AGORA ESTOU AQUI

terça-feira, outubro 07, 2008

Alvalade

Lucilio arbitrou à Lucilio Batista de Setúbal. Aqui está a análise a quase todos os lances do clássico de domingo à noite em Lisboa.

1ª Parte

12 Minutos de Jogo – Rochemback deliberadamente joga a bola com o braço e Lucilio correctamente só o puniu tecnicamente pois não cortou a linha do passe nem jogada comprometedora
13 Minutos de Jogo – Postiga isola-se e Nuno agarra bola sem tocar em Postiga. Bem Lucilio em não assinalar qualquer infracção
18 Minutos de Jogo – Golo legal de Lisandro, pois Tomás Costa apoderou-se da bola sem tocar em Grimi e centra para Raul Meireles
19 Minutos de Jogo – Cartão amarelo por exibir a Moutinho que simulou falta que Lucilio não assinalou
22 Minutos de Jogo – 1ª falta de Lucho que deliberadamente rasteirou Rochemback e foi–lhe exibido o cartão amarelo
24 Minutos de Jogo – Critério diferente Abel deliberadamente rasteira Fucile e Lucilio não lhe exibi o cartão amarelo
28 Minutos de Jogo – Grande penalidade bem assinalada Tomas Costa empurra deliberadamente Moutinho impedindo que ele jogasse a bola depois de dominada
31 Minutos de Jogo – Falta bem assinalada na jogada anterior ao golo de Bruno Alves pois Polga rasteirou Lisandro
32 Minutos de Jogo – Cartão amarelo tardio exibido a Abel que antes tinha cometido falta mais merecedora.
38 Minutos de Jogo – Postiga reclama com razão pois quando se isolou encontrava-se em linha e não em fora de jogo

2ª Parte
50 Minutos de Jogo – Pontapé livre directo bem assinalado á entrada da área, Pereirinha agarrou o braço de Rodriguez
53 Minutos de Jogo – Moutinho queixa-se que foi empurrado mas não pode usar aquela linguagem com Lucilio e deveria ter sido exibido o cartão amarelo
54 Minutos de Jogo – Bem exibido o cartão amarelo a Tomas Costa
56 Minutos de Jogo – Ficou por assinalar falta de Tomás Costa sobre Moutinho, esta falta não era passível de cartão amarelo
65 Minutos de Jogo – Segundo cartão amarelo por exibir a Abel que deliberadamente rasteira Bruno Alves cortando jogada perigosa ou comprometedora
88 Minutos de Jogo – Bem exibido o cartão amarelo a Lisandro que impediu o recomeço do jogo
90 Minutos de Jogo – Protestos injustificados e falta bem assinalada de Liedson sobre Nuno pois fora da área de baliza o guarda-redes é um jogador normal que sofreu falta

14 comentários:

Anónimo disse...

Leirós, e o amarelo mostrado ao Sapunaru aquando daquela entrada violenta do Derlei??

Anónimo disse...

Eugénio,
Isto foi escrito por ti ou por alguém da SAD portista.
Sabes porquê, é que faltam aí alguns amarelos a jogadores do FC Porto.
Percebo perfeitamente os fretes que fazes, mas tens de ser mais soft, porque assim dás muito nas vistas, ok ?

Anónimo disse...

Conclusão o ABEL e o Moutinho deveriam ter sido expulsos.
Quantos penaltys se marcam daqueles durante o campeonato???!!!

FCP,prejudicado na LUZ pois Luisão deveria ter sido expulso e Katso,também,Penalty por assinalar em V.Conde e Alvalade foi o que se viu.

Vai ser sempre assim?!...

Anónimo disse...

(18 Minutos de Jogo – Golo legal de Lisandro, pois Tomás Costa apoderou-se da bola sem tocar em Grimi e centra para Raul Meireles)


- Atirar-se em carrinho, que pode pôr em perigo as pernas do adversário, já não é falta?

Anónimo disse...

isto é uma mensagem subliminar?!? Já agora, relativamente ao último comentário,falta de jeito é punível com livre directo ou indirecto?

Ministro sem pasta! disse...

O jogo visto de fora, só tem vantagens, mas pelos os vistos, o SISTEMA não quer que se ponha mais um qualquer senhor vestido de preto e amarelo cá fora, para analisar as jogadas duvidosas, ou então nunca o oprto teria sido penta-campeão etc... porque sempre seria mais um senhor que tambem teria que com€r.
É o futebol que temos meus senhores.

Anónimo disse...

E a entrada violenta do Derlei sobre o Sapunaru????????

Anónimo disse...

Esqueceu-se de uma das entradas violentas de Tomás Costa em 2 minutos e esse lance foi importantíssimo porque determinava a expulsão do jogador. Opinião unânime na generalidade da imprensa escrita e falada.

Anónimo disse...

Correcção ao comentário anterior: afinal refere o lance aos 56 minutos como simples falta sem merecer cartão amarelo. Pois não, merecia o vermelho directo, tratou-se de uma entrada violenta e fora de tempo às pernas do adversário. Estranho que opine dessa maneira quando se mostra tão severo para com Abel que não fez nada que se compare com aquilo. Aliás, Jesualdo Ferreira também parece não concordar consigo, já que logo a seguir tirou o jogador que até estava a ser dos melhores do FCP.

Anónimo disse...

Sr. José Leirós,
está a falar a sério, ou está a ser subtilmente ironico?

Sou sócio do Sporting, queria muito ganhar, queria muito ver a equipa a jogar futebol, mas se aquilo é penalty, andamos todos equivocados.

Por favor, o campeonato já é mau demais, para nos andarmos aqui a enganar uns aos outros.

Voçês têm responsabilidades, pelo menos do ponto de vista moral, assim peço como adepto do jogo que se diga aquilo que se passou:

O João tentou cavar um penalty, o Lucilio, apitou à Lucilio, ou seja, ficou com duvidas sobre o lance que deu origem ao 1º golo de Porto e arranjou ali aquele penalty para a coisa ficar mais composta. Esta é a verdade pura e dura!

Não gosto da fanfarronice do Mourinho e não sequer me identifico com a sua postura, mas há algo que tenho de concordar:

- Lucilio é mesmo um mau arbitro.

Cumprimentos,
Pedro

dragao vila pouca disse...

Meu caro Zé vou estar atento ao que vais dizer sobre o lance, ontem no Leixões-Benfica, entre o Yebda e um jogador leixonense na área encarnada.
Um abraço

Dragão Maronês disse...

Há um anónimo, (das 10,03) que a propósito do lance do 1º golo do F.C.Porto em Alvalade, conclui o seu comentário da seguinte forma:

-Atirar-se em carrinho, que pode pôr em perigo as pernas do adversário, já não é falta?
Eu pergunto: E o 2º golo não devia ter sido anulado também?
É que o Bruno Alves atirou com demasiada força e se batesse no guarda-redes podia aleijá-lo sériamente. Além do mais atirou a bola muito ao canto da baliza e se o R. Patricio se tivesse estirado todo para tentar chegar-lhe, podia também aleijar-se, pois então.
Não acha melhao arranjar-se uma lei que pura e simplesmente proíba os jogadores do Porto de disputar bolas aos adversários? E de rematar com força à baliza?
Não chega ter os Lucílios, os Paixões,aquele triste da Madeira Elmano não sei quantos,o presado consócio do benfica que assoprou o F.C.Porto-Rio Ave e outros que tais a aplainar-vos o caminho?
Ora abóbora!
Se calhar nem assim nos impediriam de ser campeões e manterem a vossa dor de corno sempre activa.
Sans rancune

maiskemaluko disse...

Despacho do Director Geral:
Considerando que comentam neste blog dois "dragoes" quando so e permitido um, determino que um deles se auto designe de lagartixa !!!!!
(mas dragao existe ou existiu...)

PPA disse...

Os Portistas têm um trauma?
Por que raio deve ser uma regra não se marcar penalty contra o FCP???
E porque raio, quando raramente isso acontece, e por mais erros que aconteçam depois nos jogos, para os Portistas o árbitro ROUBOU-OS SEMPRE?
Gastem uns minutos a ver um vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=aWEw2lPA-2M

Sabem o que é um jogo cozinhado?
Conhecem o árbitro?
É inimigo do FCP não é???