AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, maio 14, 2008

E ESTA?

Uma manchete...arrojada.
Fonte: Cunha Leal, o ex-director executivo da Liga.
Tese: o FC Porto pode ser excluído da Champions com base na alteração regulamentar do Regulamento de Competições da Champions após o Calcio Caos.
A certeza: o FC Porto não recorreu da pena de corrupção desportiva (na forma tentada)-
É, para já, uma hipótese teórica.
Aguarda-se reacção da SAD portista.
Não vou dizer mais nada.
Apenas deixo a pergunta: 6 pontos podem custar 6 milhões?

Eis o texto do artigo sobre os requisitos exigidos aos clubes para se inscreverem na Liga dos Campeões:

d) it must not be or have been involved in any activity aimed at arranging or
influencing the outcome of a match at national or international level;

22 comentários:

Joni disse...

Ainda bem que houve o caso calcio caos... assim mudaram a lei... ainda bem que o FCP nao recorreu e que a BOLA deixou esta noticia para depois de expirar o prazo de recorrer da decisão. ainda bem :):):):) Pode ser que quem ri por ultimo ria melhor, e nem a UEFA este ano tenham! Vamos esperar para ver!

cumps
Joni

Anónimo disse...

nao posso deixar de reparar no timing desta estrondosa primeira pagina, logo no dia a seguir a terminar o prazo, ja com testemunho do leal, enquadramento, background, etc.

e o "wishful thinking" em todo o seu explendor.

mas o clube em questão foi campeão estando envolvido em actividades dessas? na epoca 2007/08?

esta para provar em 2003/04, que eu saiba. Mas se calhar a FPF ainda pede à UEFA "retroactivos", porque afinal aqui somos todos pessoas de bem. É só rir.

Repórter H disse...

A acontecer seria a chamada Justiça Poética?

Anónimo disse...

Então isso significaria que o Milan nunca mais podia participar na champions...estupidez pegada

Anónimo disse...

Só para os ver a espumar, gostava que fosse verdade.

Anónimo disse...

Se a fonte é Cunha Leal, então podem crer que é fidedigna no Elefante Branco, só!

Anónimo disse...

Depois de ler o «Apito Durado, toda a historia»... começo tb a seguir atentamente o seu blog!

Os meus Parabens pelo blog..

Abraço,de um Benfiquista(que ama asima de tudo,o DESPORTO)

aNNóNNimo disse...

O "Papa" é um verdadeiro poliglota!
O papagaio como grande intérprete das "línguas" sem regras, e com a preciosa ajuda dos avençados, depressa tentará "enrolar" a língua!

Anónimo disse...

Rapaz....Se reperares nos regulamentos, les que so seria impedido se estivesse ligado a corrupcao no ano anterior que dá acesso Liga Campeoes...Percebeste não?!!

Mas como falas só da boca para fora sem saber e vais pelo que outros energumes escrevem a anos, nao se pode esperar nada de vós...

Tens um blog para dizer muito mas dizes sempre pouco e mal, e quando dizes algo que vala a pena, levas depois nas orelhas...ahahahah

Ricardo disse...

Alguém acredita que essa situação possa ocorrer? O Porto faz parte lá do grupinho dos 14, os amiguinhos. Ninguém na UEFA seria capaz de avançar com essa decisão. Mas faz-se uma capa n´"A BOLA", os benfiquistas compram, o país fica à espera de que haja alguma justiça digna desse nome para esse clube que subiu a pulso, através da corrupção, e no fim... lá os veremos no grupo da Champions. Não vale a pena querer justiça. Já desisti há muito tempo. Ao que não deixo de achar graça é à forma como os adeptos do Porto vêem o seu Presidente defender-se em tribunal, sem defender o clube. O egoísta defende o próprio nome, deixando o nome do clube para sempre humilhado pela corrupção. E os carneiros baixam a cabecinha e defendem o seu grande presidente. Carneirada, carneirada. Mééééééé

Haja Rui Moreira e outros (poucos) para serem excepções e gente com valores, acima das vitórias a todo o custo.

Anónimo disse...

O regulamento é claro: ...must not be or have been involved... Quem percebe inglês fica esclarecido.

Champions, só para o ano.

Anónimo disse...

A bola, orgão oficioso do slb, depois de prometer investimentos grandiosos de 60M€, dar como cero o D. Sebastião Eriksson - qual novo camacho - e, no dia em que este diz não à instituição, tinha que desviar as atenções com esta contra informação.
Já agora ouçam o J.M. Meirim, jurista cima de qualquer suspeita, e ainda por cima benfiquista, sobre o tema.

Anónimo disse...

das duas uma ou é sancionado referente ao ano em questão 2003/2004 e fica sem o titulo de campeão europeu ou é sancionado sobre esta época que acabou isto pq a decisão saiu antes do fim desta época (de que forma é que a UEFA pode agir não sei!)
Agora sancionar em relação á proxima época não me acredito

Anónimo disse...

Alguém quer dar uma prenda ao Rui Costa pelo fim da carreira, eu como Português acho bem, sempre que o SLB não conseguir desportivamente acesso à Champions deve substituir algum dos clubes que no campo o conseguiram, é de interesse publico...

Tenham juizo e olhem pelo vosso clube, enquanto se preocupam com apitos levam 20 pontos e ficam todos contentinhos tiram 6 pontos ao FCP por causa do apito.

Vitor disse...

Ó burro é acima e não asima,irra.

mon amie disse...

Eh,
quem souber Inglês
percebe, O Sven Ericsson
disse não, não quero o benfica
eo Benfica respondeu "já não
quero o Ericsson", fdp,
como na raposa e as uvas,
tão verdes, tamém na quero!

Este Benfica é o, o,
quem adivinha? é o máximo,
e o correio da manha e o
24 delas e a Bola!

Além de mim e do Ogénio.

Anónimo disse...

José Manuel Meirim
"Contam as acções da época anterior"
José Manuel Meirim, professor de Direito Desportivo e conhecido comentador da matéria, entende que o FC Porto não deverá ser impedido de participar na próxima edição da Liga dos Campeões. "Aqui a questão é de interpretação desta norma. Para mim, as acções que contam para a alínea d) do artigo em causa são as referentes à época nacional anterior", disse a O JOGO, acreditando, portanto, que um acto cometido há quatro anos não pode ter agora efeitos práticos. "É uma opinião pessoal e admito que possa não estar correcta", afirma, fazendo questão de frisar que é "adepto do Benfica". "Mas o Direito não tem cor. Não é encarnado, nem verde, nem azul e branco..."
Meirim esclarece que a alínea apenas entrou em vigor em 2007/08, criada como consequência do chamado caso "Calciocaos". "Apareceu porque a UEFA quis dar resposta ao que se passou e não tinha nenhuma norma regulamentar para um caso como o do Milan", lembrou.







LEAL AMADO: "Alínea não abarca a época 2003/04"

Numa opinião "provisória", resultante apenas da consulta dos regulamentos a pedido de O JOGO, João Leal Amado, professor de Direito do Trabalho Desportivo em Coimbra, entende que a alínea d) não pode impedir o FC Porto de participar na próxima Liga dos Campeões. Para defender esse ponto de vista, salvaguardando sempre que "não é um assunto líquido", recorre a dois argumentos: a difícil retroactividade do critério acrescentado pela UEFA, na época passada, ao regulamento da Champions, e o âmbito do próprio regulamento.
"Numa primeira análise", diz, "não vejo motivos para impedir a participação do FC Porto na próxima Liga dos Campeões. Com essa reserva de ser uma opinião provisória, o regulamento parece-me ter uma lógica anual, de competição, destinado a sancionar as equipas que na época anterior tenham falseado a verdade desportiva ou viciado os resultados. No exemplo em causa, as condutas remontam à época de 2003/04. Nenhuma diz respeito a esta temporada. É um primeiro argumento que me parece válido".
Mas é o segundo argumento que João Leal Amado mais elabora, por pôr em causa princípios sólidos do Direito. "Mesmo que se entenda que a alínea d) pode abarcar condutas mais antigas do que as da época imediatamente anterior à inscrição, o regulamento foi aprovado apenas agora, para 2007/08. Aplicá-lo no caso do FC Porto, referente a 2003/04, seria de uma retroactividade que, não sendo impossível de um ponto de vista jurídico, é dificilmente defensável. Teria dúvidas se os factos ocorressem agora, já com a alínea em vigor, e houvesse uma sentença dentro de dois ou três anos, mas assim, não dizendo que seja impossível, julgo que não há razão".
João Leal Amado deixa, contudo, uma previsão avalizada: "Com certeza, há margem para correr muita tinta."

João Português disse...

A Bola actual é um jornal indigno de quem o fundou. Esta malta, que lá escreve, ao melhor estilo "amanuense", faz tudo para entreter os 6 milhões. Para não se falar no fracasso da contratação de Erikson, uma quimera na primeira página.
Confundir desejos com notícias, não é jornalismo. É no máximo dos eufemismos, servilismo rasteiro.
O que esses sebáceos pasquineiros não conseguem perceber, é que ao irem alimentando esse dia-a-dia de intriga, escárnio, sem nunca tentarem ir ao âmago do insucesso benfiquista, só nos torna a nós PORTISTAS, cada vez mais fortes.

O medo é cada vez maior. Não conheço um benfiquista, que conte num futuro próximo, ver o seu clube ganhar títulos. Preferem ver a nossa "justiceira" Mizé Tung, utilizar dinheiros do erário público para patrocinar "estilo de vida" e "protecção" a mandantes de tareias, que por acaso, também já foram(?) prostitutas.

Fala-se à boca cheia, dos cafés com leite, e outras alarvidades que tal. Mas quem pensar que é apenas no norte de Portugal, que se fazem negócios em casas de putas, que abra os olhos e procure por elefantes brancos na capital.

P.S. É delicioso ver benfiquistas anónimos dizerem que "ASIMA" de tudo amam o desporto. Apraz-me dizer, que a língua mãe é que eles não amam de certeza. Ainda assim, não surpreende.

Anónimo disse...

Tenham calma. A UEFA vai falar e como é logico há leis bem claras.
Todos os envolvimentos são condenados e a decisão é de agora.
Calma....

Anónimo disse...

Estes benfiquistas são do pior, nem sequer vergonha têm!!! O 4º lugar é melhor classificação de sempre a mais de 20 pontos do primeiro!!! Como se isto não chegasse andam eufóricos com a descoberta, de outra ave rara fenfiquista, convencidos que ainda podem ir à liga dos campeões, é mesmo não TEREM VERGONHA!!!

Doze disse...

ah e tal, não vale gozar a linguagem deles.
deve ser fruto das sopas de cavalo cansado que comeram em putos.
o alcool roeu-lhes a cabecinha toda, tadinhos

Anónimo disse...

Parabéns pelo blog, apesar de ser um pouco 'avermelhado'.
Em relação a este caso, como Portista, confio na inteligência do backoffice azul e branco.. talvez se o FCP tivesse recorrido haveria motivo para a exclusão. Deste modo quem merecidamente ficou afastado da champions, conseguia lá chegar..ironicamente á custa dos pontos conseguidos pelo clube arredado. O papel de queixinhas, assenta na perfeição a uma instituição que já mostrou estar para além da validade..
O lugar dos campeões é na Champions, o lugar dos derrotados, pelos vistos, é nos 'sonhos'. Um abraço para o sempre imparcial e isento (e já agora mt sério) Exmo. Sr. Dr. Cunha Leal.
Que choradeira..