AGORA ESTOU AQUI

terça-feira, setembro 16, 2008

PEDRO PIREZA


Nasceu na zona histórica do Barreiro - N.ª Sr.ª do Rosário - em 1911. Aos 14 anos iniciou a sua actividade profissional nos caminhos-de-ferro como serralheiro e no Luso Futebol Clube como futebolista. Passou depois para o Futebol Clube Barreirense, ao serviço do qual, em 1930, ajudou a conquistar a Taça da Caridade. Ainda ao serviço do Barreirense fez parte da selecção B, num jogo disputado contra a selecção de Marrocos. Ingressou no Sporting Clube de Portugal aos 22 anos, onde disputou 258 jogos, entre Campeonatos de Lisboa, Campeonatos da Liga, Campeonatos Nacionais, Reservas e Particulares. Tal como Adolfo Mourão - com quem fez uma das melhores linhas avançadas do Sporting CP, ao lado de Manuel Soeiro, Fernando Peyroteo e João Cruz - não era um avançado-centro, mas sim, um atleta utilizado mais recuado, sobretudo no lado direito, lugar que ocupou durante vários anos, até o ceder a Jesus Correia. Pireza foi mais um jogador da tal geração fantástica que antecedeu a lendária dos 5 violinos, actuava na direita e tinha na sua velocidade de finta e execução as suas maiores habilidades, servindo muitas e muitas vezes os avançados Peyroteo e Soeiro na perfeição. O avançado Pedro Pireza marcou pelo Sporting 119 vezes. Ainda nos «leões» foi convocado para a selecção A. Em 1947 regressou ao Barreirense. Posteriormente, foi treinador em diversos clubes: em Beja, na Marinha Grande, na Guarda, em Sacavém e na Covilhã.Em 1987, a Câmara Municipal do Barreiro atribuiu-lhe o galardão «Barreiro Reconhecido» na área do Desporto. É uma das velhas glórias do desporto rei do Barreiro. Depois de passar pelo clube da terra, Pedro Pireza mudou-se para o Sporting onde efectuou um percurso brilhante.
ps - Em Londres, onde voltei a estar com o meu amigo Ricardo, um grande adepto do Barreirense, veio à conversa o nome de Pedro Pireza, considerado pelos barreirenses o melhor jogador de sempre do clube. Nem de propósito, no site do clube lá estava uma pequena biografia. Que aqui deixo.

2 comentários:

Pedro (barreiro) disse...

Eugénio, tenho pena de não ter visto jogar o Pedro Pireza, como outros grandes jogadores, que contribuiram para a formação de um clube com uma mística diferente e carisma, o FC Barreirense, que espalhou vontade e futebol técnico em todo o país e até na Europa...
Grande abraço

afonso disse...

Eu vi jogar Pedro Pireza nas suas ultimas 4 epocas no Sporting....Era um jogador com uma capacidade extraordinári a driblar em curto espaço....bom rematador....e que na realidade servia com passes geniais....que eram já meio golo....os avançados centro...Soeiro e Peiroteo.....era por vezes um pouco lento....mas compensava pelos atributos que citei