quinta-feira, janeiro 31, 2008

HOJE, NA RUA NOVA DO ALMADA

Hoje estive na sede do Sindicato dos Jogadores. Gostei de rever o Franque, um defesa que admirei e um funcionário exemplar do sindicato. Estive ali, na Rua Nova do Almada, ao lado do célebre Tribunal da Boa-Hora, numa amena conversa com Joaquim Evangelista, que em breve reproduzirei nas páginas do Record. Evangelista é um dos passageiros frequentes deste blog e é um daqueles que não comenta coberto pelo manto do anonimato, o que diz muito da sua personalidade. Os transmontanos são assim - não mandam recados, vão à frente deles. Por isso cada vez mais me convenço que Evangelista é muito mais do que aquilo que o seu apelido indica, e que ainda vai incomodar muita gente.

terça-feira, janeiro 29, 2008

O MEU APITO

Está a fazer 4 anos que troquei A BOLA, onde estive quase 6 anos, pelo RECORD. Coincidentemente, poucas semanas depois desta troca de camisola rebentou o APITO DOURADO. Quis o meu novo jornal que me dedicasse à cobertura de um acontecimento que depressa extrapolou. A experiência foi dura mas também gratificante. Quando recebi o convite, do meu colega Bernardo Ribeiro, para escrever um pequeno livro sobre o processo, não hesitei - era algo que já tinha há algum tempo na minha cabeça. Este é processo que merece ser sintetizado, contextualizado e registado. Foi o que tentei fazer. Na próxima 4.ª feira, o RECORD oferece aos seus leitores o produto de duas semanas de trabalho solitário, rodeado de papéis e com dois computadores abertos ao mesmo tempo. O resultado final será avaliado pelos leitores. Não espero unanimidade, sei bem o que a casa gasta, mas é com orgulho que aqui vos apresento a minha visão do APITO DOURADO.

A VER

Um blog que fala de Matosinhos
http://oportodeleixoes.blogspot.com

segunda-feira, janeiro 28, 2008

O PILOSSAURO

O famoso Pilossauro, que se pensava falecido, afinal está de volta. Está na CAN 2008.

GRANDE BONECO

Flipo com este tipo de fotos. Tem grão? Não tá no foco certo? Não tem bola? Não tem ninguém a levantar um dedo a festejar um golo? Quero lá saber. Tem emoção. É tudo o que se pode a uma "foto desportiva". E não pensem que é pouco... Um grande boneco do meu colega Paulo Calado.

INFO COLHEITA

» um contributo de Jorge Reis

SMOKERS

Sonho de um fumador perseguido:
- Comer uma beata até ao filtro.

Um País de emplastros

Num País onde é possível um ex-funcionário de uma instituição bancária ser dispensado a troco de uma singela indemnização de 10 milhões de euros - à qual se deve adicionar um pequeno extra de 35 mil euros/mês, 14 vezes ao ano, até ao último dos seus dias -, se calhar também é normal ligar o rádio antes do Sporting-FC Porto e deparar com uma entrevista a um tal de Fernando, mais conhecido como Emplastro por ter o dom de conseguir, em qualquer situação, surgir atrás dos jornalistas que fazem os directos para a televisão.

Será que, hoje em dia, basta ter ar de tonto para ser figura pública?

Mas, o mais inacreditável de tudo é que o homem do sinal antigo e dos dentes novos, fez questão de explicar que cobra dinheiro a quem pretende tirar uma fotografia com ele. E consta que essa iniciativa empresarial tem grande sucesso.

Se tudo isto fosse um sonho até teria piada. Acontece que é verdade...

UMA LEGENDA PARA ESTA FOTO

1 - "Foda-se, esta Gatorade sabe a merda...que mania de experimentar novos sabores!"
2 - "Ò Jesualdo, vai dar banho ao cão!"
3- "Quem era aquele cigano equipado à Sporting que me estava a aplaudir quando saí"
4- "Se continuar assim ainda renovo outra vez..."
5- "Para que é que este gajo dá ouvidos ao Azelha..."

* aceitam-se mais sugestões

DUAS BREVES NOTAS


A jornada que ainda está a decorrer demonstrou duas coisas:

- O Benfica ainda mexe.

- O FC Porto é uma máquina mas não é aquela máquina.


Vamos por partes.


Em Guimarães, Cajuda falou demais antes do jogo e a sua equipa teve futebol a menos durante o mesmo. Finalmente com Nuno Gomes no banco, o Benfica fez um jogo de raça e foi inteligente depois de se apanahr a vencer por 2-0. O Vitória perdeu uma bela oportunidade para se assumir na luta pela Champions. Não é a primeira vez que acontece. Para os mais esquecidos, recordam-se outras temporadas em que andou a cheirar o pódio, caíndo para o seu lugar em Janeiro/Fevereiro. Lamentáveis as agressões a adeptos dos dois clubes, provando-se mais uma vez que os energúmenos continuam à solta estragando o futebol.


Em Alvalade, o mais importante não pareceu ser a vitória do Sporting por 2-0. Pelo que já li e ouvi, importante foi o excelente jogo feito pelo FC Porto. Não iria tão longe. Acho que o FC Porto jogou apenas aquilo que o Sporting lhe permitiu. Com 2-0 no marcador bem cedo, a equipa de Paulo Bento "baixou o bloco" - como agora se diz - e deu espaço ao seu adversário para jogar. Com a excepção das deslocações de Lucho, a situação esteve controlada e a melhor oportunidade da segunda parte até foi dos leões, já ao cair do pano. Ao contrário de João Ferreira, na véspera, Carlos Xistra fez uma belíssima exibição, embora não isenta de erros, como aconteceu no segundo golo do Sporting, com um fora-de-jogo milimétrico. Um erro com clara influência no desenrolar do jogo mas que se aceita pela dificuldade da decisão, como se aceitaria que tivesse sido validado a bola que Lisandro, logo a abrir, atirou as redes. O Sporting mesmo vencendo fica a 11 pontos do FC Porto, ou seja, a 3 vitórias e 2 empates e, embora com vantagem no confronto directo, parece impossível chegar lá. Ainda assim, não era caso para Paulo Bento falar de mais de 20 anos de travessia do deserto, até porque não é verdade: nesse hiato, o Sporting foi campeão com Inácio e Bolonoi e foi finalista vencido da Taça UEFA com José Peseiro. Com Bento "só" ganhou a Taça de Portugal e a Supertaça, estas sim algumas das constantes dos tais 20 e tal anos a ver o FC Porto, o Benfica e o Boavista a carimbar o título nacional.
Para a semana há mais.

domingo, janeiro 27, 2008

Vieira reclamou

Como vi o trabalho da equipa de arbitragem ontem em Guimarães:

Luís Filipe com o braço atinge Desmarets, lance que João Ferreira não viu não assinalando a falta. Assinalou bem a falta quando João Alves desnecessariamente impediu Rui Costa de prosseguir derrubando-o.
Critério diferente de João Ferreira ao não assinalar a falta sobre Fajardo que foi impedido de prosseguir por Luís Filipe que o derrubou.
Rui Costa rasteirado e João Ferreira prova aqui a sua constante falta de critério,não assinalando a falta e exibindo o cartão. Verificou-se ser um árbitro cheio de dúvidas, pois hesitou demasiado na falta que marcou quando do primeiro golo.
Erro de João Ferreira ao exibir o cartão amarelo a Petit que não jogou a bola deliberadamente com a mão e apesar de ser permitido a exibição do cartão amarelo a Rui Costa na maca este foi injusto, dado que na falta anterior Rui Costa não simulou, foi rasteirado.
Bem exibido o cartão amarelo a Ghilas que não tem razão em protestar pois foi o ultimo a tocar na bola.
Decidiu bem João Ferreira ao assinalar livre favorável ao Benfica pois após ser empurrado Luís Filipe rasteirou o vitoriano.
Fajardo isola-se em posição de fora de jogo não assinalada por Luís Ramos.
Erro de Pais António que assinalou tarde e pensou demasiado e Cardoso não estava em posição de fora de jogo.
Golo legal e bem analisado por Pais António pois quando a bola chegou á cabeça de Ghilas já se encontrava em posição legal.
Protestos de Miljan na área do Benfica, mas naquela confusão só com novas tecnologias e a TVI não apresentou a repetição das imagens.
Outro lance que aconteceu em Guimarães, foi um corte de Sereno para Nilson que voltou a suscitar duvidas no seio da arbitragem e até nalguns ex-arbitros.
Uma vez mais, perante a visualização das imagens e com o comunicado hesitante elaborado pela Comissão de Arbitragem da Liga, que diz que os árbitros devem punir este tipo de lance, era bom que a CA esclarecesse afinal qual foi as instruções dadas aos árbitros neste tipo de lance. Será de considerar corte ou atraso? Isto porque se tem verificado em todos os jogos, decisões diferentes dos árbitros.

sábado, janeiro 26, 2008

MATERIAL RECICLÁVEL?

Em Braga, onde a vida não está a correr bem a Manuel Machado ("vai para Guimarães", foi uma das frases mais suaves que a bancada soltou no final do jogo com o Belenenses), estes cilindros vermelhos que teoricamente deveriam servir de claquetes são usados pelo público, durante o jogo, para arremessos. No final era esta a esterqueira atrás de uns dos bancos. Será material reciclável, como os últimos treinadores contratados por Salvador?

sexta-feira, janeiro 25, 2008

UM CRAQUE DA MINHA TERRA

É muita areia para a nossa camioneta!!!!!!!!!!!!!!!!

BLOG DA BOLA SEMPRE NA BRECHA


O jornal O JOGO gaba-se hoje de ter dado o furo da contratação de Makukula pelo Benfica. Ok, fique lá com a taça. A verdade é que a notícia foi dada pelo BLOG DA BOLA de Marinho Neves, que mais uma vez mostrou que é um rato e que tem boas fontes. A piratização dos blogs não é crime e isto é apenas a confirmação da sua importância crescente como meios de comunicação social livres, onde os jornalistas, sobretudo o que foram afastados do circuito dos jornais, funcionam felizmente em roda livre. Parabéns ao Marinho, portanto, por mais um furo!

ISTO ASSIM NÃO VAI LÁ


Trapalhadas, só trapalhadas. Não é só o Apito Dourado. A PJ e o MP começam finalmente a dedicar alguma atenção a outros "assuntos desportivos". Conforme noticiou ontem a sábado, a PJ está à procura de 2,5 milhões de euros que desapareceram das contas do Estrela da Amadora, em 2004, no final da gestão de José Maria Salvado. A quem sucedeu António Oliveira, o presidente que esta semana disse aos jogadores para não treinarem enquanto não fossem pagos os salários em atraso. O mesmo que não se quis constituir assistente no caso FC Porto-Estrela da Amadora, esquecendo-se que a sua equipa terá sido prejudicada e que nessa época até desceu de divisão. Mas compreende-se. Ao mesmo tempo, avanço para julgamento o processo que visa o actual presidente da Académica, José Eduardo Simões, acusado de corrupção passiva devido a financiamentos ilegais ao clube. O Estado reclama à partida, segundo o CM de hoje, os 103 600 euros que a polícia apreendeu na viatura do presidente da Académica, que lá prossegue a sua vidinha como se não tivesse acontecido nada.


Se isto fosse tudo, não era mau. O problema é que há mais, muito mais.

EIS AS NOSSAS CAMPEÃS

MENINAS LEIXONENSES EM GRANDE

Está de parabéns o futebol feminino do Leixões, superiormente dirigido pelo antigo internacional ex-jogador do Sporting e FC Porto - Morato, pois conseguiu na primeira época conquistar o título de campeão distrital da AF Porto e assim atingir os nacionais da modalidade. Na próxima temporada a 2ª divisão nacional espera pelas “bébés”.
Num projecto conjunto com a direcção do clube, Morato, Pedro Correia e restantes elementos que compõem o staff da vertente feminina do clube matosinhense, construíram um plantel equilibrado, homogéneo e vencedor.
No ultimo fim de semana, receberam e venceram em casa o Cête por 13-0, tendo na jogadora Diana Pereira o seu grande destaque - marcou por seis vezes.
A pensar já na proxima época estão então os olhares de todos, cuja ambição máxima passa por chegar o mais cedo possível à 1ª divisão.

Fica aqui o registo de um projecto que continua a lutar pelo crescimento e melhoria do futebol feminino, uma vertente ainda muito desapoiada nos dias que correm...

TREVO PHILLIPS



Mas há mais novidades na Mata Real: dizem os entendidos na matéria que há uma hipótese, em mil, de encontrar um trevo de quatro folhas. Na casa do Paços de Ferreira, é ao contrário, e pelo que me apercebi alguém andou a clonar sementes para que a sorte voltasse a bafejar a equipa de José Mota. Resultou. Três jogos, três vitórias. O Leixões que se cuide, Eugénio! Levei este para casa e já o baptizei de Trevo Phillips. Espero sinceramente que ninguém dê pela falta dele.

GRANDE GOLO

» um contributo de Pedro Coelho

MEXE-TE, PÁ!



Esta manhã fui à Mata Real ao cheiro de um novo ponta-de-lança, mas só me saiu este cromo. Um pouco emproado, por sinal, a avaliar pelas suas primeiras palavras à chegada ao Paços de Ferreira: «Estou na montra, meu!» Há que desconfiar de jogadores como estes: pose de quem tem a mania que é bom, corpinho de deus grego, gosto duvidoso na escolha das cores do equipamento, alguma sobranceria no olhar. Pelo que vi no treino, não me parece solução para ataque. Ok, tem uma boa presença na área, mas e o resto? Mobilidade, péssima! Sentido colectivo, nenhum! Durante a peladinha ficou todo o tempo na área à espera de ser servido. Pior ainda: aos sucessivos gritos de José Mota para se mexer, o rapaz nem pestanejou. Não consta que tenha sido Jorge Mendes a trazê-lo. Estou francamente decepcionado com o responsável pela prospecção dos castores.

quinta-feira, janeiro 24, 2008

TOMA LÁ QUE É PARA APRENDERES

In "Record"

PERIGO NO TÚNEL

IMPRESSIONANTE - Túnel russo.O túnel de Lefortovo, na Rússia, tem 3.150 m de comprimento.É o túnel urbano mais comprido da Europa.O túnel passa por baixo de um rio e a água infiltra-se em alguns lugares. Durante o Inverno, quando as temperaturas baixam até -38ºC, o pavimento gela.O resultado está no vídeo junto, gravado num só dia pela câmara ali instalada.P.S. - Procura-se sócio para oficina de bate-chapas...

» um contributo de Jorge Reis

UMA MANHÃ EM VILA DO CONDE

...Para assinalar o regresso de Rogério Matias (com a bola) à competição, com a camisola do Rio Ave, num jogo-treino com o Moreirense, equipa onde esteve a manter a forma nos últimos 6 meses. Mal vai o futebol português quando se dá ao luxo de ter um lateral da qualidade de Rogério Matias tanto tempo na doca seca.

OS HOMENS TAMBÉM CHORAM


BnA falhou a notícia do nascimento, no início de Janeiro, da Carolina. Mas não falhou o momento em que o pai da Carolina recebeu a notícia de que ia ser finalmente pai, em Abril do ano passado. Continuo a pensar que as babetes não deviam ser oferecidas aos bebés mas a determinados pais, como o meu colega de banca Toninho Mendes, aquele tipo com ar de segurança que costuma assinar os "em dia" das páginas do FC Porto, também conhecido por pé-canhão de Guifões. A paternidade é um bênção - pelo menos até ao primeiro dia em que os nossos filhos olham para nós com aquela cara "este tipo é burro ou faz-se?" - e o Toninho está a aproveitá-la como deve ser neste país de "dinkies" mais preocupados com shots e marijuana que propriamente com a preservação da espécie. Os homens afinal também choram, especialmente quando não mamam.

quarta-feira, janeiro 23, 2008

JOÃO BAPTISTA SEIXAS

Como o mercado está aberto e não estamos impedidos de inscrever postadores, BnA acaba de assegurar os serviços de João Baptista Seixas, colaborador do "Record" e funcionário do Instituto Nacional de Estatística. Embora pareça, as duas coisas nada têm a ver uma com a outra. O Seixas sabe muito sobre o que se passa sobretudo nos escalões secundários do nosso futebol e será essa a sua grande missão como membro desta equipa. Mas não só. Dele se espera também sentido crítico e, claro, a irreverência que tem feito deste blog uma espécie de local de culto do nosso mundo desportivo.

UNICIDADE NEGOCIAL

A Liga garantiu um novo patrocinador principal para a época de 2008/2009: a Sagres, através da Central de Cervejas. É um tiro fantástico que apenas confirma o trabalho feito no campo da sponsorização pela equipa de Hermínio Loureiro. A mostrar também que é capaz ter a Central de Cervejas a patrocinar o campeonato principal e ter a Unicer, através da Vitalis, a patrocinar a Divisão de Honra. A Bwin mantém-se como sponsor escolhido para a área das apostas desportivas, um sector que, ou muito me engano, qualquer dia ainda vai dar algum trabalho extra à Maria José Morgado... Ao mesmo tempo, a Liga conseguiu colocar alguns dos seus dirigentes na associação de Ligas europeias: Hermínio Loureiro, Tiago Craveiro (no delicado sector dos direitos televisivos) e Vítor Pereira. Mais uma vez, "muito bem!" É assim que se marcam pontos e é assim também que se justicam os 100 mil euros que custa à nossa Liga a presença de Emanuel Medeiros na presidência do organismo europeu. Ou será que me enganei nas contas?

Jogos televisionados têm grau de dificuldade acrescido

Na interrupção do Liga para se jogar a Taça de Portugal, verificou-se que esta semana nenhum árbitro obteve um grau de dificuldade maior do que os outros, pois nenhum jogo foi transmitido pela televisão.
Isto vem a propósito do lamento, na comunicação social, de alguns árbitros da nova vaga, que se sentem prejudicados porque arbitram sempre ou quase sempre os jogos com mais câmaras de televisão.
E sentem-se prejudicados porque os seus erros são analisados ao pormenor, esquecendo-se, porém, que também são valorizadas as suas decisões correctas.
Em principio - e escrevo em principio -, o observador nomeado para o jogo faz a análise ao trabalho da equipa de arbitragem sem olhar para o ecrã de televisão. No entanto, nada garante que, de vez em quando, desvie o olhar do relvado, para, no camarote onde se encontra, olhar atentamente para a repetição das imagens, para fundamentar a ideia que tinha.
A consciência do observador será deixar-se, ou não, cair na tentação de no seu relatório escrever uma opinião contrária à que tinha, influenciado pelo que viu nas imagens.
Mas o que os árbitros ainda não disseram é que quando nomeados pela Comissão de Arbitragem da Liga para jogos que serão transmitidos em directo, a sua nota para este jogo contempla um grau de dificuldade acrescido que o dos outros árbitros. Por isso, podem estar preocupados com as descidas das notas por causa das imagens da televisão quando erram e não vêm o erro no relvado, mas sabem que terão a compensação de um bónus superior aos pontos que vão descer, bónus esse atribuído na referida nomeação para os jogos mais mediáticos com mais câmaras de televisão.

RAP ANTI-PAULO BENTO


terça-feira, janeiro 22, 2008

VIDAS DIFÍCEIS

Um ministro Português recebeu, em Lisboa, um ministro Angolano. Simpático, o ministro Português convidou o outro a ir lá a casa. O ministro angolano foi e ficou espantado com a bela vivenda. Em bairro chiquérrimo e com piscina. Com a informalidade dos luandenses pôs-se a fazer perguntas. - Com um ordenado que não chega a mil contos limpos, como é que o meu amigo conseguiu tudo isto? Não me diga que era rico antes de ir para o> Governo? O ministro português sorriu, disse que não, antes não era rico. E em jeito de quem quer dar explicações, convidou o outro a ir até à janela. - Está a ver aquela auto-estrada? - Sim, respondeu o angolano. - Pois ela foi adjudicada por 100 milhões. Mas, na verdade, só custou 90.. disse o português, piscando o olho. Semanas depois, o ministro português foi de viagem a Luanda. O angolano quis retribuir a simpatia e convidou-o a ir lá a casa. Era um palácio, com varandas viradas para o pôr-do-Sol do Mussulo, jardins japoneses e piscinas em cascata. O português nem queria acreditar, gaguejou perguntas sobre como era possível um homem público ter uma mansão daquelas. O angolano levou-o à janela. - Está a ver aquela auto-estrada? - Não...!!!!> - Nem eu...

» um contributo de Pedro Coelho

SE NÃO FOSSE VERDADE, ERA ANEDOTA

Tá no site do Sporting. Terão falado já com o Nuno Santos?

Quando um clube atinge este nível de insanidade, propondo a substituição de um comentador televisivo e pedindo aos seus adeptos "as melhores respostas e sugestões" sobre quem o deve substituir (o próprio Soares Franco, why not?), é porque está mesmo a bater no fundo. Está bem que quem vai à guerra dá e leva mas esta iniciativa mais não é que a prova provada das fragilidades da actual administração do clube de Alvalade, incapaz de suportar e de encaixar as críticas de um dos poucos jornalistas independentes destes país envergonhado.

O DR.PÓVOAS NÃO ACEITA RECEITAS

O famoso dr. Póvoas, figura do jet set nacional, motivou um comunicado da SAD do FC Porto a propósito de declarações do Dr.Dietas sobre Ricardo Quaresma, nas quais criticava as duas partes (jogador e público). Esclarece a SAD, presurosa, que Póvoas não pertence a qualquer órgão da mesma e que a sua autoridade se confina à área médica das modalidades amadoras, na qualidade de vice-presidente da direcção. Eis a confirmação de que os clubes já nem à sombra das SAD podem viver. Ou então o burro sou mesmo eu. Para todos os efeitos, Póvoas é um vice-presidente do FC Porto, logo, alguém com um cargo importante no clube e com o direito de criticar o que vai acontecendo. A não ser que os famosos departamentos de relações externas também queiram controlar os directores dos clubes, não se contentando com o que fazem com jogadores e treinadores, em claro prejuízo do espectáculo-negócio que é o futebol. Estou certo, porém, que ninguém calará o dr. Póvoas, um dos poucos que ao longos dos anos tem conseguido manter uma cumplicidade significativa com o volátil presidente do clube. Não esquecer também que foi graças a ele que, ao desistir de uma queixa contra Carolina Salgado, foi possível juntar ao processo do Apito Dourado a versão da agora desaparecida Ana Salgado...

segunda-feira, janeiro 21, 2008

A DUPLA

Quim Roscas e Zé Estacionâncio - melhor só na farmácia.

A CRISE

Os meus amigos "financeiros" há uma semana que me andam a alertar para o estouro que aí vem. A bolsa portuguesa está semi-crashada e o défice vai disparar. Sócrates já está a falar em confiança. Quando a esperança é o último recurso, bem, pessoal, tirem tudo o que têm investido, convertam-no em ouro ou em haxixe e abram o guarda-chuva. Vem aí molho do grosso!

NAS BOCAS DO MUNDO...

O casamento de Pinto da Costa com Filomena Morais é o tema quente das chamadas revistas cor-de-rosa. Quase todas garantem que ambos mantêm um casamento de fachada, cada um na sua casa... Curiosamente, no último jogo do campeoanto no Dragão lá apareceu pela primeira vez Filomena ao lado de PC, no camarote presidencial, com Pinto de Sousa atento ao lance, na qualidade de amigo do casal. Há coisas lindas como o casamento que não deviam andar na boca do mundo. Mas PC, é sabido, agora que tem 70 é que se tenta... E tudo piorou quando Carolina decidiu mudar-lhe o stock de cuecas!

O Rei Artur


Depois de ter sugerido à equipa técnica que colocasse o lugar à disposição, o presidente do Beira-Mar, Artur Filipe, esclareceu esta segunda-feira, nas vésperas da deslocação a Alvalade, que Rogério Gonçalves continua a merecer a confiança da direcção.
«Está tudo calmo, o treinador tem a nossa confiança e espero que a equipa demonstre o seu valor diante do Sporting. O grupo está unido e coeso e com grande vontade de fazer um bom resultado em Alvalade», afiançou Artur Filipe na TSF.

In A BOLA

Por vezes questiono-me seriamente sobre a integridade moral de Artur Filipe, que um dia, a propósito do assalto feito pela Inverfutbol ao Beira-Mar, não hesitou em apunhalar violentamente Carlos Carvalhal pelas costas - e eram amigos, olha se não fossem... O Beira-Mar acabou por bater com os costados na Liga Vitalis, como era evidente para toda a gente, menos para Artur Filipe, o qual, na urgência de obter rapidamente os seus 15 minutos de fama, começou a disparatar coisas do estilo: queremos despedir o treinador mas não temos dinheiro. Dá pena ver um clube com a história do Beira-Mar entregue a este tipo de dirigentes, ainda por cima quando na génese de todos os problemas estão pessoas que além não perceberem nada de futebol também evidenciam demasiadas fragilidades em matéria de gestão de um clube. O que está a acontecer este ano em Aveiro dava para escrever um livro e fazer um filme: e podem ter a certeza de que o vilões não seriam os técnicos nem nos jogadores.

ué, O BURRO SOU EU?

Não sei se é nova ou velha, só sei que tem a sua graça esta explicação sobre a origem do "o burro sou eu?". Cá fica:
Esta é a verdadeira explicação para a irritação na conferência de imprensaque tornou mundialmente famosa uma frase de Luís Filipe Scolari:"O burro sou eu?". Consta que tudo se terá passado da maneira seguinte:Findo o jogo com a Finlândia, em pleno balneário do Estádio do Dragão,No meio da euforia, terá decorrido o seguinte diálogo:Ricardo: Eh, malta. E se, para comemorarmos o apuramento para o Euro2008este ano fizéssemos um presépio humano no Estádio Nacional?Simão Sabrosa: Boa! Eu faço de Menino Jesus. Nuno Gomes: E eu, de Nossa Senhora.Miguel Veloso: Eu tenho barba, posso fazer de São JoséQuaresma: E eu, tenho que ser um dos Reis Magos.Nani e Deco: Nós também!Cristiano Ronaldo: Eu vou ser a estrela polar!Gilberto Madaíl: Eu não me importo de fazer de vaca, afinal, éum animal sagrado nalguns países, como a Índia e nalgumasinstituições, como a Federação Portuguesa de Futebol.Scolari: Ué, e o burro? O burro sou eu?

NOS CONFINS DE TIMOR...

...mais "resturant" do glorioso. Sempre quero ver se a ASAE vai lá ver se têm exaustor de fumos. Pensando bem na coisa, podia levar o dr. George e aproveitar para escondê-lo bem na floresta local. De preferência num galho de uma árvore.

domingo, janeiro 20, 2008

Afinal somos bons...


O meu amigo Professor Arnaldo Madureira, alertou-me hoje para o facto de ter lido no jornal Record, que está um dirigente da arbitragem portuguesa em grande destaque na Europa.
Parece que os nossos dirigentes do futebol português, só não são reconhecidos cá no burgo.
Pois é, afinal somos bons e dos melhores da Europa.
Por unanimidade, Vitor Pereira o presidente da Comissão de Arbitragem da Liga Portuguesa, foi eleito presidente do Comité de Arbitragem da Associação das Ligas Europeias de Futebol Profissional (EPFL), que tem como director-geral o português Emanuel Medeiros.
Além do presidente da arbitragem a Liga Portuguesa de Futebol Profissional colocou mais três elementos nos novos órgãos sociais da EPFL, numa eleição realizada em Bruxelas.
O próprio presidente da LPFP, Hermínio Loureiro, foi eleito para o Comité Permanente para o Diálogo Social Europeu, responsável por fazer a ligação entre a EPFL e as várias instituições continentais, incluindo o Parlamento Europeu.
Ricardo Castanheira, membro da Comissão Executiva da LPFP, foi eleito para o Comité de Finanças da EPFL, enquanto Tiago Craveiro, secretário-geral da entidade portuguesa, vai passar a integrar o Comité dos Direitos Televisivos e Novos Media e o Comité dos Calendários Competitivos Internacionais.
A EPFL é uma associação que reúne as 18 principais ligas nacionais de futebol profissional da Europa

Paulo Costa agiu correctamente ao corrigir uma decisão errada



Na última semana, a questão que mais me colocaram foi se Paulo Costa podia ter assinalado pontapé de grande penalidade a favor do Benfica e, posteriormente, alterado a decisão, optando por marcar livre directo contra o Leixões.
Também aqui. o Eugénio Queirós perguntava "E porque é que ninguém fala na excelente decisão de Paulo Costa quando escutou o seu assistente e não marcou aquele "penálti" cometido fora da área sobre Leo?"
Quanto à decisão de ter transformado a grande penalidade em livre directo, a Lei 5 (O árbitro) diz que o juiz dispõe da autoridade necessária para aplicar as Leis do Jogo e que as suas decisões sobre os factos relacionados com o jogo não têm apelo. Diz também que o árbitro só pode revogar uma decisão se ele verificar ser incorrecta ou por aviso do árbitro-assistente (Nuno Manso), desde que o jogo não tenha ainda recomeçado ou terminado. Ou seja, Paulo Costa agiu bem ao transformar uma decisão errada (não era penálti) numa correcta (livre directo).

sábado, janeiro 19, 2008

ROGER

Certamente os adeptos portugueses irão lembrar do médio Roger, que teve passagem polêmica e pouco produtiva pelo Benfica. Pois é, depois de realizar boa campanha pelo Corinthians em 2005, quando a equipa paulista venceu o Campeonato Brasileiro (com a ajuda dos tribunais), Roger vinha sendo mais famoso por seus relacionamentos amorosos com atrizes e modelos do que por seu futebol.
Apreciador de muitas festas, da vida noturna e da alta sociedade, Roger passou os últimos anos de chinelos, nos departamentos médicos de Corinthians e Flamengo, sem ninguém interessado em contratá-lo atualmente. Para espanto geral, o Grémio anunciou esta semana a contratação de Roger por um ano.
Os já preocupados adeptos gremistas ficaram de cabelos em pé. Certamente os benfiquistas não podem consolar os gaúchos, porque lembram-se bem da tumultuada passagem do jogador pela Luz.

ADEGA CORREIA

Apesar de vivermos num tempo em que a vida dos grifos parece ser mais importante que a dos homens, ainda é possível encontrar algumas ilhas de conforto. É o caso da Adega Correia, uma tasca do Porto, ali à Cordoaria, junto ao Palácio de Justiça. Graças ao meu amigo Vítor Pinto Bastos, sei o que é um bom prato de tripas à moda do Porto, sempre disponível ali, às quintas-feiras, confeccionado pela mulher do sr. Correia (na foto). Para além da excelência das tripas, a Adega Correia é uma espécie de museu, onde o acesso para a casa de banho se faz através da cozinha, dando para apreciar tachos, panelas e sertãs. Aviso desde já que o serviço é lento e a conta nem sempre é modesta. Mas vale a pena uma visita. Sobretudo para quem continua a pensar que a vida dos grifos não é, afinal, algo de muito transcendente quando comparada com um bom prato de tripas à moda do Porto da Adega Correia.

sexta-feira, janeiro 18, 2008

PB forever

Pedro Barbosa é o treinador preferido pela clientela do BnA para eventualmente substituir Paulo Bento. PB por PB. O Pastelão recolheu 32% dos votos, enquanto o bigode de Artur Jorge empatou com o sobretudo de Mourinho, nos 22 pontos. Mais abaixo, Humberto Coelho conseguiu estranhamente bater Manuel Fernandes: 12 contra 10.

Foi interessante.

Cheira a Champions em Braga



Contreras e Breno Silva acabaram de ser apresentados como reforços do Sp. Braga. Uma boa aquisição, Contreras, ex-Sporting e que esta época esteve encostado no Celta de Vigo, e uma incógnita, Breno, ex-Náutico, central que teve um imbróglio com o Vasco da Gama aquando da mudança para aquele clube no final de 2006. A provar que as coisas estão a mudar em Braga, António Salvador não embandeirou em arco e pela primeira vez desde que tomou posse não pediu a «Champions». Publicamente não o fez, mas o balneário já sabe o que a casa gasta: com a crise que abala as estruturas de Sporting e Benfica, o Sporting de Braga nunca gozou de um cenário tão privilegiado para atacar a Liga dos Campeões. Traduzido em Machadês: O quadro conjuntural abarca a possibilidade teórica de o Sporting de Braga atingir um propósito histórico que não se limita, no plano motivacional, à segunda prova mais importante da UEFA. (O professor não o disse, mas ainda vai muito a tempo. )

quinta-feira, janeiro 17, 2008

LIGAS E LIGAS

Ninguém me levará a mal se tomar como referência nacional o FC Porto. Vem isto a propósito de uma notícia sobre a renegociação de contratos televisivos em Itália, onde o próprio Estado acaba de autorizar os clubes a negociarem em bloco os direitos televisivos, o que vai acontecer já na época de 2010/2011. A ideia é aproximar orçamentos e aumentar a competitividade. A expectativa aponta para um crescimento de 14 milhões de euros para 25 milhões de euros no que respeita aos clubes do fundo da tabela. Ora bem, meus senhores, 25 milhões de euros ultrapassa o orçamento do Sporting! Por cá, os nossos clubes "dos fundos" recebem pouco mais de 1 milhão de euros da empresa de Joaquim Oliveira e não há expectativa alguma em relação a aumentos substanciais. Ou seja, continua a cavar-se o fosso entre as nossas equipas e as grandes ligas europeis, sendo cada vez mais um milagre o facto de o FC Porto continuar na alta roda do futebol europeu. Um clube cujas receitas anuais foram no último exercício de 81,4 milhões de euros, por contraste com 276,2 milhões de euros conseguidos pelo Manchester United. Convenhamos, aqui a diferença não é tão pronunciada como nos direitos televisivos mas continua a ser muita fruta.
Fonte: Futebol e Negócios

OLHA O PASSARINHO


Rodrigo Bonifácio da Rocha. Ou melhor, Tiuí. Novo artilheiro do Sporting. Explica o mesmo que a alcunha é o nome de um passarinho que foi crescendo, crescendo. Vamos ver no que se vai transformar. A penugem é interessante, faz lembrar o Lima que passou pelo Benfica. Por falar no Benfica, acabo de ver no BLOG DA BOLA que os encarnados contrataram o Makukula. O Bynia que se cuide...

G-14

Peço desculpas à administração de A BOLA. Durante anos andei a roubar o jornal. Todas as pernoitas que me pagaram sempre que me mandaram fazer reuniões do G-14 por essa Europa fora bem podiam ter sido aplicadas noutras deslocações. Acreditem que lamento mas a culpa não é minha.

GLOBETROTTER

Maniche continua a facturar para a Gestifute. É certo que ainda não está ao nível de Tiago mas lá chegará. Agora no Inter, para mais uma comissão de serviço. Há jogadores galácticos e há jogadores globais. Aposto que o final de carreira deste homem vai ser muito interessante, com passagens pela Arábia, China, Austrália, Japão, Estados Unidos e quiçá Ilhas Cayman, onde tenho a minha casa de praia.

COISAS QUE NOS ENCHEM O EGO

"Não se alguém reparou mas tirei da coluna de links o blog "bola na áera", para quem não sabe, este blog pertence a Eugénio Queiroz, jornalista para a zona Norte do jornal Record, nos ultimos tempos associou ao seu blog alguns seus amigos lampiões como Jose Carlos Soares que se afirmou no seu primeiro post como lampião (engraçado que enquanto teve espaço na televisão nunca o disse) e um outro contribuinte jornalista e também benfiquista assumido, mas enfim na comunidade blogueira a liberdade de expressão deverá ser a regra, e nem sequer estou contra. Mas gostaria apenas de opinar que quem faz a cobertura do FC Porto para um jornal desportivo dito nacional faça um comentário como este. Dá-me vontade de dizer a este badocha, que graças a tipos como voçê o jornalismo está como está, que são voçês que distorçem as vitórias do clube Português que mais de se destaca no mundo, e são invejosos como voçês e saudosistas dos tempos em que o vosso benfica ganhava titulos com a mão de um regime que via no vosso clube uma das formas de distrair o povo.Pode não fazer grande diferença, mas o meu dinheiro jamais entrará nos vossos bolsos cofineiros.Em relação a este post deste gordo, nem vou comentar, penso que as razões são óbvias!E desculpem a liguagem mas vou quebrar uma regra deste blog. Mas para ti Eugénio desejo-te para o próximo ano um grande cagalhão no prato para te deliciares!"
in DRAGÕES DO SUL

quarta-feira, janeiro 16, 2008

DEFENESTRAÇÃO

Carlos Janela foi o carneiro sacrificado na salgalhada do "Caso Meyong". Se calhar noutro meyong é que estava a falta de virtudade mas mais uma vez se optou pela solução mais fácil, sacrificando-se um profissional qualificado e que sabe de futebol como poucos. Carlos Janela saberá continuar a fazer o seu caminho, com a certeza de que no futebol também os momentos positivos são por norma esquecidos e que ao mínimo deslize o prémio é...um pontapé nas costas. Enfim, é o Mundo que temos. O próximo habitado pelos vistos está muito longe...

PAUSE

Work in progress. Tá quase.

terça-feira, janeiro 15, 2008

Remédio para as insónias

Quem tem problemas em adormecer pode, durante duas semanas, passar a madrugada a assistir aos jogos de ténis do Open da Austrália. As grandes figuras da modalidade estão lá todas e as hipóteses de assistir a embates espectaculares é enorme. Outra vantagem, para muita gente, é descobrir que o futebol não é a única modalidade desportiva que existe.

Mau é ver aquele sol lá no outro lado do Planeta, enquanto por aqui andamos a levar com chuva, frio e vento...

segunda-feira, janeiro 14, 2008

Por amor ao Leixões



O Leixões apresentou há pouco os seus últimos três reforços. É impressão minha ou a propalada contenção orçamental foi mandada às urtigas? Não falo, obviamente, do brasileiro Marques, um ponta-de-lança do Grémio Anápolis que deu uns toques no Vila Nova, na Série B (quatro golos). Esse deve respeitar os limites impostos pela SAD em matéria de ordenados. Já Jaime, que em Portugal jogou no V. Guimarães, Rio Ave, Sp. Braga, U.Leiria e Estrela Amadora, e que auferia de um belo ordenado no Racing de Ferrol, é rapaz para ser muito bem pago no Mar. O mesmo se aplica a Castanheira, ex-Sp. Braga. Ah, sopraram-me agora ao ouvido que «ambos os três», como diria Simão Sabrosa, vieram para o Leixões por amor à camisola! Assim é que é. Também há boa sardinha no Serrão, é avisar os craques.
PS: Louve-se a organização do Leixões: conseguiu a extraordinária proeza de fazer coincidir a apresentação do Marques com os festejos do 23.º aniversário do brasileiro. Soaram os primeiros aplausos e nem foi preciso marcar golos.

FUNERAL CIGANO

» um contributo de Jorge Reis Se não é verdade, é bem achado.


Pato Fenômeno


A primeira vez que assisti a uma partida de Alexandre Pato ele era um juvenil do Internacional. O jogo era um clássico Gre-Nal, valendo o título Estadual da categoria.
A grande atração da tarde era Anderson, que estava sendo negociado com o Porto. Mesmo já profissional, Anderson quis disputar a partida ao lado dos antigos colegas do Grêmio.
O resultado do duelo? O Inter venceu por 3 a 2, em grande atuação de Alexandre Pato, um menino de 15 anos naquela altura. Pato anotou o golo decisivo, numa arranca fulminante pela direita e arrematou na saída do guarda-redes gremista.
Voltei a ver Pato na final do Campeonato Brasileiro de Juniores. Novamente um Gre-Nal decidia o título. O Inter massacrou o Grêmio. Goleou por 4 a 0, com direito a golaço de Pato e atuação fenomenal. O "guri" foi artilheiro, melhor jogador, melhor tudo da competição.
Diante disso, pouco depois, Pato foi promovido para os profissionais do Inter. Aos 17 anos, fez sua estréia diante do Palmeiras, no penúltimo jogo do Campeonato Brasileiro de 2006. Em menos de dois minutos Pato abriu o placar, em jogada genial. Depois, fez assistência para gol de Iarley. Pato destriu o Palmeiras. O Inter venceu por 4 a 1. O Brasil todo ficou espantado querendo saber quem era aquele monstro.
Estava decidido, Pato seria titular no Mundial de Clubes da Fifa. E foi. Pato marcou o primeiro golo colorado diante do Al-Ahly, abrindo o caminho para a classificação à final, diante do Barcelona. Pato foi discreto diante do Barça, deixou o time antes de Adriano Gabiru fazer o golo que eu ao Inter a conquista do Mundial. Mas aos 17 anos Pato já era campeao do mundo, tendo feito apenas três partidas profissionais.
Em 2007, Pato seguiu fazendo grandes atuações. E mais uma vez foi decisivo. Na final da Recopa Sul-Americana, contra os mexicanos do Pachuca, fez assistência para Iarley, que sofreu pênalti. Alex bateu: Inter 1 x 0. O craque ainda perdeu dois gols. Na segunda etapa, Pato arrancou pela esquerda, driblou o zagueiro e arrematou forte, Inter 3 x 0 ( Pinga tinha feito o 2-0). O jogo acabou 4-0. Com 17 anos, Pato foi campeão da Recopa, depois de ganhar o Mundial Fifa.
O Inter não queria vender Pato. E não vendeu mesmo. O Milan pagou os 20 milhões de dólares da multa rescisória e levou o jogador, por uma bagatela, já que Pato valia o dobro, talvez o triplo.
Pato é um garoto simples, tímido nas entrevistas, mas muito descontraído com os colegas. É gente boa, atencioso. Tem uma boa família. O pai dele, Geraldo, é uma pessoa simples, mas esperta. Já sua mãe, dona Roseli, é uma senhora muito simpática. Tive a felicidade de conviver e de ficar amigos de todos eles. Por sorte, fiz a primeira matéria publicada em jornal brasileiro destacando o talento de Alexandre Pato.
No domingo, apenas confirmei aquilo que soube lá naquela tarde quente do verão de 2005, quando Pato destruiu os juvenis do Grêmio e tornou Anderson um coadjuvante. Pato brilhou em sua estréia no Milan. Marcou golaço e apenas confirmou, como se precisasse de confirmação, o que todos já sabiam: Estamos diante de um novo fenômeno da bola.

FRA(n)CAMENTE


«Não voltem a perguntar ao Paulo Bento se ele tem condições de continuar porque a única entidade com estatuto para responder a isso é a SAD do Sporting da qual eu sou presidente. Por isso, façam essa pergunta a mim e não a ele. Se ele tem condições? Se não tivesse eu não tinha vindo aqui.»


Simplesmentes desastrosa a intervenção de Filipe Soares Franco no final do jogo de Coimbra. Há momentos em que não devia não diria dedicar uma hora por dia ao Sporting mas sim um segundo que fosse. Depois de Paulo Bento ter dito que cada dia que passa está mais próximo da saída, uma verdade de La Palisse assassina neste momento, Soares Franco irrompeu irado na sala de imprensa com uma espécie de ameaça. Ora, ora, senhor presidente, porque razão não podem os jornalistas e os adeptos questionarem a continuidade de Paulo Bento no comando do Sporting? São 14 pontos de atraso para o primeiro, é muita fruta, e o que se tem visto nos jogos é menos que decepcionante. A equipa está claramente sem comando. E, que se saiba, não faltam treinadores neste mundo e Paulo Bento pode bem fazer o seu tirocínio num Portimonense qualquer...

BOAS VISTAS


O repórter estava lá e viu...
1 - O novo sponsor do Boavista pergunta: queres dinheiro hoje? A resposta é fácil: ontem dava mais jeito.
2 - De que nacionalidade serão as novas beldades de meia preta que decoram agora os corredores do Bessa e a sala de imprensa também?


NÃO É PARA LEVAR A SÉRIO

Caiu o Carmo e a Trindade porque Paulo Costa terá invalidado um golo ao Benfica e deixou um penálti por assinalar a favor dos encarnados. Ora, um golo só é invalidado quando a bola entra na baliza e o árbitro não apita. Não foi o caso. E depois que ciência exacta é que nos diz que Nuno Gomes não está mesmo fora-de-jogo? E se estivesse, não seria um erro admissível? Quanto ao presumível penálti sobre Cardozo, meus amigos, se os árbitros marcassem sempre penálti quando um avançado leva um defesa às costas isto não era futebol, era matraquilhos. E porque é que ninguém fala na excelente decisão de Paulo Costa quando escutou o seu assistente e não marcou aquele "penálti" cometido fora da área sobre Leo?

Chama-se a isto atirar areia para os olhos. Pudera. Depois de verificar que para muitos o Rui Costa foi o melhor jogador do Benfica, começo a acreditar em tudo.

ESCÂNDALO EXTRA

Foi já no fim do programa. Rui Santos levantou a lebre: como pode Meyong ter jogado ontem pelo Belenenses se este é o terceiro clube que representa esta época, quando o regulamento apenas permite duas inscrições? Um caso para seguir com atenção.

domingo, janeiro 13, 2008

jornal CICLISMO

Um gratuito que...merece a pena ser visto. Disponível nas lojas da especialidades e nas competições velocipédicas. Para quem aprecia a modalidade das duas rodas.

PEQUENO MODELO, GRANDE AMBIÇÃO

Goleada da época do FC Porto frente a um Sp. Braga atordoado. Até deu para El Tecla se estrear a marcar. 4 secos perante centenas de bracarenses que acabaram o jogo a ouvir olés. Um pesadelo. Pouco antes do jogo, enquanto subia para a tribuna de imprensa, onde pude finalmente fumar um Davidoff, surpreendi Stepanov a sair da sala do roupeiro, eufórico com a notícia que ia transmitindo: "0-0, 0-0..." Sim, também eu tinha acabado de ver desperdiçar uma magnífica oportunidade do Leixões vencer pela primeira vez no Estádio da Luz - pode não haver outra tão cedo.... O Benfica é uma caricatura de uma equipa de futebol e só surpreende ter somado tantos pontos até aqui. Para o FC Porto este será provavelmente o campeonato mais fácil de ganhar dos últimos anos, com um modelo de jogo "de equipa pequena", como disse no final Manuel Machado. O que é isso? Descodificando o machadês, o FC Porto joga como uma equipa pequena com uma grande eficácia e ambição, isto é, com grande densidade defensiva, concentração e ataques rápidos fulminantes. É uma espécie de tradução para o futebol do jargão da economia "small is beautiful". O que também surpreende neste FC Porto é a sua capacidade física, qualidade que o Leixões também exibiu na Luz, o que é obra, aí, de Nuno Amieiro. Para o FC Porto resta o desafio de seguir em frente na Champions com este modelo de jogo de equipa pequena com grande amplitude táctica. O que deve, sobretudo, à sagacidade do mestre Jesualdo Ferreira.

sábado, janeiro 12, 2008

Podiamos ter ganho



No ano do nosso Centenário podiamos ter ganho ao S.L. Benfica no Estádio da Luz.
É certo, que foi anulado um golo ao Benfica erradamente, mas o meu Leixões atirou por duas vezes a bola à trave e ao poste. Se estas entravam.
E Beto, o nosso guarda-redes, aquele que eu considero e considerei nas votações em que participei o melhor guarda-redes da primeira volta do campeonato, praticamente só fez uma defesa apertada, o que prova que Carlos Brito, não jogou para defender o resultado.
Mas o importante é que o meu Clube somou um ponto em Lisboa e ponto a ponto a manutenção lá chegará.
Para já, temos um ponto por jornada e a manter assim, trinta pontos será suficiente.
Este jogadores actuais, dignificaram aqueles, que nos anos oitenta do século vinte, quase ganhavam na Luz, se não fossem prejudicados por uma arbitragem infeliz do meu colega.

P.S. Teixeira Dória da Madeira (já não me recordava do nome)Obrigado pela ajuda.

sexta-feira, janeiro 11, 2008

TÁ VIVO


Jorge Costa reapareceu em público. Na RTP. Diz que está com vontade de treinar. Ora cá está mais um candidato...why not?

MUDANÇAS OBRIGATÓRIAS

Depois do que aconteceu no Bessa e no Bonfim, Paulo Bento só pode trocar o desastrado Tonel por Gladstone e o jovem Rui Patrício por Stoijkovic.

BOMBA!


O meu favorito para suceder a Paulo Bento.
Passo a explicar porquê:
- Faria o pleno em Portugal
- Nada tem a perder
- Tudo tem a ganhar

SERVIÇO PÚBLICO


Até ontem estive absorvido por um trabalho complexo. Está feito. Mesmo assim, deu para ver um pouco de futebol. Concretamente, o Vitória de Setúbal-Sporting para a Taça da Liga. Deu para ver o Sporting a arrastar-se e o Vitória de Carvalhal a mostrar todo o seu potencial. Deu para ver o losango frouxo contra a periodização táctica potenciada. Deu para ver mais uma vez que é a RTP que tem a melhor equipa de jornalistas na cobertura de jogos de futebol. Conduto, Tadeia (ou Freitas Lobo) e sobretudo Alexandre Santos prestam um serviço público como este deve ser entendido e interpretado.

DESCALABRO

Todos sabemos que a bolsa portuguesa está a cair, como todas as bolsas mundiais. Mas não deixa de ser decepcionante, para não lhe chamar outra coisa, ver as acções do FC Porto e Sporting a valerem apenas 1,85 euros, com as do Benfica nos 2,10 euros. Está visto e provado que qualquer investimento neste tipo de papéis só pode ser sentimental, ou seja, por amor ao clube e nenhum amor ao dinheiro.

quarta-feira, janeiro 09, 2008

É dentista o árbitro do ano


A Federação de História e Estatística do Futebol (IFFHS) considerou Markus Merk como o melhor árbitro de 2007.
Um feito que nem Vítor Pereira, nem Jorge Coroado conseguiram.
Os dois árbitros portugueses, considerados os melhores, após António Garrido e Carlos Valente, pertenceram á geração do alemão.
Markus Merk, licenciado em estomatologia pela Universidade de Medicina Charité, a maior clínica universitária da Europa, pertencente à Humboldt-Universität e à Freie Universität (FU) – Berlim, conseguiu sempre equilibrar as suas duas grandes paixões. Por um lado o futebol e, por outro, a sua carreira de dentista.
Markus Merk é considerado o melhor árbitro do ano pela terceira vez, contabilizando 106 pontos.
Nos dois lugares seguintes, ficaram dois árbitros nomeados para o EURO 2008.
O alemão Herbert Fandel, em segundo lugar, com 92 pontos e pianista de profissão.
O eslovaco Lubos Michel, que contabilizou 87 pontos, arrecadando o terceiro lugar do pódio, sendo no seu dia a dia gerente de uma empresa.

Árbitros salvam a vida a jovem jogador

Fonte: Jornal de Notícias (Teixeira Correia)

O árbitro e o seu árbitro-assistente, ambos bombeiros, reanimaram um jogador de futebol que fez uma paragem cardior-respiratória, na sequência de um choque acidental. Para a vítima, os ´homens do apito´ são uns heróis.
O árbitro Silvério Albino, funcionário da Câmara de Ourique e chefe dos Bombeiros Voluntários de Ourique, apercebendo-se da gravidade do lance correu para o jogador, tendo de imediato contado com a colaboração de Mário Baptista, o árbitro-assistente, bombeiro funcionário dos Bombeiros Voluntarios de Ourique, que iniciaram as operações de reanimação.
O facto ocorreu no passado domingo, em Castro Verde, no decurso de um jogo do Campeonato Distrital de Iniciados, entre a equipa local e o Vidigueira, quando aos 34minutos Tiago Resende, guarda-redes do Castrense, chocou com um adversário caindo inanimado no relvado sintético.
Após quatro longos minutos e três tentativas de reanimar o jogador, Tiago deu sinal de vida, sendo depois conduzido ao Hospital de Beja, de onde teve alta e já regressou à escola.
Até à chegada da ambulância, os árbitros-bombeiros conseguiram estabilizar o estado clínico do Tiago.
"Num caso destes, com outros colegas sem conhecimentos de socorro, o desenlace teria sido trágico", afirmou o árbitro, que considerou ter feito a melhor "arbitragem da sua vida, sendo gratificante salvar uma vida de 13 anos"´, concluiu Silvério Albino, que já foi árbitro-assistente da 2.ª categoria nacional.
Anacleto Resende, pai de Tiago e simultaneamente treinador de guarda-redes e dirigente da equipa de iniciados do clube, presenciou todo o drama. "Foi complicado, como dirigente, treinador e sobretudo como pai. Se não fossem os árbitros, hoje estaríamos a chorar um jovem, o meu filho", recordou, emocionado e agradecido, pela atitude.
Pai e filho vão entregar aos árbitros uma lembrança simbólica, "que marque a recordação de uma vida salva num campo de futebol", revelou Anacleto.
A Direcção do Futebol Clube Castrense emitiu um comunicado onde ´"louva os préstimos´ da equipa de arbitragem perante tão delicada situação, deixando um obrigado ´por terem devolvido a vida ao Tiago".
Manuel Tomé, presidente do clube, refere que "os árbitros são merecedores do reconhecimento porque foram eles os heróis do jogo pela positiva, reconhecendo que na maior parte da vezes não se reconhecem as responsabilidades que os árbitros têm dentro do campo".

Pelé?????


Os brasileiros descobriram com espanto que existe um novo Pelé no futebol mundial. E que ele é português e joga na Inter de Milão. O Pelé em questão, ex-Vitória de Guimarães, enfrentou o Internacional de Porto Alegre na final da Dubai Cup, dia 7 de janeiro.

Não faltou gente nas rádios brasileiras (gaúchas) para reclamar veementemente o uso do nome sagrado do Rei do Futebol por um desconhecido (pelo menos no Brasil) jogador lusitano, que certamente não amarra as botas do verdadeiro Pelé.

Exageros descontados, porque há gente muito raivosa neste mundo, realmente é duro de ver um jogador tão limitado desfilar com o nome de Pelé nas costas de sua camisola.

O Inter venceu a Dubai Cup, batendo a Inter por 2 a 1, com direito a golaços de Fernandão e Nilmar e a banho de bola nos italianos. Mesmo sendo um torneio amistoso, será que o Colorado gaúcho teria o mesmo sucesso se a Inter tivesse o verdadeiro Pelé em sua equipa?

terça-feira, janeiro 08, 2008

Luisão e Katsouranis correram risco de expulsão

Antes de mais, fica esclarecido que, na minha opinião, o árbitro Paulo Paraty, engenheiro de profissão, não viu o desentendimento entre Luisão e Katsouranis.
Mas se tiveste visto um ou os dois deveria(m) ter sido expulso(s).
E não viu, porque estava a registar no seu bloco de apontamentos o cartão amarelo que exibiu a Luisão, quando este rasteirou deliberadamente o adversário e o jogo foi interrompido para assinalar o pontapé livre directo.
E quando olhou, naquela fracção de segundo, já estavam os dois jogadores rodeados por uma confusão, que para o árbitro deve ter sido de espanto, pois não é normal tamanho burburinho entre colegas da mesma equipa.
Mas se tivesse visionado ou ouvido a inacreditável discussão no relvado, com empurrões e gestos à mistura, entre os dois colegas de equipa, que até pareciam adversários, a lei prevê sanções disciplinares para este acontecimento.
A extensa Lei 12 – Faltas e Comportamento Anti desportivo, entre outras, ordena que um jogador seja advertido com um cartão amarelo, quando torna-se culpado de comportamento anti desportivo e que seja expulso quando usar linguagem ou gestos ofensivos, injuriosos e/ou grosseiros.
Expressa também, como decisão 1 do International F.A. Board, que todo o jogador que se encontre dentro ou fora do terreno do jogo, que cometa uma falta passível de advertência ou de expulsão com respeito a um adversário, a um árbitro, a qualquer outra pessoa ou a um colega de equipa, deve ser sancionado conforme a natureza da infracção cometida.
Assim sendo, Luisão que havia sido advertido com o cartão amarelo correu o risco de lhe ser exibido outro cartão amarelo por comportamento anti desportivo e como consequência seria expulso por receber uma segunda advertência no mesmo jogo, ficando também Katsouranis com o cartão amarelo exibido, pelo mesmo comportamento ou expulso pelo gesto ofensivo que fez a Luisão.
Se fosse considerado pelo árbitro tentativa de agressão, ambos os jogadores do Benfica, tinham corrido o risco, com o seu comportamento, de serem expulsos do terreno de jogo, antes de Camacho os substituir.
Em jeito de conclusão, perante as imagens televisivas nos dias seguintes ao jogo, no mínimo um dos dois jogadores deveria ter sido expulso, pois se o arbitro fosse separar os dois, como habitualmente fazem os árbitros entre dois adversários, o que acontece a seguir é que são ambos advertidos com o cartão amarelo.

1 - Posto isto, o que poderia ter acontecido ao Luisão:

a) Ser exibido o cartão amarelo por comportamento anti desportivo e como já tinha sido advertido com um cartão amarelo, este era o segundo e assim tinha que ser expulso (recordo situações que já aconteceram como por exemplo um jogador que foi advertido por rasteirar deliberadamente e na jogada seguinte, sai da barreira e é expulso por lhe ser exibido o segundo cartão amarelo).

b) Poderia ter sido exibido o cartão vermelho, por tentativa de agressão a Katsouranis, ao abrigo da alínea “agredir ou tentar agredir um adversário”

2 – O que poderia ter acontecido ao Katsouranis:

a)Ser exibido o cartão amarelo por comportamento anti desportivo

b)Ser exibido o cartão vermelho e consequente expulsão do jogo, por gesto ofensivo e grosseiro (que no dia do jogo confesso que também não vi) mas fazendo fé nas fotos publicadas

c)Ser exibido o cartão vermelho por tentativa de agressão a Luisão, também ao abrigo da alínea “agredir ou tentar agredir um adversário

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...