AGORA ESTOU AQUI

segunda-feira, março 03, 2008

Derby em Lisboa



Paulo Paraty, há uns meses atrás, em entrevista colectiva a um jornal desportivo, dizia que “os comentadores de arbitragem deviam explicar aos leitores o porquê dos erros”.Ontem em entrevista ao Jornal de Noticias, Paraty dizia “A minha nomeação foi um prémio à competência e não à carreira”. Outra frase que gostei de ler foi “ limito-me a aplicar as leis do jogo sempre com bom senso e ponderação que também se pode considerar uma regra".
Ora aí está a decima oitava lei do jogo.
Depois do presidente da comissão de arbitragem da liga, ter elaborado dois comunicados diferentes sobre “ o atraso deliberado e o corte”, esta época é assim inovadora em novidades das leis.

Análise aos casos mais falados e escritos no jogo de ontem Sporting – Benfica, provavelmente o último clássico que o engenheiro Paulo Paraty arbitrou.
Decidiu bem não assinalar duas grandes penalidades; uma quando a bola toca na mão/braço de Miguel Veloso no remate de Cardoso depois de ressaltar/tocar na perna. A outra quando Purovic deixou-se cair para trás sobre Katsouranis
Decidiu bem expulsar Nelson. A entrada em tacle como Nelson fez sobre Celsinho está reconhecida na decisão quatro da lei doze que deve ser punida com cartão vermelho por brutalidade.
Decidiu mal ao trocar o cartão vermelho por um amarelo a Katsouranis que em conduta violenta atingiu Moutinho. Ficou por exibir o cartão vermelho a Cardozo, que com o cotovelo atingiu Tonel no peito e no queixo. Só com ajuda da tecnologia é que a equipa de arbitragem poderia ter feito justiça, Mas recordo que não há nem grandes nem pequenas agressões, muito menos existe intensidade. O que a Lei diz é que quem agredir ou tentar agredir deve ser expulso.
Por ultimo, grande penalidade por assinalar favorável ao Sporting CP. Leo rasteirou e derrubou Vukcevic, com Paraty perto da jogada, não sendo possível explicar, porquê que, cometeu tal erro.

24 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Excelente.
Temos aqui um comentador que daria um grande árbitro.
Sou do Benfica e portanto até estou feliz, podíamos ter acabado com sete ou oito jogadores.
Claro que Tonel fez muito bem em não responder aquela brutal agressão (aliás nem podia pois caiu logo redondinho).
Uma dúvida Nelson não toca no senhor jogador do Sporting mas é punido pela intenção, não é verdade.
Parabéns, continue.

C. disse...

Mais uma vez o empurrão da ordem, desta vez é só pró 2º lugar, mas até para isso só levados ao colo...

C. disse...

Tem tanto bom senso que uma vez expulsou o António Sousa por ele ter dito foda-se...por acaso não deve ter ouvido os outros trezentos e vinte e oito foda-ses que se ouviram naquele jogo em S. João da Madeira...

Anónimo disse...

tu és o ex árbitro josé leirós??????!!!!!!!!
fdx ta perdido este mundo

C. disse...

Perdão, não foi o António Sousa, foi o filho dele, Ricardo Sousa, num jogo do Beira Mar para a taça.

androctonvs disse...

"Mas recordo que não há nem grandes nem pequenas agressões, muito menos existe intensidade. O que a Lei diz é que quem agredir ou tentar agredir deve ser expulso."

Pois... porreiro, pá.
Se não existe intensidade, também quero daquilo que tomas :)

Não leves a mal, mas.. por favor! "Não existe intensidade?" Não é a intensidade que distingue um carinho amigável na cara dos jogadores (como costuma acontecer) de um CHAPADÃO BRUTAL QUE DEIXA UM SER HUMANO PENTAPLÉGICO?

Just askin'

;)

Mr. Shankly disse...

E o Tonel não agrediu ninguém, claro. Excelente análise.
E os fora-de-jogo, continuam a ser decididos quando a bola chega ao avançado?

Anónimo disse...

Fantástico José Leirós! Por isso é que não foste muito longe na arbitragem.
Tem juízo, finge que estás lesionado e pede ao Eugénio para saires.

nandao disse...

José Leirós, você fala bem, mas porque é que não fala nas arbitragens a favorecer o FCP?

Porque não veio dizer que o Bruno ALves deveria ter sido expulso pela pisada nos "cojones" do Moutinho?
É que nem Sumaríssimo levou!!!

O Liedson era expulso da falta que fez sobre o Hélton, que com o pé lhe ia partindo os braços!!!

Mas isto ninguém vê, é espantoso!
Nem Pintinho, nem o Chivas Soares Franco, niguém vê, cala-se tudo.

Quando toca ao Benfica, aí muda tudo.

Que frustrados!

abidos disse...

Como isto às vezes só com um desenho é que resulta, aconselho o autor do post, e a quem mais queira, a visionar o seguinte video, pois apesar de estar incompleto, ajuda alguma coisa:
http://www.youtube.com/watch?v=MmDekWI8P0U&eurl

Arquivo Vivo disse...

Só te falta um servicinho de loiça
para pareceres o coroado.

Quando será que o Estado se lembrará de cobrar imposto a tanta
estupidez?

Coluna D'Águias Gloriosas disse...

o seu colega ou ex-colega Jorge Coroado afirmou domingo á noite sobre o lance de Miguel Veloso...

Não interessa se é bola na mão já que Miguel Veloso mexeu o braço no momento do toque e alterou a trajectória da bola....SENDO ASSIM FOI PENALTI

Em que ficamos então?

é claro que ontem na SicNotícias Guilherme Aguiar disse que o jogador não podia arrancar o braço, mas enfim todos nós sabemos da seriedade das declarações deste senhor em relação ao Benfica

O que é facto é que Miguel Veloso ao mexer o braço alterou a trajectória da bola

Anónimo disse...

- Mas será necessário uma explicação para o Paraty não assinalar aquele penalty que toda a gente viu, incluindo ele??!! Está mais que explicado, é que se fosse na outra área, de certeza que era assinalado!!! Não sei o que deu aos árbitros agora que não assinalam penaltis a favor do Sporting!!! Não é assinalar por assinalar, mas sim penaltis que todo o mundo vê, flagrantes!!!
- Estou a ver que o Sporting, e quero referir-me aos seus dirigentes, não têm peso nenhum no futebol nacional. Ai se acontecesse estes casos com o FCP ou com SLB, a Terra andava ao contrário e os Céus desabavam!!!!!

- E não apetece chamar FILHOS DA PUTA A ESSES GAJOS??!!!!!

Gomez

Anónimo disse...

Só duas duvidas. O pontapé do Tonel ao Cardozo que desencadeia a cotovelada não é também agressão? É bem pior que o do Katso. Não há falta sobre o Leo antes de este fazer Penalty?
Obrigado

Lagarto Vermelho disse...

O Sr. José Leiros, que ganha a vida como fazedor de opinião, deveria dizer tambem que o lance do Cardoso nunca teria acontecido, se o Sr. Paraty tivesse assinalado o pontapé do Tonel, ao próprio Cardoso. Ou estou errado? e se o Sr. arbitro tivesse assinalado a falta sobre o Leo,no inicio da jogada, teria havido penalty?. Ou estou outra vez enganado?
Não será da mais elementar justiça
reconhecer estes promenores "insignificantes"? ou será que V.Exa, reconhecido fazedor de opinião, está apenas a fazer o papel de um vulgar adepto?.
Nesse caso, assuma esse estatuto, e todos compreenderemos.
No caso do Nelson, não tenho a mesma opinião, mas neste caso, a minha opinião é tão boa como a sua, e cada um tem a que tem, e pronto.

Anónimo disse...

Já que foi tão rigoroso a dar vermelhos a toda a equipa do Benfica (para a próxima se calhar é melhor a lagartada jogar sózinha e sem árbitros), seja ao menos honesto e reconheça que o Tonel antes desse lance também agride com os pitons o joelho do cardozo e que o grimi agride violentamente C.Rodriguez. Sim, agressões puras, porque, segundo o Sr Leirõs, não interessa a intensidade.

Uma pergunta a alguém especialista: não é o futebol um jogo de contacto? E isto leva-me à próxima questão: o das simulações. Será que não está escrito em nenhuma lei que simulação é considerada anti-jogo e por conseguinte o cartão amarelo devia ser exibido a quem recorre vezes sem conta à vigarice do mergulho? Tiuí e Moutinho foram os reis neste jogo e, pelo que me lembro, não levaram nenhum amarelo, pelo contrário, 100% dos mergulhos foram marcados como faltas contra o Benfica.

JB disse...

dar-lhe-ia uma venia perante tal post se... o sporting tivesse ganho e tivesse feito o mesmo, o seu problema é o mesmo da maioria dos arbitros, é terem a escola toda, queria ver este post caso o sporting tivesse ganho...

abidos disse...

Espero que tenha visionado o video recomendado, agora aconselho o seguinte post:
http://oinfernodaluz.blogspot.com/2008/03/silncio-de-ouro.html

abidos disse...

E ainda falta uma entrada do Pereirinha, sobre o Di Maria, com os pitõns à frente...

LEÃO DA ESTRELA disse...

É difícil ter sucesso estando bem com Deus e com o Diabo. A verdade é que o Sporting tem de fazer alguma coisa para eliminar aquilo que pode ser classificado como um comportamento de enguia no que concerne à arbitragem.
Nesta matéria, o histórico dos dirigentes leoninos não é, de facto, recomendável: ora assobiam para o lado quando está em causa o “Apito Dourado”, ora saem à rua numa gritaria inconsequente, ora ficam escondidos num estranho silêncio depois de terem sido roubados à vista de toda a gente, ora pedem para repetir um jogo com base na argumentação jurídica mais obtusa, ora decretam um patético luto pela arbitragem, ora calam e consentem situações de claro benefício, para gáudio do "sistema". Em resumo, o Sporting precisa de escolher um caminho e de ser consequente, de modo a ganhar a batalha da credibilidade. Só assim a sua voz será ouvida e respeitada no futebol português.

Anónimo disse...

"Ficou por exibir o cartão vermelho a Cardozo, que com o cotovelo atingiu Tonel no peito e no queixo"
O Tonel 1º ñ mandou 1 pontapé no Cardozo?
Qto é k o peidoso do Norte te pagou pra escreveres isto! Ou tás c\ medo aos barrotes dos super dragays?

zédocabo disse...

Lê-se os coments e é claro que não é por falta de almeidas que o serviço de sapador fica por fazer ao Benfica, ihihi...

que parece algum galinheiro à meia-noite aberto!...

ze maneli disse...

De língua é que essa malta é o máximo. Ninguém os vence, se têm sempre mais um argumento para atirar ao parceiro. E não há regra que se aplique ao Benfica, se ele é o único e os mais é que se lá se calem e sujeitem.

Atrevidos com'ò raio, não perdoam, como essa que o bufo mor bufou à orelha da carola, moça, ó escreve aí que o meu inimigo é que bufa, lhe disse, cagando, já sabendo que a morgada lhe ia ler o livro.

De modo que quando vêm com essa, já sabemos que o bufo é o patrão deles, porém querem que só pague as favas outro, que não caga comò bieira nem como qualquer galinhola.

Mas ninguém vence em provocação os almeidas.

Anónimo disse...

Por favor... não deixem falar mais este senhor...É tanta a parcialidade que até mete nojo...
De uma vez por todas cale-se e não diga só babuzeiras...

Irra que é demais...