AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

A NOVA MODA PARA TRANSFORMAR OS CLUBES

Rotary vai ser a grande inovação a implementar nos clubes, de modo a que o futuro seja mais risonho e menos penalizador para as colectividades deste país.

Façamos um retrato do que é um Rotary:

É um movimento universalista com 103 anos de existência, espalhado por 180 países, agrupados em 531 distritos rotários, agregando cerca de 1 300 000 pessoas nos mais de 32 000 clubes existentes.

Rotary é uma organização de profissionais e homens de negócios que se juntam para servir. A chave de entrada para Rotary é o negócio ou a profissão de cada um - mas sem servir não se pode ser um verdadeiro Rotário. Esta é a ideia geral, a ideia que enforma Rotary Internacional.

Segundo os entendidos, os clubes de rotários são constituídos por pessoas de posses, que se juntam em jantaradas, e que de vez em quando têm gestos de beneficiência.

Cada clube rotário é um conjunto de profissionais que irá servir na área geográfica da sua implantação, e de acordo com as oportunidades locais.

Cada clube, cumprindo as mesmos princípios universais de rotary e prosseguindo os mesmos valores, possa ser ele próprio original, mantendo uma autonomia criativa.

Cada clube será, assim, uma diferente interpretação de rotary.

Aqui reside em grande parte a base da diferenciação rotária: que sendo os princípios os mesmos, seja bastante diferente a sua execução. E é também nesta diferença que está um dos grandes encantos de rotary - e uma ,justificação do enorme agrado, sempre que visitamos outros clubes: ver neles a maneira como interpretam e vivem os nossos mesmos princípios. E porquê esta diferença? - porque diferem muito, de clube para clube, as características dos seus elemento. E porque diferem,igualmente, de clube para clube, as circunstâncias de lugar...


O futuro está aí, é só aplicar as orientações dentro e fora das quatro linhas.


2 comentários:

Anónimo disse...

Os chamados rotàrios sao um grupo de individuos com os bolsos cheios que supostamente ajudam as comunidades mais desfavorecidas.Aqui, desde o Canadà, eu chamo a isso ''Bullshit''.
Damiao Santos

Anónimo disse...

Já há um clube que tenta seguir esse modelo - o Sporting, e com os resultados que se vêem.

Por isso, não obrigado.

De elites já estamos nós cheios.