AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, maio 14, 2008

Apito Final


Será que a Comissão de Disciplina da Liga poderá dar um passo importante para quem gere ou vai gerir no futuro o sector de arbitragem?
Isto porque irá propor que as falhas no Regulamento Disciplinar sejam corrigidas.
O Apito Final decretou castigos severos para árbitros e ex- árbitros, por corrupção desportiva, mas, durante a investigação, verificou-se que vários árbitros, alguns observadores e árbitros assistentes tiveram actuações que merecem a mais viva reprovação e censura.
As práticas de tráfico de influência não correspondem a ilícitos nos regulamentos, sendo a razão por que não forampunidas.
E não é possível ficar impune, quando existe prática abusiva.
Este regulamento, que deve ser alterado, também é muito severo em relação aos árbitros, já que lhes aplica penas de corrupção desportiva sem que seja necessário provar que houve adulteração da verdade desportiva, enquanto que, para os dirigentes e, por consequência, para os clubes, obriga a que tal seja demonstrado, o que, como se sabe, é muito difícil.
Também não há paralelismo entre quem corrompe e quem é corrompido, o que é manifestamente injusto.
Houve clubes e dirigentes que foram punidos por corrupção tentada não consumada e os árbitros punidos por corrupção consumada pelos mesmos factos.
É mais uma das situações que estes regulamentos desvirtuam e vamos agora esperar que a Comissão Disciplinar da Liga proponha a alteração do Regulamento Disciplinar da Liga, propondo aos clubes a previsão de novos ilícitos disciplinares, a fim de que estas práticas não fiquem impunes e que todos sejam punidos de igual forma.
Será mais justo....

8 comentários:

manela disse...

By other side,
e se um figurão não te grama
e quer mostrá-lo na prática
e te acusa de corrupto,
mesmo sem prova provada,
a ti, que arrebiatas,
ou ao teu clube de estima,
que mais geral é o Benfica,
e ao menos te cai o Ricardo,
R Costa, vais ver, tu nada
fizeste, é mentira, bem sei,
sabemos todos, mas, mau como
ele é, tu tás fodido.

Na, não?
És do Benfica?
Nhm Nhm, é bem bisto!

PPA disse...

Caros leitores e colegas, respondam com sinceridade!

Todos sabemos que Augusto Duarte foi a casa de Pinto da Costa na véspera de arbitrar um jogo onde o FCP foi interveniente; o próprio Pinto da Costa já o admitiu.
Nem vou agora dizer se o comprou, se lhe deu dinheiro ou outras coisas, fico-me pelo FACTO filmado, gravado, provado e admitido: Augusto Duarte foi a casa de Pinto da Costa na véspera de arbitrar um jogo onde o FCP foi interveniente.
Agora faço a seguinte pergunta:
O que achavam se tivessem um julgamento vosso a decorrer em tribunal e o Juiz desse julgamento fosse a casa de um dos advogados intervenientes no julgamento que o mesmo Juiz iria julgar no dia seguinte?
Aceitam-se comentários (e até desculpas esfarrapadas).
OBRIGADO

http://bola-na-trave.blogspot.com/

nandao disse...

Esta imagem até arrepia, mas esse jogador que fez a falta e que colocou o Eduardo do Arsenal com a carreira em risco leva 3 jogos de suspensão, o Bynia que apesar de ter uma entrada duríssima teve a felicidade de não lesionar o adversário, mas este levou 6 jogos de suspensão!

2 pesos, 2 medidas, que palhaçada esta este futebol nacional e internacional.

Por cá, levam jogos de suspensão quem faz gestos obscenos, os que agridem levam multas!

Hercule Poirot disse...

Ora bem, os árbitros estão a descobrir agora o caso Melancia. O Rui Mateus (corruptor) foi preso e o Melancia (corrompido) foi absolvido e fez um hotel e um campo de golfe em Castelo de Vide. Bela reforma! A 29SET1994 foi publicada a Lei 36/94, cujo artigo 9º. diz que, no crime de corrupção activa, o Ministério Público pode suspender provisoriamente o processo, desde que o arguido concorde e tenha sido ele a denunciar o crime ou a contribuir decisivamente para a descoberta da verdade. Ou seja, se quem corrompeu vier denunciar o crime ou contribuir para que se descubra a verdade, o Ministério Público nem sequer o acusa: suspende-lhe o processo, normalmente com a condição de o corruptor entregar uma quantia a uma instituição de solidariedade social, num certo prazo; se o corruptor cumprir, o processo, no que lhe diz respeito, é arquivado, e prossegue só para julgamento do corrompido. Isto é lei geral deste país, de aplicação obrigatória para o Ministério Público. Foi feita assim para tornar mais eficaz o combate à corrupção, porque se concluiu que, sem a colaboração do corruptor, é muito dificil condenar o corrompido. Ou seja, deixou-se ficar a condenação da corrupção activa por uma coisa simbólica. Isto porque, para a lei, a corrupção passiva é muito mais grave. Basta ver que, no código penal, a corrupção passiva para acto lícito (por exemplo, um médico aceitar que um laboratório lhe pague viagens para receitar o medicamento daquele laboratório) dá prisão até dois anos ou multa até 240 dias, enquanto que a corrupção passiva para acto ilícito (um médico aceitar que um laboratório lhe pague viagens para receitar medicamentos de que os doentes não precisam) dá prisão de um a oito anos. A corrupção activa, se for para acto lícito, dá prisão até seis meses ou multa até 60 dias, e se for para acto ilicito dá prisão de seis meses a cinco anos. Ou seja, é mais punido quem se deixa corromper do que quem corrompe. Claro que no desporto não havia de ser diferente: são mais punidos os árbitros do que os dirigentes dos clubes, porque a arbitragem é uma profissão com um estatuto deontológico próprio, enquanto o dirigismo não. Os árbitros sabem bem que têm normas deontológicas a respeitar. Por isso são eles que cometem a infracção mais grave e por isso não entendo esta lamechisse dos árbitros de andarem a dizer que são punidos mais severamente do que os dirigentes: só mostra que afinal os árbitros nem sequer interiorizaram as normas deontológicas do seu estatuto. O que é grave.

ricardo disse...

Porra, ó Eugénio, tira lá essa foto, por favor...

dragao vila pouca disse...

Parece que o Leo renovou pelo Benfica por 2 anos.Fica um, podiam ser muitos mais, comentário sobre o que diza um benfiquista num post de há meses atrás que publicaste:

nandao disse...

"Realmente o problema está na carteira, não no BI mas mais propriamente nas notas a receber ao final do mês.

Que vá para o FCP, que tenha toda a sorte do Mundo, ao Benfica só lhe resta agradecer todo o seu profissionalismo.

Sem dúvida um bom acto de gestão do Benfica não olhando a "brasucas chulos". Coisa normal neles.
Apostem no Sepsi como titular da equipa, a moiro promessa Romena já mostrou que tem imensa qualidade e mais, pode dar um retorno financeiro bem superior a anos de ordenado ao Léo.
Força Sepsi.

PS: Até gostaria de te ver no FCP a chular os tripeiros que estão cheios da grana à custa do Apito, se realmente queres chular, vais para o clube certo.

Sem comentários

nandao disse...

dragao vila pouca, tu agora surpreendeste-me, até guardas os meus comentários, fico muito lisonjeado ;)

O que se passou na altura com Léo, falava-se que queria ir embora, porque o Benfica não lhe dava o contrato que ele queria, eu agradeci o profissionalismo dele, mas caso fosse para o FCP, que fosse e que chulasse bem o Pintinho, pois vocês tÊm muito guito.

A situação do Léo, não se´ra idêntica actualmente ao do Paulo Assunção?
Ainda vai o diabo tece-las!

Ricardo disse...

o dragão vila pouca tem tudo em arquivo. Tudo guardadinho para quando a situação se propicia. Ou mesmo quando não se propicia, como foi o caso agora e aqui. É a tal coisa: há que ter uma defesa qualquer. Com a nojeira que sai dos dirigentes do seu clube a única forma é estar constantemente a atacar os outros. Ó vila pouca, deixa lá isso. Faz como os outros: finge que não é nada. Moral para quê, afinal de contas?