AGORA ESTOU AQUI

domingo, junho 01, 2008

O REGRESSO DE SÁ PINTO



A hora era tardia e não havia nada de jeito para ver quando, passando pela "2:", redescobri o prazer de ver jogar Paulo Futre, Carlos Xavier, Oceano, Hélder, Rui Barros e...Sá Pinto. Sobretudo Sá Pinto. Entrou para o lugar de Futre, perdeu a bola, ouviu uma boca de um colega e logo saiu um sonoro "o que é que queres, caralho?". Seguiram-se outros momentos idênticos, com Sá Pinto a revelar-se em forma mas a ser contrariado pelo anafado guarda-redes holandês. Resultado final, acho que foi um empate a 7 bolas, com o empate dos "laranjas" a acontecer na jogada final, num canto no qual Silvino foi ludribirado. O treinador era...António Oliveira. Nem mais, o próprio. Ao seu lado, Eusébio. Por perto, João Malheiro. O jogo esse foi muito entretido. Fiquei com água na boca e os ouvidos a tinir.

2 comentários:

Nuno Pereira disse...

Correcção: se não me engano o treinador foi o Fernando Gomes, que acumulou com jogador. O Oliveira era director-técnico.

atirador especial disse...

Porque falar num gajo, que envergonhou Portugal ???