AGORA ESTOU AQUI

quinta-feira, setembro 04, 2008

À CONVERSA COM O DIABÃO


BnA conseguiu falar com Carlos Santos, o famoso "Diabão". A entrevista decorreu numa cave da Rua Formosa envolta numa nuvem de fumo SG gigante.

- Carlos, no que pensou quando entrou em campo e correu para o árbitro assistente?
- Pensei em mandá-lo para o inferno mas como também vou para lá mudei de ideias e só lhe apertei o pescoço.
- Ficou a sensação de que lhe sussurrou qualquer coisa ao ouvido...
- É verdade. Disse-lhe que ou se portava bem ou era obrigado a comprar um kit.
- Como classifica o acto que praticou?
- Foi um exercício de cidadania. Demonstrei que o diabo pode praticar boas acções e que não é tão mau como o pinta o padre de Mafamude e o Pinto da Costa.
- O Pinto da Costa disse que o céu é azul e o diabo vermelho...
- Ele sabe do que está a falar, ao contrário do Octávio. O Pintinho há muito tempo que fez um pacto com o diabo. Consta que o mesmo esteve quase a ser patrocinado pela Revigrés mas desistiu pois o inferno é muito quente e os azulejos estalam.
- Ah, claro. Dadas as suas boas relações com A Besta, pode dizer-nos porque continua a usar aquele tridente ridículo e os corninhos...
- O Tridente é patrocínio das pastilhas elásticas - mensagem subliminar. Quanto aos cornos, quem não os tem?
- Bem, eu cá não os ponho no fogo...
- Ora bem. O diabo é um tipo porreiro, meu rapaz. Apenas tem sido muito difamado pelo lobby da Nike pois tem pés de cabra e não usa sapatilhas.
- Outra coisa: essa barba foi copiada do outro Pinto da Costa, o Dr. Morte?
- Claro. Tem tudo a ver, não tem - diabo, morte... É uma dialéctica fundamental. E olhe que não são postiças nem as ponho nunca de molho.
- Nos fóruns e blogues parece que o seu grande pecado não é andar vestido com essas roupas ridículas nem as barbas mas sim o facto de ser vendedor de tabaco...
- Sinais dos tempos. Há 30 anos davam-me uma medalha. Lembro-lhe que quando o tabaco foi introduzido na Europa era conhecido por erva santa, pois tinha propriedades medicinais. E nos anos 50/60 os médicos faziam-lhe propaganda.
- O que aconteceu entretanto?
- O Benfica deixou de ganhar campeonatos e alguns presumem que a culpa é da nicotina e do alcatrão.
- Se calhar...
- Do alcatrão não me parece que seja.
- Bem, outra coisa: como foi tratado nos calabouços da Luz?
- Muito bem. A cela tem Sport-TV e o João Gabriel mandou-me uma travessa com rissóis que sobraram do catering do camarote da Luz.
- Foi algemado?
- Não, ninguém ousa algemar o diabo, embora em nome do diabo muitos algemem as amantes à cama.
- A viagem de regresso a Gaia correu bem?
- Cinco estrelas. Parei na área de serviço da Mealhada para comer uma sandes de leitão e até aproveitei para comer duas. Tava lá uma camioneta dos Super Dragões mas não aconteceu nada porque eles estavam a assaltar a bomba do outro lado da auto-estrada.
- Como foi recebido em Gaia?
- Melhor não podia ter sido. O Luís Filipe Menezes não estava lá mas mandou o assessor, o Pedro Fonseca, que é o autor do blogue o Inferno da Luz, ahahahahahahaha...
- Imagino esteja ser muito assediado para dar entrevistas?
- É verdade. Ligou-me a produtora da Oprah e o produtor do Letterman mas recusei porque não sei falar inglês e na América posso ser confundido com o Big Laden...
- Bin...
- Bin ou Big, você sabe do que eu estou a falar. Além do mais, tenho o tempo todo ocupado pois vou ser a nova imagem dos pudins Mandarim.
- Ficou de alguma forma admirado com a contratação do Emplastro/Animal para a claque do Benfica?
- Não sei qual é a novidade? O nosso presidente não é sócio dos tripeiros e não é considerado também ele, pelos adeptos portistas, um emplastro?
- Se você o diz, você que é diabo...
- Consta.
- Alguma mensagem para o povo português?
- Só uma: não digam nada a ninguém mas o Pinto de Sousa, o Zé, é o meu enviado em S. Bento.
- Já calculava. Apelando de novo às suas boas relações com Belzebu, confirma que Carolina Salgado é sua concubina?
- O que achas?
- Sei lá, talvez...
- Digo-te só uma coisa: aquela coisa do Régio "sou filho de Deus e do Diabo", que o Pintinho também vezes declama, também se aplica ao género feminino.
- Outra coisinha: alguma vez viu Ricardo Costa, o presidente da CD da Liga, no Inferno?
- Sim. Tentou meter um processo ao meu patrão mas este recorreu de imediato para o MP do Porto e, pronto, foi tudo arquivado no Purgatório.
- Só mais isto pois sempre quis saber: no Inferno fazem barbecues?
- Sim e temos muitos varões.

13 comentários:

Armindo disse...

Oh Sr. Eugénio.

Muito bem. Promover alguém que comete um acto de civismo e justiça, quiçá... divina.
Quando forem outros (aqueles que assaltaram estações de serviço do outro lado) quero verificar a sua excelente capacidade de isenção!

genoveve disse...

Poças, ó Geno, ó Queirós, seu tratante, melhor vai a entrevista assim em ficção que se a desencantasses à real, ó grande inventor.
Ou já se viu algum almeida, alguma vez, assim culto e bem falante, hihihi, como esse belzabu!...

Anónimo disse...

KKKKKKKK:))))
Boa prosa.
Parabéns E.Q.


LAM

griselda disse...

Ai, Queirós, a outra belzebu diz morgada, que nunca alguém a acusou de falsa ou de prosseguir interesses alheios à verdade, a mentirosa, quando aqui mesmo e mais mil blogs a malta afirma a pé junto que a gaja serve o Benfica, como a almofada em que dorme e labora outro galinhola. Mas processou a irmã da ingrata, da traidora, por a achar mais fraca e, como sempre, ter a faca e o queijo na mão. E vai lá tu, tamém, fazer-lhe a ficha, à aldrabona, a belzebu.

Anónimo disse...

Chiça:os bófias que malharam no diabo com barbas deviam ser prezos,estiveram a malhar á cacetada nos diabos 1 minuto,e deviam malhar durante 30 minutos;assim é que devia ser para os diabretes se portarem como gente decente

Anónimo disse...

"Tudo o que é enraizado e congénito pode ser atenuado pela educação, mas não vencido"

Aqui está a explicação para o ANTI PORTISMO, sem cura....

simão disse...

Oh, esqueceu-te, ó Geno, não perguntaste ao diabrete se era parte interessada no processo. E a morgada não era, na sua perseguição odiosa ao Porto, por satisfazer a raiva galinhola dos almeidas que aí vão, ui, não é parte interessada no processo, com o despeito raivoso que lhe põe. Pior que a pide, se é bormelho, e diz ela que não é parte interessada no processo, contra o que toda a gente sabe tão bem como os 19 milhões, além de nós. E tu, lampião, já te entendo, também não puseste uma questão te tanta monta a esse belzebu.

Anónimo disse...

Sem piada!

Anónimo disse...

Não tem piada usar o nome do homem, mesmo que seja a brincar, numa pseudo-entrevista-virtual.

Se ele tivesse vontade, podia colocar uma acção em tribunal à sua pessoa, e você como jornalista, só dá mau ar à profissão.

Sinceramente, haja sensibilidade e bom-senso, também. Se isto fosse um blog anónimo, ainda se aceitava, agora de um jornalista?

Enfim...

John Lito disse...

http://www.youtube.com/watch?v=LuZMX56Eps0&feature=related

este sim um verdeiro diabo

sophista disse...

Essa, agora, Ogénio, não pode um gajo já ser criativo, que só nos States é permitido e se é na China aqui-d'el-rey, enfim, mas ora aqui...

Como se o diabrete não fosse tolo que chegue, já de si, ai, ai, além da gaivota maluca que se viu!

Oh, e bata aqui e ali, sem ter pena, que se não são os almeidas a gente nem chega a rir.

Anónimo disse...

eh pa...parecem aqueles diálogos virtuais escritos pela Leonor Pinhão.

Que horror Eugénio, inspire-se em profissionais, ao menos.

Abraço

Deixo's Poisar... disse...

Eu cá acho piada à "entrevista".
Não ofende e tem graça, o que nem sempre acontece neste blog.