AGORA ESTOU AQUI

segunda-feira, junho 09, 2008

O EURO NA TV

Às vezes, a ver futebol com amigos, sou olhado como se de um alien se tratasse quando não sei dizer quem é fulano ou sicrano que disputa um jogo internacional. Eles não percebem como é que eu, sendo jornalista futeboleiro, não conheço o defesa direito do Cazaquistão ou o treinador do Burkina-Faso (bem, esse sei que é o genro do Bartolomeu). Mas esta ontem até eu sabia. Quando Lukas Poldolski marcou o primeiro golo da Alemanha, na partida com a Polónia, o meu amigo Luís perguntou-me por que razão o homem não festejava e não tive dúvidas: "Ora, meu, o homem é polaco". Confirmado: nasceu em Gliwiki, Polónia, Alta Silésia. Pude assim limpar a minha imagem enquanto na TV se dizia que o rapaz não festejava os golos porque está farto de molhar a sopa.

3 comentários:

:) disse...

mas tens que compreender que na linha do teu trabalho, tens forçosamente que ser conhecedor.

Exige-se a um sapateiro que saiba de sapatos, como se exige a um advogado que saiba de leis.

não saberes dos aspectos da linha do teu trabalho, é falta de trabalho de casa. E se não sabes (pq não se pode saber tudo), informas-te. E na internet, actualizas-te num minuto. Se revelas desconhecimento, é pq simplesmente não quiseste dar-te ao trabalho de o fazer.

sorry disse...

Farto de milhar a sopa, tá boa, um gajo tão bom, tão bom que pra ele o marcar golo até já chateia, como eu, quando vou treinar a malta aí do Benfica e os gajos se admiram por que é que eu não estou sempre, quase, a bater palmas e a fazer cabriolas.

E ó caro Eugénio, mas há aí senhores da bola, jornalistas que relatam, que sabem os nomes todos. E nem se fala de uns comentadores, que, esses, nem nos deixam seguir sossegados a bola e os passes, ih, nem a beleza dos golos, por terem de estar sempre a debitar sabedoria de pormenores sobre cada jogador, as equipas e am aldeia lá da terra, que eu digo-te, os respectivos treinadores devem saber, nem as mães dos gajos sabem, e nem as namoradas e namorados dos tipos saberão lá muito bem.

Jorge Pessoa e Silva disse...

A explicação na TV é tão ridícula como dizer que o Cristiano não gozava porque está farto de comer a Nereida... Ou como em 30 segundos de leitura deste post um jornalista, sem futeboleiro a atrapalhar, cumpre a verdadeira missão de serviço público.

Um abrçao, Eugénio