AGORA ESTOU AQUI

terça-feira, dezembro 30, 2008

PRÉMIOS BnA 2008

Paineleiro do ano: Rui Santos. A solo, sem guiões, com as melhores audiências e com a cacha do ano (Meyong), demonstrando não só a sua versatilidade mas também grande pulmão.
Programa do ano: "Liga dos Últimos" porque passou do último para o primeiro canal e tem em Sérgio Sousa um repórter de eleição que também sabe pôr as coisas no papel (JN).
Jornalista desportivo do ano: Rui Miguel Tovar (Record), pela sua extraordinária capacidade para nos surpreender todos os dias.
Dirigente do ano: Carlos Oliveira. O presidente do Leixões equilibrou o barco, esteve no regresso ao convívio dos grandes e viu a equipa transformar-se em sensação do campeonato corrente.
Leite Mimosa do ano: Carolina Salgado.
Pilinha de ouro do ano: João Malheiro, juntamente com Sousa Martins a prova que um parola do Norte pode entrar no j-7 lisboeta.
Árbitro do ano: Pedro Proença. Não apenas pela sua magnífica performance no tribunal de Gondomar mas também porque se está a afirmar com um árbitro para grande correrias.
Jogador do ano: Beto. O guarda-redes do Leixões é o Bento dos tempos modernos.
Caso do ano: Apito Final. A CD da Liga prometeu e cumpriu, em pouco mais de um ano produziu acórdãos históricos.
Bestial do ano: Ricardo Costa (Liga)
Besta do ano: Gonçalves Pereira (FPF)
Pesadelo do ano: Boavista. De campeão em 2001 a equipa em perigo de extinção. Um caso de estudo.
Varinha mágica do ano: Valentim Loureiro.
Reformado do ano: Mantorras.
Emplastro do ano: Animal.
Personalidade do ano: Hermínio Loureiro. Na FFP e a na Liga, uma lufada de ar fresco no ambiente pútrido do nosso futebol.
Sonho light erótico do ano: nutricionista do Leixões.
Injustiçado do ano: Pinto de Sousa. Um homem bom que acabou por ser condenado por causa das maldades que lhe fizeram.
Claque do ano: No Name Boys. A confirmação de que as claques para mais nada servem que não seja para apoiar presidentes em momento difíceis ou para recreio de meia dúzia de delinquentes.
Blog do ano: Blog da Bola. Intrépido, ousado, sempre na linha da frente, à semelhança do admirável Marinho das neves.
Frase do ano: "Sou a Paula Rego do futebol", Jorge Jesus, ao DN.
Talibã do ano: José Manuel Delgado, paladino de uma verdade conveniente.
Gaffe do ano: V. Guimarães ao acompanhar o Benfica no recurso para o TAS.
Boazona do anus: a leoa Carla Matadinho, ex-aequo com as cheer leaders do Benfica.
Queca do ano: Nereida Gallardo.
Troglodita do ano: António Sérgio, presidente da APAF, pela sua capacidade para dizer barbaridades.
Paladino do ano: Joaquim Evangelista, à semelhança de um pastor da igreja Universal do Reino de Deus, prometendo a cura para o que é incurável.
Livro do ano: "Vocês sabem do que estou a falar", de Octávio Machado. Continuamos a saber o mesmo depois de o ler mas foi divertido.
Treinador do ano: Jaime Pacheco. Conseguiu a permanência de um Boavista em cacos e prepara-se para fazer o mesmo n'"Os Belenenses".
Desilusão do ano: Selecção Nacional, antes e sobretudo depois de Carlos Queiroz.
Salário do ano: Nuno Gomes continua a ganhar para as bandoletes.
Basófias do ano: Filipe Soares Franco.
Director desportivo do ano: Antero Henrique. Pode-se não gostar do estilo mas a sua eficácia continua a ser terrível. Já o mais sério candidato à sucessão de Pinto da Costa.
Revelação do ano: Gilberto Madail, pois deixou de pintar o cabelo.
Pinoca do ano: Vítor Pereira.
Octávio Machado do ano: Dias da Cunha.
Advogado do ano: Pedro Alhinho, advogado de Castro Neves no processo originário do Apito Dourado, pelo brilhantismo e pela dinâmica da defesa que organizou.
Juiz do ano: Carneiro da Silva, presidente do colectivo que julgou o processo originário, pela urbanidade, celeridade e sapiência.
Risca ao meio do ano: Paulo Bento.
Caso do ano: Apito Dourado. Deste e também do próximo.
Ocaso do ano: Luís Filipe Vieira, definitivamente a entregar a pasta a Rui Costa.
Casamento do ano: Pinto da Costa-Filomena. Ninguém percebeu a ausência de João Malheiro na boda.
Burla do ano: Sérgio Silva.
Bloguista do ano: António Boronha, pelas histórias, pela lucidez e pela acutilância.
Lágrima do ano: Manuel do Laço.
Post do ano: Paralímpicos. A fúria dos moralistas abateu-se sobre este pobre coitado.
Palerma do ano: presidente do Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas.
Artista do ano: José Mourinho. Está tão na frente que já deu várias voltas de avanço à concorrência.
Mercenário do ano: Nossa Senhora do Caravaggio.

18 comentários:

Anónimo disse...

o Antero deve pagar te muito bem. Diz mal das claques e depois passeia sozinho...

Anónimo disse...

Nao te esqueces-tes do Corno do Ano ???

Anónimo disse...

“Blogosfera”
Um génio da Geografia

Dizer que a “Letónia fica

no Mar do Norte”, em vez do Báltico, e contar que “quatro letras “e” tem Heerenveen”, só ao nível das repetidas Novas Oportunidades.

És a risota da blogosfera. Já se fazem apostas em como não duras mais de um mês. O Márinho já foi, tu vais a seguir.
Hi, hi, hi, hi...o puxa saquismo não dura sempre.

Anónimo disse...

O Delgado escreve na Biblia como se estivesse a escrever no blogue do Benfica. Vergonhoso

gertrud disse...

Blogue do ano, Blogue da Bola, por quanto se espera que volte e eu tenho que, censurado, não torna, dando a nossa esperança em vão.

Anónimo disse...

E que tal o prémio "saco de bofetadas do ano"??

Anónimo disse...

Bloguista do ano: Boronha? porque não o Linhares? ou o sócio A Braga Junior? teem todos a mesma lucide$$$z

Anónimo disse...

Só um reparo Eugénio: no caso do Rui Santos, teu grande amigo - só por isso devias ter vergonha de o nomear - nunca te esqueças, nem ele, que o ridículo também dá popularidade. Olha o caso do Gabriel Alves, tão patético que nem ele nunca se apercebeu. Não conheço ninguém que goste do teu amigo e se antes o viam para dizerem mal dele, agora passou a tal forma indiferente que já nem o vêm. Depois, para além do sopor que lhe deram sobre o caso Meyong, diz-nos uma em que o teu amigo tenha acertado. Então a fobia de lá colocar o Queiroz foi demais. Com os resultados que se sabem. O teu amigo diz numa hora, o que outros dizem em cinco minutos. Mas na verdade faz tudo com grande eloquência.

Anónimo disse...

Ah esqueci outra referência a outro teu amigo: o Boronha, um dos grandes defensores da regionalização, do Sporting, da escrita por código e de tudo o que é contra o Madaíl e de si próprio.
Fosca-se! Dêm um espelho ao homem. E já agora um cartão de sócio do Farense e outro vitalício para seguir o genial-amigo Queiroz ao som do outro espelho chamado "manguitas" Santos.

Anónimo disse...

Isto é a merda de uma lengalenga:
escrita por um Vermelho.


PORTO SEMPRE VIVA O PORTO

Anónimo disse...

Ganhe com o Neobux:

http://www.neobux.com/?r=apocalypto

Hotel Estoi disse...

Ò anomino fdp. Quando falares do FARENSE, limpa a merda a boca.

Anónimo disse...

Com uns prémios concordo. Com outros está na cara que a preocupação foi mais de cimentar "boas vizinhanças"e de não dizer mal de pratos donde amanhã pode vir a ter de comer.
É compreensível, a vida custa a todos e o dia de amanhã é cada vez menos previsível, mas esperava do Eugénio menos retraimento e mais pulmão como andava a ameaçar que ia ter.
Bom ano.

LAM

RA disse...

Palerma do ano: presidente do Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas.

LOL

Anónimo disse...

Caro Eugénio, não faço parte de nenhuma claque mas dá-me vontade de elogiar-te: és uma besta. :)

Confundir uma dezena de gândulos com outros 3000 que lá estão é muito triste. Como foi fazer aquela mentirosa associação dos crimes daqueles individuos ao Clube. E inventar factos. É que nem se deram ao trabalho de manipular! Partiram para a livre criação. A obra é que, infelizmente...

Mas desde já te digo, como ex-jornalista (felizmente!!!) não me espanta. Bem sei como se guiam as redacções da actualidade. E a verdade é que neste pardieiro safam-se um ou dois jornais. O resto dos pasquins é merda mesmo. E tu sabes bem disso.
Mas não são só os jornais. De cada vez que me lembro das aberturas televisivas com aqueles míseros quilos de haxixe (num dia em que outra apreensão trouxe toneladas às instalações da PJ) e comparo com outra detenção que vi esta semana e em que bastaram 7(!!!) segundos para revelar que um gang com 10 vezes mais poder de fogo e muito mais droga em seu poder fora detido...
Enfim, eu não digo que temos o País que merecemos. Digo que alguns atrasados mentais fazem o País que temos. Isto só lá ia com uma Revolução a sério, sem cravos e muito sangue a escorrer pelas pedras da calçada.

MF

Anónimo disse...

Bando de comentadores idiotas !!!

Kadja disse...

Palhaço do ano: Eugénio Queirós
Figura Triste do ano: Eugénio Queirós
Pessoa Infeliz do ano: Eugénio Queirós
Imbecil do ano: Eugénio Queirós
Pior Profissional do ano: Eugénio Queirós
Blogger Ridículo do ano: Eugénio Queirós
Figura Decadente do ano: Eugénio Queirós

Prémio especial: Atira-te de uma ponte enquanto é tempo:

Eugénio Queirós.

Anónimo disse...

Dirigente do ano mas a verdade é que já vão 3 meses...