AGORA ESTOU AQUI

domingo, agosto 31, 2008

E AGORA?

«Foto João Tomé
Será que este polémico artigo do Regulamento Disciplinar da Liga pode ser aplicado ao caso da agressão de um adepto do Benfica a um dos árbitros assistentes?

Artigo 54.º
Coacção
1. Os Clubes que exerçam violências físicas ou morais sobre delegados da Liga, observadores de árbitros, dirigentes, jogadores, treinadores, secretários ou auxiliares técnicos, médicos, massagistas e delegados ao jogo do Clube adversário, que ocasionem inferioridade na sua representação aquando dos jogos oficiais e contribuam para o desenrolar deste em condições anormais, serão punidos nos termos do n.º 2 do Art.º 51.º.
2. Se os factos referidos no número anterior forem cometidos sobre qualquer elemento da equipa de arbitragem com o fim de, por qualquer forma, ocasionar condições anormais na direcção do encontro com consequências no resultado ou levem o árbitro a falsear, por qualquer modo, o conteúdo do boletim do encontro, o Clube serão punidos nos termos do n.º 1 do Art.º 51.º.
3. Os factos referidos nos n.ºs 1 e 2, quando na forma de tentativa, serão punidos com pena de derrota e multa acessória de € 12.500 (doze mil quinhentos euros).
4. Os Clubes são considerados responsáveis, nos termos dos números anteriores, pelos factos cometidos, directa ou indirectamente, por qualquer dos seus dirigentes ou representantes, sócios e funcionários.

Artigo 51.º
Corrupção da equipa de arbitragem
1. O Clube que, através da oferta de presentes, empréstimos, promessas de recompensa ou de, em geral, qualquer
outra vantagem patrimonial ou não patrimonial para qualquer elemento da equipa de arbitragem ou terceiros,
directa ou indirectamente, solicitar e obtiver, daqueles agentes uma actuação parcial por forma a que o jogo
decorra em condições anormais ou com consequências no seu resultado ou que seja falseado o boletim do
encontro, será punido com as seguintes penas:
a) Baixa de divisão;
b) Multa de € 50.000 (cinquenta mil euros) a € 200.000 (duzentos mil euros).

Parece que já há alguma jurisprudência sobre o assunto (ver acórdãos do Apito Final)

13 comentários:

Armindo disse...

Acho "engraçado" que, quando são "uns" - subsistem as dúvidas.
Quando são "outros", existam certezas.

Vocês sabem do que estou a falar...

Anónimo disse...

um acto q deve ser punido. mas tb um facto que demonstra o q e ser benfiquista.

Anónimo disse...

Aposto que o inefável Ricardo Costa nem vai agendar o assunto na próxima sessão do CD da Liga. Os regulamentos, quando prevêm sanções pesadas, não se aplicam a clubes impolutos como o Benfica. Nem as cebolas lançadas para o relvado o senhor Ricardo Costa e seus colegas vão analisar. Ficavam com lágrimas nos olhos.

Goncalo disse...

Isso não faz sentido.
Basicamnete está a dizer que se um jogador (funcionario do clube) agredir um arbitro (que ja aconteceu) o clube desce de divisão.
Mas se essa logica funcionar, no proximo do jogo do Porto em casa, visto-me de azul, salto as grades e agrido o arbitro e la vai o porto para a 2ª.
Não vão por receber arbitros em casa, vão por isto. Seja.

Anónimo disse...

Isso já está a ser BRANQUEADO pelo verdadeiro SISTEMA!!!!!

Anónimo disse...

porreiro pa !
não e assim que os bois do norte trata a equipa de gatunos ! ou agora também es uma virgem ofendida meu corrupto do fcporco.

Anónimo disse...

estas leis só servem para o boavista, os três estarolas passam sempre impunes

Anónimo disse...

Para esclarecer todos,inclusive o sr. Eugénio:

"""A agressão de um adepto do Benfica a um dos auxiliares de Jorge de Sousa durante o clássico com o F.C. Porto deverá custar apenas uma multa ao clube da Luz.

Pelo menos é isso que se pode concluir da leitura dos regulamentos. A intervenção do adepto na primeira parte do Benfia-F.C. Porto, agarrando o pescoço do auxiliar, não implicou a interrupção do jogo, nem lesão de especial gravidade.

Assim, o caso deverá ser enquadrado nos artigos 148 e 149 do Regulamento Disciplinar da Liga. Considerada uma infracção disciplinar leve, poderá ser punida com multa de 1250 a 2500 euros.

O comportamento incorrecto dos adeptos, entendido de uma forma genérica, pode custar multa até 2500 euros.

Segundo os mesmos regulamentos, o clube só estaria sujeito a interdição do seu estádio se a agressão implicasse lesão «de especial gravidade» ou levasse a interromper o jogo por, pelo menos, cinco minutos ou até definitivamente ""

in MaisFutebol. "

Anónimo disse...

Tudo que não for a aplicação desse artº 54 é branqueamento.

Mais do que no caso do Apito Final, que há dúvidas sobre os meios de prova apresentados, neste caso há milhões de testemunhas que assistiram em tempo real ao que se passou.

Mais do que no caso Apito Final, aqui não houve alegadas ameaças. Houve acção directa de agressão o que, mais do que telefonemas, pressupõe coacção.

No seu nº 4, o artº 54 inclui "sócios" como putativos agentes de coacção.
(Lembro a propósito do Apito Final que, à data da alegada "coacção", o Major Valentim Loureiro era APENAS um sócio do Boavista, não tendo nenhum cargo no clube, como neste caso do sócio do Benfica).

Anónimo disse...

«Mais do que no caso do Apito Final, que há dúvidas sobre os meios de prova apresentados, neste caso há milhões de testemunhas que assistiram em tempo real ao que se passou.»

Ignorante, o Bruno Alves não deu uma cabeçada no Nuno Gomes? Resultado: 2 jogos suspenso qual artigo q q! CAFÉ COM LEITE

Ou neste caso já não se aplica?

nandao disse...

A invasão da Juve Leo contra o Benfica, valeu interdição?

O adepto que mandou um murro no guarda redes no campeonato escocês, valeu interdição?

Estou para ver o que irá acontecer.

Já agora, para os mais esquecidos, quantos jogos de interdição levou o FCP por causa de jornalistas que eram agredidos pelos adeptos do FCP que invadiam o campo?
Pois é...

Não tenham memória curta.

Anónimo disse...

Uma coisa é certa, figuras como este diabão e o barbas só podiam ser do benfica. Um clube folclórico, tal como o país...

Passaralho disse...

É só tótós!
Mas mais grave do que os apascaçados corruptos a grunhir, é alguém que se julga com responsabilidades na opinião pública e na construção de opiniões vir com estas palermices.
Demita-se.
Ganhe vergonha.

Cumprimentos,