AGORA ESTOU AQUI

quinta-feira, setembro 11, 2008

PÉ FRIO

Depois de dois "sensacionais" resultados sobre as Ilhas Faroé (adversário escolhido para jogo amigável em Aveiro talvez por estas razões: nas águas daquele "país" pescam os bacalhoeiros de Silva Vieira; ou porque faz parte do Reino da Dinamarca...) e Malta, Portugal perdeu em casa com um dos seus adversários directos na qualificação para a África do Sul. Confirma-se: Queiroz é, como técnico principal de seniores, um pé frio! Não ponho em causa as qualidades do homem - ainda há dias estive em Londres a conviver com gente que frequenta os corredores de Old Trafford e que me disseram maravilhas dele - mas a verdade é que não encontro outra explicação para a derrota de ontem, embora um frango de Quim tenha ajudado um bocadinho... O jogo foi intenso e emotivo. Portugal teve momentos de pura classe. Mas perdeu. Grande atitude a da Dinamarca, que a perder quis empatar e que empatada quis ganhar! Fica também explicado o sucesso dos vikings que assolaram também as nossas costas há uns séculos e que por aqui deixaram alguns genes, abrençoados...

23 comentários:

Anónimo disse...

Com um guarda-redes destes não vamos a lado nenhum. O Ricardo é que se deve estar a rir à fartazana, foi saneado para meterem lá um gajo destes, mas como é o guarda redes do clube da imprensa de Lisboa não passa nada, foi tudo normal, se fosse o do Bétis é que era um meio frango e uma capoeira inteira. Uns tristes...

Dragon Ball disse...

O Deco merecia um guarda-redes a sério e um treinador com olhinhos. Não teve uma coisa nem outra. Foi pena!

Leão Verde disse...

Foi só um frango?

Anónimo disse...

Não mereciam aquele castigo , mas foram perdularios, lixaram-se.

É preciso ter DECO e RONALDO, para sermos melhores.

Anónimo disse...

Falta-nos um BOM Guarda/Redes ( o ultimo foi Baía...) um Bom defesa/esquerdo( o ultimo foi N.Valente) e um Bom ponta de Lança ( o ultimo foi Pauleta) se juntarmos a tudo isto que falhamos golo faceis e a Dinamarca é de facto um Bom conjunto, está quase tudo explicado.

De qualquer modo houve aplicação e exibição foi positiva.

João Português disse...

Concordo claramente consigo. Queiroz, tal como Jesualdo, é dos maiores´"pés frios" que habitam na nossa nação futebolística.

O homem é bom treinador, sem dúvida. Mas não esqueçamos, que ao leme dum dos melhores plantéis do Sporting dos últimos 20 anos não conseguiu ser campeão.

Em relação ao Joaquim, penso que é sem sombra de dúvida o melhor keeper português da actualidade, mas esre frango vai tramá-lo, com Queiroz na obrigação de chamar Eduardo para lhe dar uma oportunidade.

+1doVitória disse...

foi só um frango?
então e o 1º foi culpa minha?
precisamos urgentemente de um bom guarda-redes!!!
um bom ponta de lança também ajudava LOL

Anónimo disse...

AI,AI,que saudades do grande Baía e de Pauleta......

Anónimo disse...

É fácil criticar depois das coisas acontecerem, mas um treinador tem se saber ler o jogo no momento e um treinador que tira o único jogador (Hugo Almeida) que se está a bater de cabeça de igual para igual com os matulões dinamarqueses, não revela saber ler o jogo e afinal de contas não era difícil prever que, a perder, os dinamarqueses iriam dar tudo por tudo nos poucos minutos que faltavam. Ainda por cima com um Ricardo Carvalho muito abaixo do normal e a mostrar em cada lance por alto que estava a precisar de ajuda. Mas por alguma razão Carlos Queirós passou sem sucesso pelo Sporting, pelo Real Madrid, pelas selecções de Portugal e da África do Sul, pelo futebol americano...

joão manuel disse...

A desinformação tornou-se numa arma de uso generalizado e permanente, hoje a maior parte dos jornalistas já não tem mais a menor idéia do que seja o jornalismo normal e, ao praticar descaradamente a desinformação, acredita estar a fazer o único e melhor jornalismo possível. Apenas uma elite dirigente tem plena consciência de que não está informando o público, mas manipulando-o para utilizá-lo numa operação de guerra. Nas redações, a maioria dos profissionais não tem sequer uma consciência teórica dessa distinção. Por isso, mais do que nunca, só logram acesso à informação correcta os cidadãos que tenham a iniciativa de buscá-la pessoalmente nas fontes, hoje tornadas mais acessíveis pela internet.

http://thebestofnoko.blogspot.com/

Anónimo disse...

Simplesmente vergonhosa a adesão dos adeptos ao jogo!
Com adeptos destes, quem precisa de guarda-redes e laterais-esquerdos?

Anónimo disse...

Um frango? O primeiro foi um frango, o segundo foi o galinheiro todo!!!!
Não há umas fotografias da bailarina a saltar em seco? Aposto que está com os olhos fechados... mas a imprensa lampiona logo sonegará a dita!!!
O retornado keirós é um flop monumental, e o suinão escabrosa e o fogões meireles são jogadores ao nível de Malta e das Ilhas faroe.

Anónimo disse...

Pé QUENTE é o Scolari, que PERDEU a MAIOR OPORTUNIDADE do Futebol Português ao conseguir perder DUAS VEZES em CASA, com a SOFRIVEL GRECIA???!!!!!!!

E tinha aquela equipa campeã europeia de clubes chamada FCP...

Anónimo disse...

A equipa de Portugal não soube guardar o resultado ou precaver-se para as esperadas investidas da Dinamarca na 2ª parte.

Nesse aspecto, mesmo que a equipa não fosse (tão) brilhante a jogar, Scolari era, ou provou ser, mais pragmático.
Mas isso é o costume: atrás de mim virá...

Não, não temos guarda-redes e Queirós demorou a mexer no meio campo.
MAS NÃO TEMOS GUARDA-REDES HÁ MUITO TEMPO!!
Se contabilizarmos os "frangos" que enterraram a selecção portuguesa na última dúzia de anos, o Baía não fica atrás de nenhum dos que lhe seguiram.

É uma questão de puxar a cassete atrás com alguma seriedade para deixar de viver de heróis construídos artificialmente.


LAM

Anónimo disse...

Eu digo que a culpa foi do Ricardo e do Scolari....tristes do caralho.

K-Jo Vendetta disse...

enfim... tanto ódio aos guarda redes... e a defesa?? não foi permeável?? e os médios e pontas de lança?? não falharam???

tratem-se...

Anónimo disse...

O meu fala dos def isto tb nao interessa nada!!!

João disse...

Porque é que toda a gente põe sempre a culpa no guarda-redes? Que mentalidade esta, sempre a escolherem alvos fáceis... Quando se falham oportunidades à boca da baliza e outras só com o guarda-redes adversário pela frente não se pode atribuir a culpa ao Quim! E a concentração em alta competição é para manter do 1º ao último minuto!
Deixem o Ricardo estar quietinho no canto dele. Só de pensar na possibilidade de ele voltar à baliza até me arrepio! Ao menos o Quim aborda os cruzamentos de olhos abertos...

Meneses disse...

Acho piada...o Ricardo não servia porque havia o Baía, o Quim dá dois frangos num jogo, está tudo bem, é ver os jornalistazecos que temos a branquear a coisa...porreiro, pá! E já agora, alguém se lembra, por exemplo, de um jogo na Ucrânia há uns anitos e de como foram os golitos dos ucranianos?... Pois é, há por aqui muito gajo que já não se lembra de como é que os heróis fabricados por clubismo também sofriam golos...

Anónimo disse...

o unico erro de queiros foi nao perceber que a partir dos 70 75 minutos o meio campo estava partido, de repente com as subidas do deco sem compensaçao porque este a par do nani ja nao recuavam o jogo tornou-se numa especie de box to box á inglesa o que prejudica a equipa que esta em vantagem ja que a dinamarca perder por 1, 2 ou 3 era indiferente. fez isso depois do 2-1 e eles tiveram um canto marcaram e depois nao houve maid cabeça, embora axe que se ele tivesse reforçado o meio campo mais cedo tinha-mos ganho o jogo. de resto grande exibiçao, mas esta o mourinho ganhava. a ganhar por 1-0 nao interessa jogar bonito interessa ganhar.

Che

Anónimo disse...

Concordo com o comenntário do Che.

Independentemente até das substituições: Nos minutos que faltavam era cagativo meter Moutinho ou tirar Hugo Almeida, qualquer jogador da selecção portuguesa tem qualidade técnica, quando sabe o que lá anda a fazer, para saber controlar o jogo quando isso lhe é pedido.
E aqui não se põe sequer o problema de envergadura ou altura dos jogadores dinamarqueses como disparatadamente diz o Rui Santos.

Trata-se de controlar o jogo a partir do momento em que é mais complicado ou arriscado ir em busca de um resultado mais dilatado.
E foi isso que Carlos Queirós não fez ou não mandou que se fizesse: deixou aquilo correr em roda livre, cada qual a querer brilhar para o seu lado. F*#6deu tudo!


LAM

Anónimo disse...

Quer entao dizer que o Queiros ta apto para jogar boccia?

Anónimo disse...

ver:

http://galaxiawrestling.blogspot.com/2008/09/por-uma-questo-de-coerncia.html