AGORA ESTOU AQUI

sábado, junho 07, 2008

Herbert Fandel



Herbert Fandel é alemão e nasceu em 1964 em Kyllburg.Vai arbitrar mais logo o Portugal - Turquia.
Já arbitrou a Final da Taça UEFA 2006 entre o Middlesbrough e o Sevilla .
Fandel em 2007 arbitrou a Final da Chanpions League entre o Milan e o Liverpool.
Professor de piano, é dos mais experientes árbitros da actualidade e será o único a não utilizar o sistema electrónico de comunicação,prefirindo a forma tradicional de comunicar com os árbitros assistentes.
Tem pelo menos uma história que já esqueceu, pois passou momentos de muito aperto numa partida entre a Dinamarca e a Suécia, na fase de qualificação para este Europeu.
Leu bem. Dinamarca-Suécia. Não foi na efervescente América do Sul, nem em qualquer país da Europa mediterrânica. Os habitualmente frios dinamarqueses perderam a compostura com a emoção do 3-3 que prevalecia e explodiram quando Fandel assinalou uma grande penalidade a favor da Suécia. No último minuto da partida.
Um adepto dinamarquês descontrolado, acabou mesmo por o agredir, tendo o jogo imediatamente termiando.



A 17 ª equipa do Euro 2008 é a da arbitragem, que tem como objectivo proteger os jogadores e a imagem do futebol na Áustria e na Suiça.
Hoje chegaram à sua base em Regensdorf e na quinta-feira o Comité de Arbitragem da UEFA reunir-se-á para nomear os árbitros dos primeiros 12 jogos.
Há confiança que as equipas de arbitragem que estarão presentes na fase final são da melhor qualidade de sempre.
Foram seleccionados 44 árbitros para os 31 jogos, que formarão 12 equipas, cada uma composta por um árbitro e dois assistentes, todos do mesmo país com base em bons desempenhos nos jogos das competições europeias e tiveram uma preparação excelente ao longo dos últimos dois anos, estando todos em óptima condição física e não há dúvida de que estão prontos para esta prestigiada competição europeia.
Oito árbitros desempenharão as funções de quarto árbitro. As equipas de arbitragem serão ainda acompanhadas por "quintos árbitros" - um árbitro assistente suplente - para a eventualidade de um assistente se lesionar ou ficar incapacitado para arbitrar numa partida.
Para os jogos nas cidades suíças de Zurique, Basileia e Berna, as equipas de arbitragem deslocar-se-ão de carro no dia do jogo, enquanto um jogo na quarta cidade suíça, Genebra, implicará uma estadia antes e depois da partida.
Para a Áustria, os árbitros viajarão de comboio para Innsbruck na véspera do jogo, e de avião para as outras cidades austríacas, Viena, Klagenfurt e Salzburgo. As equipas de arbitragem serão acompanhadas por observadores, assim como por árbitros em actividade que funcionarão como oficiais de ligação.
Cada árbitro irá, em princípio, arbitrar dois jogos da fase de grupos. Posteriormente, o Comité de Arbitragem da UEFA irá escolher os árbitros para a fase de eliminatórias. Os oito quartos árbitros terminam as suas funções após a fase de grupos, e um dos 12 árbitros do EURO assumirá esse posto em cada um dos jogos dessa fase. Os árbitros receberão dez mil euros por cada jogo que arbitrarem, enquanto um assistente receberá cinco mil euros, um quarto árbitro quatro mil euros, e um quinto árbitro três mil euros.
Nas últimas seis semanas, os árbitros cumpriram um programa de treinos específico Entretanto, os árbitros estudarão ainda as instruções técnicas dadas pelo Comité de Arbitragem da UEFA. Foram instruídos para que ajam firmemente, com o cartão vermelho, perante faltas com utilização de força excessiva que coloquem em risco o adversário - e que punam os empurrões e agarrões dentro da área de grande penalidade antes da marcação de pontapés livres. A simulação será punida com um cartão amarelo por comportamento anti-desportivo, e actos de simulação não detectados pelo árbitro poderão ser punidos posteriormente. Qualquer confrontação de grupo resultará num cartão amarelo para os principais instigadores. Os protestos serão firmemente sancionados.
Os árbitros irão falar com os jogadores e irão respeitá-los, mas também se espera o mesmo respeito de atletas e treinadores.
Os treinadores que ajam de forma responsável poderão intervir dentro da sua área técnica de trabalho, mas se um treinador criticar abertamente um árbitro, será sancionado.

2 comentários:

GeracaoBenfica disse...

Será que temos CASO à vista?

http://geracaobenfica.blogspot.com/2008/06/ser.html

androctonvs disse...

não sei por quê, não consigo comentar o último post

é ótimo ver que há quem goste de Machine Head e Metallica, também por aqui

agradável surpresa :D