, num arremedo de conferência de imprensa, mais uma vez, não abdica do tachinho. Madaíl, por seu lado, diz que não é a FPF mas ao aparecer ao lado de Scolari marca a sua posição de apoio. Para coroar a sua performance, Madaíl ainda foi falar no Zequinha, dizendo que este casa nada tem a ver com o de Scolari. Enfim, uma coisa realmente deprimente.

PS - Não percebi a insistência em afirmar-se que Scolari pode ir para o banco nos jogos de sub-21...

quarta-feira, setembro 19, 2007

ADIDOS

Todos sabem que o futebol português tem um grande embaixador na UEFA, na FIFA e no Zoo de Lisboa e da Maia. Dá pelo nome de João Rodrigues mas os amigos conhecem-no por João Teddy, de 'Teddy boy', em honra de uma juventude irrequieta. O homem tanto pode ser encontrado a jantar com Pinto da Costa no Degrau Chá como com Vieira no Barbas. Vai a todos, está com todos, um verdadeiro zelling. Mas há outros figuras menos notórias e públicas que também continuam a movimentar-se nas altas esferas do futebol nacional e europeu. É o caso do antigo árbitro internacional António Garrido, que tanto faz assessorias de arbitragem aos Dragões Sandinenses como à UEFA quando serve de anfitrião aos árbitros que apitam no Dragão. Ei-lo a cumprir a sua missão ao volante do monovolume onde foi acondicionada a equipa do eslovaco Lubos Michel.
PS - Na longa seca que apanhei junto à porta 1 do Estádio do Dragão, à espera de uma credencial que so chegou sobre o momento do início do jogo, porque de facto a UEFA não discrimina ninguém, deu para apreciar a quantidade astronómica de borlistas que por ali apareceram e que tiveram direito ao seu bilhetinho. Impressionante.

VÉNIAS


Ontem, em S. Siro, Rui Costa lá fez a vénia aos adeptos do clube que o ajudaram a fazer milionário. O Benfica, esse, perdeu e ponto. Hoje, em Alvalade, Ronaldo marcou o golito que deu a vitória ao Manchester United, pediu desculpa pelo facto de ter cuspido no prato da sopa e saiu sob ovação dos lagartos.
Ok, é tudo muito bonito. Mas não se esqueçam que futebol é ganhar. Se tiverem dúvidas sobre o assunto, falem com JNPC.

RETOMA

A "Caras" desta semana - publicação do universo Balsemão, pois não... - tem Pinto da Costa e Filomena Morais como tema de capa, mais a Joana, filha de ambos. É o anúncio formal e público da reconciliação do presidente portista com a ex-secretária, agora apresentada como antiquária, vá-se lá saber porquê. O casal reconciliado garanta que agora é para toda a vida e até anunciou que vai viver para uma casa nova. Quanto a novo casamento, não há datas mas já há anel de noivado. Arrumado de vez está o romance de PC com a lojista de Fortaleza, Lisa, e os seus amigos respiram fundo. O homem caminha para os 70 anos e bem precisa de alguma paz familiar, o que tentará conseguir mais uma vez ao lado de Filomena, a mãe da sua filha Joana. Como diz a "Caras", "para que tudo seja perfeito só falta ultrapassar um problema: o entendimento dos nossos quatro cães". Mas até isso "está a correr melhor do que nós pensávamos". Ainda bem.

STRIPPED FOR ACTION

É o título destas duas deliciosas páginas da "Champions", simplesmente a melhor publicação desportiva europeia. Estou a falar da revista oficial da Liga dos Campeões e deste artigo sobre equipamentos inspirados em pijamas, jockeys, camuflagem militar e paletas. O Benfica ocupa um lugar de destaque com o seu equipamento cor-de-rosa, que o editor justifica como uma pequena homenagem ao Mateus, sim, mas ao rosé. Não coube na foto mas está lá o equipamento amarelo eléctrico do Chelsea numa série que começa com o antigo equipamento (também fora de campo) do Heart of Midlothian, de 1873, ainda com calça em vez de calção e um coração vermelho a destacar-se no pólo. Aquele equipamento do prémio de montanha do tour é do Bolton Wanderers, de 1884, chegue-se o patriótico equipamento do Cherterfield, de 1889, o colorido equipamento do Watford, de 1904, o arco-íris do Bochum, 1997, e o camuflado do Sty. Pauli, representante de um célebre bairro de putas de Hamburgo onde eu ingénuo o ano passado perguntei ao Aurélio Palha o que estavam umas jovens a fazer à porta do McDonald para o saudoso me responder que estava tudo ao ataque, ao contrário do FCP de Jesualdo...

terça-feira, setembro 18, 2007

SOUBE A POUCO

Grande ambiente no Dragão e um grande início de jogo do FC Porto. Cheguei ao meu lugar já a bola rolava, mas cheguei, que é o mais importante. Não deu para perceber como o FC Porto não soube aproveitar a vantagem de jogar os últimos 32+2 minutos com mais um homem em campo. Acho que alguém se borrou um bocadinho... Empatar com o Liverpool nunca pode ser mau mas tendo em conta a maneira como o resultado foi conseguido, soube a pouco para o FC Porto. De notar o respeitinho do vice-campeão da Europa, que depois do 1-1 andou por ali a tentar segurar o pontinho.

RANKING

[ampliar para ver]

No ranking de sempre da Taça dos Campeões Europeus e da Liga dos Campeões, o Real Madrid continua a ser o fugitivo. O Benfica, em 7.º, continua a meio do primeiro pelotão, enquanto o FC Porto se aproxima. Apenas 37 pontos separam os dois grandes lusos. O Sporting não é desta corrida, surgindo em 67.º lugar nesta classificação onde as vitórias valem dois pontos e o empate naturalmente um.

segunda-feira, setembro 17, 2007

CRITÉRIOS

Fiquei hoje a saber como foram escolhidos pela UEFA os melhores futebolistas da última época. Jesualdo Ferreira fez parte do painel do júri e votou em Cech na posição de guarda-redes, em Ricardo Carvalho na de defesa, em Lampard na de médio e em Kaká na de avançado. Graças a Ancelotti e Mancini, que votaram em Gerrard, a escolha de Kaká não foi unânime mas nem por isso Cristiano Ronaldo deixou de ficar a zeros.

SIGA A RUSGA


Acho que chegou a altura de pôr um ponto final no caso Socolari. Está visto que vai ser muita parra e pouca uva: um castigo de 2 meses, um walkie-talkie para o Murtosa e está resolvida a questão. O próprio Scolari já mostrou a sua despreocupação, divertindo-se à grande num restaurante de Lisboa. Como o Camilo Lourenço entretanto disse que o incidente não afectará o contrato do treinador com a Caixa e os relógios, a vida pode continuar que quem se vai lixando é quem, no fundo, pouco tem a ver com o assunto. Tudo espremido, "isto" deu apenas mais um motivo a PC para fechar as portas do seu estádio a alguns rapazes que não vão à sua missa nem que a ele se confessam. Exercícios de genuflexão não estão aos alcance de todos e TODA A VERDADE é apenas um programa da SIC sobre acontecimentos no Iraque ou no Arizona, que isto de apurar se PC telefonou mesmo a Madaíl, que estava em meditação no Tibete, só confirmando com a malta das escutas.

PS - Faço uma espécie de mea culpa pois também andei a bater no ceguinho, embora em programas televisivos quase confidenciais. Bem vistas as coisas, como diz o BB, tapas e caipirinhas até é coisa para combinar.

LUGAR ONDE


Num absoluto exclusivo universal, aqui se revela onde é feito o grosso da produção de BnA. Há quem garanta que sou um tipo pouco organizado mas a verdade é que gosto de ter tudo à mão de semear.

APITO ENCARNADO III


Será verdade que Carolina Salgado recebeu 20 mil euros à cabeça para avançar com o livro que foi best-seller e que a editora D. Quixote apenas decidiu avançar depois de ter garantida uma generosa encomenda de livros de Luís Filipe Vieira?

Quem me pode dizer qual foi o quadro de Cargaleiro, com cores preponderantes de vermelho e amarelo, que pertencia a Pinto da Costa que Carolina Salgado ofereceu a Luís Filipe Vieira e que o presidente do Benfica posteriormente devolveu?

Quem é o assessor de um clube da I Liga que inicialmente fazia a ponte entre a Leonor Pinhão e o Mourinho no sentido de Carolina retirar determinadas passagens do seu livro?

Quem foi o empresário que entregou a um jornalista amigo de Carolina um envelope cheio de notas?

Quem são o Pedro e o Gaspar que querem associar-se a Carolina para formar uma sociedade de agenciamento de jogadores?

Quem é o jornalista que escondido numa arrecadação da garagem de Carolina lhe ditava os nomes dos árbitros que a própria denunciou?

Será verdade que o primeiro encontro de Carolina com Vieira se deu no apartamento de um maratonista dirigente do Benfica?

Quem será o jogador que Luzia, que trata PC por boi, conseguiu meter no FC Porto?

O filme corrupção rendeu só 10 mil euros de direitos de autor a Carolina?

Na célebre cena da agressão a Carolina será verdade que esta esteve quase a conseguir empurrar PC de costas pelas escadas abaixo?

Será verdade que nesse episódio Carolina quando entrou na casa de banho não tinha arranhões no pescoço e quando saiu estava no estado que foi tornado público?

Com quem é que Carolina terá tido um caso amoroso ainda quando vivia com PC? Uma banana para quem adivinhar...

Será verdade que Carol vestia camisas de noite provocantes sempre que o dr. Póvoas era chamado lá a casa?

CHAMPIONS



Hoje, de manhã, no Dragão, sob a égide da UEFA. Uma conferência de imprensa morninha na qual não me apeteceu fazer perguntas, tanto mais que o P. Santos estava com a corda toda e bem precisa pois está prestes a ser papá. O FC Porto escolheu Lucho para acompanhar Jesualdo. O treinador não quis falar inglês e acho que fez muito bem, também só estavam dois bifes no auditório onde os extintores são prateados. Antero Henrique sentou-se na primeira fila, ao lado de Rui Cerqueira, e abandonou a sala a meio, para voltar logo a seguir, vá-se lá saber quem estava por detrás da porta corta-fogos. E assim se passou uma manhã, também à cavaqueira com os nossos camaradas Miguel Torrão, Nuno, Paulos e companhia. Uma manhã tranquila pois mais uma vez tive o privilégio de contar com o "backup" do Luís Vieira, um repórter-fotográfico de alto calibre, ou não tivesse feito o seu exórdio no melhor jornal regional do país.

SE NÃO FOR VERDADE, DESMINTAM-ME

Final do Portugal-Sérvia. Scolari continua incontrolado quando chega à zona de entrevistas rápidas. Luís Baila confronta-o com os factos já indesmentíveis. Scolari faz de conta que nada aconteceu. Terminado o directo, o seleccionador cresce para o repórter e vocifera: "O teu chefe queria é que eu metesse o Quaresma!" A coisa promete quando a providência de novo tira Scolari deste triste filme.

domingo, setembro 16, 2007

VÍTOR OLIVEIRA


Um treinador excelente que prima pela excelência dos seus comentários televisivos. Um grande reforço da Sport-TV, pena que por pouco tempo...

CHALÓ


A primeira vez que ouvi falar de Francisco Chaló foi por causa do bom trabalho que estava a fazer no Pedras Rubras, que nessa época era uma espécie de satélite do Leixões. Acompanhei depois a sua ascensão para o Feirense e posterior queda, até o encontrar, no princípio deste Verão, nos estúdios do Porto Canal, onde ambos participamos num debate também com José Guilherme Aguiar (que pouco nos deixou falar...). No final, trocámos algumas impressões e confirmei o que já tinha sentido durante o debate: estava perante um homem com ideias estruturadas e ambicioso. Aliás, antes de nos despedimos o Chaló disse ao Fernando Tavares, director de informação do canal da Senhora da Hora, que estava iminente uma grande notícia. Poucos dias depois, para surpresa geral, assinava pela Naval 1.º de Maio. O presidente navalista, ícone folclórico do nosso futebol não apenas devido ao chapéu que usa e aos fatos brancos que veste, justificou a contratação com o facto de ter gostado muito do futebol praticado pelo Feirense, quando esta equipa era adversária da equipa da Figueira na Liga de Honra. Esperei para ver. Chaló acaba de ser despedido depois de ser goleado na Luz, onde até acabou em cima do Benfica. Mas já se sabia que tinha o destino traçado. Aprígio está mesmo apostado em ser recordista de chicotadas psicológicas. Quanto a Chaló, deve ver isto pela positiva, quanto mais não seja teve a oportunidade para aparecer nas grandes transmissões televisivas e nos jornais desportivos com outra frequência. O que lhe aconteceu no fundo acontece a todos. Até a José Mourinho.


Boa sorte, mister. A selva é assim...

sábado, setembro 15, 2007

JORNADA 4

Campeão imparável, com um triunfo suado mas tranquilo, a mostrar que o mais difícil vai ser mesmo...perder pontos. Pouco depois, na Luz, uma ENORME golo de Rui Costa, um daqueles momentos que nos fazem amar o "association"

ps - entretanto, no Dragão, desaparecerem as credenciais dos jornalistas do "Record" e do "Correio da Manhã", efeito provável do "caso Socolari". No mínimo, irónico.

BOFETADA


Carlos Carvalhal - que há quase um ano saiu de Braga porque não foi protegido como devia ser - deu uma bofetada na equipa da sua terra. Mais uma vez está a mostrar que sabe fazer omeletes com poucos ovos enquanto outros transformam rosbife em croquetes.

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...