AGORA ESTOU AQUI

terça-feira, fevereiro 17, 2009

DANICA PARA A BRINCADEIRA

« um contributo de João Seixas
Danica Patrick ten 26 anos, posa para revistas masculinas e corre nas Indy Series. Até aqui tudo estranho. Muito estranho é que esta piloto americana está em vias de se tornar a primeira mulher a conduzir um Fórmula 1, depois de também já ter sido a primeira a vencer uma prova nas Indyseries. Ken Anderson, director técnico da USF1, equipa americana que será apresentada no próximo dia 24 e competirá em 2010, garantiu-o, divulgando também o nome do colega de equipa: Scott Speed. "Ela é óptima. Ele traz muita Imprensa", explicou, ele que vai gerir um conjunto inexperiente, com 50 milhões de euros de orçamento.

4 comentários:

Anónimo disse...

Peço desculpa, mas a primeira mulher a conduzir um Fórmula 1 em competição foi uma italiana, de quem não me recordo do nome, no início dos anos 80.
Foi com pouco susseço, agientou-se pouco tempo, e a Danica é bem melhor... se é que me entendes...

leão verde

Anónimo disse...

Danica Patrick é muito jeitosa (ao volante), mas não será a primeira mulher a conduzir um Formula 1. Já quatro mulheres, ao longo a história, conduziram carros de Formula 1 a nível oficial (programa de GP): Lella Lombardi, Giovanna Amati, Desire Wilson e Maria Theresa de Fillipis. Ainda que Amati e Wilson nunca tenham efectivamente corrido o GP propriamente dito (não qualificadas), as outras sim. Mais, Lombardi inclusivé pontuou (0,5) no GP de Espanha de '75.

Tiago disse...

Já houve mulheres a conduzir na Fórmula 1. Esta será a segunda ou terceira...

Anónimo disse...

Portanto, e dando crédito aos comentários anteriores, a questão que se põe já não é se a Danica é a primeira ou a 6ª a conduzir um fórmula 1.
A questão passou a ser, o que consideramos um fórmula 1, ou melhor dito a que é que chamamos um fórmula 1.
Ora sem modéstias escusadas fórmula 1, fórmula 1 é o meu. E desde já assumo que qualquer uma das pilotas apresentadas pelo Eugénio numa foto aí acima estaria habilitada para conduzir. Devagar que não é para estragar tudo hoje...

LAM