AGORA ESTOU AQUI

terça-feira, junho 03, 2008

DIA UEFA

O Porto vai ter um dia explosivo. Se a decisão da UEFA for a que se prevê, o FC Porto ficará pelo menos um ano fora da Champions. Ok, ainda haverá espaço para um recurso...mas será já correr muito atrás do prejuízo, com a decisão da CD da Liga e do comité disciplinar da UEFA às costas. É certo que o CJ da FPF está a acelerar tudo ao máximo e pode haver por ali uma surpresa sobretudo no que se refere ao FCP. O órgão dirigido pelo homem que concorreu contra Valentim em Gondomas mas que disse que se assim não fosse votava nele pode baralhar as contas que alguns já estão a fazer. Nesse entretanto, as ameaças já andam no ar e até já por aqui passaram. Estamos tranquilos. O "Big Brother" também...

6 comentários:

Anónimo disse...

Fica aqui, desde já, o desfecho desta história.

Episódio 1 - A UEFA ou iliba já o FC Porto, ou espera pela decisão do CJ da FPF;

Episódio 2 - O CJ vai arquivar o processo contra o PdC e Pinto da Costa

Episódio 3 - O recurso à UEFA, caso
seja preciso, vai obviamente ter efeitos positivos para o FC Porto...e para o futebol Português...se me permitem a ousadia.

Tenho consciência que este texto é "estranho", e destoa de toda a lixarada que foi dita e escrita estes dias todos, apontando sempre para a desgraça azul. As pessoas nem devem conseguir raciocinar ao "contrário", tal foi a "lavagem cerebral".

Continuando...

Episódio 4 - Sendo o processo de PdC arquivado, o FC Porto vai reaver os seus 6 pontos.

Episódio 5 - Estou-me a lembrar de uma pessoa na Liga que é bem capaz de pedir demissão, isto se não for demitida.

Considerações finais:
---------------------
1) Ao contrário do que diz a diarreia mental que os nossos média têm servido ao «pobón», o FC Porto nunca admitiu culpa por não ter recorrido.

2) Já foram apresentados vários pareceres "massacrando" a linda figura que o Dr. Ricardo Costa fez, para gáudio do país "futebolístico".

3) Acho bem que o FCP explore detalhes legais para invalidar escutas, provavelmente mal transcritas e que não provam NADA.

4) O resto virá ao de cima. Aliás, é mesmo inevitável. Em tribunal correm os processos onde todos sabem que não há como provar as acusações que foram feitas.

5) Um dia há de se saber como é que estes processos bacocos envolvendo o FCP foram reabertos, depois de já terem sido encerrados, por não terem ponta por onde se lhe pegue.

6) Como contribuinte, não sei bem o que dizer quando milhares de horas de escutas telefónicas dão como resultado uma conversa para arranjar umas gajas.

7) Se é mau que um árbitro visite a casa de um presidente de clube, também deveria estar à espera do mesmo acesso de indignação pela conversa (essa sim, a condicionar nomeações!) do sr. LFV que já é do conhecimento público.

8) Eugénio...já sabe quando é que começa o Apito Encarnado? E que estando encerrada a temporada 2003/04, é da mais elementar lógica pensar-se que os graves acontecimentos que marcaram a liga desse ano começem a ser investigados.

9) Haverá coragem para isso? - se lá em cima é Palermo, cá em baixo será o quê? Catania?

10) E nessa altura, Eugénio? De onde virão as ameaças?

once disse...

A decisão já foi tomada.

Anónimo disse...

Da-lhes Eugénio !!!
Tudo indica que amanhã, a UEFA irá
fazer aquilo que durante 30 anos,
imensa gentinha, com responsabilidades, neste país, não
só não teve coragem para fazer, como até foi conivente, pelo menos
por omissão...

Aproveitem estes próximos 3 anos,
em que a dieta prescrita vai retirar o inchaço à vossa agremiação, para tirarem um curso
intensivo que atenue a vossa iliteracia..

maiskemaluko disse...

Ó supra-sumo das 23.31, e tu não pertences ao »pobón», ou dado o adiantado da hora, estás um pouco toldado da tola !!!!

Anónimo disse...

Se a estupidez pagasse imposto, o
anónimo das 23 e 31, libertava o povo da sua divida.

Anónimo disse...

in JN:
«Como dizia ao JN um responsável portista, "vamos ter, agora, o primeiro round que pode também ser o último, mas, se não for, então teremos mais dois assaltos, sempre com a esperança de que vamos, num deles, ganhar por KO jurídico.".»

Eugénio, você não quer falar nisto, ou não está presente quando estas coisas são ditas?