AGORA ESTOU AQUI

sábado, maio 09, 2009

AGOSTINHO DA SILVA NA TROFA

Num dos tranquilos dias da semana que passou, já com cheirinho a Verão, sentei-me numa esplanada na Trofa e quando reparei na outra mesa estava Agostinho da Silva, o grande humanista que nasceu no Porto e que espalhou a sua forma de ver a vida por todo o Mundo. Obviamente não era ele mas alguém mesmo muito parecido. Deu para recordar o homem que levava uma vida ascética e que nunca se deixou absorver por esta pressa de morrer que nos contamina.

3 comentários:

Dragão Maronês disse...

Bem... pela barba, talvez. Mas Agostinho da Silva fazia gala do seu ar desalinhado o que parece não ser o caso.

AG disse...

Parece que estás a ficar um intelectual,(não é um insulto). Mas só pela referência a Agostinho da Silva, considero-te mais...pá!
Dizia o Mestre:

Vogava ao rumo do sol
foi outra a minha alvorada
me venceu o Cabo Não
naufraguei de encontro ao nada.


Bom resto de ano.

Anónimo disse...

Assisti a várias entrevistas a
Agostinho da Silva na R.T.P.feitas
por vários jornalistas, (figuras
públicas da altura)com o título
"Conversas Vadias".
Adorava ouvir o homem.
Sempre com resposta pronta; mesmo
que, a pregunta do entrvistador fosse no sentido de atrapalhar.
O filósofo, Agostinho da Silva defendia a liberdade total do homem
numa Sociedade fora de todos os
preconceitos.
Via o mundo diferente de todos nós.
Era uma pessoa simples.
Sei que deu aulas no Brasil, onde
viveu durante vários anos.

Presto-lhe a minha homenagem,Por
ser um cidadão, que nasceu no Porto
minha cidade.

Se Agostinho da Silva hoje fosse vivo;estaria a festejar o Tetracampeão FCPorto.
É que este clube contagia todo o mundo até os Filósofos.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.