AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, janeiro 09, 2009

FURACÃO FRANCO


Filipe Soares Franco confirma-se como um dirigente que entra sempre fora do tempo. Num momento em que o Sporting tem tudo em aberto nas duas grandes frentes - campeonato e Champions -, o presidente do Sporting opta por uma solução tipo "agarrem-me se não vou embora". O anúncio não deixou de ter algum efeito surpresa mas o principal efeito vai ser devastador para o moral das tropas. Das duas, uma: ou Franco não acredita no seu projecto ou tem medo da concorrência. Também pode ser uma mistura das duas coisas. Com compromissos bancários pesadíssimos, o Sporting é um clube/SAD sem capacidade de investimento e condenado a vender os seus principais activos (Moutinho, Veloso e Yanick) quase ao preço da uva mijona, pois os grandes clubes europeus compradores estão em contracção. O clube dos viscondes, valha-o Deus ou Alá, tem sempre muito candidatos à sua presidência mas continuo a pensar que Franco é o principal candidato à sua sucessão. O impasse que criou é que é muito perigoso. E, meus amigos, a que propósito vem aquela invocação do Estoril-Benfica disputado no Algarve. Então e o Apito Dourado? Não aconteceu?


Francamente...

9 comentários:

Nelson Santos disse...

Eh pá, Eugénio, muito sinceramente, vá limpar o rabo ao seu padrinho como habitualmente e esqueça clubes sérios, que é coisa de que realmente não tem jeito nenhum para escrever!

Anónimo disse...

Porto Canal, do Porto? Até quando?
Por motivos que não são para aqui chamados, deixei de acompanhar cerca de ano e meio, a evolução da estação de TV do Porto Canal. Actualmente, já disponho outra vez do canal e verifico, com satisfação, alguns progressos, principalmente na grelha de programação. Não é muito densa, é verdade (talvez por razões económicas ou financeiras), mas é original e está cheia de gente jovem e competente.

No entanto, receio bem que, com o tempo, acabe por suceder com o Porto Canal o mesmo que aconteceu com os jornais de referência portuenses. Como todos sabemos, uns acabaram mesmo por desaparecer (Comércio do Porto e Primeiro de Janeiro), e outros, com maior ou menor evidência, foram-se centralizando (ou domesticando, como quiserem) e preenchendo os seus quadros activos com gente amiga do sistema (JN, e Público).

Para já, ainda se vai respirando no Porto Canal um ambiente assumidamente nortenho e portuense. A cidade, é finalmente visível, ouvem-se e conhecem-se figuras locais da cultura, da vida social e da política, que até aqui estavam submetidas ao anonimato total pelas estações de tv lisboetas. Tudo isto é verdade, mas receio, que aos poucos comece a padecer do síndrome do déjà vu dos canais generalistas e se deixe minar por elementos fiáveis aos valores centralistas, sejam eles políticos, desportivos ou culturais.

Assisti um dia destes a um programa da tarde do Porto Canal dedicado à juventude, chamado Zona Interdita, moderado por dois jovens apresentadores e com alguns convidados. Um destes, foi um jornalista do pasquim desportivo ultra-ordinário "Record", chamado Eugénio Queiroz, curiosamente, o mesmo jornalista que é convidado residente de um outro programa desportivo de Domingo à noite, chamado (se não estou em erro) Tribunal da Bola.

Num dado momento, Pedro Nunes, um jovem pivôt, perguntou ao convidado se já alguma vez se tinha sentido ameaçado num recinto de futebol. O jornalista do Record respondeu que sim, e referiu ter sido no Estádio do Dragão o local do "crime". O outro, perguntou-lhe por quê, e ele respondeu que foi por ter escrito umas coisas sobre o processo Apito Dourado. Depois, rematou dizendo: "sabes como é, as pessoas não gostam de ouvir falar mal do seu clube e a verdade é que o Sr. Pinto da Costa estava envolvido no processo".

Foi curioso verificar que o entrevistador Pedro Nunes - que é sportinguista - não teve "olho" (ou não quis) para lhe perguntar o que tinha ele escrito no Record para justificar essas ameaças, enquanto a jovem Susana Guimarães - portista assumida - retorquiu oportunamente que a culpabilidade de Pinto da Costa no processo ainda estava por provar, o que, diga-se, é verdade.

As perguntas foram fluindo e apertado pelos entrevistadores para dizer se os jornalistas, afinal, também não eram tendenciosos nas suas análises por terem simpatias clubísticas mais ou menos escondidas, o entrevistado acabou por se "assumir" leixonense numa primeira resposta, e confessar que o seu alter-ego era benfiquista, numa segunda...

Todo este convívio aparentemente pluralista e democrático, decorreu num clima descontraído e de boa disposição, que se saúda. O problema, é se, paulatinamente o Porto Canal, querendo ser mais papista que o Papa, vai deixar infiltrar-se por uma maioria de colaboradores e convidados simpatizantes das "coisas" centralistas e se não iremos acabar por vê-lo transformado em mais um «Canal Central». É que, cá para nós, que ninguém nos ouve: o jornal Record não é propriamente um jornal credível no já tão poluído jornalismo desportivo...

Para que o perigo de contaminação centralista e respectivos efeitos secundários não ameace a independência do canal portuense é imperiosa uma direcção assumidamente regional, em todos os aspectos, caso contrário, não tarda mais uma grande decepção.

Publicada por Rui Valente

pedrogama disse...

sr rui valente que comentário mais idiota!

Anónimo disse...

Rui Valente,

Tenho pena que, desde que mudei para o serviço Meo, deixei de ter acesso ao Porto Canal.
Isto porque alguma programação do novo canal me seduzia.

Conta-me agora que a "bitaitada" desportiva continua entregue ao domínio e à voz única dos "3 estarolas", tal como os canais generalistas sem o conteúdo regional que, acho, poderia ser a marca de diferença do Porto Canal.
Afinal mais do mesmo, segundo descreve.
Lamento pelo lado regional em que augurei ao Porto Canal um papel interventivo na dinâmica (também desportiva), não me arrependo por outro de ter aderido a um serviço que me poupa, como portuense e nortenho, a mais essa humilhação.
Ao fim e ao cabo, segundo percebi, mais de "O Jogo", "Bola" e "Record", dispenso. Quando tal os próprios jornais dispensarão edições separadas: o problema das capas já está resolvido.

LAM

aNNóNNimo disse...

"...uma direcção assumidamente REGIONAL, em TODOS os aspectos..."

Foge, Bruno de Carvalho!
Altera o nome e muda o local do teu nascimento!
Os incapazes e indigentes andrades regionalistas, já querem sanear-te da Direcção do Canal e da EMPRESA que criaste!
E porquê? Ah, sim! Não és andrade.
Se ao menos fosses um 'ron-ron' esverdeado!
Mas não, tinhas de te afirmar um INDEPENDENTE adepto do Benfica.

P.S.- Que Valente parvoíce a deste infeliz, nos seus conceitos de Regionalização e Democracia

Anónimo disse...

O Só Ares Fraco falou do Estoril - Benfica, por:

1-Ainda não tinha sangue no álcool
2-Lembrou-se que tinha sido escorraçado do Estoril, no início da época
3-O sr. Costa das bufas, voltava a chamar-lhe bêbado se falasse no A Pinto doirado!

Dragon Ball disse...

Reparem no comentário do anónimo das 0:18 - Só podia ser de um benfiquista, arruaceiro, insultuoso e cobarde. Como ele gostaria de proibir que se recordasse o Estorilgate e a maneira como o clube dele conseguiu ganhar o único campeonato nos últimos dezassete (!!!) anos...

Leão Verde disse...

Hoje já vi o efeitop desvastador na equipa ó lampião de 2ª escolha.

Chá das Cinco disse...

CHÁ DAS CINCO (blog das fofocas) www.ocha-dascinco.blogspot.com

Deixem o vosso comentário acerca dos programas televisivos em Portugal que não faz sentido nenhum estarem On Air,seja nos canais generalistas ou na Tv-Cabo!
P.S.: Um pequeno aparte! Por amor de Deus eu fui espreitar o site do Porto Canal,e vi alguns programas nomeadamente o Zona Interdita e é uma anedota colocarem um tipo que fez figuras tristes no reality show 'O Bar da TV' e de repente é pivôt de um programa de Tv,com tantos licenciados de Jornalismo e Ciências da Comunicação desempregados! E a co-apresentadora Susana Guimarães ainda é a única coisa que se aproveita,mas INFELIZMENTE foi substituída por uma menina de olho azul com um sorriso amarelo se é que me entendem,ela faz parecer que é simpática mas pelos vistos e pelas queixas de alguns telespectadores,ela está a tirar um curso de Química! Mais uma vez,a colocarem gente incompetente a trabalhar em funções que deveriam ser desempenhadas por aqueles que estudaram durante anos a fio para serem jornalistas,apresentadores,etc.... Uma vergonha! Vejam o programa e ouçam estes meninos a falarem,por amor de Deus,vão para a escola estudar para saberem fazer perguntas! O que faz isto,são as......cunhas!!!