AGORA ESTOU AQUI

domingo, dezembro 16, 2007

Depois de Jorge Coroado...


Aproveitando o intervalo no Estádio do Mar, onde o Leixões começa a dar passos firmes para consolidar a permanência na Liga principal, vence por 2-0 o U. Leiria, aproveito, porque estamos em época de Natal, para recomendar um livro que pode ser oferecido ao próprio ou àqueles de quem gostem.
Já foi no início do mês de Novembro que ele foi publicado, mas não se tem falado, nem escrito muito sobre ele.
Já lá vai algum tempo que Jorge Coroado publicou o seu Livro e esse atingiu o top de vendas nacional.Agora, neste final de ano, outro árbitro lisboeta fez o mesmo, pois não podia ficar atrás do seu colega, da sua referência ou do seu rival."São relatos empenhados de quem viveu por dentro e intensamente momentos únicos e irrepetíveis da Festa do Futebol Mundial. Alegrias e tristezas. Esperanças e desalentos. Venturas e desventuras. Quantas aventuras!”Vítor Pereira é o único português, na História do nosso Futebol, a estar presente em três fases finais de Mundiais de Seniores.Em entrevista ao DN, quando questionado se "foi o melhor árbitro português?" respondeu da seguinte forma: “O meu currículo é público. Comparem com todos os colegas de toda a história da arbitragem portuguesa e tirem conclusões.Fui o único português presente em três fases finais de campeonatos do mundo (duas como árbitro, França e Coreia/Japão e no Alemanha, como elemento do quadro de instrutores de árbitros)... Vivi um momento muito emocionante quando me estreei no França 98. Este é um livro de memórias em jeito de diário onde se põe para posteridade momentos que fui a única pessoa a viver. Porque quando fui nomeado para o primeiro mundial não tinha qualquer referência, não havia nada de experiências. Não sabia nada. Fui à descoberta do caminho sozinho. Este livro tenta evitar que isso se repita".
Digo eu; Falta de Humildade... Falta de Cultura, dirá o Lucas....valha-lhe Deus.

Sem comentários: