AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, janeiro 16, 2008

DEFENESTRAÇÃO

Carlos Janela foi o carneiro sacrificado na salgalhada do "Caso Meyong". Se calhar noutro meyong é que estava a falta de virtudade mas mais uma vez se optou pela solução mais fácil, sacrificando-se um profissional qualificado e que sabe de futebol como poucos. Carlos Janela saberá continuar a fazer o seu caminho, com a certeza de que no futebol também os momentos positivos são por norma esquecidos e que ao mínimo deslize o prémio é...um pontapé nas costas. Enfim, é o Mundo que temos. O próximo habitado pelos vistos está muito longe...

6 comentários:

Tito disse...

Já andas a fazer plágio dos títulos dos outros blogs? Vai ao antonio boronha e esse título tem dois dias.
tem vergonha.

Anónimo disse...

Carlos Janela esteve no Sporting e não faltavam os remoques a Pinto da Costa... Portanto não me surpreende a sua incompetência.
Vindo do Sporting não admira e depois na vez de atacar PC podia ter aprendido qualquer coisa.
Também não me esqueço, embora não me recorde em rigor das palavras utilizadas, que reclamou para si um profundo conhecimento do futebol. Vê-se...
Já agora não se arranjará na instituição dita gloriosa uma sinecura para esta sumidade?

Anónimo disse...

Já está a fazer a papinha para o Janelas ir para Alvalade ? Olhe que o fulano tem curriculum por lá, desde o dia em que tramou os Juvenis (96/97), com uma habilidade administrativa, dada a sua "inegável capacidade"
Haja decencia

Manuel Leão disse...

Sr. Eugénio Queirós:

O Sr. escreveu: « (…) no futebol também os momentos positivos são por norma esquecidos e que ao mínimo deslize o prémio é...um pontapé nas costas. Enfim, é o Mundo que temos.»

Quem não tivesse lido outras coisas suas, neste “blog”, diria que se tratava de um moralista bem intencionado. Bem prega Frei Tomás!

Vergonha é o seu "blog" manter um inquérito (ou uma enquete), intitulado "1 SUCESSOR PARA BENTO". A isto chama-se fazer o “funeral” ainda em vida. Que mal lhe fez o homem?

Faz-me lembrar aquele contador, ridículo, que Rui Santos manteve durante mais de um ano, no “Tempo Extra” da SIC Notícias. Esse contador destinava-se a calcular quanto tempo a SAD do Sporting aguentava sem vender "as jóias da coroa".

O Sr. e ele deveriam trabalhar juntos, unindo esforços para o mesmo objectivo! Ambos gostavam muito de derrubar o homem!

Ele sempre lhe poderia emprestar aquela “alta tecnologia”, onde movimenta umas setas e uns círculos, com um ar compenetrado de grande estratego. Tudo para evitar comer uns amendoins, por não saber o que fazer com eles. Você deve saber do que é que eu estou a falar!

Se o ridículo fosse taxado, talvez não houvesse défice! Não é, mas deveria ser …

Pedro Reis Sá disse...

O futebol é injusto. Ainda bem que alguém entende do que realmente se passou!!

Anónimo disse...

Para que servem os "SERVIÇOS ESPECIALISTAS" (provavelmente BEM pagos)da FPF e LIGA ???!!!......