sexta-feira, agosto 31, 2007

DAQUI NÃO SAI

O leilão continua em Dezembro.

SANTOS DA CASA


"Amizade que mantenho e manterei [com Pinto da Costa], mas não quero com isto que pareça um argumento de vitimização. Estou muito longe desse estado de espírito mas não entendo porque não se deu pelo menos o benefício da dúvida a um treinador com o meu currículo"


"...Se calhar um treinador tem que passar a ser menos solidário. Claro que nunca deixarei de o ser, mas percebo que um treinador de futebol deve deixar, por vezes, para trás essa questão da solidariedade"


"Vieira é um homem voluntarioso quer quer o melhor para o clube (sabe de futebol?) Isso é muito subjectivo. Não sei se sabe muito, se sabe pouco. Não tem apetência. É a sua maneira de ser."


"Nuno Gomes é um grande profissional e aquilo que disse é leitura inequívoca e fez todo o sentido. Com tantas entradas e saidas não é possível manter a serenidade"

Fernando Santos, em entrevista ao DN



Questões: Voluntarioso é o pior que se pode dizer de alguém. Solidariedade é algo de que nem é preciso falar. Amizade é uma coisa, convites para casamentos outra. E porque razão não falou primeiro o treinador, o líder do balneário, de falta de serenidade? Então, sabe ou não sabe, se não tem apetência... Esta mania tuga de atirar a pedra e esconder a mão...

quinta-feira, agosto 30, 2007

SORTES

Prognósticos no princípio:
FC Porto - Podia ser melhor mas não está mal. Com os ingleses será quase ela por ela, com os franceses não deverá ser complicado, com os turcos...nunca se sabe. Possibilidades de seguir em frente: 80%
Benfica - No limite, mas possível. O Milan é de outro galáxia mas tem revelado fragilidades. Escoceses ao alcance, ucranianos nem tanto. Possibilidades de seguir em frente: 65%
Sporting - Um colosso inglês e mundial e uma parede italiana. Risco de colisão grave e também de traumatismos ucranianos. Possibilidades de seguir em frente: 35%
Liga renova, e muito bem, o seu site, mostrando estar no bom caminho na área da comunicação institucional. Sem precisar de recorrer à LPM.
ver em http://www.lpfp.pt

A PRIMEIRA DE CAMACHO


Aí está a primeira vitória daquele que em Portugal é tratado por "Senhor Camacho". Saborosa. A garantir ao SLB pelo menos 7 milhões de euros, pela presença na fase regular da Champions, onde chega pelo terceiro ano consecutivo, o que é mérito a assinalar. Di Maria é mesmo reforço mas a história que gostava de ver contada é a do puto Miguel Vítor. Sim, eu sei, ainda não há nada sobre o assunto na wikipédia...

CAROL


Sempre a surpreender-nos, agora como imagem de marca da "Bonsai", empresa de Barcelos, onde noutros tempos era o galo que, apesar de ser de barro, cantava.
Esta mulher está imparável e se viver tanto como um bonsai e se se mantiver no caminho que escolheu ainda terá muito para contar.
Estou obviamente a falar, para os mais distraídos, daquela que PC transformou numa escritora de sucesso.

quarta-feira, agosto 29, 2007

PUERTA: HASTA SIEMPRE


2.991

2991 páginas vistas, 2156 visitantes. Ontem, dia 28 de Agosto. Vocês enchem-me de mimos!
Nota: aqui não se martelam audiências nem se oferecem brindes.

AVISO À NAVEGAÇÃO AÉREA

Os aviões ja fazem voos rasantes sobre o Douro. Cuidado, amigos. Anda muita gente aos tiros na Ribeira do Porto, como aconteceu esta noite...

LPM


"Pela circunstância de estarmos ligados ao Futebol Clube do Porto por um contrato de prestação de serviços de Conselho em Comunicação e Assessoria Mediática temos sofrido, nas últimas semanas, uma lamentável sucessão de pressões ilegítimas. Não é este o momento adequado para tornarmos público o conteúdo e a forma dessas pressões, mas queremos deixar claro que nunca, nos 20 anos de actividade da LPM, algo de semelhante tinha ocorrido. Tememos que a continuação do contrato que nos liga ao FCP possa colocar em risco a normal actividade da LPM em prejuízo dos cerca de 70 colaboradores que empregamos e das cerca de 50 instituições que representamos. Estas circunstâncias levam-nos a solicitar a rescisão amigável do contrato. No momento em que o fazemos deixamos claro que nada de menos ético – muito menos ilegal - ocorreu no nosso relacionamento com a vossa instituição e que as pressões que têm sido exercidas sobre a LPM, essas sim, pressupõem uma lamentável falta de seriedade de entidades que deveriam dar o exemplo ao País. A curta experiência de trabalho com o FCP confirmou, infelizmente, o que tínhamos identificado no diagnóstico inicial: existe uma anormal coligação de interesses que procura impedir a expressão pública da vossa instituição, mesmo quando se trata de situações que poderíamos descrever como de legítima defesa. Nas últimas semanas, porque ocorreram episódios mediáticos (a maior parte sem qualquer intervenção nem do FCP nem da LPM) que mostram quão frágil é o guião construído por esses interesses, foram sendo utilizados sobre a nossa empresa meios, públicos e privados, que relevam sobremaneira o desespero dessas entidades e a falta de consideração pelos princípios éticos que deviam respeitar. Neste contexto, estamos certos de que compreenderão melhor do que ninguém esta nossa decisão."


Só hoje li com mais cuidado o comunicado da LPM a propósito da rescisão de contrato com o FC Porto. Luís Paixão Martins, guru da comunicação institucional portuguesa, e autor de um célebre manual sobre o assunto, pode falar de cátedra. Mas não deixo de me espantar com a sua indignação. Toda a gente sabe que a LPM faz a assessoria de diversos departamentos governamentais, nomeadamente ao Ministério da Justiça. Só um leigo não perceberia que ao associar-se ao FC Porto, clube actualmente na mira do MP/Lisboa, LPM iria expor um flanco, gerando uma espécie de conflito de interesses. Seria caso o mesmo que assegurar a comunicação institucional do Benfica e do FC Porto. Ou LPM achou que já estava acima de tudo isto ou deu um passo em falso. Ou dois, como aconteceu na minha perspectiva com este comunicado.

terça-feira, agosto 28, 2007

NINJA


No Olival há ainda quem guarde este peculiar autógrafo do Ninja Derlei. O caderno que aqui vêem, de um primo do leixonense Jorge Gonçalves, tem outra preciosidade: um autógrafo de Luigi Del Neri. Deve ter sido o único que deu em Portugal...

UMA TARDE NA RUA DOS PARDIEIROS
















Uma tarde à porta do centro de treinos de Olival/Crestuma é sempre um espectáculo sobretudo em pleno Agosto. Hoje, a rua das Pardieiros chegou a estar cortada, depois de um autocarro ter batido num Peugeot branco. Deu para tudo. Até lá apareceu o...Jardel. Os novos craques ainda se estão a adaptar e um deles distraiu-se e encostou o seu carro ao da frente. Mas desta vez não foi preciso chamar a GNR. Nesse entretanto, o autocarro lá passou, enquanto os resistentes ficavam à espera do retardatário Jesualdo Ferreira, que também parou, antes de acelerar na sua nova máquina.

TALENTOS


Nada pior que um talentoso armado em parvo, é o que me apetece dizer depois de ler o "bilhete postal" de Ferreira Fernandes, sob o título "Nada pior que um parvo com talento", a propósito das cambalhotas de Nani e da possibilidade do artista ficar paraplégico...

Um artista é um artista. Tem todo o direito a divagar. Também se vai ao longe assim.

Aqui deixo a crónica do brilhante FF:
Nani, rapaz. Houve um guarda-redes colombiano, bom, de quem tudo se me varreu, excepto gostar de fintar com os pés. Um dia, num Mundial, a Colômbia jogava com os Camarões, e a esse guarda-redes deu-lhe para mostrar o seu truque. Avançou com a bola nos pés, viu um velho camaronês e tentou fintá-lo. Abrevio: foi uma gargalhada e a Colômbia foi afastada pelo camaronês, quase trôpego, mas que, ele, sabia o que fazia. Do guarda-redes colombiano restou esta memória: o parvo que gostava de fazer fintas. Nani, rapaz. Mortais dos teus, melhores, mais perfeitos, a cair de costas direitas, há vinte miúdos de oito anos a fazê-los no Ginásio Clube. O Manchester foi buscá-los? No domingo, depois do golo, não te mostraram placas com números, pois não? É, Nani, não és ginasta. És avançado, daqueles que fazem golos fora da área. Isso é que te vai fazer ser recordado. Ou não. Também podes ficar como o coitado da cadeira de rodas que caiu mal ao celebrar um golo. Escolhe, rapaz.

segunda-feira, agosto 27, 2007

EPÍSTOLA AOS CORÍNTIOS


OURO


O TRI JÁ SE SABE QUE É UMA MIRAGEM, MAS O TRIPLO É MESMO COM NELSON ÉVORA E COM O...BENFICA

AURÉLIO PALHA


A morte, a tiro, esta madrugada de Aurélio Palha confirma apenas o clima de terror que se vive na noite portuense. A situação está, em definitivo, descontrolada. Pela segunda vez em duas semanas, a Rua Manuel Pinto Azevedo, no Porto, foi palco de acções mafiosas. Desta vez, a vítima foi Aurélio Palha, um adepto muito especial do FC Porto. Dono do bar/restaurante Mostarda, do restaurante Porta 21 (no Estádio do Dragão), da muito in discoteca Chic, de um grande ginásio na Foz e da Rádio Nova Era, entre outros investimentos, Palha era um amigo com quem conversava muitas vezes, sempre que o encontrava no Mostarda e nas deslocações do FC Porto (não falhava uma). Foi por sua iniciativa, aliás, que um grupo de adeptos se deslocou à Corunha numa limusina, aquando da meia-final da Champions que o FC Porto ganhou, em 2004. Aurélio prometeu que iria à final de avião mas acabou por não ser possível. Recordo ainda um regresso atribulado do FC Porto de uma viagem ao estrangeira, na qual Aurélio "puxou os colarinhos" a Co Adriaanse, após uma derrota. "És um burro", disse na cara do holandês, antes dos ânimos acalmarem. Conselheiro habitual de Pinto da Costa, este grande empresário da noite portuense esteve também, muito recentemente, para se tornar presidente do Leça, com um projecto que visava o regresso da equipa de Matosinhos ao primeiro escalão do nosso futebol. O projecto ficou em banho-Maria depois de a Câmara Municipal de Matosinhos se ter cortado em relação a alguns apoios.

Uma morte é sempre uma morte mas a brutalidade desta deixa-nos a pensar. Nunca mais vamos ver o Aurélio nem ouvir as suas histórias sobre os bastidores do futebol. Tudo ficará, porém, na nossa memória. Que descanse em paz pois os próximos tempos adivinham-se complicados. Uma guerra pode estar a estourar.

FCPORTO-SPORTING


Não se contesta a vitória.

O FC Porto foi sempre a melhor equipa.

O Sporting jogou nas deixas.

O campeão foi regular e persistente.

O vencedor da Supertaça foi errático e inconsequente.

O jogo acabou por ser decidido num lance polémico. Atraso ou corte? As opiniões dividem-se. No campo e na TV, pareceu-me um corte. Fez bem a pressão Postiga. O guarda-redes leonino hesitou, Proença também e esta dupla hesitação rendeu 3 pontos para o FC Porto.

Reacção frouxa de Paulo Bento a este lance.


Sempre gostava de ver o Sporting a reagir se o árbitro tivesse sido Paulo Costa.

PS - Mais uma vez se provou que o FC Porto é uma equipa que sabe fazer pressão

sábado, agosto 25, 2007

E VÃO 4!


Duas jornadas, 4 pontos perdidos. Pode ser fatal. Hoje, o Benfica de Camacho fez pela vida. Jogou sob brasas mas podia ter vencido. Foi, ao contrário do que disse Cajuda, a melhor equipa. Mas o Vitória também não esteve bem, tendo sido prejudicado por algumas "pequenas" decisões de Lucílio Baptista e pelo excesso de zelo do árbitro assistente choramingas Sérgio Lacroix, o tal que expulsou Quaresma em Leiria na época passada. O Vitória já está uma equipa muito bem montada, que raramente se desorganiza, e embora lhe falte um golpe de asa, demonstrou na Luz que pode acabar nos lugares de topo. O Benfica, por seu lado, tem ainda muito caminho para percorrer e precisa sobretudo que Cardozo comece a acertar nas redes e não quase. Rui Costa continua a ser o melhor jogador encarnado e enquanto for assim...

LUSITÂNIA EXPRESSO

QUEM VAI PAGAR O PATO, PERDÃO, O GANSO?

NOTÍCIA DA SEMANA

"Pinto da Costa de novo com Filomena", manchete de O CRIME. Disse ele, que continua de férias na blogosfera, que Lisa já está em Fortaleza, para onde se deslocou recentemente a mulher de Reinaldo Teles, para a convencer a não falar aos paparazzis. Quem será que comprou a casa de Jardel?

PÉROLAS DA SEMANA

No CM: "Tudo aconteceu num subúrbio dos arredores de Lisboa"
Programa da Júlia Pinheiro: "É minha convicção que a Maddie está morta", disse o Totó e o público bateu palmas; até o Vítor Bandarra achou demasiado...

sexta-feira, agosto 24, 2007

CEBOLA MOLE

A propósito de Cebola, o avançado que faz chorar os adversários com as suas fírulas...
[ampliar]

quinta-feira, agosto 23, 2007

PARA REFLEXÃO


"Não sei, espero bem que sim. Se houver provas para ser condenado, acho que deve haver coragem, pois são pessoas como as outras. Caso contrário, alguma coisa está mal. Qualquer magistrado está preparado para condenar quem quer que seja desde que os factos se provem em julgamento"
Carlos Teixeira, o procurador adjunto do Apito Dourado, na resposta à pergunta "haverá coragem em Portugal para se condenar um presidente de um grande clube?", na revista "Focus.

Teixeira, 42 anos, natural de uma aldeia do concelho de Vinhais (terra de Antero Henrique...), Rebordelo, foi o homem do primeiro impulso do Apito Dourado, quando credibilizou uma denúncia do ex-árbitro de primeira categoria Rui Mendes. Seguiu-se o trabalho da PJ do Porto sobretudo sobre a investigação dos jogos do Gondomar na época de 2003/2004. Não era vontade do homem que criou o Apito Dourado ir muito para além mas foi Teixeira quem assim o quis, correndo o risco de gerar um megaprocesso que mais tarde ou mais cedo empancaria nos tribunais. Como se vê. Deu para perceber nesta entrevista as dificuldades que Teixeira teve em desenvolver a investigação, ao ponto de lhe ter sido dado um passe para viajar em transportes públicos e um computador portátil cuja bateria não funcionava. Ou seja, nada foi feito para dar força à investigação, o que só aconteceu em Dezembro quando Morgado surgiu em cena na esteira de Carolina. De 2004 a 2007, as altas instâncias do MP boicotaram o trabalho do magistrado de Gondomar. Nem mais, nem menos. Outra questão é se Teixeira ambicionou demasiado num processo que continua a ser bastante vulnerável, apesar do trabalho feito pela equipa da morgadinha dos tribunais.

A ASA ESQUERDA DA ÁGUIA

SLB PROCURA DIRECTOR DE COMUNICAÇÃO. PEDRO FONSECA, ASSESSOR MOR DE LUIS FILIPE MENEZES, É O GRANDE CANDIDATO. O SEGUNDO CANDIDATO É O PRESIDENTE DA CASA DO BENFICA DE SANTO TIRSO. E O TERCEIRO O AUTOR DO BLOG O INFERNO DA LUZ.

quarta-feira, agosto 22, 2007

O DRAGÃO

http://www.record.pt/noticia.asp?id=755532&idCanal=1089

NAIF


Fernando Santos mostrou hoje mais uma vez que não é treinador para o Benfica.
Antes do mais, aceitou falar pela primeira vez da sua saída num programa de entretenimento - o Trio de Ataque - no qual sabia, à partida, estar protegido por algum paternalismo (houve um momento em que António Pedro Vasconcelos, por norma contundente e lúcido nas suas explanações, reconheceu não saber o que estar a dizer...). Santos também não. "Nasci para sofrer" é o "soundbyte" do seu discurso no papel de vítima. Ficámos a saber por ele que o grande problema do Benfica foi ter uma "comunicação zero". Por momentos pensei que o engenheiro estava a falar de si. Mas não. Estava a referir-se à hoje na moda "política de comunicação" dos clubes, que mais não é, a mais das vezes, que ou uma forma de censura ou uma forma de manipulação, cujas migalhas os jornalistas recolhem com sofreguidão e eterna gratidão. Foi-se a ver e, afinal, quase todos os novos jogadores do Benfica foram escolhidos por Santos, um deles, Adu, por aquilo que ele próprio viu na...TV no último Mundial de sub-20. Admito que Santos saiba muito de futebol mas é muito ineficaz em termos de comunicação - o que se reflecte não apenas no impacto que tem na opinião pública (a propósito, é velha e estafada aquela ideia de que os treinadores portugueses que vão para o Benfica são mal-amados, há quem também possa dizer que são mal escolhidos...). Quem viu as primeiras declarações e os primeiros movimentos de Camacho no terreno sentiu de imediato a diferença. O espanhol regressou e abriu as portas aos adeptos porque é assim, com pressão, que gosta de trabalhar. Que diferença! Confesso que cheguei a ter alguma pena de Fernando Santos durante as suas explicações tipo "eu não tenho nada a ver com isto". A carreira que já construiu exigia muito mais daquele que afinal nasceu para sofrer, o que está longe, convenhamos, de ser algo que um treinador possa colocar no seu cartão de apresentação. A não ser que esteja a lídar com analfabetos funcionais. O que pode muito bem acontecer neste mundo da bola.

terça-feira, agosto 21, 2007

ANA PAULA OLIVEIRA


"As fotos da bandeirinha Ana Paula Oliveira nua na revista "Playboy" vazaram para a internet antes que a publicação chegasse às bancas, segundo reportagem do jornal Agora publicada neste sábado. Veja galeria de imagens. As fotos circularam por e-mail e ganharam bastante espaço também no site de relacionamentos Orkut. O vazamento obrigou a editora Abril a antecipar em um dia a publicação da revista. A "Playboy" com Ana Paula na capa deve chegar às bancas nesta segunda-feira (9) e os assinantes já devem recebê-la hoje. Procurada pelo Agora, a "Playboy" afirmou que entrou com um pedido extra judicial para alguns usuários do Orkut retirarem as fotos da internet. As 13 fotos, tiradas por J. R. Duran, não têm relação com o universo futebolístico e simulam os bastidores de um ensaio fotográfico num quarto. A bandeirinha aparece posando junto a câmeras e refletores, curvada sobre um sofá e deitada numa mesa."
in Folha de S. Paulo, hoje

MARRETAS

Pensava que eram dois mas afinal são 3. Basta ver "O Dia Seguinte". DF, GA e FS continuam a fazer de conta que não estão de acordo, DB bem se esforça por manter um registo credível, mas...já era. Os marretas vêem penáltis até fora da área e só não nos fazem adormecer porque acaba por ser algo preverso assistir ao espectáculo. Depois, falam uma linguagem criptada, metem foice em seara alheia, vão por aí a guiar contra à mão com um braço de fora do automóvel e ferram a torto e a direito. Tudo espremido, dá uma limonada de limões verdes e pouco açucarada. O show, repito, vale pelo exercício de diletantismo e por alguns nuances softcore. Qualquer diálogo entre peixeiras da doca pesca de Matosinhos tem mais sal e pimenta que esta caricatura de programa televisivo.

Digo eu.

segunda-feira, agosto 20, 2007

BOMBÁSTICO

José Carlos Soares, na sua imperdível coluna no Sport/CM de sábado, revela que um treinador da I Liga foi contratado em Londres graças ao facto de ser familiar de um autarca, que nessa cidade acertou com o presidente do clube a contratação do treinador. Um saco de cimento para quem adivinhar quem é.

CÓPULAS COM ASPIRADORES

"Um artista chamado Daniel Blackner, que se apresentava no Festival Fringe de Edimburgo, na Escócia, foi hospitalizado com urgência após introduzir seu pênis em um aspirador de pó e não conseguir retirá-lo. Blackner é anão e tem fama por seus espetáculos excêntricos. O incidente aconteceu quando Blackner --apelidado de "Capitão Dan, o anão demoníaco"--, do Circo de Horrores, preparava um espetáculo que consistia em atravessar o cenário com seu pênis dentro de um tubo do aspirador, segundo a agência Press Association. A parte do aspirador na qual Blackner encaixava seu pênis se soltou e o Capitão Dan tentou fazer um reparo com uma cola. No entanto, o artista circense deixou a cola secar por 20 segundos, enquanto que o fabricante recomenda 20 minutos. Ao fazer a acoplagem com o aparelho, a cola ainda não estava seca, o que fez com que o pênis de Blackner se colasse no aspirador. "
in Folha de S. Paulo, hoje

Esta notícia recorda-me o mais excêntrico anúncio de estrada que encontrei este Verão, algures em Estarreja, a promover, numa discoteca, uma tourada de anões. O que eu perdi...

APITO ENCARNADO II

Sei de fonte segura que, ao contrário do que é dito no dossier, Joaquim Oliveira não combinou coisa nenhuma sobre a cacha do 24 Horas da sua ida à PJ. Se bem estão recordados, o presidente do Benfica até foi aos arames com a notícia, assinada por Carlos Tomás, de que tinha sido constituído arguido, o motivou nesse mesmo dia a sua ida à sede do jornal, onde foi recebido pelo director e por Oliveira.

APITO ENCARNADO I

Muitos nomes são referidos no famoso dossier do Apito Encarnado. Porém, até ver ninguém pôs a boca no trombone. Porque será? Das duas, uma: ou foi tudo mal planeado ou é tudo uma mentira pegada. Dos vários "factos" assinalados no relatório pretensamente feito por alguém da PJ, destaco pelo menos uma inverdade: o delegado do Benfica-FC Porto que terá impedido os dirigentes portistas de irem ao relvado foi, afinal, alvo de uma queixa do...Benfica por ter pedido que os seguranças do Benfica, que serviam de obstáculo, se retirassem. O que está obviamente documentado.
PS - A propósito, "e pluribus unum" é uma receita de salada da antiguidade clássica. E não estou a inventar...

AI QUE SAUDADES




No dia em que se regresso à labuta, as saudades das férias batem forte. Aviso já que não viajei pela Cosmos ao Brasil, onde, na cidade de Natal, pude começar a descansar embalado pelo calor dos trópicos e por um jacuzzi particular. Nadar com os golfinhos em Pipa, mergulhar nos corais de Maracajaú, passear de buggy nas dunas...enfim, show de bola, foi bom que nem prestou. Depois, o regresso a casa, um breve regresso para actualizar apitos e partida para Vimioso, graças à hospitalidade da Neide, do Alberto Gonçalves, da Clarinha, da Tracinho e da Macaca (não é da família do lider mas canta melhor). Não sei o que foi melhor: se os banhos no Angueira, se os jantares no Diamantino, se as longas e mornas noites de paleio e jogos até ser dia. Mais não digo para não promover demasiado a região e não ter desagradáveis surpresas quando um dia lá voltar, caso a Neide e o Alberto estejam para aturar a minha tropa.

INEVITÁVEL


O problema nunca foi Fernando Santos. Nem o Benfica. O problema era o Benfica e Fernando Santos. Um clube e um treinador que não ligam. O clube por andar à deriva nos últimos 20 anos, o treinador por ser um assumido benfiquista (santos da casa...) e não ter uma personalidade forte. Só não se percebe como ninguém viu, no final da última época, que este era um casamento inviável. Prolongá-lo foi apenas um acto de teimosia de Luís Filipe Vieira e acredito que este terá sido um dos motivos que levou José Veiga a bater em definitivo com a porta. É no que dá querer governar um clube com base em convicções pessoais.
Não é para todos.

domingo, agosto 19, 2007

BLACKOUT

Vocês sabem do que eu estou a falar.

SPORTUGAL

Acabo de saber que o site desportivo Sportugal foi suspenso. Lamento. Era um dos meus preferidos e picava-o diariamente, apreciando sobretudo os seus colunistas. Está visto que os projectos independentes, que não estão ancorados em grandes "groupes", estão condenados ou a lutarem pela sobrevivência ou a primarem pela excelência. O problema está sempre no meio certo pois a vontade de comer muitas vezes se sobrepõe à vontade de pensar. Com a saída de cena do Sportugal, o MaisFutebol reforça a sua posição dominante no mundo dos sites desportivos e aí nada a opor. É um site que definiu uma linha, que a desenvolveu e que teve sempre na sua equipa excelentes contadores de história. Obviamente, tudo isto é dito por quase todos mas em surdina, pois não fica nada bem andar por aí a gabar a qualidade dos nossos colegas. O contrário...bem, essa é outra história. Portanto, nesta hora deixo um abraço amigo para a equipa do Sportugal, sobretudo para o Luís Filipe, e outra de admiração pela do MaisFutebol. Com a esperança de que no futuro próximo outros sites desportivos possam aparecer, prosperar e ter uma longa vida. Ou blogues...

NOTÍCIAS DA CASERNA

Será verdade que João Bonzinho, ex-editor chefe de A BOLA, vai ser o director do semanário gratuito que o Público vai lançar, levando com ele Luís Francisco?

FOX TROT


Fonte relativamente bem informada disse a BnA que os auriculares que este ano são novidade nos árbitros e fiscais de linha estão ligados à PJ do Porto.

JORNADA 1


Confesso que falhei.
Falhei a abertura do campeonato. Com as férias a terminar, cheguei a pensar ficar a pastar por casa, convencendo os miúdos a contentaram-se com a tv que não tem descodificador. Mas depois o Nuno telefonou e desafiou-me para ir ao Bessa.
Na 5.ª feira, fui ao Estádio do Mar comprar o meu bilhete. 5 euros e um risquinho número 933. Guardei o bilhete, que mais parecia um ticket de estacionamento, no bolso e andei com ele até à noite, quando verifiquei que se começava a degradar. Guardei-o no lugar das chaves e só me lembrei dele no sábado, dia do jogo.
Nicles. Desaparecido. Levantei tapetes, arrastei móveis, revistei cuecas e interroguei o cão e os dois gatos.
Nada.
Tentei comprar outro com o cartão da minha filha, também com as quotas em dia. Quatro da tarde. Bilheteira fechada no Mar. Bem, melhor será tentar no próprio estádio. Que não, logo que disseram. "O homem da bilheteira não levou a lista para o Bessa e assim não é possível verificar que sócios compraram bilhetes ou não", assim me explicaram.
Desisti. O Nuno lá foi, o Rafa também e eu fiquei por casa a disputar a TV com descodificador com os miúdos.
Gostei do "meu" Leixões embora por vezes, confesso, me baralhasse um bocadinho na equipa pela qual estava a torcer. Berardo afinal tinha razão. Quando o melhor jogador do Benfica é o Rui Costa é porque algo não bate certo. Nada contra o Rui - foi um grande jogador e ainda consegue destapar o frasquinho do perfume. Mas...
Em Braga, foi Quaresma, 2 João Pinto, 1. Melhor o FCP, mas sem deslumbrar.
Em Alvalade, não foi sempre a abrir mas com esta Académica de Machado não dá para aferir velocidades. Derlei marcou e jogou e parece querer provar que não foi de novo um erro de casting.

PS - Este ano a noite da bruxas começou mais cedo. Que medo!

sexta-feira, agosto 17, 2007

(QUASE)TODOS OS NOMES


São muitos, muitos estrangeiros. Todos os nomes dos artistas da bola do campeonato que agora começa seria castigar a freguesia de BnA, por ora ainda a banhos. Mas não consigo resistir. Começando pelo campeão, destaque para a presença de Espírito Santo como alternativa ao sr. Arruda, sempre quero saber se sabem quem é o Pedorno da defesa e também o Dorvalino. Não me atrevo a citar o polaco como exemplo de nada porque tem um nome com 29 letras e dá pelo apelido de Przemyslaw. Mas é sempre bom saber, quanto mais não seja na perspectiva do roupeiro, que o meio-campo tem um Ariel. No ataque, assinalo a presença de dois Bernardos, embora um deles ainda não tenha mostrado os seus dotes Aguiar contra muros de Avintes. No Sporting, mais uma vez terá de ser preciso passar pelo Polga e pelo Tonel ou também pelo Della Valentina. Não sabia mas fiquei a saber que o já consagrado João Moutinho tem Iria como terceira nome e que Paredes também é Monges - para quem acredita, cá está alguma coisa. Por incrível que pareça, Adrian Sabastian Perruchet Silva é português, tal como o senhor Vanderlei Silva. No campeão dos campeões, Zoro também responde por sr. Kpolo, Miguelito é o Organista de serviço, todos sabem que o Armando Teixeira responde por um Petit nom e Nuno não tem Gomes no nome mas sim Ribeiro. No Sp. Braga, não sei porque não chamam Valdelomar ao Rodriguez e Abdulrahmann a Hussain. Lamentável também Lenny não ser conhecido por Felisbino e Wender por Said. Já agora, sabiam que João Tomás também vira a cabeça se gritarem Pataco? As coisas que se aprendem na revista do "Record"... No Belenenses, tinha de haver um Salazar (José Pedro) tantas são as ligações do clube ao antigo regime, enquanto no Paços que vai de Mota se regista a maior quantidade de nomes de guerra; Mangualde, Kiko, Pedrinha, Dedé, Pilas, Cristelo, Carioca e Jorginho. Em Leiria também estranho que não tratem o guarda-redes Fernando pelo nome bem mais simples de Buytenberder. No Nacional, por outro lado, os guarda-redes dão pelos nomes de Belman, Benaglio e Bracali e aposto que se houve um quarto será o Bernardo. De volta ao continente, no Estrela o destaque só pode ser o treinador - Daúto Xaharnanne Armade Faquirá. No reformulado Boavista, Grzelak continuará a obrigar-nos a olhar para as teclas na hora de digitar o seu nome e é pena que Kifuta Kiala Makangu tenha sido dispensado, faltando saber o que o Fary Faye esta época. Só para fechar a coisa e não maçar muito, registo um Mossoró no Boavista e no Marítimo, um guarda-redes chamado Café na Naval de Chaló, o Kim Byung-Suk do V. Setúbak, o Udichukwo Nwoko do meu Leixões onde o rei é Roberto Balesteros e o medieval Geromel da equipa da terra do fundador, onde também pode ser encontrado um Targino, um Rabiola, um Pelé, um Fajardo, um Moreno e um Desmarets, para além do Kamel Fahti Ghilas.

quarta-feira, agosto 15, 2007

O FUTEBOL E O POVO

Esta imagem tem 20 anos e foi tirada no velhinho e saudoso Vidal Pinheiro. Um Salgueiros-FC Porto com todos os condimentos, à luz diurna e certamente sem transmissão televisiva. Futre remata à baliza de Madureira, actual treinador do Leça, com a oposição directa de Matias. Lá atrás, André observa e, mais perto, Fernando Festas adivinha o pior para as suas redes. Futebol assim, com o povo a fazer transbordar as bancadas, já não existe. Nem estádios como este que jaz numa estação de metro. É o progresso, dirão alguns, invocando o nome de outro clube portuense que se perdeu. Prefiro não usar o lugar comum. Prefiro dizer que este futebol é que era, que este futebol é que nos deixou saudades.

EVANGÉLICOS


Por muito que me tentem explicar, não consigo explicar o porquê de Joaquim Evangelista, presidente do sindicato dos jogadores, surgir sempre no meio destas trapalhadas com rescisões contratuais. Hoje é claro que quando um jogador falta a dois treinos e não atende o telefone é porque está certamente a negociar com Evangelista a sua rescisão contratual. Apoio jurídico é uma coisa, ostentação e provocação outra. Os evangélicos andem aí... Louve-se, porém, o estilo do presidente do sindicato dos jogadores ao denunciar a ilegalidade que é muitos clubes inscreverem jogadores quando têm anos de salários em atraso...

ps - Boas férias, entrarei em contacto.

HOMENAGEM A VIRIATO

A notícia da morte do Chefe Viriato foi recortada de A BOLA e coloquei-a no meu álbum de recortes fúnebres.
Viriato Mourão foi para mim um Mestre, um Amigo, um Conselheiro, uma presença fleumática e bem humorada.
Tê-lo exactamente atrás de mim na Redacção (ao lado do José Meireles) foi um enorme privilégio.
Visitei-o no Hospital de S.José há uns quatro anos. Sei que era um dia de Festa do Jazz no S.Luiz. Levei-lhe o meu livro de poesia "Idade das Trovas". Depois reencontrei-o nas madrugadas do Galeto, já recuperado.
Ficam as memórias e as saudades. Das idas à pastelaria Nita (onde o chefe de ensinou que 'mórbido' podia querer dizer doce, a propósito de um chocolate), dos lanches em que eu e o Viriato provocávamos a Alexandra Tavares Teles, dos trechos de ópera que ensaiava em plena Redacção, do diálogo a propósito da minha crónica "Não há pão para malucos" (cujo título ele achou chocarreiro), das intermináveis 'discussões editoriais' com o José Meireles, a propósito do SE7E e do Diário Pupular, da arte literária que eram os seus artigos sobre futebol internacional, das provocações ao Marcelino Nunes ('Olha o Marcelino! Há 'melão' (rugby) hoje?). Tantas e tão belas memórias.
O Viriato era mais do que um jornalista. Era um tipo, uma lenda, um homem de um outro tempo.
Um tempo melhor, em que as Letras eram mais bem tratadas.

Luís Graça*

* provavelmente o melhor prosador que encontrei nas redacções onde vivi

ditado

UM DOCUMENTO FALSO POR DIA DÁ SAÚDE E ALERGIA
Ver em http://sic.sapo.pt/online/noticias/pais/20070815+Apito+Encarnado.htm

terça-feira, agosto 14, 2007

ATUREM-NO MAIS UM BOCADINHO


Foi quase uma boa notícia. Mas a TV Record, que podemos ver no nosso cabo, decidiu não tirar do ar Milton Neves e o seu "Debate Bola". A pedido de várias famílias.

Afinal, na televisão o povo é mesmo quem mais ordiena.

POUCO, QUASE NADA

Não fosse Rui Costa - e o guarda-redes do Copenhaga... - e o Benfica podia ter hipotecado hoje a presença na fase regular da Champions e, por consequência, cerca de 7 milhões de euros. O maestro conseguiu, com dois pontapés, algo de extraordinário - a vitória num jogo que esteve quase perdido. Com Berardo na bancada, logo atrás de Vieira, pode dizer-se que o Rui fez uma exibição de raiva. Quanto ao Benfica, mostrou muito pouco, quase nada. Ainda não percebi se Luisão saiu porque estava incapacitado ou se foi um castigo pela sua colaboração no golo do empate dos dinamarqueses. De Cardozo gostei - é um espontâneo. O resto...muito fraquinho. Adu roçou o anedótico, Coentrão não conseguiu enganar o árbitro nem o público, Bergessio não se viu e Luís Filipe parecia estar a fazer o seu jogo de estreia nos seniores. Como dizia um adepto à saída, com esta equipa o Benfica nada vai fazer na Champions...

PS - Cobertura da SIC redundante, cheia de ruído, de panegíricos e trocadilhos tontos, com o Jorge Baptista a tentar salvar a noite mas em vão. De escada, evidendemente.

DOIS PONTOS

1. O nojo de novo a cobrir o jornalismo português com o destaque dado ao documento apresentado por Rui Santos, que se supõe ser falso. Aqueles que perante factos notórios e gritantes assobiam para o lado e fazem de conta que nada acontecer são os mesmos que hoje amplificam o que não passa de um fait-diver. Eu sei porquê. Inveja, desonestidade, mesquinhez, sobrevivência. Pobres. Coitados. Sobretudo dos paus-mandados.
2. É um facto que a investigação do Apito Dourado tem tantos buracos como crateras tem a lua. É um processo que está longe de ser perfeito. Quem se sente acossado, lança agora as contra-medidas. Eis, pois, o Apito Encarnado. O futebol português dos últimos anos está ao nível do ciclismo de alta competição que se pratica - é uma fraude tolerada. Aqui não há santos. Mas, meus senhores, alguns eram mesmo o diabo* em pessoa...
* Há quem me garanta que o diabo não é vermelho mas encarnado.

segunda-feira, agosto 13, 2007

ASICALHAMENTOS

Ampliar é viver.

MISTÉRIO


Mais uma do Apito Dourado. Rui Santos apresentou na SIC um auto de interrogatório de Pinto da Costa que o FC Porto diz não ser verdadeiro. Em causa o vencimento declarado por PC à juíza Ana Cláudia Nogueira, em Dezembro de 2004. Segundo o tal documento,400 euros resultantes das acções detidas por PC na SAD. Segundo o FC Porto, 10000 euros, mais um Jaguar, mais despesas. É tudo no mínimo muito estranho pois podemos estar a entrar no domínio da falsificação de documentos, um dos crimes do processo Apito Dourado. O que se sabe é que dificilmente PC ganharia apenas120 mil euros por ano se tivermos em conta que a SAD portista tem 4 administradores remunerados e que a SAD paga em média 800 mil de euros/ano ao seu conselho de administração (aqui se incluindo prémios de desempenho). Ou será que o presidente do CA da SAD portista é quem ganha menos na respectiva administração?...

TIGRE OU MOCHO DE PAPEL?

"O mais grave que Pinto da Costa disse sobre Luís Filipe Vieira era que este festejava os golos do Porto contra o Benfica e que eram amigos. Sobre esta amizade antiga, posso dizer que, enquanto presidente do Alverca, Luís Filipe Vieira estaria a defender os interesses do Alverca sendo amigo de Pinto da Costa. Os pequenos clubes de futebol sempre se sentiram aconchegados e certos de que evitariam despromoções ou casos desagradáveis no decorrer de uma época, se fossem amigos de Pinto da Costa. "
Leonor Pinhão, em entrevista ao CM.

Ok, tudo bem. Mas LFV escusava de reforçar o apoio oferecendo a PC uma peça que é um mocho sobre o livro aberto da sabedoria, peça que, aliás, o presidente portista exibe com destaque na sua vitrina.

domingo, agosto 12, 2007

SUPER COM CHUMBO


Custou-me ouvir um homem inteligente como Jesualdo Ferreira desculpar a derrota com erros de arbitragem e a argumentar que o FC Porto só não foi inferior ao Sporting nos primeiros 10 minutos. Não vi o jogo em contínuo mas o que vi não foi isso. O que vi foi um FC Porto na expectativa, sem balanço ofensivo, enquanto o Sporting procurava ir para a frente, embora com algumas dificuldades. Parece-me que o FC Porto jogou no erro e no desgaste enquanto o Sporting jogou no risco. Se foi assim, ganhou quem mais fez por isso. Evidentemente, a nomeação de Bruno Paixão foi sempre uma patetice, pois condicionou-o sobretudo em relação ao FC Porto. Mas essa é outra história...

PS - Vi agora o lance do pretenso penalty do Tonel. Não é. A bola raspa na cabeça do ex-dragão e só depois lhe vai ao braço. Acontece.

quinta-feira, agosto 09, 2007

VIMIOSO, PORTUGAL

Dias tranquilos, lentos, sem marcações...no Portugal profundo e fantástico transmontano. No caso, Vimioso, bem perto da raia, no lugar de onde se avista todo este mundo. Banhos em rios límpidos, alheiras e chouriços nos intervalos, grandes jantares no Diamantino ou no imbatível Solar Bragançano. Os jornais, claro, para serem lidos ou esquecidos, jogos de sociedade pela noite dentro, ir para a cama quando o dia nasce, começar o dia quando o Sol se põe, fazer do nada tudo o que há para fazer, curtir, dormir, passear, reflectir.

Não, meus amigos. As agências de viagem não proporcionam programas destes.

terça-feira, agosto 07, 2007

VELOCIDADE DE CRUZEIRO

Um FC Porto ja em velocidade de cruzeiro só podia mesmo ser incomodado por uma patetice de uma companhia aérea que não respeita os seus clientes e que pretende resolver as suas falhas sob a lógica do mal menor. Hoje foi o FC Porto a pagar essa factura, amanhã seremos nós. E não estou só a falar da TAP...

domingo, agosto 05, 2007

SÓ MAIS UM!


Carolina Salgado pondera escrever um segundo livro, anuncia hoje o CM. Está aberto o concurso para sugestões de título. As minhas são:
"Tu, Jorge Nuno"
"Dinossauro excelentíssimo"
"Feios, porcos e maus"

VAI UMA VOLTA?

Não acham que as Pipis estão a pedalar com demasiado vigor? Será do leite?...

A RAPARIGA QUE FEZ TRAVAR ALONSO


Num rigoroso exclusivo mundial, BnA explica por que razão Fernando Alonso ficou parado na box enquanto Hamilton esperava para mudar de pneus. Esta chica que penetrou na box da McLaren deixou o moço completamente bloqueado

sábado, agosto 04, 2007

MAIS FUTEBOL NO CINEMA


Segundo o CM de hoje, vem aí mais uma longa metragem sobre futebol. Trata-se de uma produção da "Yellow Pictures Production", empresa de Vila Nova de Gaia, a propósito de uma adaptação livre da história de Romeu e Julieta (não estou a falar de marmelada com queijo, atenção), onde a filha de um histórico presidente de um clube se envolve com um talentoso craque da bola. Não é só lenda, garanto-vos e se tiverem dúvidas perguntem a um tipo de apelido Almeida. Trata-se de uma produção da empresa de Angelino Ferreira, responsável hoje pela área empresarial da SAD do FC Porto e o grande impulsionador (ao lado de Eduardo Valente) do Estádio do Dragão, e da sua filha, Soraia. Vamos estar atentos.

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...