WWW.BOLANAAREA.PT

sábado, março 10, 2007

FORA DE ANTENA



Segundo o DN de hoje, Gabriel Alves deixou, em litígio, a RTP. O chamado "serviço público de televisão" alega que Gabriel traíu a causa ao aceitar ser o comentador da Televisão Popular de Angola durante o último Mundial. Colocado na prateleira pelos "jovens turcos" e pelos mentores das transições rápidas e do futebol emocional, Gabi é um histórico do meio audiovisual desportivo. Critiquei-o muitas vezes por causa do seu estilo algo catatónico mas a verdade é que só criticado quem faz a diferença. E o Gabriel Alves fazia a diferença com o seu estilo. Pode não ter adoptado os neologismos da moda mas ninguém lhe tira a patente do "segundo poste" e os orgásmicos comentários aos lances de perigo. É com pena que o vejo sair de cena e até com alguma surpresa por sentir isto mesmo.

PS - Fora do "ar", o Gabriel é uma pessoa simples e com quem dá gosto conversar sobre futebol. Depressa se percebe que ama o jogo e também a sua profissão. O que não é para todos.

4 comentários:

Gabriel disse...

Ninguem lhe tira a tecnica da força x força da tecnica e mts outras frases marcantes!

Insurrecto disse...

Vejam o meu novo blog:

Blog do Insurrecto

Até já falo lá de ti Eugénio!

ricardo disse...

Não concordo, Eugénio. Habituei-me a ouvir muitos disparates do Gabriel Alves e sempre achei que ele de bola percebia pouco. Curiosamente, nestes últimos anos acho que melhorou um pouco mas os chavões ou as leituras do jogo totalmente desprovidas de sentido continuavam lá.
Para além dos inúmeros disparates que ficaram famosos (muitos dos quais há muito disponíveis da net - embora alguns também sejam invenção dos cibernautas...) lembro-me particularmente de um lance em que o Maradona, após uma série de ressaltos, consegue ficar com a bola, e o Gabriel Alves remata "Fantástico, Maradona - a fazer tabelinhas com as pernas dos adversários!"...

Anónimo disse...

Se soubesses os gajos que ele lixou na RTP para continuar agarrado ao poder e a ter visibilidade, já não falavas assim tão bem.Essa de só ser criticado quem faz a diferença gostava que me explicasses. Nunca te esqueças é que o ridículo traz popularidade...