AGORA ESTOU AQUI

quinta-feira, junho 19, 2008

O CAMPEÃO DO RIDÍCULO


"Um bom treinador pode melhorar uma equipa no máximo em 10%; no entanto, um mau treinador torna uma equipa pior em 50%". Segundo Reinhard K. Sprenger, consultor financeiro e autor de um livro ("Bem Posicionado", edição da Centro Atlântico.pt) sobre estratégias do futebol aplicadas às empresas, esta frase lapidar de Giovanni Trappattoni é "uma das mais importantes opiniões que o futebol pode pôr à disposição da economia". Nem mais.A "Velha Raposa" italiana acrescentou 10% à equipa do Benfica que venceu o campeonato 2004/2005 mas, em condições normais, tal dificilmente seria suficiente para lhe dar o título. O que só aconteceu porque em Dezembro de 2004 o Apito Dourado rebentou também nas mãos de Pinto da Costa e atingiu o FC Porto dos pés à cabeça, criando entre os árbitros uma espécie de mecanismo de defesa sempre que dirigiam jogos dos azuis e brancos. Ou seja, na dúvida, raramente beneficiaram a equipa portista. Resultado final: Benfica campeão, depois de uma longa travessia do deserto.É certo que nessa época o FC Porto também deu alguns tiros nos pés. Luigi Del Neri foi despedido à má fila depois do estágio na Holanda sob o argumento de que se tinha atrasado no regresso, Víctor Fernández foi campeão do mundo mas não convenceu e cedeu depois de ver os Super Dragões invadirem o terreno onde treinava e José Couceiro não conseguiu reparar os estragos, assinando uma das mais humilhantes derrotas da história do FC Porto, em casa, com o Nacional da Madeira de José Carlos Pereira, o treinador que copiou o sobretudo de José Mourinho (e não só).Voltando à frase de Trappattoni - treinador que o Benfica fez pouco para convencer a ficar depois de proeza tão grande - que Sprenger valorizou, podemos também aplicá-la aos dirigentes. Mas aqui talvez com outros valores. Quanto vale um presidente na maximização das potencialidades de uma equipa? No caso concreto de Jorge Nuno Pinto da Costa, será exagero dizer que tem um valor acrescentado de 20%? Acho que é pecar por modéstia... Sem ser preciso enumerar os títulos conseguidos pelo FC Porto sob o comando do seu líder, até os seus adversários mais empedernidos pela doença do fundamentalismo reconhecem que se o actual presidente do FC Porto continuasse a vender fogões a hegemonia desportiva portista dos últimos anos não passaria de um sonho.Os adeptos do FC Porto sabem o que devem a Pinto da Costa. Só por isso é que sempre lhe deram o benefício da dúvida mesmo quando sentiram que o clube podia ser penalizado por actos praticados, à margem da lei, pelo presidente. Actos - ainda não provados - ainda assim cometidos em favor do FC Porto. Numa situação de guerra, os crimes por norma justificam medalhas. E não é de uma guerra que, afinal, estamos a falar?Uma guerra que o Benfica de Luís Filipe Vieira continua a querer perder. Agora pelo ridículo de mais um ataque. Pedir à FPF uma indemnização de 30 milhões de euros pelo facto de não ir à Liga dos Campeões na vaga do FC Porto não só é ridículo como também escabroso. O Benfica não merece estar na Champions. Na última época desportiva, nada fez por isso e até pelo Vitória de Guimarães foi comido de cebolada. A presença na Taça UEFA é um prémio se calhar imerecido. O Belenenses fez muito mais por ela...É certo que a guerra do Benfica parece ser outra. Não consegue ganhar no campo, tenta ganhar na secretaria e nos tribunais. Mas nesse campo não se assume. Apostou num cavalo e chamou a si créditos que não lhe pertencem. E quando pretende reforçar esta frente só contribui para a descredibilização do processo. De tiro no pé em tiro no pé, o clube da Luz continua a viver na expectativa de um milagre.Ora, que se saiba, apenas Pinto da Costa costuma frequentar o santuário de Fátima.


16 comentários:

Anónimo disse...

depois queixas-te que vais levar nos cornos...

que pena tenho de idiotas como tu

sonicmale69 disse...

O teu blog esta' uma merda.

Anónimo disse...

És muito otário!!

Anónimo disse...

Por este ardigo ridiculo...
nota-se bem que já foste "apertado"!
Tristes,vós...

Anónimo disse...

Já foste "apertado"... triste...

João Português disse...

Enfim... Um mea culpa fica sempre bem!

blog disse...

um presidente como pinto da costa é uma valia de mais de 110%...qualquer treinador nao tem qualquer influencia com estew presidente...excepto mourinho que nao precisava de qualquer fruta..e mesmo assim..

Anónimo disse...

Desta vez, sr. Eugénio, você esteve brilhante! Nem parece o mesmo articulista que escreveu aquela borrada dos professores...

Anónimo disse...

3 palavras para definir este artigo: AS QUE ROSO.

Ponha gelo que isso passa.
E já agora, o dragão de ouro vem a caminho, certo?
Pode ser que o coloquem na mesa dos 3 juízes, a ser servido por meninas de mamas ao léu.
É para isso que o EQ escreve estes fretes, certo?

simon disse...

Chamem-lhe doido, eh, digam que dorme, que só se for a gozar ca malta.

Se não, desmintam, ensaiem aí desmentir essa bela resenha de quem sabe a história toda, parece, tão direitinha como eu a ave maria, que não ensaio há que tempos...

E mau ledor, embora, tou em crer que o Luís da Luz aprenderia mais com um amigo destes, verdadeiro, que com tantos que lhe atiçam a raiva por melhor o chularem à mesa.

Mas queixinhas nunca foram inteligentes, pelos visto, cum carago.

(E escrito à luz desse belo texto do "ridículo", aqui é que cabe o coment, Eugénio, com parabéns que bem merece.)

Anónimo disse...

Campeão do ridiculo?
Era só o que faltava quem pugna pela verdade e por justiça é ridiculo!!!

Ao que chegámos Pais de Merda que agradeçe e celebra criminosos .

Eugénio vai para PQTP

Olheiro disse...

Não Geninho!
Não é de uma guerra que estamos a falar! É de uma competição desportiva.

Desde os tempos em que Pinto da Costa pôs um pé no futebol portista treinado por Pedroto é que transformaram isto numa guerra em que vale tudo!

E não vale ainda. As regras do futebol ainda não contemplam fruta e café com leite algures.

É por causa destas e doutras que a qualidade do nosso futebolzinho anda pela hora da morte.

Que inversão de princípios!

Louvam-se dirigentes que passam por cima de tudo e de todos para ganhar, que colocam as suas marionetas em tudo o que é local chave em detrimento da competência e de alguns (poucos) descomprometidos que ainda acham que se pode lutar de igual para igual e que há que pugnar pelo desporto de acordo com as suas regras - a do desportivismo.

É este o futebol que queremos para os nossos filhos? São estes os valores a transmitir? Depois admiram-se se os putos andam à pancada quando perdem os jogos (e os campeonatos)...

Fico triste por ler isto que escreveste.

Prestas um mau serviço como jornalista do meio desportivo. Contribuis para a fraca qualidade das peças jornalísticas desportivas (cada vez mais acentuada) dos jornais diários que, também aqui, acham que, no seu "campeonato", os fins justificam os meios e subjugam-se ao poder em detrimento da verdade e da liberdade de informar os seus leitores.

É também por isto que, cada vez menos, compro jornais desportivos...

É assim que recordas com saudade os tempos da Gazeta?

Quantas voltas na tumba estarão a dar Carlos Pinhão, Vítor Santos e muitos outros que saberás tanto ou melhor que eu, fiéis seguidores de um jornalismo desportivo iniciado por Cândido de Oliveira, que, em nome da verdade e da liberdade, sofreu a bom sofrer.

Hoje contam-se pelos dedos de uma mão os jornalistas desportivos merecedores de tais nomes...

Que pobreza franciscana!

Doze disse...

""Quantas voltas na tumba estarão a dar Carlos Pinhão, Vítor Santos e muitos outros que saberás tanto ou melhor que eu, fiéis seguidores de um jornalismo desportivo iniciado por Cândido de Oliveira, que, em nome da verdade e da liberdade, sofreu a bom sofrer.""

O quanto me ri com isto...
Escrever a metro e por encomenda não é jornalismo.
Tal pai tal filha

maiskemaluko disse...

Reparem no nivel do nony das 16.57 aproveita o anonimato para o insulto gratis e soêz, e o gajo irá para onde ? Já sei......
nonyzinho gostas de sexo a 3 ???
Então vai para casa urgentemente, que fazes lá falta !!!!

Tupariove para ti.

O Caçador disse...

O Sr Eugénio Queiroz é um case-stude?

A sua idade (46 anos) se somarmos dá 10 anos = INFANTIL
Se trocarmos dá 64 anos = SENIL

EM QUE FICAMOS?

maiskemaluko disse...

Em que ficamos ? eu conheço 68 posições sexuais.... tú conheçes
SÓ a 69, que utilizas para limpar a ferramenta !!!! hahahah