AGORA ESTOU AQUI

segunda-feira, novembro 17, 2008

NOTAS SOLTAS

O Leixões lá continua imparável. A todo o pano. E a jogar à bolinha de pé para pé. À portuguesa. Com 8 portugueses na equipa principal, um treinador tuga (mais tuga não há!), muitos adeptos atrás da equipa (muitos mesmo). A pergunta agora é: quem o vai parar?
Portugal é um país fantástico. Leio nos jornais que Sá Pinto é embaixador do desporto escolar. Provavelmente por ser um dos poucos ex-jogadores com o 12.º ano. Não estou a ver outra razão. A não ser que ande ainda a pagar com serviço cívico o murro que deu ao Artur Jorge. Ou será que não estamos a falar do exemplar desportista que a FIFA suspendeu durante um ano?
O ex-jornalista Luís Lourenço é considerado o biógrafo de José Mourinho. Nas horas vagas parece que se dedica à presidência do Vitória de Setúbal. Para provar que, de facto, os piores inimigos dos jornalistas são os ex-jornalistas convertidos ao poder, proibiu jogadores e treinadores de falar, não vão eles queixarem-se de salários em atraso. O homem parece mesmo a caricatura que querem inventar para o clube: um choco. Sem tinta.
O DIAP de Lisboa e a PSP pôs a mão a duas dezenas de No Name Boys. Estou a imaginar a cena na esquadra: Polícia - O seu nome, rapaz? NN - Sem Nome. E por aí fora...
Será que estou enganado ou Alberto João Jardim vai ter de reforçar a dose de poncha para engolir o Lori Sandri?
O inefável Rui Alves veio fazer um apelo aos adeptos do Nacional para que pressionem sobretudo os jornalistas da Madeira. Não é a primeira vez que o presidente nacionalista se queixa do proteccionismo jornalístico proporcionado ao Marítimo. O problema é que se calhar tem razão, embora perca uma parte dela ao dizer estas alarvidades...
Paulo Bento não retirou uma palavra ao que disse após o jogo com o FC Porto. O Leixões, porém, retirou-lhe 3 pontos.
Quando Deus criou o Mundo fez dois tipos de estrelas: as profissionais e as amadoras. Nas segundas, para ajudar, instalou um bingo. Pelos vistos não foi suficiente.
Com quatro letrinhas apenas se escreve o nome do melhor guarda-redes português: Beto!
O Bicho ataca no Sotavento algarvio. Em terra de cegos quem tem olhão é rei ou temos aí um mister à altura do craque que ficou na história do futebol luso?
Vítor Pereira vai poder ir ao mercado! Os árbitros esperam que fique por lá...
Manuel José é, como diz o meu amigo Mirinho, o meu jornalista preferido do JN, o soba do futebol africano. Mais uma "Champions" para o tio Manel, o novo faraó. Parabéns.

5 comentários:

pepe chechu disse...

Muito bom!

Anónimo disse...

É só sorte. Só fizeram um remate à baliza até ao golo...

Na proxima jornada acaba-se a garganta dos peixeiros.

aNNóNNimo disse...

O Baía anda a ensinar a jogar ANDEBOL de onze - como um GR pode jogar com as mãos fora da grande área e tirar bolas de dentro da baliza!

O Sá Pinto é mais o PUGILISMO - como transformar um Poeta -seleccionador, num saca de boxe pateta!

Quando se deslocarem a Campomaior o Baía irá fazer uma introdução ao KICK BOXING!

maiskemaluko disse...

Sobre os corruptos, nada !!!!
Deves ter levado um apertao.....
sera que foi no Olival ????

gama disse...

cada vez que escreve é so rir, so escreve merda