AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, janeiro 28, 2009

SINAIS DE FUMO

No país onde nada é de borla mas todos querem uma borlita, o bastonário da Ordem dos Advogados acusa o Ministério Público e os jornalistas de promiscuidade. A razão: houve buscas a escritórios de advogados na sequência do caso "Freeport", o tal que rendeu a um tal Charles Smith um milhão de euros. Sempre pensei que "Charles Smith" era um nome de código qualquer mas afinal o homem existe. Tal como o Marinho Pinto. Podemos não acreditar muito nos magistrados mas quem é que nos convence que os advogados são os santinhos desta história? Sobretudo quando fazem toda uma carreira a defender o diabo. Há profissões bem piores. Não é o caso da minha pois pagam-me para ver jogos de futebol, entre outras coisas... Mas, por exemplo, vender bolas de Berlim de Verão na praia é capaz de ser pior. Num país que se levasse mais a sério, o nosso primeiro-ministro estava metido num sarilho. Não estou a dizer que o homem tem culpa e até pode acontecer ter sido metido nesta alhada. Não é o que está em causa. Está em causa apenas uma questão de princípio...e se calhar algum pudor. E quanto mais os acólitos de Sócrates - até já aconteceu a coisa incrível de vermos a ex-ministra da Cultura a falar da reserva ecológica de Alcochete... - tentam sacudir a água do capote, mais molhados ficam (como a nossa namorada há 20 anos, após 20 minutos no escurinho do cinema). É provável que escapem todos. E que o PS tenho de novo maioria absoluta no princípio do Outono. Não é o que me preocupa. O que me chateia é o aumento do tabaco que vem aí. Já pago 750 paus por um maço de "Davidoff", dinheiro que nos meus tempos juvenis dava para todo um fim de semana de farra. E sim, não o desminto, o cenário acima desenhado pelo meu amigo Jorge "Cabazinho" Reis preocupa-me muito mais que o futuro da faixa dos esgazeados.

12 comentários:

Anónimo disse...

Que degredo foi esse programa ... LOL

Anónimo disse...

Eugenio,
Vai fumando os teus charutos, porque, nao deve ser por muito tempo, o desemprego espreita principalmente para quem nada tem a oferecer, e os jornalistas que so se importam de vender lixo, nao devem ter lugar, mas como dizes talvez neste Pais isso tambem seja uma virtude.
Andamos preocupados com o emprego, e nao com o trabalho, gastamos o que nao temos (Charutos)e so nos vao restar as dividas, apesar de o nosso "primeiro" andar a vender "Magalhaes" por todo o mundo e sermos pioneiros nas energias alternativas. Mas a inveja vai-nos corroendo e queremos o que o vizinho tem.

Anónimo disse...

A magistratura já teve dias bem melhores, basta ver nos jornais as decisões que os juízes tomam todos os dias, independentemente das amarras que lhes impõe um código do processo penal surrealista e que não é da responsabilidade nem do agrado deles, mas o senhor bastonário parece que anda um bom bocado desfazado do mundo real, bastava-lhe ouvir a generalidade da opinião pública para ter uma ideia aproximada do que a malta pensa dos advogados...

Anónimo disse...

(Num país que se levasse mais a sério, o nosso primeiro-ministro estava metido num sarilho...)

E porque é que estaria metido num sarilho?Só porque alguns ditos "jornalistas" querem ajudar uma oposição que não é capaz de fazer o seu trabalho? Será que o 1º. ministro já foi condenado, sem sequer ainda ter sido julgado? Pobre País! Com "cabecinhas sabedoras" como esta a opinar na Comunicação Social...

Grilo Falante disse...

O marinho Pinto, pessoa com quem não simpatizo, não se insurgiu contra a busca num escritório de advogados. Insurgiu-se, e bem, pelo facto de antes da diligência se efectuar existirem jornalistas que já dela tinham conhecimento. São coisas diferentes. Não seja um revisionista da realidade. Não convém para alguém que quer ser jornalista e honrar a profissão.

Anónimo disse...

*

Anónimo disse...

fuma Merda .

Atao nao tens esquemas de contrabando de cigarros ??
Conheces tanta gente ???

Anónimo disse...

Carissimo

Quando diz: "Há profissões bem piores. Não é o caso da minha..."

Não sei se não é: o papel dos jornalistas neste caso Freeport, deixa muito a desejar e levanta sérias dúvidas.

Bem como o saber quem foi a "toupeira" e quais as suas ligações com jornalistas, com qu8ie interesse, quemse deixou instrumentalizar e quem instrumentalizou, etc.

Enfim, é uma outra abordagem do assunto, que não vejo a generalidade dos comentadores abordar...

Caso lhe interesse o tema sugiro:

http://sol.sapo.pt/blogs/xadrezismo/archive/2009/01/28/DA-_1C20_TOUPEIRA_1D20_-AOS-MENSAGEIROS_2C00_-NO-CASO-FREEPORT.aspx

Cumoprimentos

Anónimo disse...

Quanto ao bastonário da Ordem dos advogados, promover a acusação no caso da queixa dessa pessoa tão credível como é Leonor Cipriano contra os investigadores da PJ e dar todos os dias o lamentável espectáculo oferecido pelo advogado da dita, pago pela ordem, dignifica os advogados?...

Anónimo disse...

Já se anda a tentar disfarçar o que está realmente em causa no caso Freeport, os meandros tortuosos da alteração da ZPE e da aprovação do empreendimento e a questão dos 4 milhões de contos pagos de subornos pelos ingleses a alguém. Estas coisas é que estão em causa, o discurso do Marinho Pinto não passa de conversa fiada para marcar posição e aliás teve a resposta merecida por parte dos juízes e é só mais uma maneira de desviar as atenções do principal da questão. Do PS já esperávamos que como sempre procurasse esvaziar o assunto com o velho argumento de ser apenas a oposição a atacar o 1º ministro, mas parece que afinal o PS tem muitos aliados...e mais uma vez no país do nacional-porreirismo a culpa vai morrer solteira. Apesar da clareza do que se escreve no www.estragodanação.blogspot.com

+1doVitória disse...

tanto processo a ser mediatizado e ninguém agarra o processo do Vale da Rosa para onde o meu Vitória (Setúbal) ia sendo empurrado.
BPN, SLN, Câmara de Setúbal, Dirigentes Desportivos, Empreiteiros da Construção Civil, Despachos ministeriais (Ambiente, José Sócrates) é só seguir as pisadas que chegam a um final assustador, falência do Vitória!
mas ninguém se interessa pelo Vitória, enquanto não secarem o futebol a sul do tejo não descansam!!!!

Anónimo disse...

Nunca ouvi falar do Vale da Rosa, mas coisas dessas é o que não falta...