AGORA ESTOU AQUI

terça-feira, abril 01, 2008

A VERDADE DAS MENTIRAS

Quis o destino que na véspera do tradicional Dia das Mentiras se soubesse que FC Porto, Boavista e União de Leiria correm o risco de sofrer sanções por parte da Liga de Clubes. Tudo a propósito da "embrulhada" conhecida por "Apito Dourado" que, pelos vistos, parece estar na fase decisiva, tanto nos órgãos que gerem o futebol, mas também nos tribunais regulares.Como sempre refiro quando abordo este tema, não faço ideia se os nomes (instituições e pessoas) em causa cometeram infracções, embora tenha de dizer que não acredito (há muito) num futebol português imaculado. Aliás, desconfio que poucos serão os emblemas que, pelo menos uma vez, não tenham "pisado o risco". Da mesma maneira que penso ser improvável que alguém nunca tenha sido prejudicado. Tal como se diz da guerra, também este meio é propício a "dar" e "levar".Mas, independentemente do que seja apurado e decidido (condene-se quem o mereça e limpe-se o bom nome dos restantes envolvidos), não posso deixar de apontar várias questões que não abonam a favor nem da Justiça, nem do Futebol, cá da nossa terra.É ridículo, quando se apresta para terminar a temporada 2007/08, estar a equacionar o que fazer com questões (entenda-se jogos) da época 2003/04. Em termos desportivos, essa realidade está a uma eternidade de distância. Imaginando que algo de errado se passou efectivamente, que correcção lógica se poderá efectuar quando resultados e classificações há muito estão homologados?Retirar pontos a determinados clubes (ou mesmo fazê-los baixar de divisão) não resolve, por si só, as eventuais irregularidades. Hipoteticamente, um título manobrado fora dos relvados, um ilícito apuramento para a Liga dos Campeões, uma presença imerecida na Taça UEFA ou a injusta permanência no escalão principal não se podem consertar. Quem beneficou... ganhou muito com isso; quem foi prejudicado... jamais conseguirá quantificar danos e ser devidamente ressarcido.Em caso de condenação, é evidente que isso deixará marcas, pois manchará para sempre o nome dos envolvidos, mas a reposição da verdade é impossível. E o castigo, em determinada altura, até poderá ser simpático. Veja-se, por exemplo, o caso do FC Porto. A confirmarem-se as irregularidades em causa, os dragões perdem 6 pontos esta época. Desportivamente, isso não afectará nada. O título de 2003/04 está assegurado e o actual também. Aliás, a não conseguir escapar à acusação, os portistas terão todo o interesse em ser punidos... de imediato. Mais tarde, poderiam iniciar em desvantagem a temporada seguinte. E ainda há outra vantagem: um eventual castigo da Liga antes das decisões dos tirbunais regulares, impedirá consequências mais nefastas. A Liga não poderá rever as respectivas decisões se, futuramente, se apurar algo mais grave noutras sedes.Em Itália, mesmo sabendo-se que como em qualquer outro lado a Justiça tende a ser algo diferente quando aplicada a pessoas ou instituições com "peso" diferente na sociedade, a resolução dos mais recentes casos de corrupção no futebol, surgiu bem mais depressa, a tempo de diminuir os benefícios de quem actuou de forma incorrecta. Cá é como se vê...PS - Acredito que retirem 6 pontos ao FC Porto, mas ninguém me convence que, caso se aplicasse outra sanção, alguém tivesse coragem de propor a descida de divisão do clube das Antas. E antes que comecem a fazer juízos de valor precipitados, acrescento que também não acredito que em Portugal alguém avançasse com a proposta de enviar Benfica ou Sporting para as divisões secundárias.

Luís Avelãs

10 comentários:

Anónimo disse...

"Zé do Boné" sempre actual

As gentes do Porto são ordeiras porque, se não fossem, há muitos anos teriam recorrido à violência perante os enganos dos árbitros que têm decidido da perda de muitos campeonatos e Taças de Portugal

mizé disse...

"E antes que comecem a fazer juízos de valor precipitados, acrescento que também não acredito que em Portugal alguém avançasse com a proposta de enviar Benfica ou Sporting para as divisões secundárias."

Não esteja tão certo, o amigo, que por cá pode ser tudo à força, dependendo de quem bufa, como ora no apito, com juízes, magistrados e polícias, além dos media de jornais, telebisões e rádios, mais jornalistas vendidos, livros ditados, filmes à pinhona, bufaria, tudo à imagem dos almeidas benfiquistas!

E tá aqui um ca morgada, olha, tamos aos milhões na Sicília, tal o poder da máfia, maioria, que tem poder de invenção danado e, mais, manda na polícia e nos juízes!

Mr.M disse...

Anda para ai uma conversa parva de tentar comparar a corrupção italiana com a suposta corrupção em Portugal!

A maioria das pessoas que falam nem sabem ao certo o que se passou em Italia. Devem achar que andaram a comprar arbitros lá! Tudo errado!

Em Italia a Juventus, Milan, Fiorentina e outros clubes, combinavam resultados e titulos. Hoje ganho eu, na proxima epoca ganhas tu! Isto sim é corrupção.

Ou pensam que em Portugal LFV e PDC se sentavam na mesma mesa para combinar resultados?

Deixem-se de merdas. Se o Porto cair, cai a liga com ele e depois vamos todos ver futebol para as distritais. O pais está mal porque 65% dos habitantes sofre de uma doença seria: anti-portismo!

Anónimo disse...

Nós sabemos quem vocês são e um dia nos encontraremos!

Anónimo disse...

Aliás como se viu há poucos anos atrás, o SLB apresentou comprovativos falsos do pagamento de dívidas à Segurança Social e/ou Finanças e nada aconteceu (sendo a sanção prevista a descida de divisão).

Luis disse...

Pois, e aqui há uns anos o SLB também devia ter descido por inscrição irregular do Ricardo Rocha, tal como aconteceu com o Gil Vicente no caso Mateus, mas claro que foi tudo abafado e não aconteceu nada.

Anónimo disse...

Curioso como num caso de corrupção e num "suposto" caso de utilização irregular de um jogador (Meyong), se aplique a mesma pena: 6 pontos.
São casos de cariz idêntico!!?? Só mesmo neste país de faz de conta...

Anónimo disse...

este texto serve para dizer que como não é possível punir atempadamente nem ressarcir os prejudicados não se deve fazer nada?
Também é essa a sua opinião nos casos de assassínio?

Gomez disse...

- Mas afinal quando é que isto acaba de vez?? Pague quem tiver de pagar e acabe-se com este espectáculo todo!! Corrupção houve, não pode haver dúvidas, e os culpados têm de ser castigados, doa a quem doer!!!! Lembrem-se que as escutas foram apenas de uns meses, o que não teria sido nos 25 anos, repito 25 anos, anteriores!!!

Anónimo disse...

Eugénio,
tantas e intermináveis horas a cobrir este processo, e....provas?! não se arranja nenhuma?! é que para se punir alguém de alguma irregularidade, é preciso provas não?

É que a comunicação social publica decisões se calhar antes de os clubes serem formalmente notificados, nos tribunais é aquilo que já sabemos...portanto, palha para boi é coisa que não falta...agora...provas, é que não vejo nada. Não lhe faz impressão escrever estes parágrafos todos e só conseguir dizer que "lhe cheira", ou que "desconfia". Mas então para que serviram todas as escutas, as intermináveis sessões de tribunal, etc. etc.? Apenas para vender jornais e vilipendiar pessoas que, até prova do contrário, são inocentes?

Quis também o destino que tudo isto aparecesse em força na semana de mais um título do FC Porto. Uma coincidência, mais uma....