AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, maio 07, 2008

Fazer cumprir horário dos jogos


Falta uma jornada para terminarem as duas competições organizadas pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional.
As nomeações da Comissão de Arbitragem vão ter em consideração os vários jogos em que vai estar em disputa o acesso à Liga dos Campeões, a despromoção e a promoção. No aconselhável diálogo e interligação existente entre o presidente Vítor Pereira e os árbitros, era aconselhável focar um dos aspectos que nesta altura dá credibilidade à competição o início dos jogos à hora marcada.
A organização, em termos regulamentares, já promove o início dos jogos à mesma hora. Ao longo do campeonato, porém, verificou-se que mais de 90 % dos jogos não começaram à hora marcada. Nesta última jornada, chegou-se ao ponto de existir uma diferença de oito minutos entre o início dos jogos Paços de Ferreira-Sporting e Belenenses-Guimarães e de cinco minutos entre a partida na Capital do Móvel e o Estrela-Benfica.
Sendo a Comissão de Arbitragem liderada por um experiente árbitro em competições da UEFA e FIFA, era importante planear uma forma uniforme de iniciar todos os jogos à hora marcada na próxima época, à semelhança do que acontece nas provas UEFA.
Nem que, em consonância com a Comissão Disciplinar, se proponha a aplicação de multas pesadas pelos atrasos, a exemplo do que já se pratica nas provas da pela Federação Portuguesa de Futebol.
E, já agora, estas multas poderiam reverter a favor dos diversos Núcleos de Árbitros de Futebol espalhados pelo país, de acordo com um protocolo a assinar com a Liga de Clubes, que ministram formação nas suas instalações a árbitros de outros campeonatos que um dia exercerão a actividade nas ligas profissionais.

6 comentários:

PPA disse...

Zé, tu bem sabes do que eu tou a falar!

dragao vila pouca disse...

Ó Zé sabes-me explicar como é que o Jorge Sousa, depois daquela miserável arbitragem do Restelo, vai arbitrar o Benfica-Setúbal?
Um abraço

Seneca disse...

O Estrela da Amadora-Benfica começou mais tarde 8 minutos. Por incrível que pareça os jornais deram muito pouca importância ao assunto. Não houve explicações para ninguém quando isso pode ter consequências muito graves.
Lembram-se quando há três ou quatro épocas atrás o FC do Marco, no último jogo do campeonato entrou em campo com um atraso de 20 minutos? Pois é, também todos se lembram que depois de muito julgamento, tanto a Liga como o Conselho de Justiça da FPF deliberaram que o clube marcoense descia de divisão e este foi mesmo despromovido. Mas, parece que no nosso futebol uns são filhos e outros enteados

Anónimo disse...

http://www.sporting.pt/Info/Futebol/Noticias/noticiasfutebol_futsadcomunicado_070508_42955.asp

Anónimo disse...

Parece, Séneca?!...Este silêncio ensurdecedor da imprensa desportiva sobre o assunto só prova à evidência que os jornais desportivos, especialmente os dois da capital, continuam subordinados aos interesses de um dos clubes intervenientes no atraso na entrada em campo. Ora imaginem lá se a coisa se tivesse dado para interesse do Porto ou do Sporting...Por muito que nos queiram atirar poeira para os olhos...

Anónimo disse...

Quem esteve na Amadora viu a equipa do Benfica pronta a entrar em campo a horas, se alguém se atrasou terão de ir verificar mas não foram os jogadores de ENCARNADO