AGORA ESTOU AQUI

terça-feira, janeiro 06, 2009

A BABA DO COSTUME


Uma mão cheia de puritanos proclamou o fim do jornalismo desportivo a propósito de três manchetes muito parecidas. Não há pachorra! Até parece que fazer jornais é fácil ou que a Imprensa desportiva nunca viveu de lugares comuns! Não queiram fazer desta arte uma ciência exacta. Ela é o que é. E se todos os males fossem estes...muito bem ia o Mundo. Acalmem-se, rapazes, não se babem assim com tanta facilidade. E não se esqueçam nunca de tirar os óculos de lentes coloridas quando comprarem um jornal desportivo - porque eu sei que compram, nem que seja para dizer mal...

5 comentários:

Francisco disse...

Sem dúvida. Agora resta ver quando é que o PORTO vai começar a quebrar!

José Lemos disse...

E mais uma vez tenho que concordar com o Eugénio.
Se por vezes há capas que têm que se criticar (como por exemplo a de Record com Reyes, dois dias depois da Bola ter feito o mesmo com Suazo), a crítica a estas vem na onda. Agora parece que é moda.

O facto incontornável do Domingo desportivo não foi a mudança de líder? Queriam o q? Os títulos semelhantes são sinal de que em nenhuma das redacções se anda a dormir.

Anónimo disse...

Não é o fim do jornalismo desportivo. A coisa não morre, vai morrendo.

Isto é tão só um dos sintomas, mais um, dos previsíveis "lugares comuns" (passe o pleonasmo), de que vive o jornalismo desportivo. De que vive e que também o vai matando.

Quanto a não ser uma ciência exacta o tríptico que ilustra a posta desmente-o: exacta e consesual.


LAM

Anónimo disse...

Bem escrito LAM.
Quando começam com o terrorismo desportivo como actualmente já sabemos como terminam. Os jornalistas claro. Que os jornais mudam de accionistas.
JCB
PS : Se quiserem podem não bublicar. Eu compreendo.

Anónimo disse...

Pois é, até há quem defenda que as manchetes benfiquistas são aquelas que vendem, eu por causa disso deixei de os comprar.