AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, janeiro 22, 2010

À ESCUTA

Ora bem, a pedido de várias famílias que pensam que a minha vida se resume ao folclore do futebol, cá vai...

As escutas que caíram no Youtube, carregadas num centro comercial de Lisboa, através da rede de wirless, não surpreendem quem acompanhou o processo Apito Dourado, como penso ter sido o meu caso. O realmente deixou ESTUPEFACTO o país foi a possibilidade de as seguir de viva voz. É um registo impressivo, com uma linguagem codificada que penso ser fácil de descodificar.
A verdade é que Pinto da Costa, e o FC Porto por tabela, só foi penalizado pela justiça desportiva. Os processos "a sério" começaram por morrer no MP do Porto, foram reabertos por Maria José Morgada e depois uns morreram na instrução e um deles numa sala de audiências (o caso do envelope).
Não vou discutir se os tribunais fizeram ou não um bom trabalho. Está feito.
Esta "jogada" cheira realmente a esturro. Não é mais que o aproveitamento de uma situação. O impacto foi violento. O protagonista das cenas mais uma vez atirou os foguetes e apanhou com as canas na cabeça. Do outro lado, está visto, ninguém quer desarmar.

A guerra é total.

Vale tudo.

O aproveitamento, por ambas as partes, dos canais abertos na Comunicação Social.

O atropelamento de qualquer comportamento ético.

É fácil perceber como é que as gravações das transcrições foram para à net. Mas continua a ser muito difícil de provar. Ora aí está: acontece aqui o que aconteceu com os processos em si.

Lamentavelmente, o descrédito do futebol é agora total. E dos seus protagonistas. Os ânimos dos adeptos, esses, estão exarcebados. Ou me engano muito ou quem vai pagar esta factura será apenas alguém que nada tem a ver com este filme.

O mundo está perigoso com tanto graveto a rolar.

21 comentários:

Anónimo disse...

"Há poucas semanas, João Jorge Elias Martinho, que se constituiu assistente do processo originário mas que nunca compareceu em tribunal, requisitou ao Tribunal de Condomar, todos os CD's com as escutas do processo. Elias Martinho foi referido, em 2007, pela sua advogada Joana Pimenta, como "antigo dirigente do Benfica"".
Futebolar
______________

É verdade que isto saiu no record?

Anónimo disse...

Incidentes em 2008 na LUZ ?

Mais uma vez ?

Com "filme" e relatorio da Policia, para a Liga ?

E a CD?!...

Ninguém demite esta gente ?!

Anónimo disse...

Como gostam deste temas podemos falar do caso "Mantorras" , daquele que chamaram "Estorilgate" ,por exemplo.

Hugo disse...

A táctica no túnel da Luz é muito simples. Dá-se ordens a alguém para provocar e agredir elementos do staff portista, e depois aguarda-se pela reacção dos jogadores, na expectativa que eles agridam alguém e sejam castigados.
Tudo isto sem envolver jogadores do Benfica.
Brilhante!
Grande Rui dos túneis

Vitor Tavares Pais disse...

Parafraseando (adaptado) o slogan do Liverpool... you are note alone :-)

Felizmente. Há muitos mais, como nós, a pensar assim.

Anónimo disse...

Vale Tudo ?
E na cs ?!

Anónimo disse...

Carta de Adriano Lima a Rui Moreira, a propósito de Calabote, mas não só.
___________________________


Para Ler com atenção.

Balakov10 disse...

É verdade, a descridibilização do futebol português é cada vez maior e não fazemos nada por evitar essa situação.

http://outra--visao.blogspot.com/

Anónimo disse...

Falo como contribuinte...
faz-me impressão ter pago aquele mega-processo...milhares de horas de escutas, para umas escutas miseráveis que não provam porra nenhuma. Quiseram entalar Valentim Loureiro (este não só por motivos desportivos), Pinto da Costa e o FC Porto. Perderam! Per-de-ram!
... o pessoal além de ser mau a fazer contas, tem mau perder...divulgam-se escutas e implode-se a credibilidade de quem deveria manter estas escutas guardadas. As escutas...porque as transcrições já existiam! NOVIDADE? Nenhuma ...apenas mais uma manifestação de quem perdeu...e vai perder ainda mais.
Falo agora como portista...
O IMPACTO foi violento?! Não me faça rir....

LAM disse...

"É fácil perceber como é que as gravações das transcrições foram para à net. Mas continua a ser muito difícil de provar. Ora aí está: acontece aqui o que aconteceu com os processos em si."

Isso é porque continuamos numa república das bananas.
A partir do momento em que as gravações estão à guarda do Estado, seja qual for a entidade (polícias, Tribunais, ou debaixo do colchão da Maria José Morgado), é ao Estado que compete zelar por esse material. Se desaparece, é roubado ou desviado por algum funcionário, jornalista ou poeta, é o Estado, antes de mais, que deveria ter de responder por esse facto e pagar aos ofendidos a indemnização correspondente. Depois que fosse fazer as investigações que quisesse aos cibercafés ou mandar um gajo do SIS ao Uganda, que eles também são filhos de deus e precisam de passear.

Anónimo disse...

Depois de escrever a sensibilizar a famosa CD, sem resultados!!!

Depois de escrever ao presidente da Liga, a sensibiliza-lo, sem resultados .

Acho que o FCP deveria pedir audiencias ao Presidente da FPF e de seguida ao Governo (Secretário Desporto) com caracter de urgencia (levando-lhes as elucidativas imagens de 2008.....) .

Se nada resultasse certamente que passariamos para outra fase mas por agora ficava-me por aqui.

Anónimo disse...

Pinto da Costa e os outros arguidos do Apito Dourado, conseguiram se safar de serem condenados por crime, porque o Tribunal da Relação do Porto, satisfez o pedido dos advogados de defesa e considerou as escutas como ilegais.

Já o mesmo não aconteceu com o Pidá e os outros actores de A NOITE BRANCA, pois as suas condenações, têm também como base as escutas telefónicas feitas pela Policia.

Isto prova mais uma vez que neste País de merda, se faz a "justiça" com DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS. Para se ser condenado ou não, entra também em conta, para além das provas, a sua origem e o seu curriculo social e os "padrinhos" que possa ter para influenciar os juizes.No caso do Apito, entrou também jogo o espirito corporativo, que como todos sabem é extremamente desolvido em Portugal, pois também estava em jogo o "prestigio" da corporação, visto que se tudo fosse para a frente, teria que se fazer inquéritos sobre os juizes Mortágua e Gomes da Silva, "molhados" no processo até às orelhas.

Anónimo disse...

Autocarro e carro de Pinto da Costa apedrejados
VÁRIOS DANOS NAS DUAS VIATURAS



O autocarro com o plantel portista e o carro de Pinto da Costa foram apedrejados na A5. São visíveis vários danos nas duas viaturas, que já se encontravam muito próximas da saída para o Estoril, onde às 20:15 vão disputar o encontro da 3.ª jornada da 3.ª fase da Taça da Liga. Não se conhece a existência de feridos.

record
_______________________

Hoquistas barbaramente agredidos que correram sérios perigos de vida; Autocarros incendiados; Apedrejamentos.......

O Anti Lampião disse...

é verdade que vale tudo

http://oantilampiao.blogspot.com/2010/01/o-angulo-certo.html

Anónimo disse...

Opinião do jornalista Manuel Queiroz no seu espaço "De Trivela"

"É absolutamente lamentável a resposta do Benfica à notícia de ontem da Lusa, que inclusivamente tem um suporte vídeo a comprová-la, sobre incidentes no túnel da Luz após o Benfica-FC Porto da época passada.

Há, de facto, uma agressão e, muito pior do que isso, é que ela é verdadeiramente preparada por dois funcionários que têm o cuidado de antes desviarem a câmara de filmar para a parede de modo a não poder filmar a cena. E a agressão é consumada exactamente nesse lugar e conhece-se porque é captada por outra câmara de que, pelos vistos por "incompetência", aqueles funcionários se esqueceram.


Ora o comunicado em que o Benfica responde é uma diatribe contra um jornalista de grande craveira - e posso atestá-lo na primeira pessoa porque trabalhou muitos anos comigo, no "Público" - e que é, exactamente por ser um homem íntegro e um jornalista preparado e experiente, o editor de desporto da Lusa. Como já o foi do JN e do Púbico. Fossem todos os jornalistas como é o Francisco J. Marques e o país e o jornalismo estavam bem melhores, disso não tenho eu dúvida.


E isto não é corporativismo, nem amiguismo. É apenas justiça.


Responder aos factos atacando torpemente o mensageiro é algo que só faz quem sabe que não tem razão porque não tem argumentos.

Em vez de apresentar uma razão para os lamentáveis comportamentos dos seus funcionários, o Benfica limita-se a atacar o jornalista que competentemente fez a notícia. Em vez de anunciar um processo disciplinar aos seus funcionários, vai fazer queixa do jornalista. É por tudo isto que fiquei sem dúvidas sobre o que estava por detrás.


E mais ainda: que o clube anuncie uma queixa à ERC, vá que não vá, sempre é uma entidade que tem autoridade directa sobre as empresas de comunicação; mas que anuncie também uma queixa ao ministro Jorge Lacão, sob o argumento de que é ele tutela a Lusa, é algo que foge à minha compreensão, até porque o ministro deve ter bem mais em que pensar e ainda não tutela a direcção de Informação.


E tudo isto - a cena relatada pelas imagens e o comunicado - é algo que mostra como o discurso moralista que tem sido adoptado no clube é, no mínimo, hipócrita. E mais ainda, permite que se tenha os piores pensamentos - porque degradantes - sobre o que se passou no mesmo túnel já esta época."

Anónimo disse...

Ó badocha, conta lá se tb tiveste direito a rebuçado! putanheiro cmo pareces ser ñ deves ter recusado!

Anónimo disse...

Eu não preciso de escutas para nada.

Sei muito bem o que se passava no futebol no tempo da ditadura e até à decada de 80...

E mesmo agora não preciso de escutas, eu vejo os jogos do Sporting e Benfica , eles, os jogos falam por si e coitadinhos são tão prejudicados sobretudo os vermelhos...

Anónimo disse...

Mais uma da CD da Liga:

Reconhece que Aimar simulou penalty contra o Nacional quando o resultado estava em 2/1 ou seja fizeram com esse penalty o 3/1 e como acham(VEJAM BEM) como não teve influencia no resultado só dá: MULTA........

Anónimo disse...

A grande verdade é que todos os países que têm enclaves, mais tarde
ou mais cedo, sofrem na pele as diatribes dos separatistas.

Eu, sou pela liberdade de cada um, pelo que entendo que o porto, a madeira e o açores devem ser independentes, viverem à custa do que "produzem" e deixarem de ser eucaliptos, que vão secando Portugal.

No enclave, a cultura, os principios e os valores são antagónicos à mentalidade portuguesa, pelo que não faz sentido a sua não separação.

Não é de admirar se aquilo a que pretensamente se chama justiça, não condenou individuos que numa sociedade civilizada estariam presos ou irradiados do desporto.

Não é de admirar que os habitantes
desse enclave, coitados, tenham a "visão" que têm do que veio a público.

Mas nós os portugueses, não temos de levar com isto.

Para nós ficou bem claro que estamos perante uma associação criminosa, que tirou largos proveitos dos crimes que cometeu.

Para nós ficou bem claro que os dois principais criminosos, não passam de cabeças-de-turco de alguém que se esconde nas sombras e que tira proveito da ignorancia
dos prosélitos destas sinistras criaturas, oferecendo titulos de linha branca em troca do obscurantismo e miséria material em que vegetam.

Para nós, portugueses, chegou a altura de dizer basta e ter em relação ao enclave a mesma atitude que teve a Red Bull.

O tempo se encarregará de os extinguir, sem termos de sujar as mãos.

augusto rodrigues disse...

O Manuel Queiroz e o Francisco Marques, foram colegas no PUBLICO e deram cabo da "massa" ao Belmiro.
São dois doentinhos fanáticos do FCP e por isso não sabem ser isentos.
A que propósito enviou a Lusa as imagens para a C.Social? Quem autorizou?
Esquece este senhor Queiroz que o facto de "desviar"/ajustar as câmaras não impede as filmagens.
E o qye mostram elas: Hulk (sempre o mesmo)e Helton a tentarem agredir alguém.
Como é que estes (e outros) jogadores do FCP respondem a provocações se já estavam nos balneários e sairam de lá, de forma desabrida, para agredir e mandar um homem para o Hospital?
Vamos ter juizinho e não querer arranjar desculpas para efender arruaceiros.

Anónimo disse...

Após o jogo, Pinto da Costa liga para o Major Valentim Loureiro e pede que seja instaurado um processo sumaríssiomo a Liedson por ter dado uma cotovelada a Jorge Costa. Ambos discutem o caso da camisola rasgada de Rui Jorge. Pinto da Costa insulta José Eduardo Bettencourt e o roupeiro do Sporting.

Conversa entre Pinto da Costa e Valentim Loureiro - 02/02/2004

Valentim: Estou?

PC: Estou?

Valentim: Sim

PC: Senhor presidente!

Valentim: Oh ilustre amigo. Então? Como é que vão as coisas?

PC: Ainda...estava a dormir, não?

Valentim: Não! A dormir?! Estou já acordadíssimo!

PC: Ah Ah Ah

Valentim: Está tudo aí à pancada, carago

Pinto da Costa: Está tudo à pancada.

Valentim: Eu ontem não vi o jogo do Boavista. Estive a jantar com o .. ministro.. lá o Teaias, do ambiente...e..

PC: Ahh...

Valentim: E não havia lá televisor e... e eu não vi... mas depois apercebi-me...

PC: Não, foi correto!

Valentim: Foi uma merda do caralho... ahahah

PC: Não podem pôr cadeiras ahahahah

PC: Foi igual... foi igual ao que os gajos do Sporting fizeram no Restelo! Atiraram com as cadeiras!

VL: Ah sim, sim, mas eu não vi! A minha mulher é que me esteve depois a contar!

PC: É, andou tudo à batatada...