AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, fevereiro 15, 2008

Dinheiro no esgoto




O que se vê na segunda imagem não é uma simples tampa de esgoto. É uma mina de ouro, em pleno centro histórico de Bremen, na Alemanha. Reparem na pequena ranhura no meio da caixa: é lá que caem as moedas. Milhares de cêntimos por dia, para ouvir o som cavernoso de um Burro, um cão, um gato ou um galo (foto de cima). São as quatro personagens da fábula «Músicos de Bremen», dos irmãos Grimm. Bremen não só adoptou o conto, como retirou rendimentos brutais da história através de estátuas espalhadas pela cidade e com o tal tampo de esgoto que emite os sons do quarteto de bichinhos.
A pergunta e óbvia: como é que em Portugal ninguém se lembrou disso? Ainda vão a tempo. Imaginem uma tampa destas à porta do Estádio de Alvalade: 10 cêntimos para ouvir os bufos. E no da Luz? 20 cêntimos para se perceber o que disse Cardozo a Camacho, quando foi substituído no jogo com o Nuremberga. No Dragão, não fariam a coisa por menos - 50 cêntimos, taxa mínima para ouvir o Mariano Gonzalez festejar um golo (som ainda em regime experimental).