AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, março 13, 2009

PINTO DA COSTA ABSOLVIDO


Acompanhei todas as sessões do julgamento do caso do envelope. Um juiz singular com intervenção directa nos interrogatórios, um procurador combativo, advogados (sobretudo o de Pinto da Costa) com sangue na guelra, o habitual "circo mediático", a animadora Marisa Magalhães, o guarda Abel, momentos em que a porta se fechou, a galheta que raspou no rosto de Carolina, a operação ao joelho de Araújo, o virar de bico ao prego da sua irmã, o fax da PGR e claramente o "Correio da Manhã" a assumir-se como destaque da Comunicação Social na sala de audiências, onde teoricamente os telemóveis deveriam estar desligados mas enfim, é este o país que temos... Feitas as contas finais, parece-me que a juíza vai absolver, in dubio pro réu, Pinto da Costa, Augusto Duarte e António Raújo, não se livrando estes, porém, de uma censura moral. Por muito rebuscada que possa parecer a explicação dada para a visita de Duarte a casa de Pinto da Costa...é uma explicação. Por acaso nunca os arguidos a deram nas outras etapas deste processo (interrogatório judicial, processo disciplinar desportivo e instrução) mas como se sabe só vale o que se diz em sede de audiência, muito embora Gil Moreira dos Santos, advogado de PC, tenha atacado Carolina precisamente com elementos relativos a outras fase do processo e a verdade é que conseguiu fazer Carolina patinar um bocadinho. Se esse bocadinho é ou não o suficiente para dar ao MP a uma vitória, não sei e penso que não interessa pois parece-me que a juíza só estava mesmo a precisar de ouvir uma explicação para o encontro de um presidente com um árbitro dois dias antes de um jogo importante para o FC Porto (sim, porque faltavam quatro jornadas e o Sporting estava a 5 pontos de distância).

Somadas todas as parcelas, como já aqui disse, não acredito nem na versão de PC e Duarte (encontro para convencer o pai do árbitro a passar menos tempo em Lisboa com "amásias") nem na versão de Carolina. O encontro aconteceu e está documentado. Não foi certamente para falar dos devaneios do antigo árbitro Azevedo Duarte mas Carolina apenas criou este facto de que já não se recordava porque teve conhecimento do processo. A ex-companheira de PC não o viu a entregar qualquer envelope mas foi isso que disse à polícia. Obviamente, a PJ e o MP apenas fizeram o seu trabalho. Mal ou bem, está feito.

Com absolvições ou condenações, uma certeza fica: tivemos um vislumbre magnífico dos bastidores do futebol. E nós, jornalistas, muitas estórias para contar. O Apito Dourado, que está a acabar, foi um momento único. Cinco anos muito intensos e arriscados para quem, como penso ser o meu caso, entrou no jogo sem envelopes e cartas encoiradas.

21 comentários:

Joaquim Lé disse...

Bravo pela cobertura! É por isso que gosto de ler o teu blog.. vês a realidade pura e dura.

Anónimo disse...

Não deram outra explicação?

E que tal a de ir lá só tomar um cafézinho???

Ricardo disse...

Gostem ou não, digam o que disserem, o artigo está soberbo!

Abraço EQ

Paulo Sérgio Pinto disse...

Agora Pinto da Costa vai passar ao ataque. Aguarda caro amigo

Anónimo disse...

Quinta-feira, Outubro 16, 2008
A MENSAGEM DE ANA SALGADO

Não sou partido, nem movimento de opiniões.
No entanto, os factos falam por si.
É uma nódoa que me atormenta a alma.
Não fosse a pessoa, em evidência, tão próxima e ao mesmo tempo distante (diferente). Alguém com duvidoso passado, marcado por atitudes rebeldes e até mesmo insubordinadas.
É hoje, considerada figura pública e merecedora de credibilidade. Não fosse o mesmo ser, útil para de quem, a dispõe.
E falo mesmo em certos elementos com significado na justiça judicial. Acreditem, que particularmente ainda acredito na justiça. Embora, e é como em tudo, discorde como a fazem e dispõem.
Entendo que, neste sector, como em tantos outros, há ‘inimigos com rosto’. Vá-se lá entender, o certo é que lá estão. Poderiam talvez abandonar o cargo se assim entendessem. Há momentos, na vida, em que o melhor é abandonar o barco; o que não nos torna em nada cobardes. Simplesmente fazê-lo por consciência. Acontece muitas vezes, e não significa que o seja de forma propositada, o facto de, remarmos em nossa feição. Por isso, já os sábios diziam que os ventos enganam. Dediquem-se à feitura de livros. Não é o que está na moda? Eu até elaborava o título, se o entendessem. Que vos parece, ‘O inimigo com rosto’.Teria todo o gosto, em redigir o prefácio. Aceitando mesmo propostas. Em suma, e porque as ‘fotos’ falam por si… Alguém muito singular, perceberá um dia, que este pretensioso protagonismo irá resultar num emaranhado de si-tuações desagradáveis. Há a meu entender, um dominador comum e centralizado, que remete para o erro. Sejamos capazes de, assumir os erros quando de facto eles existem. Pois cada vez mais, se vê a falta de valor, do saber, que vai para além da racionalidade. Valor do saber, da experiência adquirido, a meu entender, o que se adquire por mérito e honra. E este entendimento, tão sublime e humano, está em cada um. Basta parar, reflectir e encontrar. (Se de bem me encontrasse com o meu PAI, ao ler-lhe o meu texto ele diria; como em tempos: “Ó Ana Maria isso para mim cheira a letra de música”.) Sou pessoa de bem, como tal não me coíbo de o fazer. Às pessoas do meu sangue, apenas concluo que devem reflectir. Parar no tempo (esse bem tão precioso) e observar quem afinal se esconde atrás do pano. Quanto ‘ás nódoas na alma’ caros leitores, tratem-nas sempre da maneira mais sublime. Pois são sempre o patamar da solidariedade e dos afectos.
in O GAIENSE

Será que esta senhora já se esqueceu do que escreveu, recentemente ( e sem qualquer necessidade) ???!!!

Little Phil disse...

"onde teoricamente os telemóveis deveriam estar desligados mas enfim, é este o país que temos..."

Diz o gajo que passou as sessões a escrever mensagens às escondidas para publicar no twitter.
Sim senhor, faz o que eu digo, não faças o que eu faço.

santhana disse...

Ih, bene sta pro dictu, expressão minha pa dezer, "aton que tens pa dar, aí, carola, e quanto é queres por isso, que fazemos já negócio enquanto a nossa marisa amanda o teu amante pà choça", como é que nasceu este imbróglio.

E se a inveja é tan ruim, tan fea, como a minha mãe me ensinou o PC não é condenado, se não louvado por em aflição ter aberto a porta a um amigo.

Pois quem não o faria, digam lá, tirante talvez o Azevedo ladrão como ora este Bieira intriguista, queixinhas e invejoso?!

Ai, que um mundo assim está bom é pròs lellos, pros santos silva de serviço.

Anónimo disse...

E no fim disto tudo!! As putas são sempre as fodidas...ab

carrasco disse...

Caro Gaiense.
Tanta conversa para quê?
Para dizeres que o Pintinho viveu com uma prostituta, que lhe deu credebilidade, que a levou ao beija-mão papal que fez dela a 1ª dama dos dragões, e que por fim foi enrabado por ela?
Para dizeres isto meia dúzia de linhas bastavam.

skylab disse...

Oh, e o apitinho era assim?!

Tão pakanino, rais parta o bieira e a morgada, mais esse livro da autora e o tal filme, que diz Nico que no hospital rezou todo o tempo. Pudera. E rezar é o que essa maltosa deve fazer todos dias, pedir perdão pelos males mais que muitos de calúnia, maledicência, inveja e tanta mentira, mãezinha, que aos ventos andou espalhando.

Oh, gente triste, mesquinha, centralista, benfiquista e mais doenças de um rayo, deus nos livre, se pode. Eu duvido.

E ai, c'um caray, my god!

Anónimo disse...

"TENTATIVA DE CLARO LINCHAMENTO DE SER HUMANO"

Os processos vão sendo sucessivamente arquivados contra Pinto da Costa. Só avançará o "caso do envelope" ao árbitro Augusto Duarte, alegadamente recebido em casa do presidente do FC Porto na véspera de um jogo com o Beira-Mar, na época 2003/04. Tudo isto significa pelo menos duas coisas: a primeira, e essencial, que convém o Ministério Público arranjar provas antes de acusar alguém; segundo, que os julgamentos públicos são apenas uma parte da nova sociedade que construímos - e ainda bem que assim é. Mesmo quem, como eu, vê personificados no dirigente desportivo Pinto da Costa (e Valentim Loureiro, e Pimenta Machado) muitos dos males do futebol português não pode deixar de perceber que houve aqui uma tentativa de claro linchamento do ser humano.

Sejamos justos: a senhora Carolina Salgado, testemunha credível para acusar Pinto da Costa, o homem com quem viveu durante quase seis anos, não foi sequer processada quando no seu livro diz muito claramente que foi ela quem fez os contactos para mandar sovar um vereador de Gondomar, de seu nome Bexiga. O homem acabou, certamente por sorte, vivo, apesar de barbaramente agredido, mas a senhora ficou impune e tornou- -se numa estrela do jornalismo-benfiquista militante. Diz agora um juiz que o testemunho não é credível. Ou seja, afinal a justiça tem lógica.|

João Marcelino in DN de 14/02/09

Anónimo disse...

Tens a certeza?
Foi o Mortágua que te disse?
Qual a bitola que corre?
E nós fazemos de anjinhos?
Está mais que provado. Basta ver o que está nas escutas.

Anónimo disse...

Cajuda saíu do armário


aquando da vitória do 'benfica' em guimarães, na partida da primeira volta deste campeonato, correu nos 'mentideros' que no final do jogo manuel cajuda, o treinador vimaranense, se teria dirigido ao balneário do adversário tendo então exclamado:
- desta é que vamos ser campeões!

na altura calei-me porque achei pouco verosímil que tal tivesse, realmente, acontecido.
hoje já tenho dúvidas.
qual a razão para, na véspera de um jogo importante, se vir a público confessar uma paixão antiga pelo...oponente, mandando 'bicadas' aos seus colegas do 'porto' e do 'sporting'?...
não duvido do empenho que o técnico algarvio irá colocar em campo mas acho este tipo de declarações completamente inoportunas.
estúpidas e deslocadas, se considerarmos os alvos visados.

Do blogue ABoronha

Anónimo disse...

Quem leu aqui as últimas postas do Eugénio sobre esta bagunça, ficou com um retrato muito fiel não só do mundo da bola.
Os outros actores, mesmo os de fora do tal "mundo da bola" não ficaram nada bem na fotografia. Ao fim e ao cabo estão bem uns para os outros.

Resumidamente, estamos entregues à bicharada.

Parabéns Eugénio.


LAM

Anónimo disse...

Um cidadão, presidente dizem do maior clube, temente a Deus, invoco o Altíssimo na hora que antecipa a sentença, põe no prato da Justiça a felicidade duma filha, viveu com uma prostituta, confraterniza com malfeitores. Que homem é este?

Dragão Maronês disse...

Eu creio que o PGR, sabendo há muito que estes processos dariam em nada, porque não havia nada de substancial para acusar, já respondeu sobre o que se pretendeu com estes processos: - " mesmo que ninguém venha a ser condenado, o futebol nunca mais será o que era antes do apito dourado".
Isto é clarinho como a àgua! O que se pretendeu, desde o início, foi julgar Pinto da Costa na praça pública. Pelo que o lugar onde Pinto Monteiro não é na PGR, mas na direcção do Correio da Manhã que é uma espécie de PGR dos "julgamentos populares"
Estamos, todos, entregues à bicharada.

envelope disse...

Sendo o sr. costa especilialista em "fruta e café com leite", seria a pessoal ideal para chamar o pai do árbitro ao bom caminho...digo eu.

Dragão sem chama disse...

VERGONHOSO.

O ministério público prende os inocentes e liberta os criminosos.

Esta é a justiça que temos!

Anónimo disse...

(Anónimo disse...
"TENTATIVA DE CLARO LINCHAMENTO DE SER HUMANO"

Os processos vão sendo sucessivamente arquivados contra Pinto da Costa.)

---ooo---


E o que é que fazes às escutas telefónicas?
Achas que elas não falam por si?

Ele, o PC, pode ser ilibado de tudo pelos magistrados que ele tão bem conhece, mas ficam as escutas para a posterioridade e daqui a 50 ou 100 anos as pessoas continuarão a falar sobre o Apito Dourado e o FCPorto continuará manchado.

gertrud disse...

"presidente dizem do maior clube"?, um invejoso, que trafica e faz queixinhas?...

Do mayor club? Mas esse, ó anonym, há-de ser, só pode ser o tal de melância bieira !

Anónimo disse...

http://justicaparaoboavista.blogs.sapo.pt/