AGORA ESTOU AQUI

sábado, agosto 09, 2008

A CHAMA ETÉREA

Embora a Fábrica Pirotécnica do Minho tenha explodido poucas horas antes da cerimónia, a abertura dos Jogos Olímpicos foi um espectáculo que animou os nossos almoços. Os chinenses não surpreenderam mas aplicaram-se - depois do que aconteceu em Barcelona/92 será difícil repetir a excelência... Entre a parafernália de recursos "tecno" sobressaiu sobretudo a disciplina e a harmonia dos actores do espectáculo oferecido ao mundo. A China mostrou as suas invenções - do papel à pólvora - e não inventou demasiado, como às vezes acontece nestas ocasiões. O espectáculo desportivo, esse, começa hoje e promete. Graças às zon boxes e afins até a diferença horária vai ser possível superar - basta deixar o gravador activo no Eurosport ou na RTP 1, enquanto a Sport TV mais uma vez defrauda a sua clientela e vai passar praticamente ao lado deste grande acontecimento desportivo. De 4 em 4 anos, os "Jogos" tornam-nos ecléticos. Quando a chama se apagar voltará tudo ao mesmo, ou seja, ao chuto na bola e à discussão do lançamento da linha lateral.

Sem comentários: