AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, novembro 09, 2007

O LUGAR, ONDE?




Diz o slogan que o lugar de Vítor Baía é ao lado do adepto. Ok, tá bem visto. Mas não seria de esperar que Baía tivesse já uma presença mais forte na vida do FC Porto? Bem, vi-o em Marselha, a assistir à conferência de Imprensa, sei que esteve no último sorteio da Champions ao lado de Antero Henrique e numa ou outra acção de propaganda. Parece-me manifestamente pouco para quem muito deu e muito tem ainda para dar. Mas, tal como estará a acontecer com Rui Cerqueira, no FC Porto há pouca margem para outros protagonismos. E, obviamente, a política de comunicação continua com tiques soviéticos, pelo que entretanto nos temos que contentar a saber no site do clube que a delegação de Pretória organiza este fim de semana um campeonato de sueca.
PS - Upgrade: Baía vai estar para a semana em Toronto, na festa do clube dirigido por Cesário Brás. E segunda-feira Fernando Gomes parte para Joanesburgo, para outra festa de uma casa portista, enquanto Paulinho Santos vai a Long Island. Alípio Jorge, o novo responsável pelas casas e filiais, está imparável...

6 comentários:

Anónimo disse...

Ficaste a saber também no site, que cada vez mais, ou melhor, uma vez mais o Porto envia 4 jogadores para a selecção... Não era esta mais uma utopia do lfv... Ter um clube que fosse a espinha dorsal da selecção?
VQ

Barbeiro de Sevilha disse...

O Eugénio parece que é mais um, entre milhões neste país, que não percebe a verdadeira razão de o FC Porto ser um clube do Top Europeu, implantado num país de bananas.

Naquela casa, como em qualquer empresa bem gerida, há um hierarquia bem definida e lá ela não existe apenas no papel, mas tambem na pratica, onde cada elemento sabe perfeitamente a posição que ocupa e qual a sua verdeira função.

Vitor Baia foi um enorme jogador, é um simbolo do clube, mas no que concerne à gestão de um clube está numa fase de aprendizagem. Rui Cerqueira enquadra-se na mesma lógica. Sabe quanto anos Antero Henrique teve de palmilhar ate ser o que é hoje na estrutura do FC Porto.

Quanto aquilo que voce considera como "tiques soviéticos" da politica de comunicação, é sem duvida a melhor forma de tratamento para com aqueles que tentam conotar o FCP como entidade sem lei, como é o caso do pasquim onde trabalha.

Coluna D'Águias Gloriosas disse...

o eugénio esqueceu-se de dizer que o Baía também foi ao casamento do papa....

Anónimo disse...

Capitão Gay, Gay, Gay, é o Capitão Gayyyyyy!!!!

Anónimo disse...

Com 80% da CS na capital......

Anónimo disse...

tiques soviéticos para contrapor à imprensa salazarenta com que lida... dali só se sabe o que se quer, não o que os outros querem. para isso têm o Luis Filipe Vieira todos os dias a debitar palavreado. devia ser suficiente para a maior parte dos blogueiros da nossa praça!