AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, maio 22, 2009

O "NOVO" SPORTING


Os críticos do actual poder sportinguista há muito tempo que o acusam de se contentar com as migalhas que o FC Porto deixa cair. A mais recente afirmação de Bettencourt, o mais que provável sucessor de Franco, como que lhes dá razão. O próximo presidente leonino diz que quer durar pelo menos tanto como Pinto da Costa e que quer copiar o modelo organizacional do clube azul e branco. É a assumpção de uma política de não agressão ao grande clube do Norte, hoje já com muitas metástases a Sul, que se pode criticar mas que também tem a sua lógica, pois carrega ainda mais a rivalidade com o vizinho da segunda circular. A questão não é essa. É que eu pensava que o Sporting tinha uma Organização que até funcionou no início na viragem do século e do milénio, com a conquista de dois campeonatos! Pelos vistos, segundo o homem dos cabelo brancos, famoso desde que entrou em campo para deter a fúria de Fernando Mendes e quando apresentou a camisola de Rui Jorge pretensamente rasgada à dentada por Mourinho, perdeu-a. E perdeu-a, curiosamente, com o treinador que Bettencourt quer perpetuar e depois de "baldar" Carlos Freitas, dirigente que pode ter muitos defeitos (na óptica sportinguista, ou se calhar não, o de ser portista desde pequenino, isto é, desde sempre) mas que não anda a dormir na forma como alguns papagaios de bico amarelo.

5 comentários:

dragao vila pouca disse...

Deixa-te de bocas.
Copiar os bons exemplos é um sinal de bom senso. Ia copiar aquilo que tu apelidas de circo?

De facto és um jornalista fraquito...então não conhecias o Patrick, o novo Maicon?
Nem o Álvaro Pereira o novo Roberto Carlos?
Muito menos o Ramires o novo levezinho?...Ai Geno, Geno que andas a fazer no jornalismo desportivo? Dedica-te à política.

Alcibíades disse...

Metástases. Isso mesmo. Nem eu definiria melhor o cancro "fcp".

Schmeichel disse...

Rasgou a camisola à dentada?! Nunca ouvi o JEB a dizer isso.

Se calhar a camisola nunca foi rasgada pelo Mourinho! E as escutas do Apito Dourado que o comprovam eram uma brincadeira, claro.

Isto quando se quer dizer mal e não se sabe o que dizer...

Anónimo disse...

Pela maneira que falas os "cabeças brancas" devem ter te feito alguma! Só assim se explica esse constante destilar de mediocridade!
Este tipo de escrita não abona nada em teu favor. Sem substância, sem qualidade e sem nível! Infelizmente, o quadro quase perfeito de um dos piores paineleiros deste país!

Pedro Rocha disse...

Ontem foi publicada na edição em papel do Record esta bela entrevista. Vi esta digitalização na blogosfera e permitam-me que aqui a deixe para atestar mais algumas betencurtes.

http://img188.imageshack.us/img188/7296/bettencourt.jpg