AGORA ESTOU AQUI

quinta-feira, setembro 18, 2008

O SUMARÍSSIMO


A CD da Liga não recuou no sumaríssimo que aplicou a Luisão. Nem podia. A defesa do Benfica roçou o patético e pelo menos conseguiu fazer-me sorrir. Para explicar a cotovelada de Luisão a Sapunaru (que também não é flor que se cheire), o clube da Luz alega que se tratou de "uma reacção instintiva" e que Luisão apenas quis disputar a bola, sendo que "a compleição física do jogador impõe um esforço adicional". As imagens do lance apenas foram destacados pela SIC e por O JOGO "com fins inconfessáveis". Pelo que o arguido "pede o arquivamento do auto ou então apenas um jogo de castigo" (em que ficamos?). Mas engraçada, engraçada foi a explicação dada por Bruno Mendes. O fisiologista do Benfica especula sobre a compleição física de que aqui já se fala e refere um movimento de Sapunaru no sentido de contrariar o movimento do defesa do Benfica, classificando a acção do mesmo como "um movimento inconsciente", abrindo aqui todo um novo campo na área da psicanálise. Por falar nisso, o psicólogo Pedro Almeida foi também à Liga deixar esta pérola: "O foco atencional do atleta era a bola e a ocupação do espaço necessário para a disputar". O instrutor concorda mas não deixa de referir que neste tipo de lances por norma os jogadores também se concentram nos adversários. Pelo que, obviamente, o jogador saiu castigado com os tais dois jogos, mil euros de multa mas 350 euros para pagar as custas da instrução.

19 comentários:

Pedro Fernando disse...

Sapunaru "que também não é flor que se cheire."

Feldrix.... é caso para perguntar, o que é que tem o cu a haver com as calças?? O que é que acrescenta esta frase? que não sendo flor que se cheire pode levar com uma cotovelada nas trombas e agradecer ao luisão?!?!? Por favor decência, e vamos condenar o que deve ser condenado....

Anónimo disse...

Vai-se percebendo como e porquê levaram que contar da UEFA.

Se calhar enviaram lá os mesmos "argumentadeiros" que usaram no caso do Luisão.
Só cromos.


LAM

Anónimo disse...

Essa do sapunaru não ser flor que se cheire, tem muita imaginação, é por causa destas tuas opiniões que os caezinhos continuam a assustar-se qndo passas na rua meu triste....geninho.

nandao disse...

Só gostaria de saber como se justifica um penalti não assinalado do Bruno Alves ontem igual ao do katso, mas na Luz para o árbitro tuga já o é!

Alguém me explica como o Bruno Alves no ano passado, a pontapear jogadores contrários pelas costas, agredir em frente ao fiscal de linha em Matosinhos o jogador do mesmo, a pisar deliberadamente as virilhas ao Moutinho, etc... etc.

Enfim, mais do mesmo!
Os protegidos de sempre!

Passaralho disse...

Eu acho muito bem o castigo e o sumaríssimo ao Luisão.

Também acho bem não aceitarem o do Rodriguez, por fraca qualidade das imagens e inerentes dificuldades em perceber o que se passa. Porque por conduta, não me venham com merdas...

Agora mantenham é a coerência até ao fim.

O que acho caricato é ninguém ter percebido que o Supunaru não tem nada a ver com o lance, sofreu o chamado efeito colateral (cotovelo, de lado).
Sim, porque percebe-se facilmente que a intenção do Luisão é enfiar o merecido banano no Burro Alves. O desgraçado do romeno como ainda é novo nisto, meteu-se no meio e comeu nos dentes.
Mas o resultado prático era o mesmo.

Cumprimentos,

Anónimo disse...

Oh! Que inteligente o nandao!!!!
E nem vais ao médico, nem nada?
Ainda tens uma congestão cerebral... qualquer dia.

Zé da Póvoa disse...

O desespero lampiónico leva pessoas que deveriam ter um pouco mais de brio na sua conduta a defender coisas inimagináveis.
A cotovelada do Luisão não oferece a menor dúvida. Aliás, um pouco antes,há também um safanão do Cardozo ao Rolando que o deixou a sangrar, mas que nenhuma câmara captou. E a "agressão" do Rodriguez ao Nuno Gomes é risível. Só mesmo de atrasados mentais que julgam que, por terem o domínio das pessoas que estão na Liga, podem pô-las a fazer tudo o que querem. Ah! E aquele crime hediondo de 2 delegados acompanharem Pinto da Costa ao camarote serve para branquear a ida do Orelhas à cabine do árbitro para o "convencer" a escrever de leve no relatório?

Anónimo disse...

Haja proporção:

Porque raio quando vem à discussão o Luisão, vêm com o Bruno Alves?
Porque é que não vêm com o Chiquinho Pistola do Ranholas FC ?

No que toca ao campeonato caseiro, o último por exemplo, não faz sentido haver disputa comparativa entre o Benfica e o Porto.
Pela simples e elementar razão de que um (o Benfica), ficou em 4º lugar, ao passo que o outro (FC Porto) ficou em 1º, com claro diferencial de pontos.

Por isso justificar-se ou querer-se comparar aí também erros de arbitragem ou más arbitragens, entre esses dois clubes, não faz sentido. Compare-se sim a prestação do Benfica e/ou as arbitragens com o clube que o precede na tabela, o Guimarães, ou com o que ficou abaixo.
Quem poderia dirimir erros de arbitragem com o FC Porto, de maneira a que, eventualmente, tivessem reflexos na classificação final, será o Sporting e, mesmo neste caso, a diferença pontual nunca só por aí poderá ser explicada.

E os primeiros a dar razão ao que digo são os próprios dirigentes do Benfica:
Se a equipa apenas ficou em 4º lugar pela culpa dos árbitros, então porque remodelaram a equipa toda? Se a equipa que estava era tão boa, porque gastaram milhões em novas contratações?


LAM

luizito disse...

Oh, pra mim, que ocês dizem Luisão, como eu sou mesmo tarolas, mal feitoso, palerma, qui deus ma libre!

Deixo's Poisar... disse...

Essa do Sapunaru não ser flor que se cheire é filhadaputice injusta e desnecessária.
Porque raio é que o Sapunaru não é flor que se cheire? Por ser Romeno?
Por jogar numa equipa de que você não gosta? Ou porque,adjectivando-o dessa forma, diminui, aos olhos dos seus leitores, a gravidade do acto praticado pelo Luisão?
Valha a verdade que você faz bem por merecer os comentários com que adeptos do Porto o mimoseiam de vez em quando.
Ora bolas pra si que também não será, certamente, pelo menos enquanto jornalista, flor que se cheire.

Ivo Ramos disse...

O sr. Eugénio não pode viver na esquizofrenia de ser um blogger mal-dizente de manhã e um jornalista com responsabilidades e que se quer respeitado à tarde! Porque é que o jogador Sapunaru "não é flor que se cheire"? Cotovelou alguém? Envolveu-se em acesas e físicas disputas, com companheiros de equipa, durante o jogo?
A não ser que, num erro evidente de construção frásica, o senhor tenha querido dizer que "Sapunaru não pode cheirar flores", depois do encontro nasal que teve com o pobre do cotovelo do central brasileiro!
Sempre atento e interessado no que nos conta,
ivo ramos

Fado Alexandrino disse...

cotovelada nas trombas e agradecer ao luisão?!?!?

O pobre do Sapunaru já saiu do hospital depois da bárbara agressão.

Recorde-me quais foram as consequência físicas do brutal cotovelão.

Luís Lopes disse...

Chuto na Bola

Bola na Área é um dos blogues do momento e não só pela polémica criada à volta de um texto sobre os Jogos Paralímpicos de 2008. Não é todos os dias que alguém escreve que os paralímpicos não merecem ser considerados "um acontecimento, com páginas de jornal". Ou que "o desporto de alta competição nada tem a ver com com esta espécie de ATL com cães-guias, próteses da Puma e jogos de salão...". O texto – ou "post" – é assinado pelo jornalista desportivo Eugénio Queirós e recebeu numa só semana mais de 300 comentários. Certo: estamos perante uma opinião altamente controversa. Mas tem o mérito de relançar um debate (aceso): o que é desporto nos dias de hoje?

http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS&id=331878

Anónimo disse...

essa do spanuru não ser flor que se cheire, cheira a manchete foleira. ouve lá, diz-me que jogador é que o romeno mandou pra o estaleiro? Ou queres que te recorde a leão do marco aurélio, um médio lesionado pelo toni, ou o andersen. deixa-te de lérias...

Anónimo disse...

UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO SO PODE DAR NISTO ..

Armindo disse...

Oh sôrGénio.

No lugar do Sapunaru, quando o encontrasse; dava-lhe... uma flôr a cheirar!!!

dustin disse...

Ò Eugénio

sinceramente! que estória é essa da flor que se cheira?
Continuas a ser o imbecil de sempre a tentar defender os galináceos sem argumentos nenhuns.
Tentem jogar à bola e não se queixem dos àrbitros...

Anónimo disse...

Se o Ricardinho aflautado não estivesse ao serviço da "instituição", o fredy kruger(amante de vinho)tinha visto o castigo agravado, pois só assim se faria pedagogia e preveniria situações futuras.

sanatanas disse...

Ei, genti, tá vendo ahi?,
eh? sou eu o parvalhão da foto.