AGORA ESTOU AQUI

quinta-feira, novembro 26, 2009

UM MELRO NUNCA DEIXA DE CANTAR

Foto LUÍS VIEIRA
Rodeado pelo "Dream Team" da RDP/Porto, Carlos Júlio Lopes está a viver os seus últimos dias como cabouqueiro a tempo inteiro de corpo inteiro na melhor equipa desportiva da nossa rádio. O "Melro" reforma-se esta semana e deixará de estar no ar. Mas irá continuar a cantar entre nós, embora a partir de agora seja mais difícil ter a sua (boa) companhia na ordem do dia. Uma voz peculiar, um estilo quase poético, uma simpatia transbordante e um saber de experiência feito - com estas cores se pode pintar este Melro "new age". Provavelmente irá reformar-se o mais jovem de todos nós.
Curte a vida, Cajó. Mas em onda média. Apesar de ainda vestires de cabedal, sabes bem que não podes continuar a acelerar nas curvas...

6 comentários:

Anónimo disse...

Ai que saudades, ai, ai. Estou para aqui a citar o grande carlos Pinhão, mas eu também tenho saudades do "Melro", do Teófilo, do Euriquinho e de outros que aí não estão. Já agora, e porque não morri, convido-os a verem no reporterx24.blogspot.com, mais uma"estória", agora sobre o Proença.
Abraços e já agora que o "Melro" continue a cantar.
Carlos Severino

Paulo Sérgio Pinto disse...

Comecei no jornalismo e o «Melro» foi sempre um verdadeiro amigo. Grande almoços tivemos juntos no Manhoso, horas a fio à porta da SAD do FCP. Amigo «Melro», será sempre um dos nossos.

Anónimo disse...

Interessante ver esse poster atrás do maralhal...

Anónimo disse...

Estado ajuda a "roubar" Red Bull Air Race para Lisboa
12h21m
Hugo Silva
O presidente da Câmara de Gaia, Luís Filipe Menezes, denunciou que o Estado está a negociar a realização da Red Bull Air Race em Lisboa, "roubando" o evento a Porto e Gaia.

Nos últimos três anos, a "fórmula um" dos aviões atraiu milhões de pessoas às margens do Douro. O autarca criticou o facto de serem institutos públicos, empresas públicas ou participadas pelo Governo a promover o desvio de rota do Red Bull Air Race, sendo que, para isso, até vão aumentar, três ou quatro vezes, o valor do patrocínio.

Luís Filipe Menezes não nomeou empresas - falou, apenas, no Instituto do Turismo - mas o JN sabe que em causa estarão, por exemplo, a EDP, a TMN ou a Galp.
JN

josecarlosbraganca disse...

O Melro vai fazer falta..por tudo que dá ao desporto, por tudo que ensina e por tudo o que faz rir.

Fica agora a pergunta no ar: quem vai colocar músicas brasileiras na redacção?

Melro...o verdadeiro Tovaric.

dragao vila pouca disse...

Um grande abraço ao meu amigo Carlos Júlio Lopes, que lamentavelmente, já não encontro há muito tempo. Desde os tempos das Antas e das quentes assembleias da liga na Exponor...