AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, agosto 19, 2009

ARBITRARIEDADES


Vista e revista a jornada - isto é, os casos polémicos -, mais uma vez se verifica que quanto mais se levanta o tapete mais pó aparece. Não vi os jogos dos três grandes em contínuo mas a sensação com que fiquei, e que aqui logo deixei, foi que as arbitragens estiveram em linha com o que é desejável. Sou obrigado a emendar ligeiramente a mão depois de ver repetidos os lances que mereceram discussão e reparem que não estou a falar em questões ridículas como seja contar os tempos de paragem para exigir dez minutos de tempo de compensação no jogo da Luz ou reclamar a repetição do penálti de Cardozo porque dois jogadores entraram na área antes da execução do pontapé da marca de 11 pontos. Este blogue, ao contrário do que alguns possam pensar, ainda não virou lavandaria... Não vou colocar neste saco também as opiniões dos paineleiros dos programas do costume pois está visto que esta é uma fórmula esgotada e que apenas resulta por inércia, podendo ainda ser apreciada pelo lado humorístico. Vamos, pois, por partes.

NACIONAL-SPORTING (Pedro Proença) - De todos os jogos grandes, sem dúvida aquele no qual o árbitro melhor se "safou". Não houve lances capitais a envolver a arbitragem e apenas se registaram algumas reclamações quanto ao critério disciplinar do árbitro.

PAÇOS-FCPORTO VIA V (Carlos Xistra) - Sendo o árbitro da Covilhã uma pessoa que gosta de algum protagonismo, mais uma vez conseguiu-o pelo lado errado. Em causa está, sobretudo, a expulsão de Hulk. Ninguém mostra um cartão amarelo aos 12 minutos a não ser por motivos muito fortes. Não pode ser um qualquer desabafo de um jogador a justificar a amarelagem. Tal só aconteceu porque Xistra gosta de aparecer. O segundo cartão amarelo ao jogador portista também não se aceita. No seu estilo peculiar - toca e foge -, o tractor brasileiros apenas tentou um lance desesperado para salvar o lance e a força que gera o seu movimento fez disparar para a linha de fundo o seu teatral adversário. O que disse ou não disse a seguir a Xistra não terá sido propriamente um convite para jantar à luz das velas mas, repete-se, não terá sido nem mais nem menos do que aquilo que outros jogadores, de ambas as equipas, disseram durante o jogo. Quanto ao último lance anulado pelo árbitro assistente Luís Marcelino, fiquei com a sensação que Carlitos já tinha perdido o ensejo de marcar, pois Fernando ganhou-lhe a posição. Tal como no fora-de-jogo tirado a Farías, aceito que na dúvida o árbitro assistente levante a bandeira, pois é muito pior não marcar o que é do que marcar o que não se sabe o que pode ser.

BENFICA-MARÍTIMO (Artur Soares Dias) - Desde já declaro que gosto muito de Artur Soares Dias. Acho que pode ser um grande árbitro e que não merece o que dele tem sido dito, sobretudo por um energúmeno que participa numa orgiástico programa do PortoCanal que cuspiu sobre a memória do pai de Artur, Manuel Soares Dias, e sobre os mais elementares conceitos de humanismo mas como só eu e a minha cadela vimos o programa de aí não virá grande mal ao mundo. No lance do penálti do Nacional, aceito que tenha sido marcado. Num primeiro momento pareceu-me que David Luiz entrou com tudo sobre o jogador do Nacional mas verifiquei depois que este é que teatralizou a queda, quanto à bola que bateu no braço ou no braço que bateu na bola...bem, não é possível determinar intenções e o gesto às vezes pode ser tudo. David Luiz é que não pode abordar daquela maneira um lance na sua grande área! Na minha modesta opinião, Artur Soares Dias foi complacente com Cardozo quando não o expulsou depois de uma tesoura incrível sobretudo em slow motion! E David Luiz também podia ter ido mais cedo para o banho, o que, convenhamos, nem seria assim tão mau para os encarnados.... Quanto ao penálti para o Benfica, Saviola foi esperto e mergulhou antes de ser tocado por Miguelito, enganando o árbitro. Tudo espremido, o que temos aqui: um penálti com dúvidas que se aceita que tenha sido assinalado (contra o Benfica) e outro duvidoso que também se enquadra no admissível (contra o Nacional), bem assim como um cartão vermelho que ficou por exibir. Muito pouco para tão grande polémica, amplificada naturalmente por antigos árbitros que quando no activo muitas vezes envergonharam a classe com erros grosseiros, como por exemplo no mesmo lance não validar uma bola que entrou na baliza e validar um golo a seguir obtido em fora-de-jogo e isto numa competição internacional!


PS 1 - Quanto ao antijogo do Marítimo, estou completamente de acordo com Luís Freitas Lobo. Tal como ele também sou amigo do Carvalhal mas...se o futebol fosse só ataque não seria mais que um bordel de ideias e conceitos. A arte está muitas vezes na forma como se defende e não tanto na forma como se ataca pois, como se diz, a defesa é muitas vezes o melhor ataque, paradigma consagrado sobretudo pelos reis portugueses da primeira dinastia...


PS 2 - Vamos fazer um exercício e comparar qualquer uma destas três arbitragens com o trabalho do húngaro Viktor Kassai ontem em Alvalade. Como seria se tivesse acontecido na primeira jornada do nosso campeonatozito?

23 comentários:

Anónimo disse...

KEREM VER K O PALHAÇO JA FOI AMEAÇADO APÓS O ARTIGO DO RECORD!KUIDADO COM AS DISCOTECAS!
DE RIR ESTE TEU POST LOLOLOLOOLOLOLOLOLOOOLOLO

pedro gama disse...

foda-se estas cada vez mais atrasado mental

agora o hulk foi mal expulso?

Anónimo disse...

Esta análise tudo sobre a imparcialidade (??) do caríssimo EQ. Lances a prejudicar o F.C. Porto estava tudo errado. O primeiro amarelo ao Hulk, o segundo amarelo ao mesmo jogador...tudo! já emrelação ao Benfica, tudo o que foi decidido contra estava muito bem!

Eu, que também gosto do Soares Dias, digo que ele acertou no penalty do Marítimo, que devia ter mostrado o vermelho ao Cardozo (ao David Luiz não) e dou-lhe o benefício da dúvida no lance de mão na área maritimista. O penalty do Saviola...só há dúvidas mesmo para o senhor Eugénio. O toque no pé não deixa qualquer dúvida.

Anónimo disse...

Comentario nitido ao campeonato dos tres estarolas.... e o resto é paisagem

Anónimo disse...

Até o sr. Coroado, criticou a arbitragem do sr.Xistra.

Esta arbitragem do Sr. Xistra esá em linha com as arbitragens do mesmo senhor noSporting/FCP (Taça da Liga); Guimarães/FCP(campeonato) e Estrela Amadora/FCP(Taça) .
Neste dois ultimos jogos "permitiu" entradas grosseiras ao HULK de onde resultou uma LESÃO GRAVE para o citado jogador.

Nomeação totalmente INFELIZ.

cp disse...

ó anónimo nº 4, vai-te foder tu e o coroado!

geninho, tb podias ir dar uma volta ao bilhar grande! quem argumenta que os amarelos aos 12min só se mostram por razões mt fortes só pode estar a viver um marasmo de ideias enorme! então e aos 77min, já n é preciso uma razão muito forte?

Anónimo disse...

O que ainda não vi referido em lado nenhum é que o Sr. Xistra mostrou o segundo cartão amarelo ao Hulk por alegada falta... mas NÃO MARCOU FALTA!!! Gostava de saber porque mostrou o cartão amarelo. É um incompetente!

Marcolini disse...

Custa-me acreditar, que pessoas como tu, conseguem escrever opiniões (parciais, pois claro)em jornais que irão ser lidas por milhões de pessoas. São pessoas como tu que ajudam a atrasar este mundo em que vivemos, e que tanto passas e gostas de atribuir a culpa a outros... energúmenos, ou lá como lhes gostas de chamar. Tens idade para teres juizo, e abrires os olhos, pois já não és novo.

Anónimo disse...

Eugénio.. continuas infeliz. Como tinha dito falavas sem teres a minima noçao dos lances pelo que agora vens tentar emendar a mao. O que vale é q ja te conhecemos as sabujices. Mas uma vez mais és a voz do dono, e pouco ou nada acertas.
Para que desfaças as dúvidas e para teres noçao do que é uma tesoura, olha, por exemplo a entrada do Hulk, aquilo é uma tesoura,e por mt q queiras desculpabilizar aquilo é comportamento violento, logo é vermelho directo. Só tu e os palhaços dos Xistras deste pais de bananas é q conseguem admitir q nem cartao amarelo é, tal é a desonestidade intelectual. É que aqui nem se põe a questão de intensidade ou outra porra qq q vcs seus avençados vao sp buscar para justificar estas merdas.
A diferença entre ti os paineleiros nao é assim tao grande, a diferença provavelmente é q eles ainda vao vendo os jogos sobre os quais comentam, já tu é este laxismo e a xico-espertice q te caracteriza.

dragao vila pouca disse...

«...não estou a falar em questões ridículas como seja contar os tempos de paragem para exigir dez minutos de tempo de compensação no jogo da Luz ou reclamar a repetição do penálti de Cardozo porque dois jogadores entraram na área antes da execução do pontapé da marca de 11 pontos. Este blogue, ao contrário do que alguns possam pensar, ainda não virou lavandaria...»

Também nunca te considerei um recadeiro, mas como deves calcular Geno, como o Benfica não fala dos árbitros, alguém tem de falar por eles e quem melhor que a Máquina de propaganda vermelha - leia-se A Bola - e os freteiros do regime, que à boa maneira nazi, repetem as mentiras muitas vezes para que passem a ser verdade.

Anónimo disse...

Já agora gostaria que explicasse a partir de que minuto é permitido ou admitido que um árbitro mostre cartolinas amarelas a um jogador do FCP...

Isto é só rir...

Então a tesoura do Cardozo era para vermelho (nada a opor...era claramente), mas a tesoura do Hulk já era ânsia de conquistar a bola?

Por favor...mantenha-se longe da arbitragem para bem do futebol...como você já lá há muitos...

Anónimo disse...

juro nao compreender como e k o senhor e jornalista.. uma parcialidade inadmissivel

Anónimo disse...

Parabéns Eugénio Queirós!

Os Benfiquistas, que já tinham ficado 'abananados', perante o início do futebol real (adeus equipa maravilha, olá dificuldades) ficam doentes quando constatam que afinal foram beneficiados e o FCPorto prejudicado.

Anónimo disse...

Deves ter visto o jogo do Benfica, mas não vistu o jogo todo de certeza!!! Então e a mão do jogador do maritimo a um corte do Weldon na área?? Bola na mão ou mão na bola pelos vistos tem 2 critérios: Se for o benfica a atacar e a bola bate no braço ou mao do jogador do SLB (exemplo - Miguel Vitor no SLB-Nacional da epoca passada)é falta; se for o jogador da equipa contraria a defender, siga o jogo e oresto é conversa ou invenção!!! isto está cada vez melhor!

Physis disse...

LOLOLOLOLOL

Ricardo disse...

"(...)Quanto ao último lance anulado pelo árbitro assistente Luís Marcelino, fiquei com a sensação que Carlitos já tinha perdido o ensejo de marcar, pois Fernando ganhou-lhe a posição(...)"

Isto é mesmo a sério???
O jornalista está a retirar a importância ao (possivel) erro porque, se calhar, o jogador já nem conseguiria marcar golo???

É mais ou menos o mesmo que eu dizer que a expulsão do Hulk nem foi assim tão importante pois parece-me que ele também não estava lá com muita vontade de jogar á bola...

E já agora acrescento que o Nacional-Sporting teve pelo menos 2 erros graves que não tendo consequência no jogo, terão com certeza no futuro. O amarelo ao Moutinho é ridiculo (nem falta houve, e foi muito perto dos 12 minutos(!)) e o amarelo do Polga deveria ter sido mostrado ao adversário. Mas com o Sporting nunca são erros, são apenas questões de... critério...

O Anti Lampião disse...

já se encontram disponíveis as imagens das agressões aos jogadores do Marítimo

http://oantilampiao.blogspot.com/

Anónimo disse...

Frase ridícula da semana:

Deixem o brutamontes do HULK, empurrar, agarrar, puxar, derrubar, esbofetear, acotovelar
e fazer simulações á vontade...

augusto rodrigues disse...

Este homem não anda bem da cabeça pois a análise que faz está completanente deturpada por omissão ou por confusão/mentira.
Vai ao médico.

Joseph disse...

Depois de ler tanta asneira, tanto parcialismo, ó Queiróz, mereces mesmo uma boa vomitadela na fronha.
E se estiveres e boca aberta melhor, talvêz fiques a saber do asco que fazes sentir à maioria dos que te respondem.
Despe a tua colorida camisa de mercenário e veste a de um verdadeiro "cronista" já que de jornalista nada tens.

Fado Alexandrino disse...

Muito bom este post.
Mostra claramente porque é que todos os comentadores oficiais da bola têm que ser muito cuidadosos no que escrevem.
O pão custa dinheiro.

Arquivo Vivo disse...

Não deves misturar o alcool com o pó, qualquer dia dá-te uma coisinha má.

Islander disse...

Basta ver que na apreciação das arbitragens o anti-benfiquismo primário até levou o autor a trocar o nacional com o marítimo...Tá tudo dito!!