quinta-feira, março 29, 2007

QUALIDADE

Vai ser um apuramento sofrido para o Euro 2008. Mas está visto que Scolari mais uma vez mudou o paradigma sem causar fracturas. Acabaram-se Figo, Rui Costa e Pauleta mas lá temos João Moutinho, Quaresma e a Tiago a assumirem a continuidade e até a evolução de um futebol de qualidade. O empate na Sérvia...serve, mas podia ter sido melhor. Há ainda muito campeonato pela frente e esta equipa vai crescer mais. Falta-lhe é um homem que marque golos mas, bem vistas as coisas, desde que Eusébio encostou o material que é assim...

BOAVISTA


Houve um tempo em que o propalado aumento de capital da SAD do Boavista estava por anos. Depois, passou a estar por meses e a seguir por semanas. Hoje, segundo João Loureiro, está por dias. Atenção, não se excitem: ainda há as horas, os minutos e o segundos.

COENTRADA

Benfica ultrapassa Sporting pela direita e olha para o retrovisor e também vê o FC Porto. Quanto não vale ter liquidez!

AI QUE SAUDADES, AI, AI

JPP e Zidane num jogo de futebol de sala. Fica visto que nem a brincar estes grandes craques facilitam...

quarta-feira, março 28, 2007

HORA H

Não, não é o pobre programa do Herman que se arrasta na SIC. Para Vitória de Guimarães e Leixões está a chegar a hora de decidir quase tudo quanto à subida de divisão. Uma vitória do Leixões arruma o Vitória - embora a equipa de Cajuda ainda receba o Rio Ave - e uma derrota do Leixões não encerra a questão, embora desmoralize bastante. Mais de 500 leixonenses vão estar em Guimarães. Não só por causa dos petiscos do Pinguim ou do Florência mas sobretudo porque em perspectiva está um grande jogo de futebol. Com as emoções à flor da pele.

Estarei lá para ver e sofrer.
Actualização: autocarro de adeptos que saiu de manhã para ir almoçar a Ponte de Lima foi atacado!

PIMENTA NA LÍNGUA


A entrevista de João Cartaxana a Pimenta Machado é para ser lida e relida e até já me disseram que fez furor ali para os lados do Príncipe Real, em Lisboa. Estas são para mim as suas partes mais importantes.


"[Pinto da Costa]É um grande dirigente desportivo. Fazer do FC Porto o que ele fez, não interessa como ou que meios utilizou, foi simplesmente notável. A história não pede pormenores, resiste aos factos. E os factos registam que o FC Porto foi várias vezes campeão quer a nível nacional quer internacional."

"[Valentim Loureiro]Foi outro grande dirigente como presidente de clube. O Boavista era um clube de bairro e cresceu imenso. E foi, também, um comissário político que esteve no futebol"

"O Vitória foi o único clube que os árbitros vetaram, apadrinhados pelas pessoas que mandavam na arbitragem e que agora estão a ser acossados pelos apitos dourados. Que eram o sr. Pinto de Sousa e o Valentim Loureiro. O que era preciso era deitar abaixo o V. Guimarães (...) já que o Pimenta Machado estava cambaleante por causa da denúncia à PJ, aproveitaram para tentar dar a estocada e verem-se livres de uma voz incómoda. Quem é que andou sempre a denunciar essa história do sistema, dos observadores, dessa cambada toda? Eu!..."

"Quem é que dominava a arbitragem? Era a A. F. Porto, com a malta do Boavista. O Laureano, o Fernando Marques, o Pinto de Sousa... Vieram todos embora depois de debates na televisão comigo. Foi positivo para o futebol a internvenção da PJ. Hoje, quem joga melhor ganha mais vezes. No meu tempo, se as coisas estavam a correr mal aos clubes que tinha protecção no meio das arbitragem, os guardiões do templo, que eram os árbitros e os fiscais de linha, encarregavam-se de proteger esse clube. Era uma escandaleira nos jogos cruciais."

"Quantas vezes fui à televisão dizer que isto era uma mentira, que o Boavista ganhou um campeonato porque aquilo era uma auto-estrada com via verde? Na década de 50, quem dominou a arbitragem foi o Sporting (...) Na de 60/70, a hegemonia foi do Benfica e a partir de 80, com a A. F. Porto, o FC Porto ganhava. O Boavista ganhou com a Liga, quando Valentim conseguiu ter influências políticas e fez com que alguns dirigentes com ligações ao mesmo partido se subjugassem, outros estavam dominados por ele, por consegua fazer uns favores, meter um filho deste ou daquele na Câmara ou no Metro. O FC Porto perdeu muita influência. Quando o Valentim esteve zangado com Pinto da Costa, o FC Porto perdeu o campeonato para o Sporting"

OFF-CHORA [actualizado}

RTP, Sport-tv, 24 Horas, A Bola, Sportugal, Record (nova entrada) e Correio da Manhã não têm "livre trânsito" no centro de treinos do Estádio do Dragão. E depois? O Record esteve sem lá entrar mais de 4 anos e ninguém miou.

A MENINA DAS FOTOCÓPIAS


Grande escandaleira num voo recente para o Funchal. Uma equipa de futebol, alguns turistas, uns tantos deputados de regresso ao Funchal após uma penosa semana em Cuba. O superpoderoso dirigente segue nos lugares da frente. Atingida a velocidade de cruzeiro, sai da cadeira e dirige-se para as filas do meio, onde uma vedeta da TV se prepara para dois dedos de conversa. Mas só sua santidade fala. Melhor, quase berra. Toda a gente calada, só se ouve o bsrbsbrbrsbrb do roncar dos reactores enquanto o mais famoso dos famosos pisa o limite do ordinário. Posto o que se retira, deixando a "Menina das Fotocópias" sem saber se há-de dar corda ou relógio ou arriscar fumar um cigarrinho no WC. É então que o comandante manda apertar os cintos, pedindo desculpa aos passageiros por não os ter avisado da súbita flatulência, perdão, turbulência.

terça-feira, março 27, 2007

CONFIDENCIAL

Confirmado por duas fontes. Há duas semanas, no restaurante Lima 5, uma santidade do futebol português almoçou com o Vice-Rei da Comunicação Social, a seguir ao tio Embalsemão, e com o denominado "Mourinho dos Jornais". A minha dúvida é esta: o prato principal terá sido tripas à moda do Porto?

FALAR DE FUTEBOL


Embora se tenha falado demasiado de transições, modelos de jogo, blocos, basculação, zona mista e coberturas preventivas (etc,.), as II Jornadas Técnicas de Futebol hoje realizadas em Gaia mostraram que os nossos treinadores estão na linha da frente. Os mais velhos (Vítor Manuel) e os mais novos (Domingos). José Peseiro foi quem mais falou, Domingos quem mais mostrou, Daúto Faquirá quem mais ousou e José Mota quem mais genuíno se revelou. Na plateia, muita gente do futebol - Toni, Neca, Carvalhal, Rui Quinta, Chaló, Quaresma, Guerra, Rui Manuel, João Mário, António Natal, José Soares (que aproveitou para vender o seu último livro) e alunos de futebol que vieram um pouco de todos o país. No final, houve lugar para uma pequena homenagem a Vítor Manuel, com um prémio carreira que lhe fica bem mas que não é um ponto final na dita cuja. O Vítor é um dos treinadores mais fascinantes que conheço a falar de futebol. E ontem tive o privilégio de conversar um pouco com ele e com Toni, outro grande contador de histórias que respira futebol. Se calhar não sabem o que é o "power point" mas continuam a ser, para mim, dois grandes treinadores. Só faltou Jesualdo Ferreira. Foi convidado mas, pelos vistos, a SAD não deixou porque as jornadas se realizaram em...Gaia.


segunda-feira, março 26, 2007

MEMÓRIA

A imagem não está famosa e por isso explico-a. Trata-se de uma homenagem dos adeptos bracarenses aos heróis da Taça de 66. Os nomes dos onze heróis serviram de inspiração para mais uma vitória dos arsenalistas na presente edição da Taça. Entre esses nomes, destaco um: Bino. Um extremo que era famoso pelas suas trivelas e que ficou mesmo conhecido por "Bino das Trivelas". Atenção: não era cigano nem brasileiro.

O CORRESPONDENTE

Muita coisa mudou no mundo da comunicação social. Mas há coisas que nunca deviam mudar. Falo dos correspondentes dos jornais, de que é exemplo o homem que está no centro desta imagem - Luís Leal. Um jornalista que sabe tudo sobre o Varzim e o Rio Ave e por quem os anos não parecem ter passado, pois apresenta a mesma vivacidade que sempre foi sua imagem de marca. Foram correspondentes como o Luís Leal que ajudaram a "fazer" jornais como o "Record" e "A Bola". Nem sempre os jornais têm sabido estimar este património essencial. Felizmente o Luís ainda veste a camisola da minha equipa. E espero poder continuar a encontrá-lo nos estádios destes país, no rasto do seu Varzim.

UMA TARDE NO OLIVAL


Pepe, Ibson, Lisandro e Helton no regresso aos trabalhos dos dragões, hoje à tarde, sob a presença de Pinto da Costa. A presença de Licha no relvado foi uma surpresa. Sobretudo por se ter apresentado de chuteiras calçadas. Pronto para a Luz? É o que se verá. Certa é aptidão de Anderson, no pouco que deu para ver do treino, antes dos jornalistas terem de fugir á água dos aspersores, trepando a rampa que separa os relvados principais do sintético. Também aí deu para ver que há muita gente em grande forma...



domingo, março 25, 2007

GESTÃO DANONE


Mais dois factos curiosos relativos à "super" gestão de Vitor Magalhães no Vitória de Guimarães: o desaparecimento do prémio acumulado do bingo do clube e a conta quase a zero na campanha-peditório para o novo autocarro do clube, sendo que Fernando Meira já tinha entrado com 25 mil euros para o "Pulman". E ainda o que está quase a rebentar...

sábado, março 24, 2007

OS BRAVOS DO PELOTÃO

Sendo ainda um desporto de uma certa elite, o râguebi português mostrou hoje em Montevideu, Uruguai, de que raça são feitos os campeões. Uma derrota que nos apurou para o Mundial. Estes rapazes não fazem segurança nas discotecas mas valem bem o que pesam. Ver apenas o empenho que colocam quando cantam o hino nacional, por contraste com a timidez dos craques da bola pagos a peso de ouro.

FORA-DE-JOGO


Auriculares, microfones (ups!), carros alugados com motoristas, vontade de profissionalizar o sector. A nova Liga já deu mostras suficientes de querer apostar na arbitragem e de querer proteger os apitadores Mas, como ficou provado no início da acção que decorre em Viseu, a classe continua fracturada. Há quem não queira, em definitivo, trilhar um novo caminho. E a paga que a Liga, através de Tiago Craveiro, o seu secretário-geral, teve foi uma espécie de rebelião no início dos trabalhos, com os árbitros a apresentarem uma espécie de ultimato, a propósito dos recibos verdes que vão ter de passar para receber os quilómetros. Em média, um árbitro português de 1.ª categoria já com algum calo não ganha menos de 4000 euros por mês graças à actividade amadora de ser árbitro - o que está muito em tabela com os directores de empresas municipais. Não é nada mau. E, convenhamos, esta história de andar com um motorista (?) atrás pode trazer água no bico...
PS - Parece que, entretanto, tudo foi resolvido a voltou à paz do senhor, apesar daquela rábula do teste escrito que quiseram anular a Olegário Benquerença.

eu sei que a malta gosta disto


Descrição de ocorrências nas participações de sinistro do ramo automóvel em 1998,consideradas as mais "caricatas & quanto baste"1. O falecido apareceu a correr e desapareceu debaixo do meu carro. (das duas uma:ou era atleta ou mágico!)2. Para evitar bater de frente no contentor do lixo,atropelei um peão. (o importante é q não acertou no contentor do lixo!!!) 3. O acidente aconteceu quando a porta direita de um carro apareceu de esquina sem fazer sinal. (autêntico caso de Ficheiros Secretos)4. A culpa do acidente não foi de ninguém,mas não teria acontecido se o outro condutor viesse com atenção. (desde que a culpa não seja de ninguém...) 5. Aprendi a conduzir sem direcção assistida. Quando girei o volante no meu carro novo,dei comigo na direcção oposta e fora de mão! (a culpa aqui também não é de ninguém,mas se o tivessem ensinado a conduzir com direcção assistida isso não teria acontecido!!!) 6. O peão bateu-me e foi para baixo do carro. (malditos peões,só servem para destabilizar....só para chamarem a atenção... malditos arruaceiros!)7. O peão não sabia para onde ia,então eu atropelei-o! (ora lá está!Mais uma vez a tentarem destabilizar! Mas assim ao menos ficou o caso resolvido....hospital com ele!)8. Vi um velho enrolado,de cara triste,quando ele caiu do tejadilho do meu carro. (It's raining men...ALELUIA!!!) 9. Eu tinha a certeza que o velho não conseguia chegar ao outro lado da estrada,por isso atropelei-o. (ora aí está! Tá feita a boa acção do dia)10. Fui cuspido para fora do carro,quando ele saiu da estrada. Mais tarde fui encontrado numa vala por umas vacas perdidas. (se as vacas estavam perdidas,ele foi achado ou perdido?!?)11. Pensei que o meu vidro estava aberto,mas descobri que estava fechado quando pus a cabeça de fora. (e assim que ele viu as vacas,estas ficaram achadas ou continuaram perdidas?!?)12. Bati contra um carro parado que vinha em direcção contrária. (ora aí está uma coisa perigosa! Esses são os piores.... todo o cuidado é pouco quando eles estão parados...sobretudo se vierem em direcção contrária!)13. Saí do estacionamento,olhei para a cara da minha sogra e caí pela ribanceira abaixo. (nova campanha da DGV:"Se conduzir,não leve a sogra") 14. O tipo andava aos ziguezagues de um lado para o outro da estrada. Tive que me desviar uma porção de vezes antes de o atropelar. (mas o importante é que conseguiu! Há que ir sempre tentando e ter orgulho na pontaria!) 15. Já conduzia há 40 anos, quando adormeci ao volante e sofri o acidente. (é perfeitamente natural,então se o senhor conduz há tantos anos deve, com certeza, estar muito cansado!)16. Um carro invisível veio de não sei onde, bateu no meu carro e desapareceu. (Mais um caso para Mulder e Scully.... ou então para os Alcoólicos Anónimos...)17. O meu carro estava estacionado correctamente,quando foi bater de traseira no outro carro. (eu bem digo que os parados são os piores.... eles andam aí!!!) 18. De regresso a casa,entrei com o meu carro na casa errada e bati numa árvore que não é minha. (aqui não restam dúvidas....é caso para os Alcoólicos Anónimos!)19. A camioneta bateu de traseira no meu pára-brisas, em cheio na cabeça da minha mulher. (e só não foi na cabeça da sogra graças à nova campanha da DGV senão...)20. Disse à policia que não me tinha magoado,mas quando tirei o chapéu percebi que tinha fracturado o crânio. (estava agora a lembrar-me...pertenceria o tal tipo dos ziguezagues aos Alcoólicos Anónimos também???)

sexta-feira, março 23, 2007

COSTA MAS DA CAPARICA

Não tenho nada contra os campistas e até aprecio que se tratem por companheiros. Todo o campismo que fiz foi mais ou menos selvagem, no Gerês e na Peneda, quando as pernas ajudavam. Mas esta história da invasão pelo mar de um parque de campismo da Costa Caparica faz-me uma certa confusão. Ele são directos das televisões, obras várias de engenharia, pareceres de autarcas e ambientalistas e até o líder da oposição aproveitou para passar por lá para ir à boleia da exposição mediática do caso. Só faltou mesmo uma opinião do Al (só com um “ele) Gore sobre tão candente assunto que perturba a vida dos companheiros que vivem num parque de campismo com as mesmas mordomias que podemos ter lá em casa. É o que está a dar. Mas, dirá o leitor, o que tem isto a ver com desporto? Nada (não é ironia). Trata-se apenas de mais um caso que confirma a tese de um amigo meu, que diz que um buraco em Lisboa, ou nas imediações, tem quase tanto impacto como um terramoto em Gervide (Gaia). O que também se aplica a tudo quanto é caso futebolístico (bem, tinha de justificar o tema). Veja-se o Apito Dourado. Grande banzé vai por aí a propósito do poder de alguns senhores nortenhos da bola. Não contesto isto. Estamos mesmo a falar de gente poderosa. Mas estamos apenas a falar de uma parte da família. Poder e futebol casaram primeiro em Lisboa e só muitos anos depois foram viver para o Porto. Não esqueçam que durante muitos anos Benfica, Sporting e Belenenses alternaram a escolha do presidente da Federação Portuguesa de Futebol. E, que conste, nunca foram acusados de tráfico de influência. Penso eu de que.

publicado in "Linha Directo" Record/online

Valentão


Mais uma vez em grande forma. Valentim com a Judite é muito diferente de Valentim na Judite. Na entrevista àquela que apelidou de "primeira dama de Sintra", o major mostrou poder de encaixe naquela cena incrível da simulação das escutas e não deixou Judite de Sousa falar. A entrevistadora também demonstrou pouco domínio de uma matéria que Valentim conhece em detalhe. Não foi um julgamento na TV mas o major começou como réu e acabou como juiz a absolver-se. Só faltou o martelinho (o dito cujo e não o ex-craque do Boavista campeão) para o remate final. Assim se provou mais uma vez que Valentim é não só um animal político mas também um corredor de fundo da vida que está convicto de que pouco importa ter perdido as primeiras metas volantes ao sprint...

quinta-feira, março 22, 2007

«FRITES» COM MOLHO


Tão aí os belgas!
Aterraram, pegaram nas malas e agrediram ao soco e pontapé dois jornalistas portugueses. Estes ao menos não enganam. Já sabemos para o que vêm. Uns ingrato, é o que são. Esquecem-se mais uma vez que teve de ser Pimenta Machado a dar a mão ao melhor treinador de sempre do futebol belga, Raymond Goethals , corrido do país das batatas fritas por causa de um escândalo no Standard de Liége e acolhido em Guimarães de braços abertos. O treinador belga era, de facto, um fenómeno!
PS - Selvagens? Bem, que comem criancinhas já todos sabíamos. Mas também por aqui não são propriamente os únicos. O que se passa na Queimada, será algum vírus? Ou a extracção de fumos da casa de fados está a correr mal?...

O MELHOR ÁRBITRO PORTUGUÊS (de longe)


Há coisas que custam a entender. Por exemplo, porque é que Pedro Henriques, de longe o melhor árbitro português, não é internacional e este ano até corre o risco de descer de categoria? Posso responder: porque o major não é um árbitro do sistema, não apaparica observadores e dirigentes e faz a sua vidinha completamente à margem dos bastidores do futebol. Também consta que fala mal francês, mas essa é outra história. Entrevistado pelos leitores do Sportugal, o melhor site desportivo português, PH confessou que nunca foi abordado no sentido de martelar um jogo. Acredito. Quem anda aí sabe há muito que são os árbitros fáceis, difíceis ou impossíveis. O major Henriques enquadra-se no último grupo de verdadeira elite. Vejam o que ele diz sobre o Apito Dourado, aqui ficando mais uma vez demonstrada a sua independência e a sua integridade:
"Há que dar tempo à Justiça para dizer quem são os arguidos e quem vai ter que ir a Tribunal. Por outro lado, não me parece que tenha que haver solidariedade. Se a Justiça disser que A, B ou C são culpados, nós não temos que estar solidários com pessoas que fizeram coisas que não foram correctas. Se houver culpados entre os árbitros, terão que ser banidos do desporto e por isso não temos que estar solidários com essas pessoas. Para já, a atitude mais correcta dos árbitros é ficar na expectativa e ver o que vai acontecer. Queríamos era ver isto resolvido há mais tempo..."

ELEIÇÕES NO FCP


O FC Porto tem calendarizadas eleições para o próximo mês de Abril. Como é normal, é um assunto completamente marginal na vida do clube. Apesar dos problemas que tem com a justiça, Pinto da Costa depende apenas da sua vontade para continuar, embora o último jogo no Dragão tenha mostrado algo há muito tempo não visto por ali: a claque do Sporting a insultar o presidente do FC Porto e apenas uma franja do estádio a tentar, sem conseguir, abafar o cântico. Acredito que Pinto da Costa vai fazer o que já fez noutras ocasiões, prolongando o seu mandato por mais um ano e indo a eleições em 2008, já com 70 anos feitos, para mais 3 anos de mandato. Aquele que já é o dirigente desportivo português há mais tempo no poder, desde Abril de 1982, ameaça, assim, bater o recorde de Salazar (36 anos) caso se mantenha com saúde, lucidez e seguro quando se senta na sua cadeira no gabinete que tem no Estádio do Dragão. PC celebra em breve os seus 25 anos de poder com um currículo irrepetível e um carisma incomparável. É, apesar de tudo, um adversário muito difícil de bater. Mas vamos admitir que surgem mais candidatos ou que um grupo económico com poder na SAD entende que é preciso renovar. Quem poderá, aí, suceder a PC? Dois nomes saltam logo: Fernando Gomes, o histórico bibota, e António Oliveira, detentor de 11 por cento das acções da SAD e também um histórico do clube. Curiosamente, ambos com passagens por Alvalade, depois de terem conhecido problemas nas Antas... Um traço comum que não deixa de ser interessante. Mas há, quanto a mim, um nome que poderia fazer muito sangue: Belmiro de Azevedo. "Reformado" da Sonae, o ex-dirigente e praticante de andebol sempre foi um opositor da gestão de Pinto da Costa e é conhecido por ser um homem de grandes desafios. Pode ser o último a presidência do FCP?
Repesco o último editorial de Pinto da Costa na revista Dragões, a propósito da entrega dos Dragões de Ouro no casino da Póvoa:
"Houve um momento mágico, um momento muito meu, em que os pensamentos voaram e me transportaram à primeira festa que organizámos em 17 de Janeiro de 1986, no Hotel Infante de Sagres. Veio-me à memória as palavras que ali proferi então sobre o verdadeiro significado do dragão: 'Esta figura mitológica e conquistadores tem de se cada vez mais o símbolo do clube, da cidade e da própria região, em defesa contra os abutres que permanentemente esvoaçavam sobre os céus e os valores nortenhos". Não sei se aquelas palavras que pronunciei, como sempre com paixão e com a minha alma como pano de fundo, se configuraram numa mensagem, numa profecia ou num epitáfio. Mas o que eu sei, e disso não me restam dúvidas, é que os abutres não desaparecerem completamente dos céus do Norte, diria mesmo que refinaram a sua estratégia, reforçaram os seus ataques e ainda hoje, muito mais do que ontem, até entre si lutam pelo epitáfio que resta da nossa dignidade e do nosso orgulho. Hoje, como ontem, que cada um entenda este pensamento como uma mensagem, como uma profecia ou como um epitáfio."

quarta-feira, março 21, 2007

MADONNA


Hoje, depois de estacionar o carro em cima do passeio, fui surpreendido com a presença de Madonna na paragem do 52. Belisquei-me 3 vezes e não resisti a fixar o momento para a posteridade. Algumas horas depois, fumado o meu macito de Davidoff e aviado o serviço, voltei a encontrá-la pronta para a movida da Rua Manuel Pinto de Azevedo. Imagens destas não se EVITAM sobretudo para quem anda desesperadamente à procura de um sentido para a vida e para o Big Bang. É certo que na cama com a Alexandra Lencastre também não é uma má perspectiva, mas, meus amigos, Madonna é Madonna. A nossa diva. Num muppi perto de si, agora.

O YETI


Nas últimas semanas tenho recebido muito correio a propósito do mistério do autor do muito na berra BLOG DA BOLA, grande responsável por algumas manchetes do maior diário português. Tenho o meu palpite. Não vou dizer quem é o autor porque, de facto, tenho indícios fortíssimos mas não consigo fazer prova em julgamento popular. O que sei é que o BdB está muito atento ao BnA e vice-versa. O BdB está nos meu favoritos há muito tempo e confesso que não dispenso vários consultas diárias, quando tal me é permitido, o que nem sempre acontece, pois não ganho a vida a coçar os ditos cujos e estes dispensam mesmo este tipo de manifestações. Tal como a história do Yeti (também conhecido por Mirka, Chemo, Sogpa e Mio), o admirável blog da bola mexe nas neves eternas do nosso futebol e arrisca em todas as postas uma avalancha com efeitos mortíferos. Como vivo perto de um ambiente marinho, penso que escaparei a este tipo de fenómenos da natureza típicos de ambientes com ar rarefeito ou afins.

Eu, Ronaldo



Está na forja, com a chancela da Gestifute, a primeira biografia autorizada de Cristiano Ronaldo, o "wonder boy" do futebol mundial. Um sucesso desde já garantido.

PENHORA



Grande aparato mediático à porta da casa de Reinaldo Teles, no Porto. Suspeita-se que as finanças se preparam para arrestar alguns dos bens do administrador portista, por causa de dívidas de 300 mil euros ao casino.

terça-feira, março 20, 2007

FEHÉR

É no mínimo triste que dois clubes portugueses andem à turra e à maça por causa de Miklos Fehér. Mas andam. O FC Porto reclamou 1,6 milhões de euros pela transferência, em fim de contrato, do húngaro para o Benfica. A Comissão Arbitral da Liga determinou uma compensação de 600 mil euros, agora ratificada pelo Tribunal Constitucional. Mas o caso está longe do fim. Há processos ainda a correr por causa de quem já não corre nos relvados há muito tempo.

Joe

Há poucas coisa que acontecem em Portugal, onde não acontece muita coisa, onde não apareça o comendador Joe Berardo, o madeirense que fez fortunas com escórias de ouro e que se notabilizou como patrono da arte moderna. Não podemos deixar de achar piada a este homem de negro que, quanto mais não seja, deu a conhecer ao Mundo o conteúdo quase integral da Fátima Lopes. Com uma fortuna avaliada em 505,6 milhões de euros, o comendador apareceu esta semana nas notícias porque foi burlado em 45 mil contos por uma vizinha. Pode parecer forretice quem tem tanto estar preocupado com tão pouco. Não acho. É com este espírito que se fazem fortunas. E Joe, o capitalista, chegou tão longe não apenas graças à sua filantropia. Como aconteceu quando, depois de fazer uns dinheirinhos com o Record, ao sair deixou aos seus colaboradores um cheque que deu muito jeito. Ele é assim.

segunda-feira, março 19, 2007

PUTA DE VIDA





"Puta de Vida" é um livro do meu amigo Luís Lopes que recomendo e que continua bastante actual. Basta reparar no espectáculo a propósito do proclamado "bebé de Portugal", uma criança de um ano recebida em festa no barraco onde vai passar a viver e onde já não vivem alguns dos seus irmãos porque alguém lhes deu a mão para uma vida com o mínimo dos mínimos. Puta de vida é também o espectáculo do CDS/PP, com aquela guerra entre o ex-presidente da TVI que gostava de fazer editoriais, a provedora ou ex da santa casa e o Paulinho das feiras. Tivesse estado lá a Caterine Deneuve e o haveria argumento para mais um filme do nosso Manoel de Oliveira, uma das figuras retratadas, e muito bem, noutro livro que recomendo, "O Que a Vida nos Ensionou", de Valdemar Cruz, este sim uma edição recente. Puta de vida é também ver sempre as mesmas figurinhas a perorar sobre futebol numa TV perto de si, com demasiadas transições e outros tantos recados dos clubes dos respectivos corações. Puta de vida é ver ainda o Sócrates a correr na ponte 25 de Abril ao lado do Luís Filipe Vieira, de palhaços e de homens de bigode com vestidos de noiva. Puta de vida também é a das alheiras que são comidas cruas, dos jornais com mais opinião que notícias, das indistinguíveis revistas cor-de-rosa, dos frequentadores de estações de serviço com promoções de ambientadores, daqueles que arriscam uma passeio na marginal ao domingo, dos vendedores de língua da sogra face aos hambúrgueres da McDonald, dos buracos com ruas, das crianças sem escola e do Allgarve que este ano se calhar não vou reencontrar porque a malta lá de casa decidiu que também temos que ir ao Brasil pois até o padeiro já lá foi e embora eu tente explicar que o padeiro foi sozinho e ainda não voltou nem por isso consigo levar a melhor. Puta de vida, sim, como se vê nas páginas cada vez mais coloridas dos anúncios de massagistas, naquela barbearia com ucranianas em lingerie e até aqui na rua onde trabalho a partir das 20 horas e aos domingos a seguir ao almoço, que quem se lixa é o o lixeiro que tem de fazer a recolha com luvas de cirurgia. Puta de vida, sim. Mas vida. O que já não é mau.

domingo, março 18, 2007

SOMA E SEGUE

Cinco vitórias consecutivas colocam o Vitória de Guimarães a 3 simples pontos da zona de subida - "bastará" vencer o Leixões na próxima jornada, na qual o Feirense se desloca a Vila do Conde. Uma certeza já há: casa cheia no Estádio D. Afonso Henriques! Manuel Cajuda mais uma vez mostra que é um treinador que sabe da poda e que não começou a sua carreira como árbitro de futebol de salão ou professor de ginástica. Ou não tivesse usado sobretudo em campo muito antes de José Mourinho...

O CLÁSSICO

Como lembrou, e muito bem, o Bruno Prata nas páginas d' "Público", o clássico foi decidido pelo pé mais pequeno do campeonato - o 38 esquerdo de Rodrigo Tello. O Sporting carimbou os 3 pontos numa fase em que o jogo já estava dividido mas a verdade é que até o mais retorcido dos adeptos dos dragões só pode considerar justo o triunfo dos leões. O FCP andou sempre a correr atrás do prejuízo. O 4x3x3 de Jesualdo não resultou pois não intimidou o 4x4x2 muito dinâmico do Sporting, onde Nani e Yannick foram os grandes desequilibrados e onde Miguel Veloso teve tempo e espaço para organizar (só na segunda parte sentiu alguma pressão, com a entrada de Postiga). O campeonato está relançado para o Sporting, falta saber se o Benfica vence na Reboleira, colocando-se a um ponto do líder. Se vencer na Amadora e depois se bater o FC Porto, ficará com 2 de vantagem sobre os dragões e com o Sporting a 4 de distância. O que transformará o Benfica-Sporting da 27.ª jornada no jogo do título para os intervenientes e possivelmente também para o grande que ficará de fora e que nessa jornada joga no...Bessa. Para registo, ficará a faltar isto para o fim do campeonato após a jornada em causa:
FC Porto - Nacional (casa), Paços de Ferreira (fora) e Aves (casa)
Benfica - Naval (casa), Setúbal (fora) e Académica (casa)
Sporting - Setúbal (casa), Académica (fora) e Belenenses (casa)

PS - Passavam 30 minutos da meia-noite quando as luzes foram desligadas na sala de imprensa do Estádio do Dragão, enquanto alguns jornalistas ainda concluíam os seus trabalhos. Sem comentários.

sábado, março 17, 2007

BOMBA RELÓGIO


As certidões do processo Apito Dourado também revelam negócios pouco claros ao nível do pagamento dos impostos e deram origem a cinco novas investigações por infracções fiscais. Uma delas agora em apreciação no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) do Porto diz respeito à transferência de Pepe, do Marítimo para os "dragões". O jogador havia chegado ao clube da Madeira na época de 2001/2002 proveniente do Corinthians Alagoano, clube de que o empresário António Araújo, uma das pessoas em foco em vários processos do Apito Dourado, chegou a ser co-proprietário. Pepe foi depois transferido para o FC Porto no início da época de 2004/2005, tendo assinado um contrato válido por cinco anos, numa transferência que terá custado cerca de 1 milhão de euros. Toda a documentação está agora a ser analisada à lupa pela Direcção-Geral de Contribuições e Impostos.a A investigação às suspeitas de fraudes fiscais nas transferências de jogadores de futebol atinge já uma dimensão significativa na Polícia Judiciária (PJ). Os inspectores estão a investigar mais de duas dezenas de transferências de atletas, envolvendo vários clubes da Liga, processos nos quais há indícios de terem sido cometidos também crimes de burla. Relativamente ao Benfica, por exemplo, há pelo menos três processos em inquérito que visam suspeitas de infracções fiscais na transferência de jogadores. Um deles, já noticiado, é o que diz respeito à contratação do angolano Pedro Mantorras, que foi do Alverca para o Benfica. Este inquérito encontra-se no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) e aguarda ainda pela reinquirição pedida por Luís Filipe Vieira, entretanto constituído arguido.Os restantes envolvem outros seis jogadores. Um dos negócios diz respeito à época 2004/2005, quando o Benfica comprou o passe de cinco futebolistas do Alverca, por cinco milhões de euros (Veríssimo, Rodolfo Lima, José Rui, Artur Futre e Amoreirinha). A última transferência, também envolvendo o Benfica e o Alverca, tem a ver com a aquisição de Ronald Garcia, um atleta que o Benfica contratou mas que nunca chegou a jogar no clube.Também em investigação, e dizendo respeito ao Sporting, está o negócio que envolve a compra do passe de João Pinto. Embora, para já, só tenham sido constituídos arguidos o ex-empresário José Veiga e o jogador que agora veste a camisola do Sporting de Braga, as autoridades ainda não afastaram a possibilidade de envolvimento de algum dirigente leonino. Outras transferências de José Veiga, para o FC Porto, Sporting e Benfica, estão também a ser investigadas, na sequência de diversas denúncias entradas na PJ, depois de o "caso João Pinto" ter sido tornado público. Uma delas tem a ver ainda com a saída de um jogador do Boavista para o estrangeiro.Ainda segundo o PÚBLICO apurou, as investigações não param por aqui. Há, por exemplo, suspeitas de infracções fiscais na transferência de Jorge Ribeiro (irmão de Maniche) do Gil Vicente para o Dínamo de Moscovo.Outro clube debaixo da atenção das autoridades é o Estrela da Amadora. Desde a auditoria privada pedida pela actual direcção do clube que continuam a ser investigados os negócios que envolveram a compra de oito jogadores. Seis deles são Calado, Abel Xavier, Chainho, Miguel, Jorge Andrade e Gaúcho, que renderam proveitos ao clube de 12,5 milhões de euros. Nesses casos, há também suspeita de fraude, por a auditoria ter detectado grandes disparidades nas contas.Entretanto, na Madeira, também o Marítimo e o Nacional têm a correr investigações por suspeita de infracções fiscais. Há diversos negócios envolvendo o empresário António Araújo - co-arguido de Pinto da Costa em algumas das certidões do Apito Dourado - que estão a ser analisados pelo magistrado Rosário Teixeira, do DCIAP. Há também processos que dizem respeito ao Santa Clara, referentes à época em que ainda militava na I Liga, e cuja conclusão deverá estar para breve.Para além dos casos citados, no decurso das investigações da PJ foram encontradas as situações mais diversas. Há negócios, como os de João Pinto, por exemplo, que passaram exclusivamente por off-shores, mas há também outros em que os empresários eram simultaneamente dirigentes dos clubes aos quais eram feitas as contratações. Nestes casos, as autoridades encontraram indícios claros de sobrevalorização dos jogadores.

in PÚBLICO

yoseikan budo


A Faculdade de Desporto da Universidade do Porto acolhe, amanhã, Sábado, 17 de Março, a partir das 9,30 horas e que se prolonga até 18 horas, um estágio de Yoseikan Budo. Contactos: Telf. 229059350; fax 229059359

sexta-feira, março 16, 2007

RIPA DESPORTO



Não conhecia mas aqui está uma imagem do "Ripa Desporto", o primeiro semanário desportivo gratuito português. A direcção é do meu amigo José Carlos Carlos Soares e a primeira página aqui ao lado revela bom gosto. Outra coisa não seria de esperar do bombástico repórter que passou ao lado de uma grande carreira como guarda-redes.

A LEI ZÉ TÓ


Grande contenção nos comentários dos principais dirigentes do nosso futebol ao acórdão do supremo que pode dar origem a uma "Lei Zé Tó" e Soares Franco como sempre incontinente e a chutar contra a sua baliza, alinhando na onda do "isto pode ser uma revolução". O presidente do clube português com mais activos nacionais devia pensar duas vezes antes de falar mas, lá está, o homem é assim, gosta de falar, falar, falar e acontece isto. O que tenho percebido é que os clubes estão atentos mas não em pânico. O acórdão vale apenas para a terrinha e a FIFA tem leis que protegem bem os clubes, e os empresários, nas grandes transferências. Como disse, e bem desta vez, Guilherme Aguiar, "o caso não é uma bomba" porque "uma coisa é um jogador rescindir sem justa causa e outra é uma cláusula de rescisão acordada pelas duas partes". Veremos no que isto dá para além da euforia do advogado/empresário Dias Ferreira e dos indisfarçáveis gritos de contentamente do senhor Evangelista do sindicato dos jogadores. Com um bocado de jeito, fica tudo como está...

SIGA A MARINHA

Jogo nos limites do Benfica. Grande arranque, desatino completo após o 2-1 do PSG e depois um golpe de sorte a decidir a eliminatória. O "black power" francês e Pauleta quase estragaram a festa aos encarnados. Mas andou bem Fernando Santos. A entrada de João Coimbra, embora devido a lesão de Karagounis, conteve a crise evidente no relvado. Miccoli não gostou de sair mas a verdade é que não estava lá. Muito bem Derlei na forma como entrou em jogo, finalmente a mostrar o craque que foi no U. Leiria e no FC Porto. Sobriedade no relato e nos comentários da RTP e mais uma excelente reportagem de Alexandre Santos, que está a mostrar na televisão a sua excelência de repórter que foge sempre às questões triviais e que acrescenta sempre algo sem que esse algo seja uma idiotice.

quinta-feira, março 15, 2007

ENTALADOS


O grande FCP já não é o que era. Não bastava o que se passa nos bastidores, com toda a gente complexada com o apito, e agora até em público os nossos árbitros mostram à saciedade e à Morgadinha dos Tribunais aquela coisa em que todos já estão em pensar...
ps - uma contribuição, mais uma, do palanca Luís Vieira

quantos são?

Dos 37 retratados na foto que apresenta os novos equipamentos do Sporting, com a excepção da excepcional Fátima decotes Lopes, 15 não jogam à bola (fila do meio). Para além daqueles administrativos que não ficaram na foto, aqui se prova como o Sporting está a fazer uma excelente contenção de custos a este nível...

CAFÉ SEM LEITE


Quem foi o treinador estrangeiro que deu de frosques e levou consigo a máquina de café do clube e o sistema de rega lá de casa?

DIFERENÇAS


O calcio vai mal? Talvez...O que sei é que a Juventus acaba de aprovar um aumento de capital de 105 milhões de euros. Os nossos clubes fazem uma festa quando conseguem aumentos de capital de 15 milhões de euros...

quarta-feira, março 14, 2007

"Cálito!"


Quatro jogos, quatro vitórias no arranque da nova época do futebol do Vietname. O DongTam Ceramics de Henrique Calisto soma e segue. Supertaça conquistada, o 5.º título em 6 anos do treinador matosinhense, o objectivo é agora o tricampeonato. Alguém duvida?

RESPOSTA


PERCURSOS












Todos os dias, ou quase, um piloto automático leva-nos até à nossa banca de trabalho. São, por norma, viagens sem memória, sem contornos emocionais, perfeitamente ansiolíticas. Uma vez por outra, sobretudo quando a Primavera se antecipa no calendário, vale a pena espreitar para o outro lado da cortina e ouvir o barulho do Mundo. Foi o que fiz hoje. Até estava de folga mas circunstâncias recorrentes fizeram-me rumar ao sítio do costume. Desta vez mantive-me alerta e o meu telemóvel acompanhou-me no registo. Depois de passar pela escola para dar um beijo à miúda e confirmar o óbito, durante o recreio, de uma joaninha, refresquei-me com um olhar para o azul e branco do mar de Leça, verifiquei que a nova ponte móvel segue em velocidade de cruzeiro, cruzei-me com um motociclista devidamente equipado para os primeiros bafos, vi Leixões em grande actividade, passei pelo barco encalhado que é o NorteShopping, passei, como de costume, um traço contínuo e virei para a rua Manuel Pinto de Azevedo, o grande patrono do hoje pequeno "O Primeiro de Janeiro". As acácias ainda não floriram mas já faltou mais. E cá estou agora a tentar mostrar que o Mundo não me é completamente indiferente...







BICLAS VERMELHAS


O Benfica prepara-se para regressar à estrada com uma equipa de ciclismo. Tudo bem. Mas era bom que entretanto pagasse aos ciclistas da equipa do Benfica que venceu a última Volta a Portugal conquistada pelo clube da Luz. Há cheques pré-datados de 4000 euros, passados por Vale e Azevedo, que continuam a bater nos balcões dos bancos.

terça-feira, março 13, 2007

CARTÃO VERMELHO


O senhor presidente da FPF dá hoje uma entrevista na qual mostra a sua satisfação por estar prestes a conseguir que a arbitragem dos jogos profissionais volte para a FPF. No mínimo, é descaramento. No máximo, escandaloso. Estamos a falar da mesma FPF que tem um seu vice-presidente do Conselho de Arbitragem pronunciado por duas mãos-cheias de crimes no processo originário do Apito Dourado e da mesma FPF que dá crédito a uma associação, a do Porto, que também tem o seu presidente do Conselho de Arbitragem pronunciado no mesmo processo.

PRÓS E CONTRAS

O "Prós e Contras" de ontem/hoje mostrou mais uma vez a falta que Octávio Machado faz ao nosso futebol. O Palmelão lá esteve a disparar para todos os lados e a concentrar o fogo de bataria no Rui Santos. O Rui reagiu com urbanidade, como seria de esperar. Vítor Pereira foi apenas politicamente correcto e José Manuel Meirim tocou no ponto certo: a arbitragem vai outra vez para a FPF, por força da lei de bases do desporto (o sistema caiu há muito, penso que por pudor). Face ao que está à vista no processo originário do Apito Dourado, é um escândalo que o poder consinta que a arbitragem seja devolvida a quem tantou negociou com ela. E sobretudo que seja devolvida a uma instituição "dirigida" pelo senhor Madaíl, mestre dos compromissos. Ao contrário do que disse o advogado António Marinho - provavelmente na tentativa de arrebanhar mais uns clientes -, o Apito Dourado não vai morrer numa qualquer secretaria de um tribunal. Bem se tentou que assim fosse. O caso segue para julgamento e aí iremos todos saber afinal do que é que Octávio está a falar há muito tempo.
PS - Esta edição do "Prós e Contras" teve o pior share de sempre do programa. Porque será? Será do Guaraná ou porque as pessoas estão cansadas de quem está sempre a cuspir no prato da sopa onde come?

segunda-feira, março 12, 2007

camisolas e apitos


O que fazem 3 camisolas dos árbitros Carlos Xistra, Duarte Gomes e Pedro Proença penduradas numa parede de um restaurante de Matosinhos? São apenas a prova da amizade com os donos do restaurante "Castanheira", onde muitas histórias haveria para contar se as paredes falassem. Para que não pensem em coisas obscenas, acrescento que também lá está a camisola do perito Jorge Coroado...

Por favor, não pisem os malmequeres!

  Ia escrever qualquer coisa sobre isto mas o João Freitas - um dos melhores jornalistas que conhece - tirou-me todas as palavras da boca. ...