AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, junho 11, 2008

Golo de Van Nistelrooy foi legal

Causou polémica a validação do golo de Van Nistelrooy e o que mais impressionou foi a calma e a certeza do árbitro assistente Stefan Wittberg que com toda a naturalidade validou o golo à Holanda.
Nós, os que temos experiência de arbitragem, procuramos logo saber qual o motivo, pois era de todo quase impossível validar um golo naquela situação cometendo um erro daquele tamanho.
A lei determina que se um jogador defensor sai fora da sua própria linha de baliza de forma a colocar um atacante em posição de fora de jogo deve o árbitro deixar prosseguir a jogada e adverti-lo por comportamento antidesportivo.
Da mesma fora está determinado que se um jogador sair fora do terreno do jogo fortuitamente deve o árbitro deixar prosseguir o jogo.
Existe uma deliberação que se um jogador cair fora do terreno de jogo sem qualquer falta na sequência de uma jogada, deve ser considerado que ficou fora do terreno de jogo involuntariamente e por isso o jogo deve prosseguir, não sendo por isso advertido mas considerado como fazendo parte da jogada
Na jogada em que Panucci caiu fora do terreno de jogo, o arbitro não sabe o motivo e o tempo que o italiano vai ficar caído e é indiferente ter caído dentro do terreno de jogo, dentro da baliza ou fora da linha de baliza (terreno do jogo) só no fim da jogada o arbitro irá certificar-se se há ou não lesão e como Peter Frojdfeldt considerou uma jogada sem qualquer falta deixou prosseguir o jogo e a jogada até ao fim.
É uma situação muita rápida o árbitro tem que deixar prosseguir o jogo e o jogador tem que tentar levantar-se e neste caso os colegas de equipa têm que se precaverem de ter um colega no chão e a equipa de arbitragem não pode naquele momento certificar-se de que o jogador está lesionado, pois como sabemos por vezes os jogadores estão no chão e nada têm.
Assim sendo a Lei determina que se considere este lance como fortuito e por isso Panucci coloca em jogo Nistereloy e o golo deve ser validado conforme o foi.

10 comentários:

Anónimo disse...

Claro que foi!! foi tão legal como o passe do Polga ao guarda redes no porto-sporting, o vcs inventam para se limparem uns aos outros

Schmeichel72 disse...

Não querendo colocar em causa a opinião de um especialista, a verdade é que nunca viu uma situação deste género. Há várias conclusões curiosas a tirar:
- uma equipa pode ser altamente penalizada por uma lesão de um seu jogador
- se a lei diz que o jogador tem de ter 2 defensores ENTRE ele e a baliza adversária, significa que o IB desafia a geometria cartesiana (se está atrás da baliza, está na melhor das hipóteses entre a baliza e... o público)

Acho que nesta interpretação há uma grande falta de uma regra-mestra chamada bom-senso. E o bom senso diria que se um jogador saísse do campo para provocar uma situação de fora de jogo deveria ser punido com uma sansão disciplinar de acordo com a acção que invalidou.

A verdade é que Panucci ficou caído lesionado, e numa segunda vaga do ataque surgiu a situação de que se fala. Ou seja, um jogador hoje em dia já não pode ter uma incapacidade momentânea. Para onde vai o futebol?

Para mim isto é uma imbecilidade, se não é da UEFA, será do IB.

Benfica Eagle disse...

Olhe que o "D.Armindo bispo do Porto" se calhar acha que o golo não foi legal!

Anónimo disse...

AH! AH! AH! LOL pois foi EH!EHEH!EH

Menphis disse...

Como é possivel dizer que é legal ? O homem estava lesionado !!!! E se ele fugisse para a bancada ?

emot disse...

Para mim foi ilegal. O lance foi rápido e o jogador caiu desamparado para fora do terreno de jogo. Não teria sequer tempo para se levantar e se colocar em jogo antes da bola entrar. A leitura mais correcta do árbitro seria invalidar o golo.
Embora, como as regras dizem que em caso de dúvida se deve ajuizar de forma a beneficiar o ataque, parece que foi isso que se viu.
Não deixa de ser uma decisão errada, na minha opinião.

maiskemaluko disse...

De facto ele ia a correr para a bancada, pois viu a namorada aos beijos com outro gajo. Escorregou e caiu, mas se repararem ele não está virado para o campo, tem os olhos esbugalhados e fixos na bancada !!! Esta é a minha opinião, e tenho aqui 4 pareceres que confirmam o que digo. Portanto o golo é ilegal.

Anónimo disse...

O que é grave é termos um ex-arbitro a fazer uma interpretação "à medida de um acontecimento" de um parecer que não prevê objectivamente aquilo que se passou no Holanda-Itália.

O golo é claramente irregular!

Não pode haver 2 interpretações, o que há é uma distorção daquilo que se passou no campo e uma incorrecta intepretação da lei do jogo.

O garve é que o autor deste post e 99% da sua classe está formatada para "vender" como bom, aquilo que é intragável.

E acreditem:

- Eles acreditam naquilo que "vendem"...

Pedro

Anónimo disse...

é triste estas pessoas comentarem sem saberem o que dizem!!!!!!!!!! o jogador naquela posição é considerado como se estivesse em cima da linha e como tal o golo é LEGAL....parabéns José Leirós pelo teu artigo porque continuas a ser um grande ÁRBITRO mesmo depois de terem acabado com a tua BRILHANTE carreira.

Anónimo disse...

ó leirós, as regras e as leis existem para alguma coisa.

lê a regra e não digas disparates.

ou então diz-nos onde está escrito essa teoria ridícula que a UEFA inventou e que o senhor também vem para aqui apregoar...

onde é que isso está escrito? mostre... ou é só de boca?