AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, setembro 16, 2009

UMA PONTE LONGA DEMAIS

Confesso que só vi a primeira parte em contínuo e a segunda aos bocadinhos e depois o resumo alargado. Hoje, ao ler a generalidade da Imprensa, verifico que a derrota do FC Porto em Stamford Bridge foi muito honrosa e que com "um bocadinho de sorte" o resultado podia ter sido outro. Sei que já enchi uma piscina de cuspo e que comecei a encher a derradeira mas não foi essa a impressão com que fiquei. O que vi foi um FC Porto encolhido e incapaz de lutar de igual para igual com os blues na zona onde se decidem os jogos: o meio-campo. Mais uma vez Jesualdo Ferreira teve medo. Mais uma vez perdeu. A máquina de lavar funcionou, a seguir. E Guarín até acabou por ser o destaque dos azuis e brancos, ontem laranjas. Certamente sou eu que estou a ficar senil.

ps - Apreciei a forma como os comentadores da RTP analisaram a cotovelada de Bruno Alves em "Iron" Terry. Demorou algum tempo a analisarem "o toque" do defesa portista no seu opositor...

38 comentários:

Anónimo disse...

Numa coisa estou de acordo . com o ultimo parágrafo!E de que maneira...acrescento eu.

Anónimo disse...

para a proxima ve o jogo todo. ou entao nao vejas nada e assim ja nao opinas... hein?

Anónimo disse...

Como é que se pode comentar de forma séria um jogo que se confessa não se viu todo e provavelmente sem atenção ???!!!

Enfim...

Anónimo disse...

Isso é a "COSTELA" anti/portista a sobressair ?!

No.Worries disse...

Pois, por isso é que não se pode acreditar na "generalidade da imprensa", que parece marioneta nas mãos do clube condenado por corrupção.

A verdade é que foi mais uma vez um fcp encolhido, com um treinador com medo de ser (novamente) goleado, e que não fez cócegas ao chelsea.
Em 90 minutos o perigo que criaram foi de 2 remates de longe em que a maior dificuldade para o guarda-redes do chelsea foi a bola molhada.

Só gostava de saber o que a "generalidade da imprensa" diz duma anedota chamada hulk (egoísta e chorão, sempre a pedir falta e sempre a atirar-se para o chão) e de MAIS UMA agressão do b.alves, que parece querer levar o seu "jogo-sujo" além fronteiras.

JAL disse...

Se trocassem os treinadores teria sida desta que o FCP vencia em Inglaterra. Assim, vamos continuar a dizer umas asneirolas por vermos a possibilidade de vencer mesmo à frente dos nossos olhos e deixá-la fugir. Mas pronto, ele é que sabe as tácticas, ele é que sabe porque razão o Mariano tem lugar, ele é que não vê jogadores que deram o estoiro e o Belluci no banco...

k3nzo disse...

É verdade que o Jesualdo Ferreira continua com os mesmos receios, e gosta de inventar "onzes" em dia de jogo grande, mas comentar jogos que se não viu, ou se viu aos fogachos é obra Geninho! Já pareces o Azenha, falar é fácil e barato, quando é a sério é que a coisa já torce!

Mas eu que vi o jogo todo, até concordo, o FCP entrou tímido, foi demasiado prudente, e assim abdicou do ataque potente com Varela e Hulk, optando por super povoar um meio campo ineficaz de conter e construir jogo!

Assim fica difil caro Jesualdo! Coragem homem, coragem!!!

JMFeijão disse...

Pois eu vi o jogo todo e fiquei com a mesma impressão/certeza. O Chelsea foi sempre muito mais seguro no jogo. E mais, desta vez dou razão aos comentadores, exceptuando essa parte da cotovelada, quando disseram que Jesualdo estava a tardar em meter o Hulk junto à linha a explorar a subida dos laterais. Poderia ter sido decisivo aí. Quando o fez foi tarde pois os ingleses já ganhavam e os defesas já não subiam.
Ainda sobre Hulk, tarda a aparecer em jogos internacionais. Porque será?

Natálio Santos disse...

Elucidativo no que se refere á "maquina de lavar" pois á anos que esta vergonha se passa, não é por acaso que na rádio renascença e na antena 1 á anos que são sempre os mesmo a relatar os jogos do porto pois é na rádio e na tv que a lavagem começa...!!!

Anónimo disse...

Eugénio, completamente de acordo!

JB

Anónimo disse...

Para mim chega como portista os ELOGIOS ao FCP,da imprensa internacional, nomeadamente a Inglesa .

Anónimo disse...

Eu conheço uma equipa que "não inventou" foi "ambiciosa" , "desinibida" e em dois jogos levou 12/1...


ACORDEM para a REALIDADE.

Anónimo disse...

Acho muita graça a alguns dos comentários, é caso para dizer estão verdes não prestam, como eu vos percebo!!!
È bom que tenham a noção da diferença entre as duas equipas e, por isso mesmo, considero uma boa prestação do FCP.
Aproveito para desejar boa sorte ao resto das equipas que vão jogar.

Pedro disse...

Eh pá! Vocês têm razão. E o mais incrível é que a "lavagem" também se estende ao site da BBC e da SKY Sports, esses vendidos!
Vocês são mesmo tristes...

Anónimo disse...

Este Natalio é do Bairro Alto ?

Anónimo disse...

F. C. Porto "forte" e "talentoso", diz Imprensa inglesa .
Treinador do Chelsea elogia a "força" da equipa portista e o seu jogo bonito.


Claro que se tiver visto este jogo

com "olho" vermelho ou verde ......

Anónimo disse...

AZIA CRONICA.

Anónimo disse...

SOUSA

YEAP..... Completamente SENIL

Anónimo disse...

Percebes tanto de futebol como o idiota do enviado especial do antitripa que cá vem sistematicamente debitar merda a granel.

portodocrime disse...

ó sr EQ.
o ps é para te mandar,
jóder hombre.
és muito matosinhense,parolo.
pelo menos o outro,
não.
a outra jornalista está bem?
fixe
biba o cú-rreio da mánha.
Abraço para o teu leixões.

rixmene disse...

acho que só comentaram a cotovelada após algumas repetições.... é triste.

simon disse...

Perder em Inglaterra, com o Celsea, mesmo por 1-0, dá raiva, quando se inventa equipa nova por troca da ganhadora.

Entusiasta dos jogos à Porto desta época logo achei, o coração num aperto, que, sem Varela e Falcão, desde início, sobrou um treinador sem visão, tacanho e cu apertado, para os jogadores que tinha.

Se não que quis inventar, fazer contas, e deu torto. Nada que, ao fim, desculpem palavras de circunstância.

Porque foi um grande jogo. Com uma grande equipa, é certo, mas que vinha debelada, ao nível do nosso grupo, e deixámos lá os três pontos.
Sem desculpa, que numa palavra é 'cagufa'.

Anónimo disse...

É preciso ser muito desonesto para vir falar em lavagem...
Estes tristes até em jogos internacionais não escondem o desprezo que têm pelo clube.
Percebo o ódio que possam sentir por personagens como Pinto da Costa agora é inconcebivel este permanente contra o clube e os seus adeptos. Lamentável.

Anónimo disse...

"É bom pensar que há uma equipa portuguesa que pode, uma vez mais, fazer frente aos clubes dos países mais ricos", escreveu o jornalista do "The Guardian".


Só mesmo na imprensa internacional...

Anónimo disse...

É verdade géninho. Eu vi o jogo todo e nos últimos 20 minutos até vi todo o estádio cheio de adeptos azuis e brancos (não sei como o FCP consegue encher um estádio em Londres com adeptos seus) rezando para não sofrerem. A prova mais elucidativa da triste e fraca performance do Porto.

J.Antonio disse...

Este gajo tem a mania que é Luis de Matos.

aNNóNNimo disse...

Perderam e BEM!
Não jogaram, nem jogam a ponta de um c##alho!
Tiveram sorte em ter sido pela diferença miníma, só 1 (um), e nem sequer foi em "Off-Side" e no empate do Atlético de Madrid!
A ÚNICA situação de golo que lhes podia ter dado o empate - remate do Varela - só foi possível pela OBSTRUÇÃO ao defesa do Chelsea, por parte do "cagalhão" colombiano.
O Hulk e o seu jogo de braços, quando aprender a jogar futebol,será omelhor do Mundo!
Diria mais...o melhor do Porto!

P.S. - Shiuuu! Cala-te!
A chamares a atenção para as agressões sem punição...
'No pasa nada'!

Anónimo disse...

Imprensa inglesa não poupa elogios aos portistas

Escolhida a vitória do Chelsea para as parangonas e destacada, obviamente, a importância de conseguir três pontos no primeiro jogo, quando se deslizou pelas várias crónicas de jornais ingleses do jogo de Stamford Bridge não foi difícil encontrar elogios ao FC Porto e à sua forma de jogar. "É bom pensar que há uma equipa portuguesa que pode, uma vez mais, fazer frente aos clubes dos países mais ricos", escreveu o jornalista do "The Guardian". A vocação e insistência ofensiva da equipa de Jesualdo Ferreira, com várias oportunidades ao longo do jogo, foi valorizada nas estreitas, mas bem posicionadas bancadas de Imprensa de Stamford Bridge (pouco acima do banco dos treinadores). "Só quando Fernando foi expulso, no terceiro minuto do prolongamento, é que o FC Porto aceitou a ideia de que não era a sua noite", reportou o jornalista do "The Times". Outros, com o "The Independent" à cabeça, explorou a ausência de Drogba - Anelka também disse que sentiu "a falta do impacto físico" do costa-marfinense - para explicar a "frenética acção defensiva do Chelsea na parte final da partida".

através do O JOGO

Anónimo disse...

Sou do Porto mas acho que há aqui um mal-entendido. Enquanto o jogo foi a doer não jogamos nada...depois quando a Chelsea se italianizou lá fomos para a frente, mas pq eles deixaram. Expliquem-me pq é que ano após ano, o Jesualdo faz isto....Sempre que vamos a Inglaterra muda a estrutura e inventa um Mariano e um Guarin para meter. Estou um bocado farto disto...confesso.

Pedro Fernandes disse...

Ena pá, ó eugénio, isso é que é azia, acordou com algum telefonema desagradavél??

Um jornalista que:
- não vê o jogo com atenção
- mesmo assim forma a sua opinião
- depois escreve a sua opinião (os estilos de escrita aqui pouco importam)
- fala em lavagem no dia seguinte
- e depois levanta a questão se estará senil?

Custa, mas parece que pelos vistos está com alguns sinais de selinidade....

BBC, France Press, Eurosport, Uefa.com....

TUDO CONTROLADO PELO PINTO DA COSTA....

santo deus, é assim tão grande a dor??!?!?

condor disse...

Oh geninho não te preocupes,pois quando o teu clube for grande tambem pode ir a londres jogar na champions e perder só por um zero!

Natálio Santos disse...

Sou de vila nova de Gaia e benfiquista com muito orgulho e honra...!!!

miguel_canada disse...

"Pois, por isso é que não se pode acreditar na "generalidade da imprensa", que parece marioneta nas mãos do clube condenado por corrupção."

Então faz uma coisa, oh palerma... lê a imprensa inglesa!

Anónimo disse...

Uma questão de marketing
JORGE MAIA

Já não sei onde foi que ouvi dizer que tudo o que separa um rato de um hámster é o marketing, mas lembrei-me da frase quando passava os olhos pelos jornais de ontem. De um lado, o tom de reprovação em relação a Jesualdo Ferreira, acusado de mexer na equipa do FC Porto para se adaptar ao Chelsea. Do outro, os elogios a José Mourinho pela forma como o Inter foi capaz de resistir ao Barcelona. Ou seja, o treinador do campeão português é criticado pela falta de ambição que se deduz do pecado de mexer na equipa para a deslocação ao terreno do líder do campeonato inglês, uma das equipas mais ricas e mais fortes do futebol mundial. Em contrapartida, o treinador do todo-poderoso campeão italiano é elogiado pela forma inteligente como resistiu ao Barcelona, segurando o nulo no marcador na recepção aos campeões europeus. Com recursos completamente diferentes à disposição, tanto Jesualdo Ferreira como José Mourinho fizeram exactamente o mesmo. Conclusão: ao que jogou fora de casa, frente a um adversário várias vezes mais poderoso, faltou ambição; ao que jogou em casa frente a um adversário equivalente, sobrou inteligência. Digam lá se não é tudo uma questão de marketing.
----

Quanto à cotovelada não há nada deliberado , pode EVENTUALMENTE existir alguma imprudencia, nada mais.

Mas este "ambiente" do comentário no nosso futebol reflecte frequentemente o feroz centralismo em que vivemos, como se vê pelo artigo acima.

Anónimo disse...

Podia ter falado nas lesões de muitas semanas sofridas pelos jogadores do Paços Ferreira, em Alvalade ???!!!

dj piri disse...

è por esta razao k eu visito este blog diariamente.alguem k veja as coisas tal como aconteceram.o jesualdo entra neste tipo de jogos para perder por 1-0.e receber elogios,acabamos o jogo com tres medios-defensivos!!! o medo dele è tanto k desta vez nem tirou o meireles.sinto k sao este tipo de decisoes k levaram tanto tempo para k renovasse contrato

Anónimo disse...

Ri-me um bom bocado por outra pessoa ter aqui postado o artigo do Jorge Maia sobre "marketing", e é bem a propósito.

José Mourinho, esse, pode jogar em casa com o autocarro à frente da baliza que não arrisca o nome de "medroso". Agora compare a atitude de um e de outro. É a tal coisa...o Jesualdo pode chegar a "Octa" (porque não?! ;-) ) que há-de ser sempre o "medroso". Não adianta...

Relativamente ao jogo em si. Sou adepto do FC Porto e não me custa admitir que o Chelsea foi um justo vencedor. Jogámos contra uma equipa fantástica e que nem apresentou Bosingwa e Drogba. Impressionante. E nós, para não variar, lá apresentámos uma equipa "nova" mais uma vez. Apesar disso tudo, demos muito boa réplica a este fantástico adversário.

Queriam o quê? jogar em casa de um adversário que quase nunca perde em casa, seja contra quem for, de "peito aberto"?

O jogo foi intenso. Foi um jogo de ritmo e qualidade IMPOSSÍVEIS de ver num relvado nacional. Nós até nos podemos queixar de uma grande penalidade de Ricardo Carvalho sobre Falcao. Mas..para quê? um lance isolado em 90 minutos de futebol fantástico jogado com aquela qualidade e ritmo. Who cares?

E lá perpetuámos a "maldição", não é?

Outro bom exemplo de marketing...conheço por aí uns clubes em Portugal que não se importavam de viver as "maldições" que o FC Porto tem vivido na Champions League, desde o ano da sua génese (92/93).

OiluT disse...

Pois...Ver o jogo na íntegra irá ajudá-lo a obter uma opinião mais sensata e sustentada daquilo que se passou duante os 90min, e desta forma irá permitir-lhe não se expor com uma opinião tão ridícula e deturpada da realidade.