AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, maio 30, 2008

OS PRESCRITORES

Surpreendentemente, ou talvez não, muitos são aqueles que acertam a mira numa eventual falta de adequação da actual lei da UEFA que pode afastar o FCP da Champions. Porque, diz-se, os factos de que resultou a acusação da Liga são relativos à época de 2003/2004, ironicamente a temporada em que o FC Porto foi campeão europeu. Já depois de acrescentada a alínea de que todos falam, o Milão, que justificou a adenda, também levantou o caneco!
O que parece estar em discussão é uma mera questão questão jurídica. Isto faz-me lembrar outros tempos, quando dois mortos na China eram, para os nossos jornais, mais importantes que uma pelotão dizimado na savana angolana ou nos mangais da Guiné. A mesma lógica que, sem merecer comentários dos colunitas-vassalos, muitos usaram na defesa dos seus recursos, alegando que os casos já tinham prescrito. Não é um eventual crime que parece estar em causa mas sim a esperteza, saloia ou parola, de conseguir ludibriar a justiça.
Os factos estão aí e podem merecer julgamentos vários. Os tribunais estão a fazer o seu trabalho, a Comissão Disciplinar da Liga fez o seu num tempo recorde, a Federação quer imitiar a sua "afiliada" mas está a tropeçar e os advogados continuam a engordar as suas contas bancárias. Na certeza de que nesta estória da justiça portuguesa uma condenação não assusta ninguém: ou dá pena suspensa ou, caso contrário, o assunto esgotar-se-á sempre de recurso em recurso até ao esquecimento final, sempre com a possibilidade de um qualquer incidente processual poder resolver tudo de uma só penada.
Vivemos tempos difíceis não só porque parece provado que os ricos continuam a enriquecer e que os pobres estão cada vez mais na penúria. No plano moral, está tudo dito quando o principal argumento para a defesa de uma causa é o lapso legal ou o enquadramento jurídico. O que roça a imoralidade sobretudo quando uma sentença não é sequer recorrida.

27 comentários:

Anónimo disse...

1º no Reco Reco...agora aqui no site...
Sr Eugenio,hj,lêr a sua escrita é PROSA p os meus olhos!MTOS..MAS MTOS PARABENS!!Está a despertar(finalmente) o 'monstro' do jornalismo que á em si.. (excepçao aquela do: «Clubismos à parte - ok, assumo o meu: Benfica! » x) entap n era o Leixoes? ;)
De qualquer forma..PARABENS..e Ñ PARE!!!

Abraço amigo.. de um leitor 'benfiquista'

Anónimo disse...

"... a Comissão Disciplinar da Liga fez o seu num tempo recorde..."

3 anos e meio depois é tempo recorde? LOL

Quanto demorou em Itália? Em França? Na Bélgica?

Tempo recorde... LOL

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Clubismos à parte - ok, assumo o meu: Benfica! -, acho que nesta altura do campeonato os talibãs do regime apenas podem dormir sob o conforto de mais uma lei acrescentada pela sabedoria popular às premissas do engenheiro aeroespaecial americano: "as coisas podem piorar, você é que não tem imaginação."

Ok, é isso mesmo. Piorar não pode piorar. Até porque tudo o que tem acontecido ao FC Porto é fruto da delirante imaginação da ex-primeira dama portista, dona Carolina Salgado, dos procuradores Carlos Teixeira e Maria José Morgado, dos inpectores da PJ liderados por Teófilo Santiago e de centenas de escutas telefónicas.

Há portistas que acreditam que não tarda nada e vão acordar deste pesadelo, prontos para ler esta manchete nos jornais: FC Porto tetracampeão.
Autor: EUGÉNIO QUEIRÓS
Data: Sexta-feira, 30 Maio de 2008 - 02:31

Anónimo disse...

Ah grande Matosinhense. Vê-se bem a diferença entre um verdadeiro e um vendido. Um Leixonense a sério pode detestar o Porto, mas também detesta o Benfica. Você é um personagem sinistro.

nandao disse...

Tanto escrita para nada, bastava só dizer isto, o FCP aceitou a pena da Liga, portanto aceitou ser corrupto, porque o fez em 2003/2004 (e não só).

Querem o quê agora?
Só têm de sofrer as consequências.

Agora há perdão para os corruptos?
Se houver, vamos muito mal neste Mundo.

Anónimo disse...

A bossalidade intelectual do tipo zé tuga (Eugénio Queirós) é bem expressa na verborreia que aqui fica expressa.
É este tipo de gente que a coberto de um diploma de jornalista tirado não se sabe bem como, e, servindo-se covardemente, dos OCS, aproveita para atirar pelas costas sempre que a oportunidade se lhe espreita.
Este tipo de gente que cujo apanágio é que vale tudo contra os maus em favor dos bonzinhos que somos nós e os nossos amiguinhos. Gente que preconiza a cada momento o julgamento sumário e a execução imediata.
Gente que, sem duvida, descenderá do ancestral prepotente e inquisitório que ao longo dos séculos fez a regra desta miserável territa onde, por isso mesmo, sempre simgraram e ditaram regras os incompetentes, os pedantes, os petulantes, os ignorantes, os inescrupolosos e outros lacaios ao serviço de gente bem instalada no poder, como ressalta bem do caso presente.
A lei do posso quero e mando e a estirpe da PIDE prevalece. A revolução neste paizito ainda está para acontecer...

Antonio

Anónimo disse...

"bastava só dizer isto, o FCP aceitou a pena da Liga, portanto aceitou ser corrupto, "

de onde saiu esta figura ?

Anónimo disse...

Anónimo das 14:04 disse tudo...

dragao vila pouca disse...

Ó Eugénio porque gostas do vermelho?
Eu digo-te pessoalmente.

João Português disse...

O tipo de argumentação do amigo Geninho, é cabalmente explicado pelo seu fervor benfiquista. Claro, que nesta cruzada patriótica, V. e outros amanuenses do género, só têm um fito: que o FCP seja o mais punido possível pela UEFA, para regozijo catártico dos vossos insucessos dentro de campo.
Gostava que soubesse, que o desprezo intelectual que V. me merece, prende-se, em primeiro lugar, com o facto da sua escrita ser autenticamente um atentado ao bem escrever. Também com a sua falta de pudor e vergonha intelectual, conseguindo falar sempre contra o FCP, e nunca, contra o SLB.
Gostava que me respondesse...:
O Nuno Assis fez a sua melhor época, quando o benfica foi campeão. Pouco depois, deu positivo nos testes de doping, sendo portanto, justo considerar que o campeonato ganho pelo SLB está inquinado pela distorção da verdade desportiva. Porque não estrebucha V. para este lado?
Já reparou que quase todos os casos de doping recentes passam pelas bandas da Luz?
Aprenda a escrever, ganhe vergonha... Não precisa de mudar de clube para o fazer!

maiskemaluko disse...

Se queres ver um ignorante, olha o antonio, se queres ver um incompetente, olha o antonio, se queres ver um petulante, olha o antónio, se queres ver um pedante, olha o antonio, se queres ver um inescrupuloso (será que existe), olha o antónio !!!! hahahaha

Anónimo disse...

"No plano moral, está tudo dito quando o principal argumento para a defesa de uma causa é o lapso legal ou o enquadramento jurídico."

Desculpe lá...você acordou para esta realidade agora? por onde tem andado? em que área de actividade neste país - para não dizer tb nos outros - é que você não tem situações dessas, onde processos fecham por causa disso mesmo? (está com algum receio que algo do género aconteca aí em alguns processos que conhece?...)

- - -
"O que roça a imoralidade sobretudo quando uma sentença não é sequer recorrida."

Recorrer de uma palhaçada? Diga lá..o que chateia é não perceber o que o FCP vai fazer não é? vá lá, admita...

Anónimo disse...

O Prof.Meirim,disse isto ?

José Manuel Meirim, especialista em direito desportivo, explicou ontem que, caso a UEFA chegue à conclusão de que o FC Porto não tem condições para competir nas provas europeias em 2008/09, o emblema azul e branco terá a possibilidade de recorrer da decisão, primeiro para um comité interno da UEFA - uma espécie de Conselho de Justiça da Federação - e, caso tal não resulte, ainda para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS). Só este último, sedeado em Lausana, na Suíça, terá, então, uma resposta definitiva sobre o assunto, sem possibilidade de mais recursos. "Como o caso tem repercussões na Liga dos Campeões e na Taça UEFA - e, saliente-se, caso o FC Porto venha a ter necessidade do recorrer -, estou certo de que as instâncias competentes irão ser rápidas e dar um veredicto antes do início das referidas competições", sustentou

O professor de Direito Desportivo, apesar de adepto Benfiquista reiterou a opinião que já no passado dia 15 de Maio, quando o caso foi detalhado. "Nenhum novo elemento me levou a mudar de opinião. Do ponto de vista jurídico, continuo a não ver qualquer fundamento para que o FC Porto seja impedido de participar na Liga dos Campeões", declarou, expressando mais uma vez a convicção de que um acto cometido há quatro anos não pode ter agora quaisquer efeitos práticos. O professor vai mesmo mais longe, caso a UEFA retire o FCPORTO da Champions, o FCPORTO tem legitimidade de "obrigar" a UEFA a retirar os pontos amealhados pelos Campeões Nacionais desde 2004, o que atiraria Portugal para o meio da tabela, e consequente perda dos lugares de acesso à Liga dos Campeões e UEFA, assim Sporting será obrigado a participar na 2ªeliminatória de acesso à Champions e Vitória Guimarães passaria para a taça UEFA, sendo que o terceiro representante português poderia ser o FCPorto (finalista Taça Portugal) que passaria para taça UEFA, deixando o Benfica de fora. caso a suspensão do FCPorto seja de todas as competições, o terceiro representante português teria de ser decidido pela federação entre Benfica (4ºclassificado) e V. Setúbal (vencedor da Taça da Liga) e ambos semifinalistas da Taça de Portugal.

Anónimo disse...

GRANDE artigo...
Hoje até o Reco Reco(como diz o anonino 14:04) comprei!
Vai lá vai...o sr Eugenio de 'subito' surpreendeu me com a sua fabolosa escrita(ou palavreando o meu 'colega')..PROSA!!! :)))

Os morcões estao todos (se me permite)BORRADOS!E pela primeira vez(41 anos) vejo JORNALISTAS...SEM MEDO!!!
sr Eugenio...esta a ser EXEMPLO!(a par do sr Marinho)
que Deus vos dê força...e que NUNCA DESISTAM!!!

Abraço de um amigo que o acompanha desde o tempo da «gazzeta»...mas que AGORA esta realmente a ficar seu fã ;)
[]]]


P.S...esqueci me...BENFICAAAAAAAAAAA!!!!!!!

Anónimo disse...

Este Pais, e mesmo feito de gente mesquinha, alguns que nao se sentem bem nele emigram e conseguem ter sucesso que nunca conseguiram no seu proprio Pais.
Como sempre, por inveja, trata-se de arranjar alguem que sirva de exemplo para as injusticas e atrocidades que se pratica na generalidade por todo o Pais. Pinto da Costa que desperta essa inveja pelo seu sucesso, teve de ser o escolhido neste caso, outros tiveram de lhe seguir para nao ser excepcao, mas esses nao tem interesse para o fim em vista. Outros houve que haveria materia para serem investigados, mas como eram do "regime", nao podiam fazer parte do "sistema" e ate aparecem como herois, comprando testemunhas que se tornam escritoras. Enfim um Pais de mediocres, que por isso se vai tornando no mais atrasado da Europa.
Basta olhar para o adepto benfiquista e reparar nos seus tiques para ter a caricatura do que pior ha no tipico triste portuguesinho.

Arquivo Vivo disse...

Tu tiveste o atrevimento de, entre
outras verdades incontestáveis, escrever:
"O que roça a imoralidade sobretudo quando uma sentença não é sequer recorrida"?

O que é que te aconteceu?

Tás pedrado?

Tás cansado da vida com o aumento
dos combustíveis?

Invocaste a "Lei Webster" para te
livrares deles?

O "MacFlato" começou a pôr minhocas
nos croquetes?

Estás a saltar da barcaça, porque
o afundamento é irreversível?

Ó homem, estou carregadinho de dúvidas, mas se não foi nada disso
e foi, finalmente, a tua consciência que te levou a perceber
que nenhum "cancro" é eterno, então
pá, tens direito a uma segunda oportunidade.

Até lá, toma cuidado que eles não
perdoam e vão reagir como "ratas
encurraladas".

atirador especial disse...

Existe algum problema, gostar do vermelho ??? é cada matarruano.

maiskemaluko disse...

Matarruano ?? a maior parte destes postadores são militantes da estupidez !!! existe uma pergunta a ser respondida o resto é folclore: O F.C.P. FOI CONDENADO POR CORRUPÇÃO, NÃO RECORREU DA DECISÃO, PORQUÊ ??? aceitaram pacificamente o labéu de corruptos, portanto deixem-se de tangasm, e andar a culpar este e aquele.

Anónimo disse...

Então deliciem-se com isto:

portugueses, assinado por Manuel da Costa Andrade, professor catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, concluindo-se que a estratégia dos dragões para conseguir a absolvição do presidente da SAD assenta em três aspectos fundamentais: a impossibilidade de utilização de escutas telefónicas num processo disciplinar desportivo; a falta de credibilidade das declarações de Carolina Salgado, num contexto de comprometimento com a perseguição ao arguido;a fragilidade do acordão da CD da Liga que serviu para condenar Pinto da Costa.

Ricardo Costa, presidente da CD e professor assistente na mesma Faculdade em que Manuel da Costa Andrade é catedrático, é especialmente visado no parecer, acusado de ter condenado o presidente do F. C. Porto "sem provas susceptíveis de sustentar, no respeito pelos princípios constitucionais do princípio 'in dubio pro reu', a imputação ao arguido de qualquer facto ilícito, disciplinar ou outro".

As críticas a Ricardo Costa são particularmente duras, entendendo-se no parecer que o acordão da Liga valorou o princípio da presunção de culpa, e não o da presunção de inocência. "Na certeza de que julgar é um exigente exercício de renúncia e despojamento e não a gratificante e narcisista exibição de troféus de caça, sob os holofotes a aureolar um inebriante e 'inesquecível' momento de glória", escreve Manuel da Costa Andrade, referindo-se à conferencia de imprensa em que o presidente da CD da Liga anunciou a condenação de Pinto da Costa. "Já causa mais angústia e quase arrepio a serenidade autocomplacente com que se argumenta que os arguidos não podem negar a existência das conversas interceptadas. Para evitar lastros desproporcionados de hipérbole, limitar-nos-emos ao mínimo.

E a lembrar que aí está uma afirmação que os Torquemadas da Inquisição não desdenhariam. Também eles fizeram história (triste) sobre a tranquilidade e a serenidade de que os acusados, afinal, não podem negar a existência das conversas", acrescenta o catedrático, num ataque cerrado a Ricardo Costa.

Este parecer, já enviado ao Conselho de Justiça da FPF, juntamente com outro assinado por Damião Cunha, professor de Direito do Processo Penal da Faculdade de Direito do Porto, a que se juntarão mais dois a enviar nos próximos dias, pretende desmontar o acordão, argumentando que, sem a possibilidade de utilização de escutas, restavam à CD as declarações de Carolina Salgado para chegar a uma condenação de Pinto da Costa.

Relativamente à impossibilidade de utilização das escutas telefónicas, Manuel da Costa Andrade escreve que o processo disciplinar da Liga "consegue pela porta de trás o que a Constituição lhe veda pela porta da frente, subvertendo o direito processual penal, degradando-o de um ordenamento preordenado à protecção de direitos fundamentais, num entreposto de contrabando de escutas para o processo disciplinar, e fugindo à vigilância da Constituição da República".

Sobre Carolina Salgado, lê-se no parecer que "não tendo esse depoimento sido controlado pela defesa nem corroborado por outras provas, a sua credibilidade é nula.

A sua valoração seria ilegal e inconstitucional". "Retiradas as escutas, todo o edifício probatório da CD fica suspenso e preso pelo fio das declarações de Carolina Salgado. Um fio, por sua vez, muito ténue, mesmo irrelevante, sobretudo se desguarnecido da indispensável corroboração que só as excutas poderiam assegurar", diz o catedrático.

por Nuno Amaral

@ http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Desport … _id=952612

Anónimo disse...

maiskemaluko disse...

Matarruano ?? a maior parte destes postadores são militantes da estupidez !!! existe uma pergunta a ser respondida o resto é folclore: O F.C.P. FOI CONDENADO POR CORRUPÇÃO, NÃO RECORREU DA DECISÃO, PORQUÊ ??? aceitaram pacificamente o labéu de corruptos, portanto deixem-se de tangasm, e andar a culpar este e aquele."

Por esta forma de pensar o Vale e Azevedo é inocente, pois recorreu sempre de todas as acusações que foi alvo.
Haja paciência para tanta...

Anónimo disse...

E a "CLUBITIZAÇÃO da JUSTIÇA" de que falava Rui Santos prejudica quem?!...

maiskemaluko disse...

nony das 16.57, reparei que és o supra suma da est.... deixa-te de tangas e deitar terra para os olhos do andrades e responde:
Porque é que o pintinho recorreu e o clube não ??? o resto é musica.

Anónimo disse...

resposta ao maiskemaluko

Não vou perder muito tempo
Mas explico:

O FCP não recorreu porque sabia que o seu recurso seria ou indeferido ou então retardado para data em que os seus efeitos já não se fizessem sentir.
Por outro lado quer fosse condenado quer fosse absolvido só iria adiar a resolução da questão e ainda iria descontar os 6 pontos, caso fosse condenado, num campeonato posterior em que poderia precisar deles para o vencer.
Quem diz que o FCP fez mal em não recorrer ou é ignorante ou mal intencionado, ou as duas coisas juntas. Já que se o recurso de Pinto da Costa for ganho ele vai servir para ilibar também o FCP e nunca poderia ser de outra forma.

sinthomas disse...

Isto faz-me lembrar todo o tempo, desde Salazar, quando o Benfixca passa o tempo em desleais cunhas.

E nunca vi maior descaramento, se não quando, por usar da secretária, o mesmo cunha desleou o Gil Vicente.

E porra, então, que é vígaro, o gajo. Ele e o patrão da irmandade, com parte grande da famelga, ao que se consta.

Mesquinhos, que não hão-sde longe muito tempo, se deus há nos céus e na terra um morgado ricardino, que é dizer, honesto.

maiskemaluko disse...

resposta ao anónimo das 21.54

Agradeço o seu precioso tempo, não concordo com a sua explicação, mas
respeito.

maiskemaluko disse...

Para o anonimo das 21.54

Peço perdão, mas esqueci-me de um pormenor da sua explicação que me deixou curioso e vou citar:

o FCP não recorreu porque SABIA que o seu recurso seria indeferido, ou retardado.....

SABIA como ? através do prof bambo, do mestre alves ou do bruxo de fafe ???