WWW.BOLANAAREA.PT

quinta-feira, janeiro 04, 2007

TSF despede Fernando Correia

Abaixo-assinado de solidariedade
A nossa indignação não tem medida!De surpresa, a TSF despede Fernando Correia, um dos maiores jornalistas portugueses e certamente um ícone da estação!Hoje, uma hora antes de uma iniciativa de lançamento e promoção do novo jornal gratuito, o «Diário Desportivo», que vai ser dirigido por Fernando Correia, este jornalista teve um encontro com um director da sua estação, a TSF, a comunicar-lhe de supetão e de forma absolutamente estranha que estava despedido e proibido de entrar na TSF. Fernando Correia já não editou hoje a «Bancada Central», um dos melhores e mais populares programas de participação e comentário desportivo do País. A forma e o estilo usado pela TSF são revoltantes. Fernando Correia, que há poucos dias celebrava os seus 50 anos de profissão e na ocasião foi elogiado até à exaustão por todos os presentes, incluindo os que agora o despedem desta forma.Os signatários solidarizam-se totalmente com Fernando Correia e manifestam a certeza absoluta de que o seu projecto «Diário Desportivo» gratuito vai ser um sucesso, e assim o desejam.
Os signatáriosAna FonsecaIsabel CarvalhoJosé Carlos MendesRuben de CarvalhoRui Godinho
PS - A culpa não é da TSF mas de quem entregou os "conteúdos" da Lusomundo ao denominado patrão do nosso futebol.

18 comentários:

Anónimo disse...

aleluia que reconheces a influencia dos Oliveirinhas no futebol portugues!
Mandam em tudo, Lusomundo, Sporttv, Tvcabo, Ojogo, etc...

Bruno disse...

Onde for preciso assinar, assinarei. Onde?

Passava bem sem alguma da peixeirada e luta fútil norte-sul na bancada central, mas o estilo de Fernando Correia a relatar um jogo de futebol era, depois da morte de Jorge Perestrelo, a imagem de marca do futebol da TSF.

No melhor pano cai a nódoa. Espero que Fernando Correia, continuando "despedido" pela TSF, seja aproveitado por outra rádio: torço pela Antena 1, já que agora é moda (muito bem vinda) fazer renascer a emissora estatal.

Mas estes totós da TSF não percebem que quem ficou a perder foram eles? Não seria aquela voz e o calor e a intensidade de um relato de futebol o que prenderia um ouvinte à rádio? Não seria a bancada um dos programas mais concorridos (ainda por cima aquele horário?)

Pfft.

Fernando, estamos contigo

Anónimo disse...

bem , os signatários é só rapaziada do pcp já estou a ver...assim se vê a força do PC

Anónimo disse...

Escama Dragões
Esta noticia é revoltante e só mostra o que é a sociedade moderna, somos todos descartáveis, os bons e os maus. O sr Fernando Correia é um JORNALISTA e uma optima PESSOA e merece a nossa solidariedade que pode começar por ninguém sintonizar a TSF até esta apresentar uma razão para o despedimento. Aproveito também para lançar a ideia de que não deveriamos comprar Opel talvez assim as multinacionais começassem a ter mais respeito por todos nós.
Vamos todos contra a TSF e contra a Opel.

Saudações Leoninas

jorge costa disse...

Acreditem que fiquei incomodado com a notícia que recebi há instantes, segundo a qual Fernado Correia tinha sido despedido da TSF...
A confirmação foi-me dada pelo sempre simpático Sr. Samuel, que procedia, até aqui, às inscrições diárias dos participentes na Bancada Central...
Quando nasci, em Janeiro de 1971, já o anfitrião desta Bancada tinha contabilizados 15 anos de paixão pela rádio…
Depois, terão sido necessários 15 ou mais anos, não sei precisar, para que na plenitude da minha adolescência começasse a admirar este fenómeno do jornalismo…
Hoje, mais do que tudo, quero brindar, ainda que atrasado, mas com o sempre apetecível espumante bairradino, às Bodas de Ouro radiofónicas de um senhor da rádio portuguesa…
Hoje, venho aplaudir de pé, um parteiro de muitas alegrias e de imensas emoções, um companheiro de noites amenas e de serões rigorosos…
Hoje, só me apetece enaltecer este adepto do jornalismo honesto e isento, este apaixonado da telefonia e da comunicação…
Hoje, não quero saber se João Vieira Pinto é arguido, se Lucas Mareque já chegou, se Nuno Assis foi castigado, se Fábio Rochemback será reforço ou se Hermínio Loureiro quer uma Escola Nacional de Árbitros…
Hoje, quero tão só vaiar a TSF por não ter tido arte nem engenho para algemar Fernando Correia às noites do nosso contentamento…
E na ponte que alicerça a passagem para o novo desafio da brilhante carreira a que aludo, só um desejo: Que o Diário Desportivo que nasce amanhã, seja tão abrangente do território nacional, que chegue depressa a Águeda, a capital do motocross e o epicentro de tantos outros desportos…
Continue, Fernando Correia!
Porque tudo o que se passa, passa por si…
Até à próxima…
Jorge Costa | Águeda.

Anónimo disse...

O Quim Azeiteiro recorre sempre aos métodos mais baixos e torpes para afastar quem não gosta, bem ao estilo da escola da vida em que se formou quando foi patrão de bares de alterne.

Anónimo disse...

É triste, muito triste mesmo, este dia, para todos os que gostam de futebol na rádio.

Ao Sr. Fernando Correia um grande abrao de solidariedade e votos de sucesso nas suas novas aventuras profissionais.

Offshore disse...

Então acham normal que o Fernando Correia permanecesse na TSF ? participa activamente num jornal concorrente do jornal desportivo do grupo que detem a TSF e acham normal que ele seja empregado de ambas as empresas ??!!??
O Fernando Correia é um excelente jornalista e sempre me pareceu uma excelente pessoa mas devia ter pedido a demissão da TSF quando iniciou este novo projecto. Essa teria sido a atitude coerente com o estatuto e prestigio que o Fernando Correia granjeou todos estes anos.

Offshore disse...

correcção ao 1º anónimo. Oliveirinhas não, Joaquim Oliveira. o António já vendeu a sua participação há algum tempo.

Anónimo disse...

"Vamos todos contra a TSF e contra a Opel.

Saudações Leoninas"

E se permitem acrescentar, também contra os "monelhos de cavelo"...

Anónimo disse...

Fernando Correia é, sem dúvida, um excelente locutor. Não foi com certeza por falta de qualidade profissional que o despediram.
Mas será o Homem tão bom como tenta parecer?
Informem-se...

Anónimo disse...

A resposta para o despedimento? Saibam quem está por detrás do "Diário Desportivo". O benfiquista Toni ou até mesmo o presidente do Estrela da Amadora sabem do que estou a falar!!!!

AT

Anónimo disse...

Há alguns aqui que me fazem lembrar aqueles que gostam de elogiar apenas porque os outros elogiam. E assim se cria uma bola de neve. O Fernando Correia é o mesmo que passou a vida a acumular cargos e funções completamente contraditórias com o seu principal ofício (até já foi director do jornal do Sporting mantendo a sua actividade na TSF)e nunca ninbguém se interrogou se isto era compatível. Para ele sim, porque sempre eram mais uns valentes trocos a somar. Agora parece que finalmente deixou de ser intocável e... aqui D'el-Rei. Para além de que conheço poucos tão agarrados ao sistema como ele. Em tantos anos de profissão passou sempre incólume por tudo e nunca regateou nada. Nem em Saltillo. Enfim, por este blog só leio disparates de subservientes e bajuladores compulsivos.

Anónimo disse...

QUEM ACABOU POR GANHAR FOI O RADIO CLUBE QUE VIU O FERNANDO CORREIA CAIR-LHE NO PRATO

Anónimo disse...

Este senhor Fernando Correia é o mesmo que, num livro sobre a rádio, desanca a antiga emissora nacional, chamando-lhe a voz da ditadura.
Quando ele trabalhou na dita emissora durante trinta anos. Só agora é que vem cuspir na sopa e armar em democrata.
Coisas destas definem as pessoas.
Pelos vistos a TSF acordou tarde mas acordou.

O LEÃO DA ESTRELA disse...

Ao ser despedido da TSF, o jornalista e relator desportivo Fernando Correia é mais uma das vítimas da concentração dos meios de comunicação social em muito poucas mãos. Ao ser nomeado director do novo "Diário Desportivo", Fernando Correia passou a concorrer com o jornal desportivo de Joaquim Oliveira, que por sua vez era o seu patrão na TSF. Logo, a sua permanência na TSF poderia revelar-se insustentável, pelo que a sua saída acaba por ser natural, embora, tratando-se de quem se trata, o processo pudesse ter sido conduzido de outra forma. Mais a mais, estamos a falar de um homem com 17 anos de casa, que fazia na TSF a "Bancada Central", um dos programas mais populares da rádio portuguesa.
No meio desta história, o mais estranho acaba por ser o fim do programa, quando se sabe que a "Bancada Central" poderia continuar com outro moderador. Aqui já poderemos ser levados a pensar que o programa estaria a tornar-se incómodo para alguns sectores do futebol português...

Anónimo disse...

O senhor Correia deve ser muito ingénuo, ao pensar que podia comer de dois lados sem atritos.
Se a Bancada acabou foi porque o modelo estava esgotado,talvez, mas sobretudo por culpa do próprio apresentador que abusava do tom paternalista, queria estar bem com Deus e o diabo, pau de dois bicos, como sempre foi.

Anónimo disse...

Agora percebo a razão da festa de homenagem que fizeram (ou ele promoveu) há um mês.
Será que vai reeditar a manifestação?
Passe o exagero, faz lembrar as manifestações de apoio dos amigos de Carlos Cruz.