AGORA ESTOU AQUI

domingo, novembro 18, 2007

HONESTIDADE INTELECTUAL


Hélder Conduto e António Tadeia deram sábado à noite mais uma prova de grande honestidade intelectual num jogo que podia ter sido muito complicado se o árbitro inglês Mike Riley, um dos tais profissionais, tivesse assinalado, aos 34', uma grande penalidade contra Portugal, quando Ricardo mergulhou para a bola, não chegou a ela e acabou por derrubar com a cabeça um avançado da Arménia. Tadeia numa primeira análise entendeu que o jogador arménio se aproveitou do lance, Conduto desde logo deixou margem para dúvidas. Depois do intervalo, devem ter revisto o lance e, então sim, ambos concluíram que era motivo para grande penalidade. Nem sempre é fácil sobretudo quando os próprios jogadores se empenham mais em simulações que propriamente em jogar à bola, como é o caso sistemático de Ricardo Quaresma [no lance acima o árbitro assinalou falta e livre perigoso para Portugal] também quando usa e abusa das trivelas em vez de olhar para o exemplo de Bosingwa, pois é assim que se tira um cruzamento: cortando bem a bola para a área.

7 comentários:

Anónimo disse...

Geninho, a unica resposta que mereces "Vai apanhar no....".
Para escreveres merda desta, ja se sabe que o Quaresm, nao tem boa imprensa, basta estar no clube que esta, nao precisas de vir acentuar mais.
Quando ele for para um clube Europeu e comecar a ser louvado por a imprensa desse Pais, ja lhe vais lamber o ...

Anónimo disse...

O arbitro nao marca penalty porque nao ha INTENCAO do guarda redes em derrubar o jogador que perseguia a bola, o arbitro so peca por nao dar um amarelo ao jogador da Armenia e ao Simulao a mesma coisa
num lance em que o adversario chegou a bola primeiro, Simulao atirou-se ao chao e ai era um amarelo.
Mas infelizmente os Portugas estao
habituados a palhacada e depois os
as arbitrgens sao o que sao.

sentimento lusitano disse...

que SE FODA a selecção.

nmarques disse...

Discordo totalmente. Acho que as imagens são claras a mostrar que o jogador se atira para o chão. O facto de o Ricardo o ter tocado não significa que o tenha derrubado. se cada vez que um defesa tocar um adversário dentro da área este se deixar cair, temos dezenas de penaltys por jogo.

Anónimo disse...

Não se trata de "honestidade intelectual". Demonstraram, tão-só, que não são (estavam)cegos!
ACL

Anónimo disse...

Eu gostava de ter visto essa tal de 'honestidade intelectual' do António Tadeia quando o Setúbal marca um golo em 3 metros de fora-de-jogo, que acabou por lhes dar o apuramento para a próxima fase da Taça da Liga, contra o Benfica, na Luz.

Aí, o exercício de 'verborreia intelectual' foi tão desconseguido que chegou a meter dó - até o Conduto tentou avisar, por a + b, que em boca-fechada-não-entra-rolo-de-carne. Mas nem assim.

Anónimo disse...

cASO SISTEMATICO DE qUARESMA......diz bem a tua idoneidade moral.....e nesta foto...sabes o significado de foto...não sabes? Vê onde está o joelho esquerdo do jogador da direita....Quando era o siulão...esse não era sistemático...era sintomático...