sexta-feira, dezembro 30, 2005

As minhas histórias (6)


Estive há pouco a rever as imagens do Argentina-Inglaterra do Mundial 86, no México. Fui dos 80 ou 100 mil privilegiados que estiveram lá. Eu e mais uns tantos jornalistas portugueses que ficaram pela cidade do México após a frustrante eliminação de Portugal, após as derrotas com a Polónia e a Inglaterra e a surpreende vitória, no Tecnológico de Monterrey, sobre a Inglaterra. Sob um calor intenso, a 2000 metros de altitude, com as "olas" a correrem as bancadas, assistíamos ao jogo com alguma neutralidade mas com a emoção em alta devido à intenção da refrega. Eis que Maradona surge a aproveitar uma bola solta na área e a tocar para as redes, ganhando o duelo a Peter Shilton. Ao meu lado, ouço a voz rouca de Frederico Martins Mendes: "Foi mão". No nosso grupo mais ninguém viu (estavamos na outra baliza) mas o Fred repetia: "Foi com a mão, foi a mão".
Não a mão de Maradona, obviamente, mas a mão divina. De qualquer modo, o Frederico viu.

Mercadore 2


Fonte e Manduca - dois reforços "nacionais" para o Benfica. Um central e um avançado. Podia ser pior. O Benfica prossegue a sua política de se reforçar com valores emergentes e com experiência na nossa Liga. Faz bem. Quanto ao Sporting, descobriu um nº 10 que ninguém conhecia, já se notando que Carlos Freitas está a dar as cartas do baralho do costume. Abel é um bom reforço e a devolução de Wender natural. Quanto ao FC Porto, é sabido que se meteu na guerra por Moretto, para chatear o Benfica... Os dragões têm dois excelentes guarda-redes, dois galos para um poleiro, para que precisam de um terceiro? Só mesmo para chatear o grande rival. Anderson sempre vem aí, McCarthy afinal vai de CAN e ninguém estranhará se no início da próxima semana se apresentar no Dragão um ponta-de-lança. Duda e mais quem? É o que iremos saber em breve. Aceitam-se sugestões.
E UM BOM FINAL DE ANO PARA TODOS. QUE 2006 SEJA UM ANO CHEIO DE PICA.

terça-feira, dezembro 27, 2005

à beira mar pasmados


A LIGA DE HONRA ESTÁ A IMPLODIR, MAIS DE METADE DOS CLUBES DA I LIGA ESTÃO COM SÉRIOS PROBLEMAS FINANCEIROS E É A GRANDE REBALDARIA NOS ESCALÕES INFERIORES DEVIDO À ESTUPIDEZ DO QUADRO COMPETITIVO. ENTRETANTO, UM CONGRESSO DO FUTEBOL ITINERA PELO PAÍS ENQUANTO OS CANDIDATOS PRESIDENCIAIS DEBITAM GAFFES E GASTAM RIOS DE EUROS. O IMPORTANTE É A OTA E O TGV - NÃO CHEGOU O EXEMPLO DOS MEGAESTÁDIOS PARA NOS DESVIAR DO MAU CAMINHO... A REALIDADE NUA E CRUA SÃO AS ESCOLAS SEM MEIOS, OS HOSPITAIS SEM MÉDICOS E SEM CAMA, AS CRIANÇAS DOS GUETHOS DITOS SOCIAIS, O EDUARDO PRADO COELHO E AFINS, O PENICO PENIM, AS NOVAS GRELHAS E AS 'NOVAS' NOVELAS, OS SMS DE NATAL... O PAÍS TRESANDA. E NÃO ANDA. POIS NÃO.

segunda-feira, dezembro 26, 2005

fumarola



NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA

o preço do tabaco, em Portugal, vai aumentar 45 cêntimos.

Já é perseguição, Dieguito!

LUXA



Luxemburgo foi apresentado como treinador do Santos. Sobre a sua experiência no Real Madrid disse que foi "fantástica". Gostava de saber em quê e porquê.

Já se fala na possibilidade de "Luxa" ser o seleccionador do escrete após o Mundial da Alemanha.

Há treinadores que nasceram mesmo com o cú virado para a lua...

EXEMPLO


No passado dia 22, fez um ano que Luis Fernando Montoya foi baleado em casa por um grupo de assaltantes. O melhor treinador da América, em 2004, adversário do FC Porto na última edição da Taça Intercontinental, ficou tetraplégico. Hoje vive assistido por duas enfermeiras e com a ajuda de um respirador, que tem a esperança de retirar nos próximos meses. Das janelas do seu quarto vê-se o azul das montanhas que rodeiam Caldas. "Quero voltar a treinar", já disse, a custo, Montoya.
A vida é demasiado preciosa, mesmo quando precária, para deixar de ser vivida.

MERCATORE


Andam pra aí a inventar um campeão de Inverno, o FC Porto, quando o Inverno só está a começar. Claro que ninguém dá pelo seu princípio porque cai em cima do Natal e a turbulência que este gera é tal que nem tempo temos para cortar as unhas quanto mais para pensar nas estações do ano, na rotação da terra, na fase da lua ou nos eventuais reforços do Benfica. É a vida, como diz uma amiga minha. Eu sei que é mas, não fosse a alegria das criancinhas, esta era uma época que às vezes dispensávamos. Não dá? Ok. Pronto, cá vai: Moretto parece que afinal não vem para o Benfica e que já está apalavrado com o FC Porto. Os encarnados continuam a dar bónus ao grande rival PC. Já se sabe que o "Papa" tem especial preferência por presas benfiquistas e parece que abocanhou mais uma, embora tenha em casa dois grandes guarda-redes. Vítor Baía e Helton. É no que dá a fartura, embora se saiba que os orçamentos dos grandes não andam propriamente em tempo de vacas gordas. Mas como o Chelsea já anda aí a cheirar o melhor médio de ataque da nossa Liga, Lucho González, pode ser que saia mais um jackpot à SAD portista, que bem pode mandar um presente especial de Natal a Roman Abramovich. O homem não precisa? Pois. A propósito, há duas versões a correr sobre o Natal de Abramovich: passou-o no seu iate ao largo das ilhas Fiji ou à volta de uma fogueira na estepe siberiana. Estou inclinado para a primeira hipótese. Só não percebo porque não convidou o dr. Chumbita para perceber como se pode ganhar sem gastar rios de dinheiro. Há sempre coisas difíceis de entender. Aqui ao meu lado, o Chelsea esteve a ganhar por 2-0 ao Fulham mas deixou-se empatar. Estou em crer que ainda vai ganhar e se neste momento apostasse 1000 euros ia ganhar 400 com a vitória dos "blues" de Londres mas não tenho 1000 euros, nem 500. É a crise, como disse o nosso "primeiro" Socas na mensagem de Natal que dirigiu aos portugueses. Temos de viver com o que temos e esperar pelo regresso da nossa Liga. Ainda vem aí o Ano Novo, festa verdadeiramente pagã e sem os salamaleques do Natal. Ufa! Já quase me esquecia falar do Manduca e do Benfica. Eu cá preferia o Benachour mas o homem vai de CAN. Venha o futebolzinho de depressa para que a vida continue a correr. Tanto mais que, dizem, o mercado vai abrir. E não estou a falar do Bolhão ou da Ribeira. Estou a falar desse mercado onde toda a gente tem comichão. Não disse que toda a gente come no chão. Mas também não disse que o fazem no deck de um iate que navega nas águas calmas do Pacífico. Bora-bora, que isto é uma pressa.

sexta-feira, dezembro 23, 2005

FELIZ NATAL


Uma jornada com um golo-que-não-foi (e que deu a vitória ao Gil Vicente), com um golo có(s)mico (em Penafiel) que não foi validado, a surpreendente goleada do Nacional do Bessa (a justificar o envergonhado silêncio de treinadores e jogadores boavsteiros), Estrela e Belenenses a respirarem um pouco, o Vitória de Guimarães com um jogo "engraçado" mas cada vez mais desgraçado, o Sporting juvenil mas pujante e com Liedon de regresso aos golos, o Benfica a viver de Nuno Gomes e da taça de Petit e o FC Porto a confirmar que está num bom momento, pena é a pausa natalícia, que pode interromper a boa "racha". Posto isto, festas felizes para toda a clientela do BnA. Voltaremos depois das rabanadas.

quinta-feira, dezembro 22, 2005

e viva o Leixões


Hoje fui ao...Mar. Ao estádio, claro. Fui ver o meu Leixões bater o Gondomar do leixonense Nicolau Vaqueiro, um dos bebés. Estamos mesmo numa boa onda. A equipa ganha, está no topo e nas bancadas estiveram, numa tarde de trabalho, cerca de 3000 espectadores. Mais a mais, o fino e o pau com chouriço da superior não estão inflaccionados, com dois euros está feita a festa, embora o bilhete de sócio custe 6,5 euros... Mas pelo Leixões vale tudo. Um clube a caminho do escalão máximo. Onde deveria ter lugar cativo.

BOA RECEPTAÇÃO

QUEM É QUEM É O ARTISTA QUE ANDA A VENDER TELEMÓVEIS GAMADOS A FUNCIONÁRIOS DE UM ORGANISMO OFICIAL DO NOSSO FUTEBOL? UMA BANDEIRINHA DOURADA DE NATAL A QUEM ADIVINHAR.

assim é que sabe bem


No último minutinho, Nuno Gomes fez golo fantástico. Moretto só podia ser batido daquela maneira. O Nuno deu um jeito à bola com o braço? Não me parece... Não se esqueçam que um pouco antes Micolli fez golo mas o árbitro assinalou-lhe, mal, fora-de-jogo. O Benfica fez muito para vencer o jogo contra uma defesa à prova de bola. Está agora a 3 pontos do próximo campeão nacional. É animador.

segunda-feira, dezembro 19, 2005

HABILITAÇÕES

A propósito das habilitações dos treinadores - tema na berra por causa de Paulo Bento e de Hélio -, só uma pergunta: conhecem algum treinador que tenha chumbado nos cursos de 1º, 2º, 3º ou 4º nível? Se conhecerem alguém, digam. Eu não conheço. Mas conheço um treinador, até há pouco tempo numa equipa da Liga, que passou num curso de 4º nível depois de chumbar por faltas...

SE BEM ME LEMBRO

Artur Jorge disse um dia que o Benfica era "um circo". Neste momento a SIC mostra o Benfica no circo. Está tudo explicado.

OBSCENIDADES


Foi uma cena quase obscena: os sócios do Vitória de Setúbal a aplaudirem Hélio como novo técnico, sob o patrocínio do presidente Chumbita. Norton de Matos saiu em grande. Foi treinador, foi homem e foi amigo. A novela do desespero e da vergonha prossegue em Setúbal.
ps - também é verdade que os comício do Estado Novo estavam sempre cheios

EM QUE FICAMOS?


Terminado mais um INK/BnA, eis o primeiro resultado dúbio. 23 por centos dos "respondentes" entendem que Co Adriaanse é um "parolo holandês" enquanto outros tantos acham que é "benfiquista". Para 16 por cento, o holandês é "uma anedota" e 8 por cento consideram-no "o génio da lâmpada" e "masoquista". Sem comentários.

domingo, dezembro 18, 2005

JORNADA 15


...E o Benfica lá ganhou, apesar de à frente da baliza do Nacional ter estacionado uma manada de elefantes. O portuense Jorge de Sousa não imitou Paraty no jogo do título da época passada porque desta vez houve mesmo falta de Luisão. É o efeito "apito dourado" a prevalecer na Liga, caso contrário o Glorioso tinha ficado a 8 pontos do FC Porto e não ultrapassava o Sporting. Onde é que já vimos isto? Pouco depois, no Dragão, a rapidinha de Bruno Amaro foi só fogo de vista. Este Penafiel já está na Liga de Honra mas ninguém lhes disse. Lucho, Quaresma, Lisandro, Diego e Assunção em optimização acelerada, se continuarem assim o título está garantido para o FC Porto. A vitória do Sporting foi juvenil mas é assinalável. Bento está na jogada, embora muito atrasado. O Sp. de Braga despertou e em boa altura. Nunes e Tomás resolveram - o melhor central da Liga e o melhor ponta-de-lança. Jorge Jesus continua a somar em Leiria - o homem pode não ser "O Mestre da Táctica" mas que a sabe levar, sabe.

sábado, dezembro 17, 2005

O menino que abafava nas palhinhas


Um menino dormia no meio das palhinhas. Filho de mãe incógnita e de pai poderoso, o criador do Universo e do Mundo, esse menino sonhava já com o dia em que ia passear de fio dental em South Beach. Mas o todo-o-poderoso depressa o dissuadiu. No fundo, ela tinha vindo ao Mundo com uma missão bem definida: salvar os homens do pecado. O menino cresceu, até podia ter entrado numa ópera rock ou fumado crak mas nessa altura nada disto era moda. Por isso, o menino-homem teve de fazer ao caminho e enquanto caminhava foi pensando que era o Messias. Uns tantos quantos seguiram-no. Depois de ensinar os doutores do Templo, de passear sobre as águas do Mar Morto e de abençoar prostitutas, ainda pensou que no mínimo um dia podia ter o prazer de se bronzear na Praia 14 da Costa da Caparica. Debalde. Lá de cima chegaram ordens e estas ordens não se discutem, não cumpri-las dá direito a despedimento com ou sem justa causa. O menino, já chamado Jesus, como facilmente adivinharam, acabou morto pregado numa cruz, o que deu muito jeito ao Mel Gibson e a mais uns tantos realizadores de cinema de Hollywood, que foi o máximo que ele se conseguiu aproximar do American Dream, sendo que à época a América era apenas habitada por tribos de sioux, apaches, aztecas, maias e uns tantos indiferenciados que aguardavam a chegada de bandidos portugueses para fazer o melhor país do mundo – o Brasil. Onde, por sinal, ainda hoje se venera muito Jesus, embora nunca desprezando o cadomblé e outras artes afins. Nunca fiando...
(podia ter encontrado uma maneira mais simples e até original de falar do Natal, mas não estou propriamente com espírito natalício, se querem que lhes diga passava e ia já para 3 de Janeiro, mas tenho também de respeitar as ordens dos superiores)
Ainda estive tentado a pedir a ajuda a Mr. Google ou ao seu compadre Mr. Yahoo para compor esta prosa com alguns factos e outras tantas lendas. Por exemplo, a dos reis Magos, que, mesmo sem GPS, e guiando-se por uma só estrela, ao contrário dos bandidos que contribuíram com uma quota de 50 por cento na feitura do Brasil, conseguiram encontrar um palheiro específico no meio da Galileia, escapando às barreiras de estrada dos israelitas e às pedradas da malta da intifada. Não havia nada disto? Nem fio dental? Nem cinema? E o 'Apito Dourado', também não?! Como diz um amigo meu: “Tocar ao bicho é agradável e seguro mas mijamos melhor se dermos uma queca”. Ora aqui está uma frase que, dirá já o leitor, não vem a propósito de nada. Mas até tem a ver. Eu explico. De pouco teria servido todo o trabalho milagreiro que Jesus teve se não tivesse provocado um orgasmo a sério aos judeus que o crucificaram no meio de dos bandidos, se bem que estes nada tivessem a ver, obviamente, com os achadores do Brasil e digo achadores porque ninguém descobriu o Brasil, ele já lá estava quando os tugas ali chegaram, felizmente em época de procriação das índias patachós ou tupiniquins, não interessa, o que importa é que elas ontem como hoje estavam disponíveis para a fornicação, acto simples e terapêutico que nada tem a ver com o amor e do qual só às vezes resultam danos colaterais.
Caminhamos para 25 de Dezembro com alguma apatia, em crise quase profunda e sem grandes desafios. O mundo está descoberto, o terceiro segredo de Fátima já foi revelado e saiu mais uma lâmina da Gillete que nada acrescenta às outras para além do preço. No tempo de Jesus não as havia e o resultado sentiu-se alguns anos mais tarde, ali por 1960, quando alguns americanos caucasianos deixaram crescer as barbas e começaram a fumar erva da Jamaica. Há quem me garanta que Jesus e os seus discípulos também se pedravam e por isso é que alucinavam tanto. Mas acredito tanto nisto como na imagem de Fátima sobre uma azinheira da Cova da Iria, ali a seguir às bombas da BP da A1. O único milagre que me aconteceu nos últimos tempos foi conseguir dormir até ao meio-dia sem que o telemóvel tocasse. O que foi excelente. Quando criança esperei sempre muito do Natal e nunca me desiludi. Até o vi várias vezes, facto que nada espantou a minha mãe, que conhece bem as minhas qualidades paranormais – pequenito ainda, amiúde surgia em casa dizendo que tinha falado com alguns conhecidos, o que seria perfeitamente normal se estes não tivessem já falecido. Ainda hoje a minha mãe tem algum respeitinho por mim devido a esta qualidade e que devo ter sido o único filho que ela, por pudor, nunca levou ao exorcista. Obviamente, em pequenino no Carnaval gostava de ir mascarado de Diabo e só me espanto hoje que tal me tenha sido permitido. Nesta fase do campeonato é também comum criticar-se o consumismo. Mas não há nada de mais natural. Depois de José Saramago ter consagrado a shopingmania com a sua “Caverna” platónica, o que queriam? Que ficássemos todo em casa a ver o AXN em vez de ir queimar alguns euros para o Norte Shopping, contribuindo para o negócio do Tio Belmiro, um dos Messias da modernidade? Na. Reparem, o que gozou Judas com os vinténs que ganhou com a traição após uma última ceia onde, segundo Mr. Brown, havia o similar a uma ucraniana para animar a malta, que a ementa era fraca embora houvesse vinho na mesa? Eu sei do que estou a falar porque também em pequenino comi muitas vezes o corpo de Cristo e faço questão de dizer que foi de um Cristo já adulto e não criancinha, não vá aparecer por aí um procurador maluco a acusar-me de qualquer crime. Sim, eu sei, estou a falar de tudo menos do Natal. Desculpem qualquer coisinha mas o meu disco rígido está com problemas e desconfio que isto não vai lá nem com corrector ortográfico, tanto mais que tenho como som de fundo o debate entre Mário Soares e Francisco Louça, um agnóstico e um ateu.
À tua, portanto. E à vossa.
Feliz Natal.

sexta-feira, dezembro 16, 2005

ai que saudades, ai, ai*


ESTOU COM SAUDADES DESTE 'CARA'.
O HOMEM ANIMAVA MUITO A BLOGOESFÉRICA...

* expressão popularizada pelo jornalista Carlos Pinhão, um dos maiores do jornalismo português

A PONTES É UMA PASSAGEM...


Vítor Magalhães queria que José Peseiro fosse o treinador do Vitória. Mas o ex-treinador do Sporting prefere treinar uma equipa estrangeira. O presidente vitoriano deu tudo por tudo pelo Campino mas foi debalde. Manuel Cajuda era outro nome possível. Magalhães pensou ainda na possibilidade de ir buscar um treinador "desconhecido". Acabou, porém, por "preferir" Vítor Pontes. 27 chamadas no seu telemóvel de um famoso empresário ajudaram a decidir-se. Pontes aí está. O primeiro treinador que conheço que treina de óculos de Sol. Nem de propósito.

CAJUDA no BnA


Se o ano não estivesse a acabar, seria caso para dizer que esta era a contratação do ano. Manuel Cajuda vai escrever no Bola Na Área. Crónicas certamente cheias de vivências e vivas como a sardinha de Olhão. Cá ficamos todos à espera.

quarta-feira, dezembro 14, 2005

EXPLOSIVO


NÃO PERCAM, ESTARÁ HOJE NAS BANCAS, UMA EXPLOSIVA EDIÇÃO DA "FHM". E NÃO ESTOU A FALAR DE GAJAS MAS SIM DE FUTEBOL...

TANGO e não TANGA


Muito se tem dito e escrito sobre a política de contratações do FC Porto. Mas a verdade é esta: continua a ser o clube português com melhor raport quantidade-qualidade. Lisandro López e Lucho González aí estão para o confirmar. Dois jogadores competitivos, de qualidade e que poderão ser parte da argamassa do FC Porto campeão nacional 2005/2006.
O resto são balelas...

chuva na areia


Lição nº 1: no futebol, como na vida, quem anda à chuva molha-se.
Ontem, Gazzaev era o maior e o CSKA também.
Hoje, ficou fora da Taça UEFA que conquistou em Alvalade.


É a vida.

terça-feira, dezembro 13, 2005

MATOSINHOS CITY




Vivo numa cidade extraordinária. Reparem. Pedem-se bailarinas de dança do ventre em postes de electricidade (imagem 1), veículos ligeiros e carros da polícia circulam na linha do metro e no café "Fliying" é proibida a entrada de pessoas que usem boné.
Extraordinário, no mínimo.

segunda-feira, dezembro 12, 2005

MAIS UMA CORRIDA, MAIS UMA VIAGEM


Desculpem o 'silêncio rádio' mas também tenho direito a um período de "contenção verbal" - embora às vezes não parece, sou humano e tenho as minhas carências e necessidades. Pois bem, que querem que diga? Que o Benfica ultrapassou o Sporting como uma pé-de-Bento? Que o FC Porto esteve quase a sofrer o 2-2 mas conseguiu ir para o 3-1? Que o Braga vai a pique? Que o o Nacional continua a fazer os outros entrar pela Madeira dentro? Que o Vitória de Setúbal tem "chumbito" no sangue mas continua com as guelras bem abertas? Ou que o Paços, passo a passo, conseguiu colar-se ao Boavista? Já disse?! Fica dito. E agora, com vossa licença, vou continuar a fazer o meu caminho de Santiago...

sábado, dezembro 10, 2005


Tropecei no Blog "Máquina de Café" e não resisti comentar o post relativo ao «safari do Pai Natal pendurado, que parece assolar a cidade»...Curiosamente já reparei na escalada dos clones Pai Natal pelas varandas, janelas, canos e telhados do nosso Portugal adorado. Mas se o fenómeno reprodutor do Pai Natal 'clonix' está a invadir as nossas casas, não é menos verdade que os piscas-piscas das luzes de Natal nas mesmas varandas, janelas, telhados e canos está a assumir proporções de uma verdadeira 'pandemia'. Pelos caminhos de Portugal nascem verdadeiras comunidades de 'feiras populares' com luzes de todos as cores e sequências de piscas dos mais variados feitios. O que virá a seguir? Renas nos passeios, árvores de Natal em miniatura nos espelhos retrovisores dos automóveis, 'odes' ao perú e ao bacalhau, bolas de Natal em formato triangular? Oh Oh Oh!
* Roubei isto do blogue da Sara - labirintoderubik - porque vem muito a propósito da época que aí está a entrar em força. Bem, eu cá prefiro estas miúdas aos Pai Natal escaladores...

sexta-feira, dezembro 09, 2005

TAMBÉM VALE


Depois de páginas e páginas de loas ao novo Bento que sopra em Alvalade, uma estrela espatifou-se no relvado. Triunfo limpinho da equipa de Toni & Tony, com Bruno Vale a justificar bem o ordenado que o FCP ainda lhe paga. Depois de sofrer o golo do benfiquista Manu - outro que cumpriu a sua missão -, o Sporting tardou a reagir e quando tal aconteceu já era tarde. Para agravar, mais uma vez Liedson foi chamado para a marca dos 11 metros e foi o que se viu. O leão reencontra a sua crise natalícia. Com uma estrela de novo no cenário.

ANGOLA É NOSSA?



Mais sorte não podia haver. Mas, atenção, nestas coisas a sorte pode ser relativa... Não deixa de ser interessante, do ponto de vista étnico-histórico-cultural, este primeiro embate entre Portugal e a Angola que era nossa. Temos onze golos à melhor nos confrontos ditos amigáveis e alguma batatada pelo meio. Mantorras versus Pauleta, João Ricardo versus Ricardo, Figueiredo versus Deco. Do Mussulo a Ribeira de Pena, toda a gente gostou. Para completar o grupo encabeçado pelo mais fraco dos cabeças de série - o México -, tocou-nos ainda a "poderosa" selecção do Irão, na qual o português mais versado é Paulo Costa, que já apitou dois jogos da final do campeonato iraniano. Não sei o que Scolari vai dizer. Mas sei o que eu dizia: "Sorteio, não - sorte!"

COM TENSÃO


O FC Porto entrou em mais um período de "contenção verbal", expressão similar ao eufémico "ou tás caladinhos ou levas no focinho". Não, os altos comandos portista pela área da comunicação (ou, por norma, da falta dela) não falam em "blackout". Ora, há anos que o FC Porto e os outros grandes estão em contenção verbal, proibindo os seus craques de darem entrevistas e obrigando-os a comparecer nas conferências de imprensa quando estes querem tudo menos falar. Para já não falar na usurpação dos direitos de imagem. Mais uma vez se queixam os dragões de deturpação das frases em inglês do holandês Co Adriââânse. O homem consegue ter menos sotaque que José Mourinho e é verdade que algumas das suas tiradas têm sido algo descontextualizadas. Mas o jornalismo também é isso e um título não pode ter toda a informação e ser apelativo ao mesmo tempo. Uma coisa é querer controlar os media, outra domininar o meio e as suas técnicas. Descontos feitos, a verdade é que Co Adriââânse se põe muitas vezes a jeito de ser chacinado pelos tituleiros da nossa praça. Como deu para reparar quando disse que em dez jogos com o Artmedia o FC Porto só perde um e ganha nove. Ou que o empate podia ser um bom resultado com o Sporting se o jogo estivesse equilibrado. Para já não falar nos lenços brancos que disse que não viu no Dragão... Adriâââânse nunca esteve em contenção verbal - foi mais um caso sério de com tensão. É o que todos querem, eu sei, sem o "n" ebtre o "e" e o "s"...

quinta-feira, dezembro 08, 2005

CONTO DE NATAL


Algures no Pólo Norte, num iceberg patrocinado pela "Smirnof", reuniu-se o concílio do Natal. Bento qualquer coisa fez-se representar pelo seu homónimo, mais conhecido por "Beiçolas". O Papa propriamente dito não faltou e ocupou, como sempre, a posição central. Um major que já foi capitão e que deixou de ser para depois voltar a ser estava por perto e foi ele quem primeirou usou da palavra:
- Meus senhores, como sabem estamos em crise. Vamos ter de cortar este ano no orçamento das prendas de Natal.
O concílio gelou e as miúdas deixaram por momentos de rodar no ferro.
- Tem de ser. Está toda a gente sob escuta e os empreiteiros não me atendem o telefone.
E foi aí que o Papa falou:
- Meus amigos, o que têm os telefones a ver com isto?
Fez-se luz, se bem que esta palavra não seja muito querida por parte de Sua Excelência.
- Chamem aí os gajos- disse, naquela tom monocórdico que caracteriza o seu discurso.

Os gajos apresentaram-se: um travesti, um anjo e um cobrador da Carris.

- Mas para que é que nos servem estes...estes tipos?, perguntou o major, que também é o maior, sobretudo quando grita para a parada.

Falou primeiro o travesti:
- Eu ser russo.
A seguir falou o cobrador da Carris:
- Eu ser ucraniano.
E finalmente o anjo:
- Eu sou o Gabriel, mas não o da telenovela...

Após um silêncio glaciar, o Papa falou:
- Temos a garantia da Coca-Cola que o Pai Natal não nos vai esquecer. E por isso é que mandou estes três.
- Mas - interrompeu o maior - eu cá preferia que nos mandasse o director da PJ...
- Calma - cortou o maioral -, Roma e Pavia não se fizeram num dia e Deus, que é Deus, precisou de seis para criar o Mundo. O russo é especialista em desviar comboios-tanque com petróleo e o ucraniano é o patrão das miúdas. O anjo, que me conste, é o melhor de todos. Consta até que joga futebol no Fluminense...

Hermínio, futuro presidente da Liga, pediu a palavra:
- Eu, como grande especialista em basquetebol e corridas de carrinhos de rolamentos, só posso assinar por baixo.

- Estamos conversados, portanto. O maior vai para a Federação e o Bolinha para a Liga. E o Mesquita para a APAF. Temos o aval do Dias da Cunha, perdão, do Pai Natal.

Entretanto, no exterior, Luís Filipe continuava a tentar vender kits aos esquimós. Consta que 54 pinguins também aderiram.

O TABU


Mais um INK/BnA a contribuir para a transparência do futebol português: Paulo Bento deixou Liedon no gelo porque soube que Liedson tinha perdido na playstation com o Pinilla. É essa pelo menos a convicção de 30 por centos dos participantes num inquérito com uma amostra de fazer inveja às sondagens sempre falíveis do dr. Rui Oliveira e Costa. Ao mesmo tempo, 24 por cento desconfiam que tal aconteceu porque no Sporting já se sabe que na próxima época o "Levezinho" será jogador do Benfica ou do FC Porto. E esta, heim?

quarta-feira, dezembro 07, 2005

HISTÓRICO


Não há muito para dizer. Escreveu-se história no Estádio da Luz. A garra e a raça dos jogadores do Benfica, as apostas bem sucedidas de Ronaldo Koeman (muito bem Nélson a extremo direito; melhor ainda Alcides no lado esquerdo) e um apoio extraordinário.
Beto calou muitas bocas, Geovanni idem.

Ninguém pára o Benfica!

terça-feira, dezembro 06, 2005

As minhas histórias (5)

Mundial de 86 (temos muitas para vos contar). No campo onde Portugal treina, uma jornalista mexicana procura saber coisas sobre a nossa selecção. Fait-divers. Falo-lhe na balbúrdia dos prémios, na ameaça de greve, em alguma surtidas nocturnas...mas nada a convence realmente. Procuro, procuro e...voilá, talvez esta interesse: "Olha, há um jogador da selecção que tem seis dedos em cada mão!" A miúda não acreditou. Pedi-lhe para estar atenta e eis que a história se confirmou. O "seis dedos" foi mesmo notícia no dia seguinte na já de si exótica selecção portuguesa, em 86 a recuperar os tempos do PREC de 75. Álvaro acabaria ainda por ser o único "dissidente" do pós-Saltillo, não renunciando à selecção. O que lhe valeu outra alcunha da parte dos seus colegas saltillenses: "Miguel Vasconcelos". Uma história também sempre actual no 1º de Dezembro.
Nota: Álvaro já não tem seis dedos. Milagres da medicina.

???????

ALGUÉM ME PODE EXPLICAR QUEM É O DIRECTOR DE COMUNICAÇÃO DO SPORTING: JOSÉ GOULÃO OU RUI OLIVEIRA E COSTA? UM AVAL PARA QUEM RESPONDER CERTO.

CO LICENÇA


Como diz um amigo meu portista até em estado de coma: "De um treinador que se chama Co, e cujo nome se lê cú, não se pode esperar muita coisa". Mais uma vez Adriaanse provou que um equívoco pode ter duas pernas e calçar chuteiras. O FCPorto só não perdeu o jogo porque o árbitro perdoou duas grandes penalidades cometidas por Pepe. Com tudo a zero, Pedro Emanuel saiu para entrar Bosingwa - o objectivo era fazer adiantar César Peixoto no pantanal. Depois de ter controlado entre os 10 e os 45 minutos, Adriaanse tirou Diego, ficou com menos uma unidade no meio-campo e nunca mais a sua equipa ganhou as "segundas bolas" e os ressaltos. O jogo foi perdido aí. De que valia ter Hugo Almeida e McCarthy na frente se a bola não chegava lá. Vítor Baía, monstruoso, salvou os 150 mil euros do empate, fraca consolação para um campeão do mundo que se vê apeado da Liga dos Campeões e sem direito ao prémio de consolação da Taça UEFA. Não sei se se lembram, mas Adriaaaanse disse, há dois dias, que o FC Porto em dez jogos disputados com o Artmedia só perdia um. Esqueceu-se de dizer, porém, que podia empatar outro.

segunda-feira, dezembro 05, 2005

BALBÚRDIA NO OESTE


Os jogos entre o Marco e o Leixões há muito que são de alto risco. Foi o caso do último. Apesar da apertada vigilância policial, no fim do jogo o autocarro que conduzia os jogadores do Marco foi atacado pretensamente por elementos da claque matosinhense. Vidros partidos, alguns pontos e um grande susto. Lamenta-se a violência enquanto se recorda o histórico entre as duas equipas. No Marco, autocarros com adeptos do Leixões já tiveram a mesma "sorte".
Durante o jogo, as provocações foram várias, sobretudo vindas da claque do Marco. "Com Bibi em campo/canalha no sector/o perigo espreita", foi um dos panos levantados, embora por breves segundos, pelos Tuff Boys. Ao que a "Máfia Vermelha" respondeu com: "Povo ignorante aprendam com Amarante". Convenhamos que foi uma resposta bem melhor que qualquer tiro de paralelo no párabrisas de um autocarro.

domingo, dezembro 04, 2005

ADEUS CAPITÃO


Sábado, dia 3 de Dezembro. Chove no Olival. Jorge Costa é o último jogador portista a abandonar o centro de treinos. O momento é captado por David Augusto. No seu jeep Volvo, o capitão passa por mim e encolhe os ombros. O cacifo está arrumado. A Bélgica espera agora por Jorge, o central que um dia o jornalista Manuel Neto viu a treinar no campo da Ervilha, na Foz, e que indicou a Costa Soares. Aos 34 anos, Jorge Costa não pôde terminar a sua carreira no FC Porto. No que terá pensado quando acelerou na estreita rua dos Pardieiros e quando depois passou, a caminho de casa, pelo Estádio do Dragão, onde o cartaz a anunciar o campeão do mundo foi substituído por um anúncio da Rádio Popular? Esperem pelo próximo capítulo do livro...

sábado, dezembro 03, 2005

MANTORRAS, FINALMENTE


O Benfica lá venceu no "Caldeirão". Mantorras ressuscitou no momento certo. O Marítimo teve momentos em que podia ter virado o jogo para o seu lado. Mas Pedro, o grande, estava para a baliza virado. Excelente trabalho de Paulo Paraty, aparentemente imune à pressão lançada por Veiga quando se preparava para embarcar para a terra que é de Jardim, perdão, um jardim. Fica o Benfica agora a 6 pontos do líder FC Porto, a 5 do Nacional, a 4 do Braga e a 2 do Sporting. A "coisa" já esteve mais feia...

Perguntar não ofende

ATRÁS DAS BALIZAS DOS JOGOS DA LIGA TRANSMITIDOS PELA TELEVISÃO HÁ SEMPRE DOIS ANÚNCIOS DA BETANDWIN. TUDO BEM, É O PATROCINADOR DA LIGA. MAS, JÁ AGORA, O QUE FAZEM ATRÁS DA BALIZA OS ANÚNCIOS DA GALP ENERGIA? QUEM É QUE GANHA E QUANTO COM ISSO?

PÓS-CLÁSSICO


Empate técnico. O Sporting foi compacto, solidário, generoso. O FC Porto foi preguiçoso, relapso, confuso. Paulo Bento não inventou. Co Adriaanse subjectivou. Melhor homem em campo, Carlos Martins enquanto jogou. Pior, Pepe, pelo incrível erro que podia ter ditado a derrota da sua equipa. Lucílio Baptista bem mas traído por "penaltis televisivos", muito bem assessorado por José Cardinal, o furioso. Juventude do meio-campo leonino (Custódio, Moutinho e Martins) equilibrou um jogo que podia ter caído muito mais na baliza de Ricardo, autor de três defesas com os punhos que não vêm nos manuais. Excelente performance também das claques leoninas, que chegaram atrasadas mas a tempo de dar festival. Apesar dos três megafones, os "Super" estiveram pouco inspirados e ninguém ouviu desta vez o "SLB, SLB, nobre povo, marchar, marchar..."

quinta-feira, dezembro 01, 2005

foi-se


Uma decepção a particapção do Vitória de Guimarães na Taça UEFA. 3-1 em Sevilha e eis o VG de regresso ao real. Ou seja, à penúltima posição que ocupa no campeonato.
Alguém se está a rir.

PRÉ-CLÁSSICO


Um FC Porto-Sporting com cheirinho a "navidade" já não é...novidade. Para os jornalistas sobra sempre o trabalho criativo de encontrar novos ângulos para promover o jogo. Sim, porque os jornais, as rádios e as televisões esforçam-se para promover a chamada 'indústria do futebol' enquanto os patrões da mesma tudo fazem para lhes complicar a vida: treinos à porta fechada, jogadores rigorosamente vigiados e proibidos de dar entrevistas, informação institucional sem caudal significativo e de má qualidade, como um ribeiro que passe por cinco pocilgas e quatro matadouros. Esta do matadouros não foi intencional, seria se fosse matamouros, mas esse é apelido de uma senhora magistrada que tem feito a vida negra a alguns dos nossos "cartolas". Bem, o que se pode dizer destes dias? Tirando a renúncia de Soares Franco, nada de especial. Bento mantém a coerência do seu discurso, Peseiro dá palestras a árbitros e Adriaanse continua desassombrado, tendo tirado dois dias para ver o Artmedia que já toda a gente tinha visto jogar com o último classificado do performante campeonato da Eslováquia. Ok, amigos, tudo bem, tivemos o Penim a encostar o Herman às cordas - o novo director da SIC é mesmo radical! Isto não vem a propósito mas ocorreu-me, estava a pensar nos meus amigos Torrão e Sirinho, que nunca mais respondem ao meu repto. Adiante. Acho que o FC Porto vai ganhar embora o árbitro seja o Olegário que tirou uma taça de Portugal ao Leixões para a dar ao Sporting. Talvez o sr. Michel Vautrot possa ser visto na tribunal presidencial do Dragão, onde os colunáveis têm vómitos sempre que alguém fala em strognoff ou arroz de pato. Apesar do mau tempo, vamos ter estádio quase cheio. Começa a ser um hábito nos grandes jogos no Dragão. O FC Porto é, de longe, o clube português com mais adeptos fidelizados nos jogos caseiros, o que não resulta apenas dos sucessos desportivos mas também se deve à organização do clube. Com todos os defeitos que se conhecem, o FCP continua a ser o clube que melhor trabalha na área da comunicação, no marketing e na promoção - estamos a falar de profissionais que o são antes mesmo de vestirem a camisola. Se o FCP ganhar, deixa o Sporting a 7 pontos e pode deixar o Benfica a 11. Ficará, assim, a lutar pelo título com o Nacional da Madeira e com o Sporting de Braga. Não deixa de ser uma prenda interessante para o tal Natal que se aproxima não só no tal canal.
Bom jogo!

A melhor prova desportiva do mundo


O ABN1, do "skipper" neozelandês Mike Sanderson, terminou na frente a 1ª etapa da fascinante "Volvo Ocean Race", a melhor competição desportiva do mundo em curso. Pelo meio, conseguiu bater o recorde do mundo de velocidade: 546 milhas náuticas em 24 horas. Fantástico.

quarta-feira, novembro 30, 2005

POSTIGOMISTÉRIO


NÃO QUERO ACREDITAR NA VERSÃO QUE DIZ QUE POSTIGA FOI PARA A EQUIPA B PORQUE, TAL COMO ACONTECEU A NUNO VALENTE, SE RECUSAVA A...RECUSAR A SELECÇÃO NACIONAL. VAMOS FICAR À ESPERA DO ESCLARECIMENTO DO FILHO DO PATRÃO DO "MAR CÁSPIO"...

A FUGA DAS GALINHAS parte III



Soares Franco diz que não vai ao Dragão porque não gosta de visitar casas onde não é bem acolhido. Franco deve estar a imaginar que não iria caber na carrinha dos equipamentos, como aconteceu a Jorge de Brito naquele célebre 2-0 do Benfica ao FCP no saudoso Estádio das Antas... Ou será que mais uma vez apareceu o "conselheiro de segurança" a antecipar a "fuga das galinhas", como aconteceu em Paços de Ferreira? Onde quem se tramou foi Paulo Andrade, aconselhado a "fugir" antes do fim do jogo - afinal era rebate falso... Mas, caramba, estou agora a lembrar-me que na recente visita ao Porto, para jogar no Bessa, esta nova equipa directiva do Sporting tinha à sua espera, no hotel onde ficou acolhida a comitiva, Joaquim Oliveira e Adelino Caldeira... Ando mesmo a ficar um bocado esquecido.

terça-feira, novembro 29, 2005

entretanto, em Alvalade...


Há longas semanas que ninguém fala em Ribeiro Teles e em Bettencourt quando se fala nos problemas directivos do Sporting... Estranho, no mínimo, pois ao que tudo indica "ambos os dois" têm estado muito activos nos bastidores. A estrela da nova companhia começou por ser Rui Meireles mas agora parece que anda calado, enquanto Soares Franco ganha algum protagonismo, preparando património para compensar os "avales" de Cunha & Roquette que não tarda nada e batem asinhas. Vale que no meio desta guerra Paulo Bento tem conseguido blindar o balneário a este granel típico do clubes dos viscondes.

TIREM O CHAPÉU A ESTE CARTOLA


Concluído mais um INK BnA, Pinto da Costa ganhou claramente o título de "Maior Cartola do Futebol Português" e irá receber o prémio na I Gala Bola na Área/Google/Yahoo.come. O homem que lidera o FCP há quase 24 anos e que enterrou os andrades e criou o dragão campeão recolheu 35% das preferências. Luís Filipe Vieira quedou-se pelos 24%, o que não foi nada mau se tivermos em conta que há quatro anos era presidente do Alverca e há oito vendedor de pneus. Bem, PC também já foi, como um dia disse ao Paulo Montes, "vendedor de fogões"... Valentim Loureiro ocupou uma modesta 3ª posição, com 9% das preferências dos quase 100 parcipantes no INK/BnA/Marque-já-um-teste. Honestamente, merecia mais. O presidente da Câmara de Gondomar criou um fenómeno chamado Boavista e outro chamado Liga de Clubes. Podia citar outras criações mas fico-me por aqui porque gosto muito dele, especialmente porque nunca me quis atirar para o antigo tanque do Bessa. Dias da Cunha e Borges Coutinho completam o quadro de honra, com 6% das preferências.
ENTRETANTO, JÁ PODEM VOTAR EM MAIS UM INK/BNA, na sala de chuto deste blogue.

LÍDER, ENFIM


DESTA VEZ MISTER CO NÃO INVENTOU MAS O FCP SOFREU PARA GANHAR AO GIL. MESMO NO FINAL DO JOGO, OS GALOS TIVERAM DUAS GRANDES OPORTUNIDADE PARA IGUALAR. O FCP É LÍDER, COM UM GOLO DE VANTAGEM, EM TERMOS DE 'SCORE', EM RELAÇÃO AO NACIONAL DA MADEIRA. LUCHO MAIS UMA VEZ MARCOU E RESOLVEU, LISANDRO TAMBÉM NÃO ESTEVE MAL, MAS SERÁ ELE O PONTA-DE-LANÇA DE QUE O FCP PRECISA. BEM, PELO MENOS NÃO GOSTA DE SER TABELA, COMO O NUNO GOMES. QUARESMA COM MAIS UMA ASSISTÊNCIA, JORGINHO COM MAIS UMA EXIBIÇÃO FROUXA. CÉSAR PEIXOTO PÉSSIMO, ATÉ FEZ UM PENALTI QUE ANTÓNIO COSTA NÃO ASSINALOU. O ÁRBITRO DE SETÚBAL TAMBÉM DEIXOU DE MARCAR UM PENALTI PARA O FCP, AOS 20', NUM TOQUE DE JORGE BAPTISTA A LISANDRO. EXCELENTE EXIBIÇÃO DE CARLOS CARNEIRO, CADA VEZ MAIS JOGADOR, E TAMBÉM DE CARLITOS E BRUNO TIAGO. ULISSES NÃO MERECIA, PELOS RISCOS QUE CORREU, PERDER O JOGO.

domingo, novembro 27, 2005

MALBENFICA*


Tanto falou o comentador da Sport-TV que Marco Aurélio sofreu sempre golos na Luz que o veterano guarda-redes decidiu contrariá-lo. Não que o Benfica tivesse feito muito por marcar golos. A equipa de Koeman prossegue o jejum de vitórias e está na cara que a orfandade de Simão está para a equipa como o Pai Natal para as criancinhas na quadra com a qual estamos de novo em fatal rota de colisão. Com Beto e Karyaka a atrapalhar, sobrou Nuno Assis no meio e Nélson na ala direita. Nuno Gomes como sempre abnegado mas sem uma só oportunidade de tiro! Couceiro lá foi mastigando a sua "Gorila" e levou um pontinho para casa e até teve duas boas oportunidades para ganhar o jogo. Queixa-se o Benfica de duas mãos de Rolando na área. Não há penalties, ponto final. Pedro Proença, apesar de benfiquista militante, decidiu sempre bem, ele que esteve acompanhado por um agente da PSP e por um controlador de qualidade. Este último, obviamente, não controlou coisa nenhuma.
O Benfica continua a sua queda quase livre na tabela classificativa sem que se levantem vozes de contestação.
Estranho, no mínimo.
Estarão todos à espera do "milagre Manchester"?
Ou alguém da concorrência jogou mal inscrito?
* é estafado mas serve

SPORTING-VITÓRIA

O Sporting vence por 1-0, golo de Deivid. Liedson ficou no banco porque deve ter antecipado o seu cartão de boas festas para Paulo Bento... Pacheco só agora faz entrar Tiago Targino, o grande craque do Vitória. Será que vai a tempo?

PORTUGAL NO SEU PIOR

Estamos esclarecidos: o problema do "segredo de justiça", mais importante neste país que a celeridade e a eficácia da justiça, pode ter origem no sistema informático dos tribunais. Também ficamos a saber que os senhores doutores juízes quando fazem greve não são obrigados a dizer que faltaram... Estamos no sec. XXI mas as corporações do século XIX continuam a reinar como querem! Só assim se explica que no processo "Apito Dourado" estejam actualmente a trabalhar uma mão cheia de magistrados não se vislumbrando sinal da acusação. O pior vai ser mesmo quando esta sair: vai ser só rir! Outro dia fui ao tibunal do Bolhão, no Porto, para ser testemunha de um processo e fomos todos convidados a esperar numa sala onde constava uma máquina de escrever velha, um armário estroncado e cinco cadeiras todas diferentes, a que se acrescentava um incrível cheiro a mofo. No fim da manhã, fomos dispensados para uma próxima ocasião. Se a justiça está no estado em que está, meus amigos, de que se queixam quando falam de futebol?

SUPER BOCK


Joga no Vizela e este fim de semana fez mais um 'hat-trick". Chama-se Bock, tem 28 anos, é português e marca que se farta. O grande mistério é: porque razão nunca teve uma oportunidade num clube de relativo relevo? A resposta fácil é: porque não tem um bom empresário.

sábado, novembro 26, 2005

BOM BRAGA


O dono este estádio perdeu ontem à noite a liderança na Liga. Porque o Nacional é bom!
Mas, tal como acontece com as duas bancadas do Estádio Monumental Souto de Moura, o arquitecto e não o PGR, a equipa continua unida por cabos de aço.
General Jesualdo tem ali tropa para estar na luta até ao fim.
"Sinhozinho" Alves talvez, porque não?

ORAI SENHORAS


SÓ DE PENSAR QUE ESTA ESTAÇÃO DE TV FOI LANÇADA E FINANCIADA COM OS DINHEIROS DA SANTA IGREJA CATÓLICA PORTUGUESA DÁ LOGO VONTADE DE UM HOMEM SE ATIRAR PARA O CHÃO A RIR.

AJOELHOU, REZOU!

JOÃO KLÉBER, LEMBREM-SE, JÁ PEDIU A NACIONALIDADE PORTUGUESA.

ELE MERECE.

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...