AGORA ESTOU AQUI

sábado, novembro 10, 2007

O NOVO REGIME


O que se passa actualmente com a arbitragem portuguesa é algo, como diria o rei Artur, "perfeitamente normal". Ora, todos sabemos que a normalidade não se quer perfeita e muito menos a perfeição se quer normal.

Os nossos árbitros estão viciados num sistema que de certa forma os corrompeu. Um sistema que o colocou sempre num estranho limbo, à mercê de várias influências. Numa frase, nas mãos dos dirigentes.

Tudo mudou desde que a equipa de Hermínio Loureiro chegou à Liga.

Não mudou por causa de Vítor Pereira, mudou por causa do novo estilo de governação.

Hermínio é um homem da política e a política dá 10-0 ao futebol no que se refere a jogos de bastidores e à percepção de realidades. E muita tarimba também.

A equipa de Hermínio depressa fez o diagnóstico da situação e se mais material não houvesse tinha o dossier do Apito Dourado para servir de base de trabalho.

Vítor Pereira na liderança da Comissão de Arbitragem - após os consulados de José Luís Tavares e Luís Guilherme - foi um lance político e como tal deve continuar a ser entendido, até pelo próprio. Ou sobretudo pelo próprio.

Vítor Pereira foi o melhor árbitro português dos últimos 20 anos e este estatuto também lhe granjeou anti-corpos. Dele se diz que é vaidoso e distante. Mas ninguém pode dizer que não é sério. O que, convenhamos, era algo muito difícil de conseguir no anterior regime.

O que se vê agora? Uma pequena campanha contra Vítor Pereira. Porque não dialoga com os árbitros, porque não os defende, porque se vê muito ao espelho, porque criou novas leis do jogo...

Não é isso que é importante. Vítor Pereira, repete-se, é apenas um meio. O fim continua bem definido no horizonte e é: limpar a arbitragem das excrescências que a tornaram um sector mal frequentado, aproveitando as potencialidades de alguns árbitros que em breve podem também assumir a posição de dirigentes.

Acreditem, muita coisa mudou na arbitragem.

Antes de tudo, ao nível das condições proporcionadas aos árbitros. Materiais, de segurança e até espirituais. Mas os árbitros também se estão a adaptar a uma nova realidade a a purga no fundo ainda não foi feita, embora esteja em curso.

Vão ver, por exemplo, quantos jogos importantes fez esta época Augusto Duarte.

Vejam também o que acontece a um árbitro quando comete erros grosseiros.

A arbitragem da Liga é hoje algo que nunca foi ontem. Não tenho dúvidas, melhor. Pior era quase impossível, é verdade, mas durante muitos anos ninguém mostrou vontade em mudar o que estava mal.
Não interessava.

A Liga merece bem mais que o benefício da dúvida quando se fala em arbitragem. Merece sobretudo a confiança dos árbitros que outrora era manipulados por aqueles que se queixam quando perdem ou empatam.
Olhem também para a tabela classificativa. Para o fundo da tabela.

10 comentários:

Anónimo disse...

Claro que a arbitragem está "melhor"!!

5 golos irregulares permitidos ao F.C. Porto em 9 Jornadas da Super Liga.. a arbitragem não podia estar "melhor"!!

Mais isso são apenas "pormenores"

;)

Anónimo disse...

O que acontece a um árbitro quando comete erros grosseiros? Resposta: Depende dos clubes envolvidos. Percebeste ou é preciso um desenho?

Anónimo disse...

Agora que o teu clube de merda subiu uns lugares andas com muita cantiga.

Já agora, suponho que o Guimarães está nos lugares de cima porque é uma grande equipa...

Quando levares umas lapadas no bessa vai-te queixar ao sindicato.

Anónimo disse...

E B.Paixão?! E L.Baptista?! E Elmano?! E o JOÃO?! E P.Henriques?!
E P.Proença?! E Paraty?!

Anónimo disse...

Deve ser por isso é que o João "Pode ser o João" Ferreira depois da cagada que fez na passda semana na Madeira, foi agora nomeado para a Amadora.

Também deve ser por isso que como o Benfica não se pode atrasar mais leva com o B.Paixão, Paraty, Proença e nas próximas jornadas devem ser os Hélios e os Elmanos.

E que dizer ainda do B.Paixão, que só faz merda (o jogo da Supertaça é apenas um exemplo), e continua a ser nomeado todas as semanas.

Ó Eugénio, que teoria de merda que você foi buscar. Podia antes escrever sobre o facto de Andrade e Sousa ter dito que não era nem mentiroso nem corrupto e o Orelhas ter ficado calado que nem um rato. É só uma sugestão.

Anónimo disse...

Muitos anos ?! Quantos?! Ou desde sempre?!

Anónimo disse...

Coitado do A.Duarte,que me parece, nunca foi arbitro de muitas arbitragens polemicas.
Olha se "ELE" um dia tivesse marcado três penaltys e nenhum ao que parece tivesse existido!

Anónimo disse...

olhe por uma vez também para o topo. ou o que serve para uns não se aplica aos outros .desde que não sejam da nossa cor... espero que os árbitros continuem a ser castigados quando erram mesmo que os prejudicados sejam da zona das antas enão só quando estes são os beneficiados se bem que estas situações tenham mais impacto na comunicação social e tenhamos que "comer" com ela todos os dias...

Anónimo disse...

"anónimo disse...
E B.Paixão?! E L.Baptista?! E Elmano?! E o JOÃO?! E P.Henriques?!
E P.Proença?! E Paraty?!"
Afinal,eu que me tinha proposto fazer um desenho, para melhor perceberes, já outro anónimo se adiantou. Mas se precisares, ainda há mais e até se acrescentam fotografias dos estádios.

Anónimo disse...

Como é possivel continujares a defender o Herminio e a Liga.
Dizes cada uma. Esta bem que sejas amigo dele e que tenham amigos comuns.
Mas, nao te esqueças que és um jornalista com nome.
Não defendas o indefensável.
Achas que se o Vitor Pereira fosse HONESTO ou SÉRIO tinha lá comno secretario da arbitragem o Carlos Pinto.?
Achas que se fosse SÉRIO tinha construjido um lobbie para derrubar o Jorge Coroado?.
Achas que se fosse SÉRIO tinha ido para boites com o Jorge Gomes e o Reinaldo Teles quando era arbitro?
Achas que se fosse SÉRIO quando era arbitro foi ao Moreirense eliminar da FInal da Taça beneficiando o Beira Mar do Gilberto Madaisl e saiu com os vidros partidos do automovel?
Queo o Senhor de Matosinhos te perdoe